Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


quarta-feira, 18 de abril de 2018

Bela "festa" !...


Foliões do Purim em 1593
Amigos e amigas.
Que a guerra entre cristãos e judeus é uma verdade inegável, qualquer alienado pode ver ("Sob nenhuma circunstância, um judeu se torna amigo de um cristão ou de um muçulmano antes de acontecer que a Luz da fé judaica, a única religião da razão, brilhe sobre o mundo."- Adolphe Cremieux, pensador judeu, Séc. 19).

E nessa guerra de desiguais intensidade e modus operandi, os cristãos se revelam sempre e cada vez mais os passivos hospedeiros, escravos, cobaias, placa de Petri, playground, etc.

No texto abaixo, vê-se alguns detalhes da soberba e descaso dos talmudistas com tudo e todos os alheios às suas crenças e atitudes, inclusive em curtos vídeos.

Enquanto a humanidade não reage e luta por suas individualidade e autodeterminação, ninguém pode acusar os talmudistas de nada. Afinal, eles seguem o que "seu Deus lhes ordenou". É necessário fazer mais do que uma mulher, durante um estupro, dizer: "Ah, pára, vai !?".
FAB29

SEGREDOS DO JUDAÍSMO REVELADOS NO PURIM
Por Michael Hoffman 
Nesta quarta-feira, 28 de fevereiro, ao pôr do sol, começa o Purim, o festival talmúdico de vingança contra os goyim,   que é uma versão distorcida do livro bíblico de Ester.
O Purim Rabínico é baseado em uma leitura do "Pergaminho de Ester", isto é, "Megilla Esther".
Ester é um livro problemático, mesmo à parte da falsificação rabínica. Parece ter sido escrito para preencher uma lacuna. Deus está faltando em suas páginas e Jesus nunca citou Ester. O nome Esther é derivado do Nistar hebraico que denota "oculto". Eu coloquei o Livro de Ester na categoria de mistério.
Os rabinos optaram por adicioná-los, significativamente, como é seu costume com relação aos livros da Bíblia hebraica.
De acordo com o Midrash, Esther era casada com Mordechai: "Não só foi Esther uma mulher judia reta que abominou a noção de casamento com o rei Xerxes (goy); já era realmente casada com Mordechai, que foi o principal estudioso (master da lei oral) de sua geração. Toda vez que Esther ia ver Xerxes, eles a levavam, literalmente, e a obrigavam a ficar com ele. Ao longo de seu "casamento" com Xerxes, Ester ainda se manteve fiel ao seu verdadeiro marido, Mordechai. Quando ela deixou Xerxes, mergulhou em um micvê (banho ritual) e depois se encontrou secretamente com Mordechai".
A intrincada falsificação do passado é típica da perversão talmúdica da narrativa bíblica.
O megillah afirma que Mordecai tomou Esther como um "morcego", uma filha. Os rabinos afirmam que "morcego" na verdade significa "bayit", ou lar, um eufemismo para esposa. (Um trocadilho absurdo semelhante no Talmud babilônico [Sota 42b] é usado para "provar" que a mãe do oponente de Davi, o gigante Golias, era viciada em sexo anal).
No Purim, é necessário que o judeu fique bêbado; Ele vai ficar bêbado tanto que não poderá discernir entre o bem e o mal: "Não distinguirão entre Arur Haman ("Maldito seja Haman !") e Baruch Mordechai ('Bendito seja Mordechai!'). (Megillah 7b).
Judeus bêbados no Purin: https://www.youtube.com/watch?v=0TebUTVTO4o
E mais alguns: https://www.youtube.com/watch?v=VXgRUfkvKSc
Revelar estes fatos coloca este escritor em perigo, na categoria perigosa de apikorus (herético). Você não deveria ler essas palavras e eu não deveria escrevê-las.
Uma das refeições servidas no festival de Purim é "Orelhas de Haman" (oznei Haman), assadas na forma de um bolo. No entendimento cabalística deste minhag (personalizado), personificada pelo "sábio" hassídico "Rabi Zvi Elimelech de Dinov, conhecimento (Daas) não autorizados pelos rabinos e que emana de um apikorus, é um perigo espiritual". Consumir 'os ouvidos de Haman' na refeição de Purim simboliza a eliminação de opiniões perversas: o daat maligno, que é representado pelos ouvidos que ouvem. Esta é a ameaça espiritual particular representada por Amalek, que foi o progenitor de Haman ".
É também a "ameaça" representada pelo apikorus Jesus Cristo, que disse: "Aquele que tem ouvidos para ouvir, ouça" (Mateus 11:15).
Nos meios de comunicação pró-sionistas, são o padre católico e o calvinista que bate no púlpito que representam a caça aos hereges, e rabinos "tolerantes e amigáveis" e suas comunidades que são apresentados como os objetivos dos inquisidores, e não o contrário. Isso é uma inversão da realidade real da qual Jesus falou em Mateus 23: 30-39.
A religião do Talmud e da Cabalá é um sistema anti-bíblico oculto. No Purim, os adeptos desses textos estão vestidos no estilo Halloween com todos os tipos de trajes grotescos. Em 2013, o legislador do Estado de Nova York, Dov Hikind, zombou dos negros se disfarçando de cantor com o rosto pintado de preto peruca e afro (https://www.youtube.com/watch?v=VpYJ3funHHw).
Neste filme, dezenas de rabinos e centenas de seus seguidores se reúnem para ler a Meguilá, de Ester e o que você pode ver que não tem nada a ver com a santidade ou a gravidade que Steven Spielberg e meios de comunicação controlados têm associado em nossas mentes com os talmudistas. O que será visto é algo como um pandemônio ímpio:
Todo mês de outubro, os fundamentalistas protestantes protestam e advertem fortemente contra a observância do Halloween, mas essas pessoas de coração fraco têm poucas palavras de protesto ou advertência sobre Purim. Aparentemente, as almas judaicas não valem o esforço.
Megillah (מגילה \ מְגִלָּה) é etimologicamente relacionada com a palavra galah (גָּלָה): "revelar". (Strong's Hebrew (1540) define como "descobrir"). Pode ser traduzido como "Revelação do Oculto".
O credo dos talmudistas é basicamente uma farsa; uma falsificação da religião da Bíblia. Em nenhum lugar isso é revelado em maior detalhe e impresso do que nos ritos e cerimônias que ocorrerão após o pôr do sol no Purim e, em particular, no ritual de Purimspiel.
Aqui está uma manifestação da farsa de Purimspiel: https://www.youtube.com/watch?v=2Y_83JmStdw
"Nada está proibido durante o Purim": https://www.youtube.com/watch?v=M99LirFGqxc
Quando alguém é informado da verdade sobre uma operação iníqua, ele é duplamente amarrado e duplamente condenado se não fizer nada com conhecimento.

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Acaso x Criação


Amigos e amigas.
Eu me confesso um 'antievolucionista'. Não consigo aceitar que a vida na Terra, com sua espetacular, inacreditável diversidade tenha sido obra do acaso, de algum "caldo químico" onde as primeiras células se formaram há alguns bilhões de anos e, após uma incalculável sequência de tentativas e erros, foi se transformando e formando tudo o que vemos de vida.

Quanto mais eu leio sobre a biologia celular e sua intrincadíssima rede de funcionamento e especialização, mais eu solapo o Evolucionismo.

No que eu acredito, é um longo papo e assunto para um outro post. Por enquanto, vejam essas duas opiniões sobre o assunto. A explicação do segundo é um tanto especializada, mas é bem entendível, bastando reler com calma algumas vezes, se necessário.
FAB29

Mais um ‘XEQUE!’ em Darwin

Trechos de “O maior espetáculo da Terra
Por Richard Dawkins (evolucionista)

“Que lições aprendemos com a domesticação de cães? Primeiro, a grande variedade de raças caninas — dinamarquês, yorkshire, terrier escocês, airedale, ridgeback, dachshund, whippet, são-bernardo etc. — demonstra como é fácil e rápido obter mudanças impressionantes na anatomia e no comportamento com uma seleção não aleatória de genes, "esculpindo e desbastando" osreservatórios gênicos. Os genes envolvidos podem ser surpreendentemente pouco numerosos. No entanto, as mudanças são tamanhas e as diferenças entre as raças são tão gritantes que até se poderia supor que a evolução desses novos tipos levaria milhões de anos em vez de apenas séculos. Se é possível obter mudança evolucionária em apenas alguns séculos ou mesmo décadas, imagine o que se poderia conseguir em 10 ou 100 milhões de anos.” (...)

“Se os criadores humanos podem transformar um lobo num pequinês ou uma couve selvagem numa couve-flor em apenas alguns séculos ou milênios, por que a sobrevivência não aleatória de animais e plantas selvagens não poderia fazer a mesma coisa ao longo de milhões de anos?”


Célula: A Caixa Preta da Vida (por Marcos Eberlin)

4.4: O Inesgotável DNA e a Troca Antevidente Genial
de Uracila por Timina

No RNA, uma das bases nitrogenadas utilizadas é a uracila (U), mas no DNA esta base "aparece" trocada por timina (T). Mas por que? Timina e Uracila se diferem só por uma metila, aparentemente em uma posição inócua. Várias explicações tem sido oferecidas e hoje, sabemos que esta troca tem uma lógica incrível, uma estratégia planejada com maestria plena para que todo o sistema funcione com extrema precisão e eficiência. A importância da troca se percebe pelo grande esforço que a célula faz para procedê-la. A troca de U por T é feita pela maquinaria da célula através de uma reação de metilação, catalizada por ácido fólico, antes da incorporação da T, via nucleotídeo, no DNA. Mas por que esta troca, U por T, tão "tênue"? Tudo indica hoje, essa troca tem duas finalidades cruciais e específicas:

1. Especificidade: A primeira finalidade foi a de aumentar a especificidade do pareamento no DNA, pois troca-se U por T, e T é bem mais seletiva em seu pareamento com a adenina (A), a dupla "Agnaldo Timóteo"! A base U faria também um pareamento preferencial com A, mas não tão seletivo, pois U pode parear bem também com todas as bases, inclusive consigo mesma. Ou seja, a metilação que causa a troca U por T é uma estratégia de aumento da integridade da informação, que precisa ser máxima no DNA! O DNA é um software nano-molecular imenso que não pode errar e tudo foi feito nele para minimizar, ao máximo, os erros de pareamento e leitura.

2. Integridade: Outro motivo da metilação e troca U por T parece se relacionar também com a integridade da informação. Sabe-se hoje que a citosina (C) do DNA sofre deaminação, se transformando assim em U, o que gera uma uracila (U) “alienígena” no DNA! No RNA, esse processo não é importante, pois o RNA é rapidamente usado e reciclado, não havendo tempo suficiente para este erro se acumular. Mas o DNA tem um tempo de vida bem mais longo e assim este “dano”, via degradação natural, se torna crítico; sem o seu conserto, catastrófico!
A mente inteligente que projetou o DNA (ou você acredita em “dragões que cospem fogo”?) percebendo este entrave mortal (pois uma mutação pontual, deletéria, aleatória e muito frequente seria inevitável), usou, então, de sua antevidência e resolveu o problema de duas formas geniais. Se não trocasse a U por T no DNA, este não saberia reconhecer o que seria um U “legítimo” ou “ilegítimo” (o U "alienígena" formado pela degradação de C); mas trocando a U por T, o DNA ficou “livre” para reconhecer todo e qualquer U como “alienígena” e, assim, eliminá-lo! Mas como eliminar este U "alienígena"? Outra solução genial foi criar uma maquinaria e uma enzima de reparo - “uracil glicosilase” - específica para corrigir este defeito natural, aparentemente "inevitável" (a não ser que um ajuste no ajuste já finíssimo das forças eletroquímicas fosse feito).
A troca U por T é assim um espetáculo de complexidade irredutível associada com antevidência genial que, segundo os métodos científicos de detecção de design propostos pela TDI, fornece evidência aparentemente irrefutável de inteligência na Vida. Bom, a evolução com suas metodologias, diz que foi o que? Um "frozen accident"... Ou algo que aconteceu lenta, gradual e sucessivamente, por processos naturais não guiados. Você acredita em milagres? Sem santo? Cascata de milagres? Eu, não! 

O DILEMA DA TROCA URACILA POR TIMINA.

Percebe aqui um dilema enorme para a Evolução? Outro dilema "retrógrado" como o de Haldane, que se junta a tantos outros a “afrontar” uma teoria equivocada. A Evolução assume hoje que a Vida se iniciou por um “RNA”, o “RNA Eva”.
Deixando de lado as enormes dificuldades encontradas em se justificar a síntese, catálise e transformação desse "RNA primordial" em "DNA", imagine (pois só a imaginação parece funcionar aqui) que realmente o RNA deu origem ao DNA. Mas um DNA que usasse as mesmas bases do RNA, U e C juntas, e não T e C como o "DNA inteligente" de hoje, seria “mortal” à Vida, pela confusão catastrófica causada pela deaminação natural e relativamente rápida de C em T, como vimos!
Ou seja, para que a transformação RNA em DNA fosse viável, a Evolução teria que, antes da Vida baseada em DNA existirter a antevidência genial de prover, e a priori, toda a maquinaria de metilação de U em T, antes de substituir o tal "RNA primordial" pelo DNA primordiale ao mesmo tempo e no mesmo “santo” lugar, prover ao “recém nascido” DNA um mecanismo eficiente de reparo enzimático (pois lento não poderia ser), reparo do dano natural C por U.
Dois “milagres” químicos, simultâneos. Aliás três, pois como vimos no assunto anterior, a maquinaria de retirada (limpeza) da hidroxila da ribose do RNA teria que estar lá também funcionando, senão o DNA seria degradado rápido demais, (100 vezes rápido demais). E a Vida não pode esperar a chance de se viabilizar; só em "contos de fadas" isto acontece. Você crê em milagres evolutivos? Em seus "dragões que cospem fogo"? Dragões que cospem processos, enzimas, códigos, informação? Eu, talvez "retrógrado" demais, não!

quarta-feira, 4 de abril de 2018

Grilhões

Amigos e amigas.
Tanto se fala dos horrores da 2ª Guerra Mundial. Tudo bem que não conheço nada mais covarde, criminoso e desumano do que uma guerra. Ela é o ápice das loucura e degradação humana e seus objetivos são a dominação e o lucro. É lógico que se pode perguntar: "QUE LUCRO?!" Realmente, onde poderia haver lucro em tanta morte, sofrimento e destruição? Tão simples quanto degradante:


Resultado de imagem para guerra do balde modena
O balde da discórdia
Qualquer guerra só acontece quando um lado quer dominar o outro, tomando posse de tudo que o derrotado tiver. Na historiografia das guerras, já ocorreu uma por causa um BALDE (ao lado), entre as cidades italianas de Modena e Bolonha. Durou 12 anos (!!) e Modena "venceu"! Mas as maiores são por causa de território, petróleo, escravos, ouro, etc. Mais "modernamente", os fomentadores da guerra são apátridas, não defendem nenhum povo, ideal ou bandeira. Visam apenas e tão somente o lucro e a dominância mundiais.

Eles "investem" nos dois lados, criam intrigas, mal estar, desunião, desconfianças e ficam de camarote, esperando qual lado sobrevive. Em seguida, "propõem ajuda" AOS DOIS LADOS na reconstrução de suas vidas.  E ambos os lados, arrasados, se sujeitam aos ditames desses 'Grandes Corruptores'. Sordidez absoluta. Baita negócio, não?

Mas quero me referir às desumanidades de hoje, aludindo às insistentes lembranças dos horrores da 2ª Guerra. Quem se informa só um pouco já percebe que os horrores de hoje são sem precedentes. Ouso dizer que já superam os da 2ª Guerra. A imensidão de iniquidades aterroriza: milhões de assassinatos, pedofilia, sequestros, tráficos, perversões, magia negra, suicídios, conflitos fratricidas, usura, misérias, desempregos, corrupções de todos os tipos,... Tudo isso e mais EM QUALQUER LUGAR DO MUNDO! Sem dúvidas, a maior parte desses desesperos permeia nossa vida, a espreitando, à espera de uma oportunidade, um vacilo nosso para afetá-la de vez.

Hoje mesmo, ouvi mais uma vez sobre a superlotação de um presídio, onde sua capacidade foi superada em mais de 100% e, assim, todo tipo de desgraças grassa por lá: doenças, abusos, massacres, desnutrição, tráfico, violência para todo desgosto. Por si só, a assistência nos hospitais públicos do SUS já é o desastre que todos conhecemos, sentimos na pele, até! Nesses presídios, inexistem pois o estado parasita desvia quase todos os recursos destinados ao Fundo (bem fundo) Penitenciário, que conta com quase R$ 3 bilhões de reservas.

Resultado de imagem para wiesel elie
Fantoches
É público, notório e massificado as 'istórias' sobre os campos de concentração da 2ª Guerra, que vários classificam como "Campos de Extermínio". O complexo Auschwitz/Birkenau é o mais conhecido e o mais famoso sobrevivente deste campo é o nada saudoso Nobel da Paz de 1986, Elie Wiesel. Em seu livro "A noite", de 1958, ele relata várias situações nesse campo. A esmagadora maioria delas é absolutamente comum a QUALQUER PRESÍDIO DO MUNDO ATUAL, inclusive que eles tinham de TRABALHAR para o esforço de guerra alemão, produzindo centenas de coisas. Conta que, muitas vezes, chegavam a ficar muitos dias sem ter NADA PRA FAZER. Por isso, dormiam o dia inteiro. E havia ASSISTÊNCIA MÉDICA em Auschwitz para os prisioneiros. O próprio Wiesel, judeu, foi operado em JANEIRO DE 45, finzinho da guerra, poucos dias antes da invasão do exército russo que fechou o campo.

Patético! Se até no dito "mais terrível campo de extermínio da História" havia esse mínimo de humanismo (sempre ocultado pela mídia dos vencedores), por que a humanidade suporta tão passivamente tanta sordidez permeando sua vida? A liberdade que nos delegam é criminosa (se bem que o poveco não tem a menor idéia do que fazer com ela). Que lixo de "liberdade" é essa que nos controla como gado e nos confina em um "olho-de-furacão" de iniquidades? Que nos enche de dúvidas, medos, limites? Que nos aliena com brilhos fugazes, promessas fugidias, esperanças surreais? Que os 'Grandes Corruptores' usam para sedar todo raciocínio, abafar toda revolta, podar toda evolução? A que ponto teremos de chegar para o povinho acordar e iniciar uma mínima revolução? A guerra por uma sobrevivência digna é tem de ser feroz e sem tréguas. Qualquer hesitação é prato cheio aos parasitas.

O sofrimento tem várias funções. A mais importante é forjar o caráter e a perseverança. Sempre que passamos por um, as sequelas nos fortalecem em todos os sentidos, principalmente o mental. Mas quem vive tentando manter o passado vivo (principalmente o deturpando) é, na melhor das hipóteses, um triste ser humano.  Infinitamente pior se o usa para lucrar. Passado é aprendizado. Se foi bom, tentamos melhorá-lo no presente; se não, evitamos cometer os erros que nos levaram a vivê-lo.

E tudo indica que vai demorar muito para que o poveco pare de ver, ler e ouvir sobre esse assunto (2ª Guerra e, por extensão, nazismo, holocausto, etc). Afinal, reiterando as palavras mágicas que mandam: LUCRO E DOMINAÇÃO!
FAB29

segunda-feira, 26 de março de 2018

Beneméritos ?

Amigos e amigas.
O atual cerco às nossas vidas tem todas as nuances da profecia de Huxley que nunca me cansarei de repetir: "A ditadura perfeita terá a aparência da democracia, uma prisão sem muros na qual os prisioneiros não sonharão sequer com a fuga. Um sistema de escravatura onde, graças ao consumo e ao divertimento, os escravos terão amor à sua escravidão."

Abaixo, mais uma alusão a essa enganação em que vivemos.
FAB29
Imagem relacionada
Teoricamente, uma beleza.
Médicos Sem Fronteiras, uma das ONGs mais conhecidas, está sediada na Suíça, embora tenha nascido na França em 1971 por Bernard Kouchner. O jovem Bernard, judeu e comunista, se juntou à Cruz Vermelha em 1966 para a guerra Biafra. Mais tarde, ele encontrou MSF e se juntou ao Partido Socialista, do qual ele seria expulso por aceitar o portfólio do Ministério dos Negócios Estrangeiros no governo Fillon. Em 2003, apoiou a intervenção dos Estados Unidos no Iraque, afirmando que "a ação contra as ditaduras deveria ser global". Ele era um homem de confiança do secretário-geral da ONU, Kofi Annan, em Kosovo (1999-2001). Precisamente no Kosovo, ele foi acusado pela escritora Carla del Ponte ("The Hunt, Me and the War Criminals") de obstruir as investigações sobre um suposto crime de tráfico de órgãos realizado por guerrilheiros kostós nos civis sérvios.
A Amnistia Internacional foi fundada em Londres em 1962 pelo advogado Peter Benenson. Benenson, cujo nome completo é Peter James Henry Solomon, pertenceu a uma família judaica da Rússia e de Jerusalém. Seus dias estudantis no prestigiado Eton College inspiraram sua militância socialista e sua conversão à fé católica.
O Greenpeace foi fundado em 1971 em Vancouver pelo casal Irving e Dorothy Stowe, embora talvez devêssemos chamá-los por seus nomes de nascimento muito menos conhecidos: Irving Strasmich e Dorothy Rabinowitz (ambos judeus) .
Neo Cohn comentário : O artigo não inclui Human Rights Watch, fundado por Robert L. Bernstein, do mesmo grupo étnico. Não pense mal, o antissemita é apenas uma coincidência.
Imagem relacionada
Mais interessante ainda é eles usarem
o mapa da terra plana.

segunda-feira, 19 de março de 2018

Arrependimentos ?

Amigos e amigas.
Desde que se iniciaram as criminosas imigrações em massa à Europa, venho colocando a óbvia opinião de qualquer pessoa minimamente consciente, racional e justa: é a "crônica de um desastre anunciado". A curtíssimo prazo, os países que se abrissem iriam se deteriorar com o brutal amálgama de culturas, tradições, religiões e raças. Exemplos aqui e aqui.

E todos os que se mostrassem como eu, contra, eram taxados de racistas, nazistas, xenófobos, etc. Não faltaram propagandas sórdidas contra os recalcitrantes através de TODAS as mídias possíveis.

Original aqui.

Resultado de imagem para Rebecca Sommer
Rebecca Sommer
O ano é 2012 e Rebecca Sommer fundou uma associação de ajuda aos refugiados chamada Arbeitsgruppe Flucht + Menschen-Rechte (AG F + M) [Grupo de Trabalho Asilo + Direitos Humanos]. No final de 2015, Rebecca, que é artista, fotógrafa, jornalista e documentarista, aplaudiu a decisão de Angela Merkel de abrir as fronteiras alemãs aos “refugiados” que haviam sido bloqueados na Hungria.

Naquela época, eu queria ajudar todos e realmente acreditava que todas essas pessoas estavam fugindo do inferno e estavam em um estado de angústia total”, explicou a ativista alemã em um artigo publicado pelo jornal polonês, Do Rzeczy, em 15 de janeiro, que noticiou como ela acordou para a realidade.

Em 2015, sua ONG tinha quase 300 voluntários que estavam dando cursos de alemão para os recém-chegados. Porém, ela notava que o convívio era difícil e até hostil, pois os refugiados tratavam os alemães como infiéis.

Eu pensei que sua visão medieval mudaria com o tempo… Mas depois de ter visto essas situações ocorrerem repetidamente e observando o que estava acontecendo ao meu redor, como voluntária, tive que reconhecer que os refugiados muçulmanos cresceram com valores que são totalmente diferentes, sofreram lavagem cerebral desde a infância e são doutrinados pelo islamismo e absolutamente não pretendem adotar nossos valores. Pior, eles nos tratam como infiéis, com desdém e arrogância”, revelou Rebecca sobre seu choque de realidade.

Foi uma percepção perturbadora quando notei que essas pessoas que eu tinha ajudado, que estavam comendo, bebendo, dançando e rindo comigo, que não rezavam, que não frequentavam a mesquita, que não respeitavam o Ramadã, que zombavam da religião e de pessoas profundamente religiosas, me chamaram de “prostituta alemã estúpida” quando eles estavam comendo minha comida e estavam no meu quintal.”, disse a feminista arrependida.

Rebecca Sommer diz que ela não é um caso isolado, que muitos outros voluntários também chegaram finalmente a ter a mesma percepção e que agora há muito menos voluntários prontos para trabalhar com os recém-chegados hoje na Alemanha.

Ela também reconhece que – devido ao seu grande número – esses imigrantes muçulmanos representam uma ameaça para o modo de vida alemão, e isso vai piorar com a reunificação familiar.

A ativista também contou à revista polonesa Do Rzeczy que ela conhece os alemães que se preparam para migrar para a Polônia porque já tinham visto o suficiente e acrescentou:Se a Polônia e a Hungria não cederem a esta questão, poderiam se tornar países para os quais alguns alemães e franceses fugiriam. Vocês [da Polônia] poderiam se tornar ilhas de estabilidade na Europa “.

Ilhas de estabilidade, mas também democracias, porque Rebecca Sommer também observa que a democracia já não existe na Alemanha. Quando os ativistas dos direitos humanos queriam denunciar conversões forçadas ao islamismo na Indonésia, sua contas foram bloqueadas.

Nascida em Berlim, ela já não se atreve a sair sozinha na véspera do Ano Novo, pois já foi atacada cinco vezes por homens que falam árabe!

Sommer acha que já é tarde demais para a Alemanha e ela planeja migrar para a aposentadoria. O islamismo político está presente em todos os lugares, inclusive no governo, nos partidos políticos, na polícia e nas escolas. Com a reunificação familiar, ainda virão milhões de imigrantes muçulmanos.

Na capital alemã onde ela mora, distritos inteiros já são dominados pela comunidade muçulmana que forma uma sociedade paralela.


A ONG Arbeitsgruppe Flucht + Menschen-Rechte declarou em site oficial que Rebecca Sommer não está de mudança para a Polônia; todavia não negou o conteúdo da entrevista dada pela ativista para a mídia polonesa.

segunda-feira, 12 de março de 2018

Einstein

Amigos e amigas.
Segue abaixo um vídeo onde a Relatividade e o Heliocentrismo são colocados em xeque (mate, segundo o vídeo). São citadas frases e opiniões de outros cientistas que não aceitaram as "mudanças oportunistas" que o "jênio sionista" tentou imputar aos conceitos experimentados da Ciência para dar credibilidade ao Heliocentrismo e viabilizá-lo.

Isto é o livre arbítrio, no caso, dentro de idéias e propostas minimamente embasadas. Conheçam-no e, quem tiver cacife, conteste-o.
FAB29

segunda-feira, 5 de março de 2018

Isto é o Sol.

Amigos e amigas.
Tanto se diz sobre o Sol e o universo. O que causa uma confusão sem igual é a necessidade de madame nasa esconder uma quantidade imensa de conhecimento que nos faria ascender a uma escala de vida sem precedentes. E isto é inadmissível ! Afinal, como ficaria a escravidão e o parasitismo se a humanidade saísse do seu marasmo mental, moral, emocional, espiritual,...?

No curto vídeo abaixo, vemos um depoimento de um engenheiro elétrico contemporâneo chamado Eric Dollard, uma das maiores autoridades nesse campo. Só esses poucos minutos já causam um abalo sísmico na situação atual da Astronomia.

Convido-os a assisti-lo e opinar. Dá margem a muita reflexão. Quem quiser conhecer seu sítio:
http://ericpdollard.com/
FAB29