Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


quarta-feira, 10 de agosto de 2011

O fedor do FED.

FED é uma abreviação para “Federal Reserve Bank”. Ele também é conhecido como Banco Central dos EUA. Este termo engana, pois ele transmite a impressão de que se trata aqui de uma instituição estatal. Nada mais equivocado.

O FED foi fundado a 23 de dezembro de 1913 por dominantes famílias de banqueiros e está até hoje nas mãos de particulares. Ao todo, 12 bancos regionais formam o Federal Reserve System. São eles:

Federal Reserve of New York (Sede)
Federal Reserve of Atlanta
Federal Reserve of Boston
Federal Reserve of Chicago
Federal Reserve of Cleveland
Federal Reserve of Dallas
Federal Reserve of Kansas City
Federal Reserve of Minneapolis
Federal Reserve of Philadelphia
Federal Reserve of Richmond
Federal Reserve of San Francisco
Federal Reserve of St. Louis

O Federal Reserve of New York é o maior dos 12 bancos regionais e único autorizado a realizar negócios internacionais.

Como aconteceu a fundação do FED?
Para submeter sob seu controle a rica economia norte-americana um pouco antes do início do século XX, os banqueiros Rothschild fizeram de tudo para realizar este objetivo. Eles conseguiram-no com ajuda do governo dos EUA e alguns agentes próprios. Eles financiaram J.P. Morgan, o petróleo dos Rockefeller, a construção das ferrovias, assim como as necessárias siderúrgicas. Com isso foi assentada a pedra fundamental para que se estabelecessem na economia norte-americana.

Algum tempo depois, Jacob Schiff e Paul Warburg foram incumbidos pelo Clã Rothschild com a missão de fundar nos EUA um banco particular, o “Federal Reserve Bank”. Os arranjos foram perfeitamente conduzidos à medida que Jacob Schiff proferira as seguintes palavras em 1907, na câmara de comércio de Nova York:

“Se nós não tivermos um banco central com suficiente controle sobre a concessão de crédito, então este país vivenciará o mais agudo e grave pânico monetário de sua história”. [Des Griffin, Der Absteiger]

Não poderiam ter melhor encenado, pois imediatamente depois os EUA se encontravam numa crise monetária. A bolsa de Nova York caiu em pânico e arruinou milhares de pessoas, e esta ação não apenas presenteou os Rothschild com bilhões de dólares, como também com o efeito esperado de erigir um banco central para evitar futuramente tais situações semelhantes.

Sendo assim, Paul Warburg entra em cena e pronuncia diante do comitê bancário e monetário:

“A primeira coisa que me veio à cabeça diante do pânico é que nós precisamos de um Clearing-Bank nacional (Banco Central)...” [Gary Allen, Die Insider]
E vejam a incompetência e o 'entreguismo' do presidente Woodrow Wilson: era época de Natal e não havia sessões parlamentares no senado. Foi quando Wilson convocou uma sessão extraordinária e só os senadores comprados pelos banqueiros apareceram para votar a criação do FED.
Assim aconteceu a fundação do “Federal Reserve” e permitiu aos banqueiros internacionais afirmar sua supremacia financeira nos EUA. As pessoas, que firmaram esta ata, foram:

A. Piatt Andrew, senador Nelson Aldrich, Frank Vanderlip (presidente do Khun Loeb & Co), Henry Davidson (sócio Senior do banco J.P. Morgan), Charles Norton (presidente do Morgans First National Bank), Paul Warburg e Benjamin Strong (presidente do Morgans Bankers Trust Co).

O primeiro presidente do recém-criado “New York Federal Reserve Bank” foi ninguém mais que Paul Warburg.

A seguir, resultou o 16º artigo adicional da Constituição norte-americana. Ele possibilitou ao Congresso lançar impostos sobre o rendimento pessoal dos cidadãos americanos. Um novum na história dos EUA. E decisivo foi o fato do governo dos EUA não poder mais imprimir dinheiro. Isso é ainda hoje competência do FED.

Primeiros donos do Federal Reserve
O FED é uma instituição econômica organizada puramente por particulares, onde o governo dos EUA possui somente o direito de opinar para escolha da diretoria.
Os membros e seus proprietários, na ocasião da fundação:

1. Bancos Rothschild de Londres e Paris
2. Lazard Brothers Bank de Paris
3. Israel Moses Seif Bank da Itália
4. Warburg Bank de Amsterdam e Hamburgo
5. Lehman Brothers de Nova York
6. Khun Loeb Bank de Nova York
7. Rockfellers Chase Manhattan Bank de Nova York
8. Goldman Sachs Bank de Nova York

Como disse uma vez Mayer Amschel Rothschild:
“Dê-me o controle do dinheiro de uma Nação e pouco me importa quem faça suas leis”.

Dito e feito!
FAB29

Adendo:
A dívida pública federal no Brasil é de cerca de 1,33 trilhão de reais. Somente em dezembro de 2007, pagamos quase 13 bilhões de reais em juros!

http://www.tesouro.fazenda.gov.br/hp/relatorios_divida_publica.asp


A dívida pública federal na Alemanha era ao final de 2007 cerca de 1,49 trilhão de euros. Segundo www.steuerzahler.de, foram pagos somente em 2007 cerca de 65,8 bilhões de euros em juros!


A dívida pública federal nos Estados Unidos era de 9,23 trilhões de dólares no início de janeiro deste ano, para os quais são pagos anualmente cerca de 460 bilhões em juros (considerando 5% ao ano).

É o famoso "Dinheiro chama dinheiro" elevado sordidamente à décima potência!

Nenhum comentário:

Postar um comentário