Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vê que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

"I pur si muove"?!

Amigos e amigas.
A célebre frase de Galileu ("Mas, ela se move!") nunca foi tão contestada como hoje. É que os teóricos heliocentristas dão toda a margem para serem questionados, bem ao estilo da frase de Alexander Pope: "Pobre de quem diz uma mentira, pois precisará de outras vinte para sustentar a primeira".

A Astronomia contemporânea (toda baseada no Heliocentristo) afirma categoricamente (já um dogma!) que a Terra e todo o universo está em movimento, em expansão. Oficialmente, é assim:

- A Terra gira em torno de seu eixo a 1.600 km/h;
- A Terra gira em torno do Sol a 107.000 km/h;
- O Sol e seu sistema gira pela Via Láctea a 792.000 km/h;
- A Via Láctea gira pelo sistema de galáxias a que pertence a 965.000 km/h;
- Esse sistema de galáxias se move a 2.160.000 km/h pelo espaço.

Vejam abaixo um vídeo sobre como "funcionariam' esses movimentos na "Teoria do Vortex". É o primeiro dos vinte interessantes pontos do vídeo:


Infinitas contestações como essas quase me fazem chegar a crer que a Terra não passa de um laboratório, uma Coluna de Winogradsky ou uma Placa de Petri, e a humanidade não passa de "cobaia dos deuses". Terrificante!
FAB29

sábado, 26 de novembro de 2016

O I"MORO"AL!

Amigos e amigas.
O tema "Moro e a Lava Jato" será recorrente por muitos meses ainda. Desde o início da operação, Moro saiu de uma confortável posição de um dos tantos e tantos juízes do país para parecer (ou ser?) "o único". Já perceberam como quase não se ouve ou vê na grande podre mídia a ação ou sequer o nome de outro? Apenas ao "grande Moro" são dadas as incumbências mais retumbantes e, claro, todos os holofotes.

Não é incrível como ele "consegue" dar conta de tanta responsabilidade que a operação exige e ainda dar palestras, entrevistas, assistir a shows (onde sempre é ovacionado ao ser anunciado pelo artista), receber condecorações,...?! Porém, aí é que a porca torce o rabo: ELE NÃO CONSEGUE! Está errando demais e ficando tão abalado quanto o governo golpista com tanta pressão, sentindo que o caldeirão começa a ferver! Basta ver que a campanha criada pelas redes sociais em apoio a ele foi intensificada há alguns meses. O próprio Moro já exortou seus aspones paneleiros a lhe darem seu aval para que ele possa "prosseguir na luta".

Na verdade, ao envolver ONU e OEA na briga, Lula acendeu o rastilho de pólvora que está se aproximando perigosamente dos golpistas e seus avalizadores (congresso e judiciário). No texto abaixo, poderão ver como Moro está suando frio, trocando os pés pelas mãos e cometendo um série de injustiças.

Um juiz nefelibata que age como um semideus e se permite afrontar as leis e os direitos inalienáveis de um cidadão há de pagar dobrado por sua arrogância e falta de ética, desabando das alturas a que foi lançado.
FAB29
Extraído daqui.

Resultado de imagem para Somos todos moro
Acha que tá podendo! Até quando...!
Jornal GGN - A segunda instância decidiu que o juiz Sérgio Moro, da Vara Federal de Curitiba, cometeu dois grandes erros de condenações: a do ex-diretor financeiro Mateus Coutinho de Sá [nem a Folha pró-golpe pôde fazer vistas grossas] e do engenheiro civil Fernando Augusto Stremel Andrade. Com as duas novas correções feitas pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região às decisões de Moro, já superam os 20 erros cometidos pelo magistrado do Paraná na Operação Lava Jato.

Coutinho foi condenado a 11 anos de prisão por supostos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Andrade cumpriria 4 anos de prisão por lavagem de dinheiro, mas a pena seria substituída por prestação de serviços à comunidade e multa de 50 salários mínimos.

Os advogados de ambos recorreram das condenações à segunda instância. O desembargador responsável pela análise dos recursos contra Sérgio Moro, o desembargador João Pedro Gebran Neto, considerou que não havia provas de que os dois cometeram os crimes a que foram condenados.

Os votos de Gebran foram acompanhados, por unanimidade, pelos outros desembargadores do TRF-4.

Levantamento feito em janeiro deste ano pelo Consultor Jurídico mostra que apenas o Supremo Tribunal Federal (STF), última instância da Justiça, derrubou 11 decisões de Moro entre 2014 e 2016, concluindo que o magistrado do Paraná manteve prisões com fundamentos genéricos, tentou aplicar uma espécie de juízo universal e violou a competência do STF.

O Supremo revogou prisões preventivas de Moro, mesmo antes de outros tribunais inferiores analisarem os Habeas Corpus. Foi o caso do ex-diretor da Petrobras Renato Duque, preso em fevereiro de 2015. Na decisão, o ministro Teori Zavascki, apontou que Moro não indicou "atos concretos" que demonstrassem a intenção de Duque de "furtar-se à aplicação da lei penal", restringindo-se "a valorar a existência de indícios".

O entendimento foi seguido por outras 14 solturas do Supremo contra a vontade de Moro, em seis decisões posteriores. O próprio ministro Gilmar Mendes defendeu que "o clamor público não sustenta a prisão preventiva" e Ricardo Lewandowski entendeu que houve "constrangimento ilegal na manutenção" de prisões.

O mesmo levantamento do Conjur mostrou que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região derrubou outras sete decisões do magistrado do Paraná, desde que os processos entraram nas mãos de Moro até janeiro deste ano. Com essas duas novas revogações, soma-se nove revogações do Tribunal contra Sério Moro.

Se neste percurso, Andrade não sofreu tantos efeitos, sendo conduzido coercitivamente na sétima fase da Operação Lava Jato, denominada Juízo Final, e liberado logo em seguida, Coutinho de Sá chegou a ficar preso por 9 meses.

O ex-diretor financeiro foi ainda demitido pela empreiteira OAS e, após o desligamento, acusado de participar de esquema de pagamento de propinas de contratos com a Petrobras, referentes a obras na Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar) e na Refinaria do Nordeste Abreu e Lima (Rnest).

Seu advogado, Juliano Breda, destacou o teor do erro de Moro, mas agradeceu à justiça de segunda instância ter corrigido e percebido o erro da condenação. "A defesa lamenta o período em que ele permaneceu preso e comemora a absolvição, pois sempre sustentou a sua inocência", afirmou.

Cal Garcia Filho, advogado de Andrade, também destacou o "grande erro de Moro", e que a condenação a 4 anos não tinha sustentação em provas. 

terça-feira, 22 de novembro de 2016

RQ

Amigos e amigas.
Apenas à guisa de atualização, compartilho mais algumas fotos recentes minhas para demonstrar mais uma vez o quão ridícula é a argumentação dos crentes alienados que insistem em afirmar que rastro químico é coisa de teoria da conspiração. São fotos mostrando a evolução das ações dos rastros químicos nas nuvens durante um dia, especificados nas legendas.

Nelas, novamente comparo nuvens saudáveis àquelas que foram diluídas por rastros químicos. Só não vê a grosseira diferença quem não quer. Rastros de condensação (vapor d'água) não fazem isso às nuvens; simplesmente se misturam a elas. No vídeo abaixo, seu autor mostra um pouco mais sobre o assunto:


O que mais me causa repulsa é o pseudo ar de complacência que os "entendidos" delegam aos "ignaros" que questionam. A frase preferida deles é: "Você precisa estudar mais!". Entenda-se: "Aceitem o que meus donos estão mandando!"
FAB29

10:00 h - 31/01/16
Faixa de névoa química
Nuvens ainda se dissolvendo
uma hora depois
Nuvens dissolvidas - Meio dia
15:30 h - 31/01/16
Fechando: nuvens saudáveis
na mesma região da "faixa" química
Rastro químico misturado à névoa
14-02-2016, às 8:20 h.
Nuvens quase totalmente diluídas
meia hora depois
Nuvens diluídas cobrindo o sol.
Nuvens de chuva chegando.
Meio da tarde - 14/02/16
Rastro químico numa nuvem
18/02/16 - 7:30 h
10 minutos depois
Névoa química se formando
15 minutos depois
Nuvem quase diluída
30 minutos depois
Nuvem virou névoa

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Tráficos

Amigos e amigas.
O mais dantesco mercado negro que existe é o de tráfico de órgãos. São imensuráveis a covardia, a impiedade, a brutalidade, o desprezo e a devastação causadas por ele. Já relatei neste post a ação de um tentáculo dessa máfia aqui no Brasil. Um detalhe que salta aos olhos é a constante presença israelita nesse mercado, tanto no link acima quanto no texto abaixo.

É claro que os culpados não estão restritos a israel, como vocês verão a seguir. O câncer é generalizado e tem o aval tácito de muitos governos e judiciários pelo mundo. Mas, não bastasse o território de israel ser propriedade tomada dos palestinos em 1947 numa canetada da ONU e aumentado nas invasões sionistas, o estado judeu se destaca grandemente também na prostituição internacional e na pornografia, não nos esquecendo do tráfico de armas e da usura (até a Bíblia a cita várias vezes). É muita coisa para um país novo e com metade da área do estado de Sergipe (além de ser o deserto de Negev cerca de 60% do seu território)!
Resultado de imagem para palestina israel mapa
Confiram mais esta pedrada impune no olho da humanidade. Extraído daqui.
FAB29
TRÁFICO DE ÓRGÃOS ENTRE O MUNDO E ISRAEL

O tráfico ilegal de órgãos se realiza internacionalmente para evitar as autoridades; e os países em guerra ou aqueles de pobreza extrema são os locais ideais para se obter a matéria-prima desse tenebroso e sádico negócio: as pessoas vivas para serem espedaçadas. Aftonbladet, um importante jornal sueco, publicou a história de Bilal Ahmed Ghanem, um palestino morto em Gaza por soldados israelenses. Uma testemunha, Donald Boström , contou que o corpo foi sequestrado por soldados israelenses e devolvido horas depois com um corte longo costurado no abdômen. Outras 20 famílias relataram para Bostrom como os corpos de seus filhos foram devolvidos ao território, sem órgãos.

O autor e professor ucraniana, Vyacheslav Gudin, afirma que há uma conspiração para importar as crianças do país e colher os seus órgãos em Tel Aviv. Descobriu-se que Israel levou 25.000 crianças dos territórios ocupados da Ucrânia entre 2007 e 2009. O Professor Gudin conta em uma conferência que se realizou uma pesquisa aprofundada e exaustiva busca e foram encontradas 15 crianças que haviam sido adotadas por centros médicos israelenses para serem usados como peças de reposição.

Em 2009, se realizaram a prisão de 44 judeus em Nova York e Jersey, incluindo vários rabinos importantes e todos eles membros das comunidades judaicas. No mesmo ano, a Interpol informou sobre um grupo judaico que seqüestrou crianças na Argélia para o tráfico de órgãos. As crianças foram vendidas para israelenses e judeus americanos na cidade marroquina de Oujda para colher órgãos em Israel. Mustafa Khayatti, chefe do Comitê argelino de investigação da Saúde, afirma que as 44 prisões em Nova York e Jersey estão relacionados com o caso da Argélia.

Atualmente, o tráfico de órgãos começa na Síria, através da Turquia para terminar em Israel. O modus operandi é feito através do ELS (Exército Livre Sírio), que são responsáveis por levar os civis ou militares feridos ao hospital na Turquia - O ELS é uma formação militar financiada pelos Estados Unidos para derrubar o governo de Al-Assad- . No hospital turco Mártir Kamal, os feridos são recebidos pelo Dr. Murad Kozal um dos responsáveis por excisões de órgãos.

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Hipocrisia total

Amigos e amigas.
Voltando ao assunto, porque os grandes parasitas nunca se cansam! Mais abaixo, vocês podem ler um artigo do Correio Popular, de Campinas, novamente a respeito dos "aumentos de fenômenos extremos causados pelas ações humanas" (ondas de calor e secas, principalmente), ou seja, a apodrecida ladainha do aquecimento global causado pelo CO2 antropogênico (produzido pelo ser humano) "afetando o clima do planeta". Isso só engana os imbecis que não sabem que o CO2 corresponde a meros 0,03% da atmosfera (vide final do post) e que o homem é responsável por apenas 4% desse percentual (equivalentes a "imensos" 0,00012% da atmosfera). E quando se descobre que toda a humanidade cabe com folga dentro da área da Grande São Paulo, o que se pode pensar?!

Já falei um monte sobre essa hipocrisia, sobre suas pseudo explicações e tudo o mais. Porém, nunca me furtarei em dar um pé na bunda gorda desses sem-vergonhas. Vejam o texto, atentando ao fato dele ser um bocado evasivo nas suas afirmações. Os sublinhados com números são meus e falo sobre eles no final:

As mudanças climáticas aumentaram a frequência dos fenômenos meteorológicos extremos - em particular, secas e ondas de calor  entre 2011 e 2015, - afirma a Organização Meteorológica Mundial (OMM) em um relatório divulgado nesta terça-feira no Marrocos.

As mudanças climáticas provocadas pelas atividades humanas favoreceram inúmeros eventos meteorológicos extremos registrados entre 2011 e 2015”, afirmou a OMM no documento apresentado na 22ª Conferência do Clima anual da ONU (COP22), realizada na cidade marroquina de Marrakesh. “A probabilidade de que haja temperaturas extremas se multiplicou por dez ou mais”, advertiu a organização.

Temperaturas recordes nos Estados Unidos em 2012 e na Austrália em 2013, Verões quentes no leste asiático e Europa Ocidental em 2013, ondas de calor na Primavera e no Outono de 2014, na Austrália, recorde anual de calor na Argentina em dezembro de 2013: todos estes são fenômenos cuja probabilidade aumentou fortemente com as mudanças climáticas, explicou o estudo. (...)

Com 79 estudos publicados a respeito do tema entre 2011 e 2014, assinalou a OMM, mais da metade estabeleceu um vínculo entre as mudanças climáticas e os fenômenos extremos estudados.

Embora admitam que seja impossível atribuir um acontecimento em particular às mudanças climáticas [1], os trabalhos dos climatólogos mostram que os fenômenos extremos serão mais numerosos à medida que as mudanças climáticas se intensifiquem. O relatório da OMM, que se concentra nos últimos anos, confirma essa tendência.

Os efeitos das mudanças climáticas (aumento da temperatura média mundial, tanto nos continentes como nos oceanos, subida do nível do mar, derretimento das calotas polares) “aumentaram os riscos de eventos extremos como ondas de calor, recorde de precipitações e inundações”, afirmou Petteri Taalas, secretário-geral da OMM.

O período de cinco anos mais quente já registrado foi o de 2011 a 2015 [2] em todos os continentes menos na África, onde foi o segundo. A temperatura média foi 0,57°C acima da média de 1961 a 1990. O ano de 2015 foi o mais quente já registrado, com a temperatura média mais de 1ºC acima do nível anterior à Revolução Industrial, lembrou a organização.

A OMM afirma que 2011 esteve marcado pelo fenômeno “La Niña” e 2015 e 2016 por um poderoso “El Niño”, que influenciaram as temperaturas anuais, mas sem alterar a tendência de fundo de aquecimento global.

Já a ligação entre o aquecimento global e as precipitações extremas [3] (tanto abundantes como escassas) não pôde ser estabelecida claramente para o período de 2011 a 2015 - como as inundações no sudeste asiático em 2011 ou as secas no Brasil em 2013 e 2015. (...)

A distribuição de fenômenos extremos não é equitativa”, acrescentou Kreft, ao recordar que os países em desenvolvimento são historicamente responsáveis por apenas uma pequena proporção de emissões de gases de efeito estufa que causam esses transtornos [4]

Pudemos ver que, mesmo quando frisam sua não-importância, "El Niño" e "La Niña" continuam sendo uma referência dos "aquecimentistas". Problemas de seca? El Niño! Furacão na Antártida? La Niña! Furúnculo no Saara? Ambos! E o povinho-jácó fica extasiado e apavorado, aceitando estupidamente o jugo de tais "ispessialistas".

Enquanto não nos chutarem da internet (eis outro inimigo dos "aquecimentistas"), vamos tentando fazer o "sélebro" da boiada pegar no tranco para, no mínimo, questionar tantas sandices e podridões que a todo momento tentam nos enfiar goela abaixo.
FAB29

[1] Várias vezes, eles afirmam uma coisa e, em seguida, tiram o deles da reta! Tais "eventos extremos" totalmente atípicos são provocados artificialmente:

[2] A quem quiser comprovar essa mentira deslavada, seguem alguns links a respeito dos brutais invernos de cada ano (2011 a 2015):


[3] Se fossem naturais, seriam explicadas sem problemas, se utilizando de sofisticada tecnologia de satélites e computadores que existe. Mas por ser provocada intencionalmente pelos grandes parasitas, se fazem de desentendidos para não se exporem.

[4] E nem se dão ao trabalho de lembrar (se é que aprenderam) que 99,9% da atmosfera são compostos de nitrogênio (78%), oxigênio (21%) e argônio (0,9%). Reforço que o "terrível e poderoso" CO2 ("maior responsável pelo efeito estufa") ocupa "brutais" 0,03% da atmosfera (sendo 96% produzidos naturalmente!) e que até os INSETOS o produzem mais que nós!

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Indiretamente direta?!

Amigos e amigas.
O sistema eleitoral estadunidense é uma das coisas mais hipócritas e abjetas que conheço. Pior que ele, só os nossos voto obrigatório e Congresso Nacional. Vejam abaixo como "funciona" a eleição presidencial no país ianque. É até possível entender, mas aceitar isso como "democracia" é um escarro tísico na cara.
Deleitem-se com essa "maravilha"! Retirado e editado daqui.
FAB29

Adendo: Mais uma vez, o Colégio Eleitoral decidiu a eleição.

Na maioria dos casos, os integrantes do Colégio Eleitoral votam de acordo com a maioria de seus estados
Não vale "mer...cadoria" nenhuma,
mas a "democratura" agradece!

1. O que é o Colégio Eleitoral?
Nas eleições presidenciais dos EUA, o presidente e vice-presidente não são eleitos diretamente pelo voto dos cidadãos.
Na verdade, os eleitores (cerca de 218 milhões estão habilitados a votar, embora ele não seja obrigatório) escolhem o Colégio Eleitoral.
Este órgão é composto por um total de 538 delegados provenientes de todos os Estados, incluindo Washington DC.
Os partidos políticos são responsáveis por definir quem vai desempenhar esse papel em cada Estado, por meio da elaboração de uma lista de potenciais delegados.

2. Como o voto dos cidadãos influi na definição do Colégio Eleitoral?
Depois que os cidadãos votam no seu candidato presidencial, no dia da eleição, os votos são contabilizados em nível estadual.
Em 48 estados e em Washington DC, rege o sistema de "o vencedor leva tudo", em referência aos votos do Colégio Eleitoral de cada Estado.
Ou seja, o candidato que obtiver a maioria dos votos populares em um Estado fica com todos os delegados atribuídos a esse território.
Isso significa que apenas os delegados de seu partido representarão o Estado no Colégio Eleitoral.

3. Existem exceções ao regime de 'o vencedor leva tudo' nos Estados?
Sim, os Estados de Maine e Nebraska.
Em ambos os casos, os delegados são atribuídos a um ou outro candidato presidencial usando um sistema proporcional chamado Congressional District Method.
Neles, os votos são divididos. No Maine, duas das cadeiras no colégio eleitoral vão para o vencedor no Estado, e as outras duas vão para o vencedor em cada um dos distritos do Estado (cada distrito tem direito a uma cadeira).
Isto significa que se um candidato presidencial não ganha na contagem total do Estado, ele pode obter delegados que o apóiem se conseguir vencer em um ou mais distritos.

4. Os delegados podem mudar seu voto?
De acordo com a Constituição dos Estados Unidos, os delegados não são obrigados a votar de acordo com a vontade dos cidadãos.
Em alguns Estados, eles são livres para apoiar o candidato que quiserem, enquanto em outros são obrigados a votar no candidato que prometeram apoiar.
No entanto, na prática - e por tradição -, os eleitores tendem a respeitar a decisão do povo e do seu partido.
Na história dos EUA, houve apenas nove casos em que os delegados votaram contra a vontade do seu Estado.

5. O que acontece se nenhum candidato atingir o "número mágico"?
No caso improvável de que nenhum dos candidatos obtenha 270 votos no Colégio Eleitoral, o encarregado de decidir o vencedor é a Câmara de Representantes, que deve escolher o novo presidente a partir dos três candidatos com mais apoio.
O Senado, por sua vez, deve realizar um processo similar para eleger um vice-presidente entre os dois candidatos mais votados.

6. É possível que um candidato presidencial ganhe o voto popular, mas perca no Colégio Eleitoral?
Embora seja raro, é possível: aconteceu quatro vezes nos Estados Unidos.
A mais recente foi em 2000, quando o candidato republicano, George W. Bush, chegou à Casa Branca com 271 votos do Colégio Eleitoral, apesar de o democrata Al Gore ter obtido 540,520 votos a mais do que Bush em nível nacional.

7. Como surgiu a idéia de votação indireta pelo Colégio Eleitoral nos EUA?
A ideia de definir a Presidência por meio de um corpo de delegados surgiu no século 18 e é atribuída aos chamados "pais fundadores" dos EUA.
Naquele momento, realizar uma campanha eleitoral em todo o país era quase impossível devido ao tamanho do país e às dificuldades de comunicação.
Simultaneamente, os EUA não tinham uma identidade nacional formada. Os Estados ficaram temerosos por seus direitos e o voto popular era temido por sua imprevisibilidade.
Foi por isso que os criadores da Constituição de 1787 rejeitaram a idéia de que o presidente fosse eleito pelo Congresso ou pelo voto popular.
Eles argumentaram que, em ambos os casos, os cidadãos escolheriam seu candidato local e os grandes Estados acabariam por dominar a política dos EUA.

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Chagas abertas

Amigos e amigas.
Tanto se diz e ainda se dirá sobre a culpa na eclosão da 2ª Guerra. Os vencedores sempre tirarão o deles da reta e farão toda a lavagem cerebral possível nas novas gerações para que a culpa seja exclusiva da Alemanha de Hitler, este ditador (eleito democraticamente duas vezes) megalomaníaco e beligerante (que realizou uma dúzia de tentativas de evitar a guerra) que queria dominar o mundo inteiro (coisa que nem os sionistas e os EUA conseguiram em décadas de opressões, invasões e destruições de dezenas de países).

Na Alemanha do pós-1ª guerra, a coisa ficou tão feia por lá que muitas situações inusitadas e até dantescas ocorreram. A inflação chegou a níveis estratosféricos, gerando transtornos inacreditáveis, fazendo os piores momentos da história inflacionária brasileira serem um problema cotidiano.

Dinheiro literalmente não valia nada naquela época. Conta-se uma história onde uma mulher estava indo fazer compras com um carrinho de mão cheio de dinheiro. Ela teria sido assaltada e o ladrão levou... o CARRINHO, despejando o dinheiro na rua. Outra história dizia que, numa determinada época, o trabalhador alemão recebia DOIS SALÁRIOS POR DIA: quando saía pro almoço e quando voltava para casa. Se não fosse assim, o dinheiro não conseguiria suprir suas necessidades. Os desempregados (um percentual imenso) viviam da assistência, de sobras e restos, alguns chegando a caçar ratos, como ocorreu também na Inglaterra, na França e outras partes da Europa nos séculos XVIII e XIX.

Vejam abaixo uma tabela de desvalorização do marco alemão em relação a um dólar. Notem a partir da 5ª linha, que se refere apenas ao ano de 1923, quando a coisa começou a degringolar de vez:

3 de janeiro de 1919 ....................................................... 8,02 marcos
3 de janeiro de 1920 ..................................................... 49,10 marcos
3 de janeiro de 1921 ..................................................... 74,50 marcos
3 de janeiro de 1922 ................................................... 188,00 marcos
3 de janeiro de 1923 ................................................ 7.525,00 marcos
1º de maio de 1923 ................................................ 31.700,00 marcos
1º de junho de 1923 ............................................... 74.740,00 marcos
1º de julho de 1923 .............................................. 160.400,00 marcos
1º de agosto de 1923 ........................................ 1.102.750,00 marcos
1º de setembro de 1923 ................................... 9.724.250,00 marcos
1º de outubro de 1923 .................................. 242.000.000,00 marcos
21 de outubro de 1923 ............................ 40.100.000.000,00 marcos
1º de novembro de 1923 ....................... 130.000.000.000,00 marcos
11 de novembro de 1923 ....................... 631.575.000.000,00 marcos
21 de novembro de 1923 .................... 4.210.500.000.000,00 marcos


Vemos que, num espaço de quase quatro anos, o valor do dólar passou de alguns marcos para trilhões. Mas é nas últimas cinco linhas (que abrangem apenas 51 dias!) que podemos ver que o descalabro extrapolou. Foi nessa situação calamitosa que apareceu o soldado chamado Hitler, que lentamente cresceu social e politicamente, vindo a ser eleito chanceler do Reich em 1933. A partir de sua eleição, a Alemanha saiu de uma depressão econômica inconcebível em sua história (como visto acima) para virar uma potência tão destacada que conseguiu sediar a maior olimpíada até então, em 1936, apenas três anos depois de sua posse.

Os seus detratores falam um monte contra esse milagre do Nacional Socialismo. Entretanto, nada muda o fato de que ele liderou o reerguimento de um país totalmente abalado, massacrado e vilipendiado pelos vencedores da 1ª Guerra, tornando-o uma das maiores potências do planeta.

Daí, por tantos motivos escusos (o maior foi o precedente de independência e autodeterminação que a Alemanha havia criado), veio a 2ª Guerra. Eu ratifico minha posição: a guerra é filha direta e dileta da Mentira. E como decretou o Mestre Maior: "Dai a César o que é de César e a Deus, o que é de Deus". Deus quer a Verdade, a Honestidade, coisas que nunca existem numa guerra. Já "a culpa de César" por aquela insanidade chamada "2ª Guerra Mundial" deveria ser distribuída a seus devidos "donos" porque nunca ela é unilateral. Obviamente, o lado "vencedor" não aceitará nunca essa divisão.

Não existem heróis, lado inocente e Verdade em nenhuma guerra. Esta é a ápice da sordidez e hipocrisia humanas. Dela, só os parasitas saem vencedores. E são eles que regem o mundo se utilizando dela. Quando as chagas que ela abre vão se curando, os parasitas fomentam outras para que se abram portas e espaços no seio da humanidade e esta se mantenha sob seu jugo. "E, de guerra em paz, de paz em guerra, todo o povo desta Terra, quando pode cantar, canta de dor!"

Finalizo com as palavras de Augusto dos Anjos:
"O verme é o operário das ruínas
e o sangue podre das carnificinas
come e, à vida em geral, declara guerra."
FAB29