Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


terça-feira, 31 de março de 2020

Pobreza absoluta

Amigos e amigas.
Leiam este trecho de uma reportagem do Correio Popular, de Campinas:

all we need is beatles | solo recital by andré mehmari - YouTube
André Mehmari
"O pianista André Mehmari foi hostilizado por estudantes da rede pública de Campinas durante uma das apresentações que realizou na cidade, como parte do projeto 'Ouvir para Crescer', cujo objetivo é, justamente, facilitar o acesso desse público carente à música e ao teatro. Ele, que é um dos músicos mais aclamados da nova geração, foi vaiado e surpreendido com frases do tipo “Sai daí, filho da p...”, “Vai tomar no c...” e “Vai se f...” — conforme relatou no seu perfil no Facebook —, depois de explicar sobre Ernesto Nazareth e listar as obras que tocaria a seguir. Esse triste retrato da educação foi revelado no dia 14 de maio, em meio a uma plateia de cerca de 600 alunos da rede estadual de ensino no Teatro Municipal José de Castro Mendes. Porém, Mehmari continuou a apresentação conforme o programa pedia."

Em seguida, a 'reação das otoridades' ditas responsáveis:

"A Prefeitura de Campinas, apoiadora do projeto, tomou ciência do ocorrido por meio da reportagem na manhã de ontem, porém, a secretária de Educação, Solange Villon Kohn Pelicer, preferiu não se manisfestar, justificando que os alunos envolvidos são da rede estadual e, portanto, não são de responsabilidade do município. Por meio da assessoria de imprensa, comunicou que isso serve de alerta, porém, a Educação faz toda a orientação necessária.
O secretário de Cultura de Campinas, Ney Carrasco, pasta responsável pelo teatro, prometeu se inteirar melhor do fato. “Em princípio, posso dizer que André Mehmari é um grande pianista que merece o reconhecimento de todos. E o projeto também é muito bonito. Se [SE?!?] houve alguma atitude deselegante, foi por parte dos alunos e isso precisa ser trabalhado. É preciso ressaltar que as escolas e seus profissionais envolvidos precisam estar devidamente preparados para orientar seus alunos, uma vez que ir ao teatro e ouvir um recital de piano não é algo comum para eles."

Constata-se que a deseducação grassa pela sociedade e pelas escolas deste país vilipendiado pelo ensino degenerado pelas democráticas mídias, que regurgitam a todo instante o lixo do lixo da cultura na mente do povinho, especialmente dos jovens. É a famosa tática da alienação e substituição da sadia simplicidade e praticidade pela loucura do consumismo desenfreado, da luxúria, da inveja, da malícia, do individualismo, da impaciência, da indisciplina e do egocentrismo. E esse "jogo de empurra" é uma constante entre os 'poderes instituídos', cada qual "tirando o seu da reta".

Tal tática se reflete no que vemos a todo instante hoje em dia: além do relatado acima, jovens preguiçosos e ensimesmados se perdendo em vícios e crimes de todos os níveis.  Com isso, a violência é trazida das ruas e contamina as salas de aula e chega aos lares. Assim, os Grandes Corruptores vão conseguindo seu intento maior: a desunião no seio familiar, causando sua desagregação. E com o advento da tecnologia fácil, com suas 'redes sociais' (que são utilizadas como proteção pelos mais variados tipos de criminosos), o jovem se isola em seu quarto asséptico e acredita "se empoderar ganhar o mundo" através do seu frio monitor, quando o máximo que consegue é diminuir o contato com o calor familiar e se sujeitar aos inomináveis engodos que os vermes virtuais tramam para parasitar os incautos.

O aviso é claro e simples: protejam-se ao máximo dessa quimera virtual e abracem seus dependentes, livrando-os dos tentáculos dela. Vida é o instante em que estamos. Como disse o mestre indiano Osho: "Tudo é único! Nunca foi antes; jamais será outra vez! Cada momento que você perde, o perde para sempre."

E completo com outro pensamento dele: "Quanto mais você se tornar consciente e silencioso, melhor verá que a sociedade o está envenenando." Portanto, não perca seu tempo com nulidades e muito menos perca o contato com quem você de fato ama e que ama você.

O resto, que espere.
FAB29

segunda-feira, 23 de março de 2020

Iniqüidades às portas.

Amigos e amigas.
Segue um apanhado de observações e dados sobre vários tópicos referentes aos EUA que servem de termômetro (até suave) sobre o que acontece no mundo. Incluindo as guerras fomentadas (principalmente as silenciosas bacteriológicas: SARS, H1N1, ebola, aviária, corona,...).

Em vermelho, estão links para exemplificar esses maus exemplos por lá e pelo mundo.
FAB29

Resultado de imagem para iniquidades
"Cada um por si e Deus contra todos" - Titãs
# 1 - A América tem um problema com bebida muito sério. De acordo com novos números recém-divulgados, o americano médio consome 500 bebidas alcoólicas por ano. Esse é o nível mais alto da história americana moderna.

# 2 - O número de mortes relacionadas ao álcool nos Estados Unidos dobrou nos últimos 20 anos.

# 3 - O número de americanos que morrem devido a uma overdose de drogas atingiu um recorde histórico.

# 4 - A taxa de suicídio de jovens nos EUA aumentou 56% em apenas um período recente de 10 anos.

# 5 - A taxa de suicídio na população geral aumentou 41% entre 1999 e 2016.

# 6 - O número de assassinatos em massa nos Estados Unidos estabeleceu um novo recorde em 2019.

# 7 - 46% de todos os americanos tomam pelo menos um medicamento farmacêutico legal mensalmente.

# 8 - A taxa de mortalidade por câncer anal nos Estados Unidos dobrou nos últimos 15 anos.

# 9 - A taxa de câncer de boca nos Estados Unidos atingiu um recorde histórico.

# 10 - De acordo com o CDC, ocorrem anualmente 110 milhões de infecções por DST no mundo, sendo cerca de 2,5 milhões nos Estados Unidos.

# 11 - Aproximadamente 40 milhões de pessoas nos Estados Unidos visitarão um site pornográfico em qualquer dia.

# 12 - De acordo com nosso próprio Departamento de Estado, os Estados Unidos estão em primeiro lugar no mundo inteiro em tráfico de sexo.

(Detalhe: Hoje, aproximadamente 40% de todos os bebês na América nascem de mulheres solteiras).

# 13 - Uma pesquisa descobriu que o americano médio gasta 86 horas por mês em um telefone celular. No Brasil, é um "pouquinho pior".

# 14 - Em um ano recente, mais de 17 milhões de adultos americanos foram diagnosticados como tendo "um grande transtorno depressivo" (é mais uma pandemia). É fundamental entender que esse não é o total de todos os americanos que foram diagnosticados com "um transtorno depressivo maior". Pelo contrário, esse é apenas o número que foi adicionado ao total geral em um ano.

Estima-se que o número de criminosos sexuais registrados nos Estados Unidos logo ultrapassará a marca de 1 milhão. Alguns são até queridos.

Virtualmente, qualquer medida de bem-estar social que você queira examinar nos diz que o tecido de nossa sociedade está se deteriorando rápida e conscientemente.

terça-feira, 17 de março de 2020

O Rei e a Princesa

Amigos e amigas.
Segue abaixo uma compilação de detalhes curiosos da vida de um polímata, Sr. Pedro de Alcântara João Carlos Leopoldo Salvador Bibiano Francisco Xavier de Paula Leocádio Miguel Gabriel Rafael Gonzaga, vulgo Dom Pedro II, e de sua mais famosa filha, Isabel Cristina Leopoldina Augusta Micaela Gabriela Rafaela Gonzaga de Bourbon-Duas Sicílias e Bragança, a Princesa Isabel do Brasil.

Nela, podemos ver o quanto ambos foram exemplos de mecenas de seu povo. Tão bom ver o quanto o Brasil já foi abençoado com patriotas verdadeiros, libertários da vida, da cultura, da educação e da humanidade. E tão triste ver a que ponto descemos e ainda desceremos.
FAB29

Resultado de imagem para d pedro IIResultado de imagem para Isabel do Brasil

Santos Dumont almoçava 3 vezes por semana na casa da Princesa Isabel em Paris.

A ideia do Cristo na montanha do Corcovado partiu da Princesa Isabel.

A família imperial não tinha escravos. Todos os negros eram alforriados e assalariados, em todos os imóveis da família.

D. Pedro II tentou ao parlamento a abolição da escravatura desde 1848. Uma luta contra os poderosos fazendeiros por 40 anos.

D. Pedro II falava 23 idiomas, sendo que 17 era fluente.

A primeira tradução do clássico árabe “Mil e uma noites” foi feita por D. Pedro II, do árabe arcaico para o português do Brasil.

D. Pedro II doava 50% de sua dotação anual para instituições de caridade e incentivos para educação com ênfase nas ciências e artes.

 D. Pedro Augusto Saxe-Coburgo (filho da Princesa Isabel) era fã assumido de Chiquinha Gonzaga.

 Princesa Isabel recebia com bastante frequência amigos negros em seu palácio em Laranjeiras para saraus e pequenas festas. Um verdadeiro escândalo para época.

 Na casa de veraneio em Petrópolis, Princesa Isabel ajudava a esconder escravos fugidos e arrecadava numerários para alforriá-los.

Os pequenos filhos da Princesa Isabel possuíam um jornalzinho que circulava em Petrópolis, um jornal totalmente abolicionista.

D. Pedro II recebeu 14 mil votos na Filadélfia para a eleição Presidencial, devido à sua popularidade, na época os eleitores podiam votar em qualquer pessoa nas eleições.

Uma senhora milionária do sul dos EUA, inconformada com a derrota na guerra civil americana, propôs a Pedro II anexar o sul dos Estados Unidos ao Brasil, ele respondeu literalmente com dois “Never !” bem enfáticos.

 Pedro II fez um empréstimo pessoal a um banco europeu para comprar a fazenda que abrange hoje o Parque Nacional da Tijuca. Em uma época que ninguém pensava em ecologia ou desmatamento, Pedro II mandou reflorestar toda a grande fazenda de café com mata atlântica.

• Quando D. Pedro II do Brasil subiu ao trono, em 1840, 92% da população brasileira era analfabeta.
Em seu último ano de reinado, em 1889, essa porcentagem era de 56%, devido ao seu grande incentivo a educação, a construção de faculdades e, principalmente, de inúmeras escolas que tinham como modelo o excelente Colégio Pedro II.

• A Imperatriz Teresa Cristina cozinhava as próprias refeições diárias da família imperial apenas com a ajuda de uma empregada (paga com o salário de Pedro II).

• (1880) O Brasil era a 4º economia do Mundo e o 9º maior Império da história.

• (1860-1889) A média do crescimento econômico foi de 8,81% ao ano.

• (1880) Eram 14 impostos, atualmente são 98.

• (1850-1889) A média da inflação foi de 1,08% ao ano.

• (1880) A moeda brasileira tinha o mesmo valor do dólar e da libra esterlina.

• (1880) O Brasil tinha a segunda maior e melhor marinha do Mundo, perdendo apenas para a da Inglaterra.

• (1860-1889) O Brasil foi o primeiro país da América Latina e o segundo no Mundo a ter ensino especial para deficientes auditivos e deficientes visuais.

• (1880) O Brasil foi o maior construtor de estradas de ferro do Mundo, com mais de 26 mil km.

• A imprensa era livre tanto para pregar o ideal republicano quanto para falar mal do nosso Imperador.
"Diplomatas europeus e outros observadores estranhavam a liberdade dos jornais brasileiros" conta o historiador José Murilo de Carvalho.
Mesmo diante desses ataques, D. Pedro II se colocava contra a censura. "Imprensa se combate com imprensa", dizia.

• O Maestro e Compositor Carlos Gomes, de “O Guarani” foi sustentado por Pedro II até atingir grande sucesso mundial.

• Pedro II mandou acabar com a guarda chamada Dragões da Independência por achar desperdício de dinheiro público. Com a república, a guarda voltou a existir.

• Em 1887, Pedro II recebeu os diplomas honorários de Botânica e Astronomia pela Universidade de Cambridge.

• A mídia ridicularizava a figura de Pedro II por usar roupas extremamente simples, e o descaso no cuidado e manutenção dos palácios da Quinta da Boa Vista e Petrópolis. Pedro II não admitia tirar dinheiro do governo para tais futilidades. Alvo de charges quase diárias nos jornais, mantinha a total liberdade de expressão e nenhuma censura.

• D. Pedro II andava pelas ruas de Paris em seu exílio sempre com um saco de veludo ao bolso com um pouco de areia da praia de Copacabana. Foi enterrado com ele.

Fontes:
Biblioteca Nacional RJ;
IMS RJ;
Diário de Pedro II;
Acervo Museu Imperial de Petrópolis RJ;
IHGB;
FGV;
Museu Nacional RJ;
Bibliografia de José Murilo de Carvalho.

segunda-feira, 9 de março de 2020

"Purim" de quem?

Amigos e amigas.
Abaixo, uma versão resumida (da qual perdi o link) sobre a origem da Festa do Purim e seu significado. Achei interessante compartilhá-la na esperança de algum visitante poder confirmá-la ou desmenti-la, acrescentando links para complementar o post.

Ficam a idéia e meu pedido aos caros colegas.
FAB29

Na quarta-feira, 28 de fevereiro, ao pôr-do-sol, começa o Purim, o festival talmúdico de vingança contra o goyim que é uma versão torcida do livro bíblico de Esther.

O Purim rabínico baseia-se em uma leitura do "Scroll of Esther", ou seja, "Megilla Esther".

Esther é um livro problemático mesmo para além da falsificação rabínica. Parece ter sido escrito para preencher uma lacuna. Deus está faltando em suas páginas e Jesus nunca citou Esther. O nome Esther é derivado do "Nistar" hebraico que denota "escondido". Coloco o livro de Esther na categoria de mistério.

Os rabinos optaram por adicioná-los, de forma significativa, como é costume em relação aos livros da Bíblia hebraica.

De acordo com seu Midrash sobre Esther, ela estava casada com Mordecai: "Não só Esther era uma justa mulher judaica que odiava a noção de casamento com o rei Goy-ah Assuero, na verdade, ela já estava casada com Mordecai, que era o sábio chefe (professor de a lei oral) de sua geração. Toda vez que Esther foi ver Assuero, eles literalmente a levaram e forçaram-na a estar com ele. Ao longo de seu "casamento" com Assuero, Esther ainda permaneceu leal ao seu verdadeiro marido, Mordecai. Quando ele saiu de Assuero, ele mergulhou em um mikveh (banho ritual) e depois se encontrou secretamente com Mordecai ".

A intrincada falsificação do passado é típica da perversão talmúdica da narrativa bíblica.

A megila afirma que Mordecai levou Esther como um "bastão", uma filha. Os rabinos afirmam que o "bastão" realmente significa "bayit", ou "em casa", um eufemismo para esposa. (Paróis absurdos semelhantes no Talmud Babilônico [Sota 42b] é usado para "provar" que o oponente da mãe do David, o Goliath gigante, era adicto ao sexo anal).

Em Purim, é necessário que o judeu fique bêbado; ele ficará tão bêbado que não poderá discernir entre o bem e o mal: "Não se distingue entre arur Haman ('Maldito Haman') e Baruch Mordechai ('Bendito é Mordecai') (Megillah 7b).

Aqui, imagem de seguidor ortodoxo do Talmud embriagado nas ruas de Jerusalém durante o Purim:

Resultado de imagem para seguidores ortodoxos do Talmud embriagados nas ruas de Jerusalém durante os Purim
Mas pra tudo, há uma desculpa:
http://www.chabad.org.br/datas/purim/artigos/pur06.html


sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

De que adianta saber?

Amigos e amigas.
Sabemos que a política do mundo é controlada pela elite financeira mundial, obedecendo fielmente a todas as suas diretrizes, comandos e desmandos; que suas prioridades são legislar, julgar e governar em causa própria (a dos comandantes).



Sabemos que essa mesma elite oculta da humanidade incontáveis informações úteis em todos os níveis da vida, como curas de doenças, tecnologias, aprendizados, etc.

Sabemos que, no lugar de desenvolver a humanidade como um todo, a elite solapa sempre e cada vez mais a massa ignara (95% dos seres humanos) para manter sua supremacia e reinar em paz.

Resultado de imagem para alimentos industrializados
Sabemos que a maior parte dos alimentos industrializados (cheios de corantes, acidulantes, conservantes, etc) causam males a médio e longo prazo; que grande parte dos medicamentos tem mínima eficácia para o que propõe resolver, além de causar dezenas de efeitos colaterais e, muitas vezes, viciar; que a saúde pública é sucateada e vilipendiada, seus recursos são constantemente desviados e seus profissionais, massacrados em todos os sentidos, fato que gera o descaso e leva a população a constantes e excruciantes padeceres físicos e emocionais.

Sabemos que os banqueiros nada mais são do que usurários, gerenciando o capital, fruto do trabalho assalariado, a juros compostos extorsivos (acima dos 10% ao mês, quando as mais rentáveis aplicações não geram nem 3%).

Sabemos que os encargos para quem produz e os impostos visíveis e invisíveis (embutidos em cada produto, desde um clip até um avião) corroem covardemente o setor produtivo, fazendo com que mais de um terço do nosso trabalho anual seja só para pagá-los.

Resultado de imagem para salário elite usura
Sabemos que o "aumento" salarial anual baseado na inflação inventada e controlada pela citada elite financeira não repõe nada das perdas acumuladas durante o ano devido à constante majoração hipócrita e sórdida dos preços de tudo (muitas vezes, com picos momentâneos, gerados sob a desculpa de alguma situação do tipo seca ou epidemia).

Sabemos que a produção de todo tipo de drogas é falsamente combatida; que o tráfico nada de braçada no mundo e dita suas regras e influências, mancomunado com governos e sociedades secretas metastizadas em todas as formas de sociedades civis; que as "drogas lícitas" (cigarro e álcool) corroem e destroem uma pessoa e quem estiver junto a elas da mesma forma que as ilícitas.

Sabemos que muitas teorias e "verdades notórias" nos são impostas diuturnamente para nos manter medrados, desconfiados, alienados, impotentes, castrados... Todas elas tem um fundo (bem fundo) de correção, justiça e lógica, mas carecem imensamente de comprovação. Exemplos: as teorias da Evolução, Heliocêntrica, da Relatividade, Quântica; o holocausto da 2ª Guerra, a ida do homem à lua, a construção das pirâmides e outras superconstruções, o 11 de setembro, o aquecimento global com o "buraco" na camada de ozônio, as epidemias de ebola, gripes suína, aviária e corona vírus,...

Sabemos que as Artes (especialmente a Música e a Literatura) são corrompidas em suas essências para imbecilizar, banalizar e subverter tudo o que for sadio, belo, grandioso e desenvolvedor de uma mentalidade lúcida e uma espiritualidade universal.
Isto não é exceção; é a maioria do ensino público
Sabemos que o ensino público é inócuo e alienante, cevado na desorientação e na "decoreba", evitando o quanto for possível a análise, o debate, a elucidação de dúvidas prementes, a socialização, a Moral e o Civismo; que o material didático (quando existe) é pervertido na sua função precípua de maximizar o potencial dos alunos; que as escolas há muito são encaradas e utilizadas por muitos pais como "alívio", "descanso pra cabeça", "um tempo de paz e tranquilidade"; que os professores têm cada vez mais suas autoridade em sala de aula e liberdade de lecionar atadas e reduzidas a uma cartilha sórdida de obediência a normas e critérios escusos que não permitem que eles adaptem suas matérias às necessidades específicas de cada classe e limitam sua necessidade de manter a disciplina de acordo com cada situação (Certa vez, resumi isto tudo numa frase: "O aluno pode; o professor deve.")

Sabemos que nenhuma forma de governo prioriza o povo. A que mais se traveste de popular (democracia) não passa de um amontoado de todo tipo de inúteis: "ixpertos", despreparados, incompetentes, inoperantes, corruptos, hipócritas,... e que os poucos idealistas, justos, honestos e progressistas que se elegem se perdem nesse antro de nulidade, descaso e autopromoção.

Sabemos!!... Mas continuamos a seguir (bovinamente ou sob protesto, como eu) todas as diretrizes que a Nova Ordem Mundial "oferece" à humanidade. Malfadada sina!...

Precisamos o quanto antes utilizar aquele egoísmo que prioriza o bem estar próprio e dos mais próximos que são partes integrantes de nossas vidas. Com isso, nosso nicho estará protegido, saudável e propício para evoluir e, quem sabe, "contaminar" os que estiverem associados a ele.
FAB29

Adendo: como bônus, temos este "caso de racismo" recente sob a visão lúcida de um cidadão africano, que detona o vitimismo torpe de tantos que se aproveitam do status quo para se darem bem.

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Show de ilusões

Amigos e amigas.
A notícia abaixo é um exemplo do que sempre peço aqui no Palavra Livre: provas forenses, cabais. Vejam só:

DNA de mulher é achado em bomba de Boston, diz jornal

"Investigadores americanos encontraram DNA feminino em pelo menos uma das bombas usadas nos ataques da Maratona de Boston, informou o jornal americano "The Wall Street Journal" nesta segunda-feira (29), citando fontes da investigação dos ataques que deixaram três mortos e mais de 200 feridos no dia 15 deste mês.

Segundo a reportagem, as fontes alertaram que podem haver várias explicações para que o DNA de outra pessoa que não os dois suspeitos do atentado - Tamerlan Tsarnaev e seu irmão mais novo, Dzhokhar - tenha sido encontrado nos dispositivos que explodiram. O material genético poderia ter vindo, por exemplo, de uma funcionária da loja que manejou os materiais utilizados nas bombas ou um fio de cabelo que acabou na bomba. Segundo a agência de notícias Reuters, o FBI não quis comentar o assunto."
Fonte: globo.com

Vejamos: após explosões capazes de matar 3 pessoas e ferir mais de 200 ao ar livre, onde incontáveis destroços delas se espalharam e o calor gerado, normalmente, destruiria as evidências, a polícia forense consegue detectar um detalhe microscópico. O alheamento do FBI é mero bônus na estranheza geral.

Já nos atentados de 11 de setembro (muito maiores que Boston), os destroços dos prédios foram obliterados em poucos dias e o "avião" que acertou o pentágono "se evaporou" (mas as "cinzas" das vítimas foram entregues aos parentes numa pungente cerimônia, com hino nacional e tudo!). E, até hoje, nada conclusivo, com mil dúvidas e desconfianças pairando, como as fotos ao lado, que mostram, frame a frame, o momento do impacto de um dos aviões no WTC. No mínimo, causa espécie um objeto gigantesco adentrar-se brutalmente em outro e acontecer o que se vê na 6ª foto: nenhum caquinho de janela se desprendeu. Se alguém tiver uma explicação oficial ou, ao menos, fisicamente lógica para essa aberração, adorarei saber.

Por enquanto, o única explicação é o supersecreto "PROJETO BLUE BEAM", capaz de criar espetaculares imagens holográficas em 3D.

Já no notório holocausto (muitíssimo maior que o 11 de setembro), foram "seis milhões de vítimas judias" (a maior parte, gaseada. Se bem que a testemunha-mor Elie Wiesel sempre preferiu as piras funerárias em fossos no chão) e nem meia prova forense de uma delas ou da 'maquinaria assassina', comprovando por A+B que ela existiu e funcionava como as "testemunhas" afirmam "de pés juntos". Em contrapartida, cada vez mais, dúvidas e desconfianças aparecem, o que obriga aos grandes parasitas manter acesa a chama do horror sobre o assunto, pegando o mínimo deslize e o superlativar em todas as suas grandes mídias para a boiada entrar em pânico e atropelar os contraventores e/ou recalcitrantes.

Daí, assistimos a séries como "CSI" e a tantos filmes nesse sentido, mostrando que a polícia forense é quase capaz de encontrar "xixi de micróbio" ou "impressão digital no ar" (Adoráveis exageros!). Por que esses pontos nevrálgicos da História sempre flutuam num mar turvo e turbulento, onde a certeza é o que menos existe, assim como a verdade? Se eles simplesmente ocorreram por ditos "ataques terroristas" ou impostos por ditadores covardes, as investigações forenses os denunciariam sem nenhum esforço. É por isso que toda essa patacoada que eles criam para tergiversar é digna de investigação, contestação e cobrança incessante.

Bem se sabe que grande parte da humanidade continua alienada, massacrada, perdida em carências perpetradas pelos grandes parasitas, que a conduz como gado e faz dela o que quer e precisa para garantir sua supremacia. Mas eu (assim como milhões de outros) não aceito mais essas desfaçatezes (pra ser bem educado) que esses tipos nefastos nos impõem ostensivamente. Exijo não ser enganado e me esforço o quanto posso para não sê-lo! Parafraseando um escritor: Quero ser feliz e ver feliz quem andar comigo.
FAB29

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

De farsa em farsa,...

Amigos e amigas.
Todos nós aprendemos e quase todos aceitam (a maioria por pura oligofrenia misturada com comodismo) que a cidade de Guernica sofreu um terrível ataque da Força Aérea Nazi-fascista em abril de 1937, acontecimento eternizado por Picasso em seu quadro "Guernica", tido por muitos como "a obra prima do séc. XX".

Porém, como bem sabemos, toda história tem três lados: o meu, o seu e a Verdade. Vejam esta outra versão da História e se o autor merece crédito. Eu penso que sim, pois não consigo imaginar leviandade numa contestação deste naipe.
FAB29

Não foi bem assim...!
A farsa de Guernica começa já com a “obra-prima” de mesmo nome, de autoria de Pablo Picasso: o famosíssimo quadro “Guernica” já estava pintado muito tempo antes da explosão da dita cidade!

Apesar do Revisionismo já ter desmascarado há muito tempo a Farsa de Guernica (farsa que a exemplo do “Diário” de Anne Frank ainda continua sendo mantida pelo poder da mídia), a velha história da destruição da histórica cidade basca pela aviação nazi-fascista, como simples “treino” de bombardeio (!), vem sendo repetida monotonamente há mais de 60 anos. Mesmo com todas as evidências contrárias trazidas à tona através das inúmeras pesquisas e da abertura de diversos arquivos que vinham sendo mantidos secretos em diversos países, a mídia internacional repete a mesma versão, no evidente intuito de transformar uma mentira em verdade absoluta e imutável.

Guernica
Guernica (Pablo Picasso) - 1937

Senão, vejamos: a farsa de Guernica começa já com a “obra-prima” de mesmo nome, de autoria de Pablo Picasso. Conforme o historiador inglês David Irving, em sua obra Hermann Goering, a Biography, (MacMillan, NY, 1989, p. 178), o famosíssimo quadro “Guernica” já estava pintado muito tempo antes da explosão da dita cidade: idealizado tendo como tema uma corrente de touros… (?!) (mas igualmente poderia chamar-se “O descarrilamento do comboio de gado”, ou “Blackout no matadouro”, ou ainda “Viva as drogas!”, etc, etc), foi rebatizado após 26 de abril de 1937, para adaptar-se às exigências político-ideológicas de seus amigos marxistas da imprensa internacional. A partir daí, iniciou sua carreira desenfreada para chegar até nossos dias como “a maior obra de arte do Século XX”… (!).

[Adendo do administrador: o dito "ataque" ocorreu em 26 de abril de 1937. É dito que Picasso, "indignado com a covardia nazista", trabalhou por cinco meses no seu clássico painel, fazendo com que ele tivesse terminado em setembro. Só que ele foi exposto pela primeira vez na Exposição Internacional da Vida Moderna, em Paris, na data de 12 de julho de 1937dois mês e 16 dias depois do alegado bombardeio. Muito interessante.]

A farsa continua com a história do “bombardeio” da cidade. O historiador judeu-americano Raymond Proctor, em sua obra Hitler’s Luftwaffe in the Spanish Civil War, (Greenwood Publishers, NY, 1991) chega à seguinte conclusão, referindo-se às investigações posteriores sobre aqueles acontecimentos:

Afirma-se sempre que os aviões nacionalistas (Legião Condor, da força aérea alemã, juntamente com formações de caças Fiat CR-37 enviados por Mussolini) teriam bombardeado a cidade, mas o que realmente aconteceu é que esta foi vítima das explosões e do fogo provocados pelos vermelhos (‘Reds’, em inglês – comunistas das Brigadas Internacionais, os chamados Republicanossendo reduzida como que a uma montanha de escombros”.

As investigações do Proctor, a partir das próprias fontes republicanas e suas entrevistas com sobreviventes da destruição, revelam que Guernica estava sendo utilizada pelos comunistas como depósito de armamento e munições. Com a rápida aproximação das forças terrestres nacionalistas do General Franco, os comunistas, sem condições de manter suas posições na cidade, incendiaram-na e fizeram ir pelos ares os depósitos de munições, sem a mínima consideração com a população civil daquela cidade basca. Centenas – no mínimo – de civis, homens, mulheres e crianças, fugiram espavoridos em todas as direções e muitos foram violentamente atingidos pelas detonações.

Através dos serviços telegráficos, o comissário marxista de Guernica enviou para a United Press International fotografias de numerosos cadáveres como prova documental de “horrendas atrocidades fascistas” exercidas contra inocentes populações indefesas. Os jornalistas estrangeiros a serviço da imprensa sionista/esquerdista internacional aceitaram agradecidos e sem pestanejar a versão comunista, iniciando a longa jornada de falsidades e mentiras sobre Guernica e que perdura – apesar de todas as provas em contrário – até os dias de hoje, ilustrada e reforçada pela impostura “artística” de Picasso. Paradoxalmente, hoje, as “provas” das aludidas atrocidades fascistas em Guernica resumem-se quase que exclusivamente ao horrendo quadro do conhecidíssimo “pintor” espanhol.

Na citada obra, Proctor acrescenta mais alguns dados que reforçam essas revelações:

O único motivo do envolvimento de Hitler (na Guerra Civil Espanhola) foi o receio de que os soviéticos viessem a estabelecer uma base segura na Europa Ocidental. (…) Hitler pessoal e diretamente manteve a mais severa pressão sobre a sua Força Aérea na Espanha, proibindo terminantemente qualquer ação que violasse a Lei internacional”.

Entretanto, as forças marxistas prosseguiam com os bombardeios de hospitais, torturavam e massacravam prisioneiros em nome de sua ideologia política, atacavam conventos (como em San Sebastian, onde mais de oitenta freiras foram brutalmente seviciadas e assassinadas a tiros…) ou esmagavam com grande eficiência as colunas de refugiados, sem que a imprensa internacional emitisse o menor protesto. Mas nos dias que se seguiram a 26 de abril – e até os dias de hoje! – essa mesma imprensa tocou as trombetas ao redor do mundo acusando a Força Aérea Alemã de um monstruoso ataque terrorista contra a indefesa cidade de Guernica. Era um preparativo da opinião pública mundial feito pelo sionismo internacional através da sua guerra – que já vinha sendo preparada há muito tempo – contra o “totalitarismo sanguinário nazi-fascista”.

Durante o “Julgamento” de Nuremberg, uma das acusações lançadas contra o comandante da Força Aérea alemã, Hermann Goering, foi exatamente a sua alegada ordem para o bombardeio de Guernica. Apesar de todos os esforços da acusação, segundo o mesmo Proctor, não conseguiram seu intento pois o “tribunal” estava de posse do diário do Ministério da Aeronáutica alemão – considerado por eles mesmos como extremamente minucioso e completo – e não havia nenhuma menção à cidade.

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2020

Pobre de direita

Amigos e amigas.
O texto abaixo (adaptado daqui) se refere à pobreza que grassa pelo Brasil, seja financeira, intelectual, moral ou espiritual, pois estão interligadas visceralmente. Mas ele serve a todo e qualquer povo do mundo em maior ou menor grau porque tais pobrezas são cevadas a peso de ouro pelos grandes parasitas da humanidade por todo o mundo. Desta maneira, torna-se muito tranquilo sugar os esforços de seus escravos hospedeiros, alienados, ignorantes, estúpidos e passivos.

Apesar do viés político do texto, ele está intrinsecamente ligado à falta de uma mentalidade sã e opinativa que deveria pautar a vida de todo cidadão. Por causa dessa falta, essas pessoas, que há muito já são maioria, são o principal escudo desses supremacistas, fazendo todo o trabalho sujo de coagir conscientemente ou não os recalcitrantes que ousam bater de frente, questionar e contestar este status quo nefasto.

Convido-os a lê-lo e opinar sobre seu significado, independentemente de qualquer ideologia política. A grande importância reside na necessidade de sairmos dessa matrix que nos cerca, oprime e anestesia nossas vidas. Espero que você não se identifique.
FAB29
Resultado de imagem para pobre de direita"
Percebe-se que a expressão está longe de ser nova
A estranha e triste condição do pobre de direita que assume para sua vida as mentiras do Estado mínimo, da meritocracia, do individualismo, da competição etc. provenientes da ideologia liberal que prega essas mentiras há pelo menos 300 anos no mundo sem que nunca tenham sido comprovadas como benéficas ou aplicadas por qualquer governo minimante sério e comprometido com sua população.

Em toda a História, os liberais capitalistas oportunistas sempre se aproveitaram dos investimentos públicos para se enriquecerem cada vez mais.
A mente do pobre de direita (seja ele trabalhador assalariado, classe média, pequeno e médio comerciante, ou dono de pequena e média empresa etc., todos pobres, pois não são capitalistas, ou seja, não são donos dos meios de produção), a mente do pobre alienado e sem consciência política, que não sabe qual é o seu verdadeiro lado na História e o seu lugar na sociedade, a mente desse pessoal imbecilizado pela mídia golpista é muito limitada.
Pois, tendo sido adestrado pela ideologia liberal durante anos, em todos os dias de sua vida, o pobre de direita age de maneira condicionada. Age já por reflexo condicionado, como os cães de Pavlov, em relação a todo e qualquer problema complexo histórico e social.
E faz isso a partir da emissão vocal, rápida e na ponta da língua, de soluções abstratas e fórmulas idealistas, desconectadas da realidade concreta, e sempre apenas muito fáceis de ser ditas, sobre problemas complexos que exigem estudo detido e longo, atenção, sensibilidade, capacidade de compreensão e valores humanos.
O pobre de direita repete estas fórmulas da ideologia liberal achando que são frutos de sua reflexão pessoal, sem nunca chegar a pensar realmente de maneira séria, detida e estudada, sobre os problemas profundos da vida social.
O pobre de direita não pensa sobre de onde vem sua crença.
O pobre de direita não percebe a idiotice que apenas repete sem consciência e de maneira automática, como se possuísse uma fórmula mágica de solução para todos os problemas sociais e políticos, éticos e econômicos, educacionais e culturais, de distribuição de renda e infraestrutura, etc.
Tudo isso, para o pobre de direita, pode ser resolvido de maneira simples e rápida através de suas fórmulas mágicas vazias, que ele foi adestrado a defender durante sua vida individualista e afastada da vida social e política do seu país e de sua comunidade próxima.
Os pobres de direita defendem as fórmulas prontas e rápidas da ideologia liberal, que a minoria canalha endinheirada da rapina do bem público (banqueiros e rentistas principalmente, mas não somente) paga caro para que sejam inculcadas na mente da população trabalhadora alienada pela mídia golpista internacional e brasileira.
Ao que o pobre de direita acaba achando que pertence ao clube dessa minoria endinheirada traidora e canalha que roubará o futuro da nação, o futuro do pobre de direita e de seus filhos, se apropriando das riquezas nacionais e do bem público, do bem comum.
Assim, o pobre de direita passa a defender a agenda dessa minoria como se fosse sua quando, na verdade, não passa apenas de um trabalhador pobre sem consciência de classe, sem consciência histórica, sem sentimento de pertença cultural … Um ser que existe no vácuo social e sempre, para a minoria endinheirada da rapina, como uma mera vasilha vazia a ser preenchida durante o dia com idiotices, pelos meios de comunicação de massa amigos da rapinagem do bem público.
Esse pobre de direita só consegue descobrir quem é, quando consegue descobrir, quando o mal, que deseja e acha pouco para os outros, e com sorriso no rosto de satisfação, chega também a ele ou aos seus familiares queridos.
[...]
O pobre de direita orientará seu ódio contra os outros pobres, principalmente negros e periféricos. E aplaudirá a violência de Estado contra os outros pobres.
Mas nunca, nunca contra os verdadeiros criminosos que são as minorias endinheiradas da rapina que enganam o pobre de direita.
Assim, o pobre de direita nunca chega à conclusão de que seus problemas são, na verdade, consequências de sua burrice nas escolhas políticas que faz e defende por toda sua vida individualista.
Portanto, só quando o mal lhe chega à porta é que o pobre de direita tem a oportunidade de dar um salto cognitivo, se der! Isso não é garantido.
Pois, como vimos antes, a ideologia liberal soube aperfeiçoar os meios de enganar o pobre de direita e desviar sua atenção do verdadeiro cerne dos problemas.
Assim, o salto cognitivo do pobre de direita só será possível se conseguir prestar atenção e perceber que precisa das taxas menores oferecidas pelos bancos públicos para tocar sua vida financeira.
Se, quando estiver desempregado, descobrir que o SUS é muito importante para os milhões e milhões que, como ele, não podem pagar plano de Saúde.
Quando ficar com câncer e for obrigado a mudar a alimentação, descobrir o grande valor da agricultura familiar promovida pelo MST, com sua produção de alimentos orgânicos, já que os latifundiários lhe darão no máximo isopor com agrotóxicos para ele e sua família comerem.
Quando for fazer uma entrevista para vaga de emprego, descobrir como são importantes os subsídios e descontos nas tarifas do transporte público, possíveis por causa de políticas públicas de partidos progressistas comprometidos com a classe trabalhadora, importantes e decisivas para o seu destino de empregado, depois de longo período de desemprego.
Quando ficar idoso, e descobrir como é importante a seguridade social na velhice, ao menos mantida através de uma aposentadoria pública sólida através de um Estado responsável que respeite e cumpra a Constituição.
Descobrirá como é importante na velhice, quando não tiver mais forças, ter a garantia mínima de sobrevivência digna através de uma política de valorização do salário mínimo, (tal como a que havia nos governos do PT), para não ter que escolher entre pagar aluguel ou comprar comida ou comprar remédio.
Quando ficar idoso e, com poucas forças, descobrir como são importantes as políticas públicas que visam o cuidado dos cidadãos e cidadãs brasileiras, principalmente quando estas chegam nos dois extremos da fragilidade característica da existência humana: a infância e a velhice.
Assim, ou o pobre de direita alienado descobre isso antes, na idade apropriada, ou, na velhice, quando já lhe faltar neurônios, se transformará em mais um bruto envelhecido.

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Sodomia e felação legais

Amigos e amigas.
É público e notório que os judeus são os reis da pornografia em Hollywood. Todo o universo pornográfico (filmes, revistas, shows,...) é dominado e/ou entremeado de produtores, diretores e atores da etnia judaica. No texto abaixo, vê-se por que esse povo é tão afeito a tais práticas sem nenhum pejo ou peia.

Ensinamentos ancestrais dão licitude à sodomia e à felonia, atitudes que massacram e vilipendiam especialmente a mulher desde seus verdes anos. A bem da verdade, não se deve apenas observar os judeus. Afinal, os povos semitas em geral (muçulmanos) se equivalem nesse quesito.

Conheçam (ou relembrem) tais práticas e vejam uma parte do motivo da degeneração da humanidade. A outra parte (certamente a maior) é culpa dos fracos, vendidos e passivos que as aceitam.
FAB29

Resultado de imagem para sodomia
Desde muito ou sempre
A Sodomia na Halaka 

(NDT: “halaka” ou “halachá”, é o conjunto dado ás leis do judaísmo)

- A sodomia de que falamos aqui, consiste exclusivamente na intromissão do pênis do marido no ânus [pî haṭṭabba‘at] (mais exatamente no reto [alolet]) da sua esposa quando de uma relação sexual. Ela é correntemente chamada em hebreu kirkûshilûl ou hasdâma. Deve-se lembrar que todo o ato sexual fora do casamento (que seja vaginal ou anal) é explicitamente interdito, e é passível de flagelação (malqût). Bem entendido, as relações homossexuais entre dois homens(1são totalmente proibidas e passíveis de morte (pela lapidação [seqîla]). 

NDT: (1) – As relações sexuais entre duas mulheres não são interditas (T. Yevâmôt 76a, T. Shabbât 65a). 

- “A Sodomia não é considerada pela Torah como um ato impróprio nem um interdito, mas como uma alternativa normal ao coito vaginal. O ânus é um dos 3 mishkâvîm (orifícios sexuais) normais da mulher, tal e qual como a sua vagina e a sua boca(2), no qual é licito ao homem ejacular sem arriscar zéra‘ levaṭṭâla (desperdício de semente, esperma). 

NDT: (2) – Existem 3 orifícios sexuais na mulher, chamados em hebreu “bocas” - pî-hallâshôn (boca da língua, a boca), pî-haṭṭabba‘at (boca do anel, o ânus) e pî-hârèem (boca da matriz, a vagina) – nos quais é licito ao marido ejacular. Esses 3 orifícios são denominados mishkâvîm (dormitórios) … Segundo os nossos Sábios, existem dois tipos de relações sexuais: as relações maiores (bî’a amûra) pelo ânus ou pela vagina, e as relações menores (bî’a qalla) pela boca. 

- Contrariamente à sua vagina, sujeita aos desejos da natureza e outros corrimentos sanguíneos, o ânus da mulher jamais é interdito ao seu marido(3). Mesmo quando ela é nidda (com menstruação), em caso de desejo sexual muito apressado do marido – para evitar um desperdício seminal (zera‘ levaṭṭâla) ou uma relação sexual ilícita – esta deve deixá-lo concretizar o desejo pelo ânus (ou oralmente(4)), cumprindo assim uma grande caridade ((ésed). 

(NDT: (3) - […] “Logo que uma mulher esteja isolada devido ao seu estado de nidda, não te aproximes dela para descobrir a sua nudez” (Lev. 18:19). [ndt: os Rabinos respondem : São as relações vaginais com a nidda que a Torah proíbe ; todo outro coito (oral, anal) é permitido pela Torah].
NDT: (4) – Ela deve engolir o esperma do seu marido, senão é zera‘ levaṭṭâla.[desperdício])

- A partir do principio do 4º mês de gravidez, as relações sexuais vaginais são proibidas com a mulher grávida, e só a sodomia é permitida (a felação também). Durante os 40 dias (para um rapaz, 80 dias para uma menina) que se seguem após o fim da gravidez, só as relações anais (ou orais) são licitas (Lev. 13). Igualmente durante 21 dias após uma falsa gravidez. 

- Durante as 7 semanas do 'Omer (desde o começo da festa Pèsah até aquela do Shâvû‘ôt), as mulheres não se purificam da nidda (até à véspera de Shâvû‘ôt), e só as relações anais ou orais são permitidas com eles. 

- Logo que exista um risco da mulher ficar grávida (por exemplo se ela é muito jovem [menos de 16 anos], ou pelo seu filho se ela aleita), é então interdito de se praticar relação vaginal com ela, e só a sodomia é autorizada (assim como a felação). 

(NDT – já que se fala de “menores de 16 anos”, não sabemos como se processarão as leis judaicas para as crianças de 3 anos, pois o Talmud fala explicitamente, de “ato concretizado” com crianças de 3 anos. Esta questão é tão espinhosa para os próprios judeus que, se conhecem de fato, se a lei dos “3 buracos lícitos” aplica-se, ou não, eles parecem ou dão aparência de “não compreenderem” essa prescrição altamente satânica, demoníaca. Veja-se as desculpas sem pés nem cabeça do Dr. Talmudista Israel-Michel Rabbinowicz aqui na pág 365 (ver a prescrição e nota “1” em fim de página ), que reconhece bem a existência dessa Mischnah, mas diz não conseguir compreendê-la e acha-a absurda.
O fato é que apesar de correrem por aí muitas aldrabices sobre o Talmud, esta da “coabitação” com uma criança de 3 anos é verídica e atestada. Resta-nos saber, o que preconizam os Sábios judeus para este caso: Uma relação anal ? Vaginal ? Oral ? Ou será, mais questão de um “sacrifício humano” ao deus Mammon ?
E não se riam, caros amigos, fui eu que escrevi esse livro em 1879 sob o pseudo “ Israel-Michel Rabbinowicz” para vir 137 anos depois aqui, e “inventar” assim um complô contra os judeus da massa. Coitadinhos deles.)

- Antes de toda a relação anal (como vaginal ou oral) com a sua esposa, convém de recitar uma reza... quando o marido ejacula convém também de recitar outra reza. 

(NDT - a ultima reza, parece ser algo como aquela que é dita logo de manhã quando todo o judeu caga, ver aqui)

- Os nossos sábios aconselham de bem lubrificar o ânus da sua esposa antes de a sodomizar, com ajuda da saliva ou de todo outro lubrificante, à condição que seja kâshér. Eles prescrevem igualmente que a mulher vai a defecar antes do coito conjugal, para bem esvaziar o seu reto. 

Após a sodomia, a fim de respeitar o resto do esperma deixado no pênis do seu marido (por causa do 'desperdício [zera‘ levaṭṭâla]), é preferível que a mulher limpe com a boca (como de costume após um coito vaginal), independentemente dos traços de merda que possam se encontrar, do que limpar com um pano. No entanto, ela pode limpar o exterior do ânus com um pano úmido... 

É perfeitamente licito passar alternativamente do ânus para a vagina sem ter alguma precaução, pouco importa o estado de sujidade da verga do marido. Contrariamente a certas ideias do atual mundo medical, os nossos Sábios consideram que isso "reforça a saúde da vagina" (T. ‘Avôda Zâra 22b, T. Nedârîm 20b). 

- Nós vemos aqui que os argumentos avançados pelos cristãos e muçulmanos para proibirem a sodomia são afastados pela Torah. Para mais, as crianças concebidas enquanto os seus parentes praticavam exclusivamente a sodomia não são raros. A Tradição oral, conta que Maria (Mãe de Jesus) só ofereceu-se pelo coito anal a José durante o seu casamento, para preservar a exclusividade da sua vagina a Deus.



Abaixo, um "bônus" à parte, onde um rabino cita mais algumas outras atitudes de soberba e descaso por parte de seu povo em relação aos gentios, falando de Hitler e Wagner.