Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Poesias Tridimensionais 2

Amigos e amigas.
Mais Poemas 3D, sempre lembrando que a pontuação obedece às poesias separadamente.
Quando os versos são lidos misturadamente, você deve não só pontuar mentalmente, mas dar a entonação necessária para eles serem concatenados.
FAB29

SEGUIR

Voar: sonho sem igual.........pra quem é do chão
Pelas correntes de ar...........fluir com leveza
Sobre a terra, sobre o mar...não é, com certeza,
De maneira natural.............tranqüila missão

Pr’esta obra perenal.......como a solidão
Poder se realizar............vejam que está presa
Eu preciso libertar.........essa natureza
Essa energia primal.......em meu coração

Abraçar o grande elan.......sem temeridade
Não mais conter meu afã...eu prendo a maldade
Nas profundezas do ser.....pra poder seguir

O corpo, a terra contém...os passos são duros
O espírito vai além..........olhem só que muros
Se a mente for o poder....não vão me impedir


LIBIDO

Sem um hesitar......beijo teus lábios de rosa
Meu grande tesão...sinto teu cheiro de cravo
Com sofreguidão....tudo me torna um escravo
Navego no mar.......de uma deusa preciosa

Que doce visão.......o mel escorre do favo
Candente a pulsar...e adoça a coxa fogosa
Exposta ao luar......Ah! Esta sina ditosa
Cheia de paixão......amar-te sem desagravo

Nereida que tem.....seios claros como lírios
Olhos de desdém....aconchegam meus martírios
Formas divinais......consumando meu desejo

Feiticeira-mor...........adentrarei teu jardim
Darei meu melhor.....pra colher teu jasmim
Em meus madrigais...e adormecer em teu pejo


A AUGUSTO DOS ANJOS

Olho pro portão......o destino a que me entrego
Estou à mercê........de angústias lá defronte
Das vidas que vão...navegando em rumo cego
Longe de você........eis a barca de Caronte

Nesta escuridão.......aquém do pico deste ego
Nada mais se vê......além da última ponte
Lúgubre caixão........fechando o último prego
Lágrimas pra quê?...digo adeus ao horizonte

E, então, anjo meu....não existe mais retorno
Nosso amor morreu...e o ardor tornou-se morno
Ou foi algo mais.........pelo tempo esmaecido

Agora, estou só...e as vozes estão distantes
Este amargo dó...gritando: “Fora, ó, amantes!”
Causticante paz...Triste tê-la conhecido.

Que democracia?!

“Onde está a honestidade?”

Não é impressionante que o autor da frase acima seja Noel Rosa? É o título de uma canção sua, da década de 1930, que será eternamente atual (talvez, cada vez mais). Este preâmbulo é para começar a mostrar minha (mais uma!) indignação pelo abusivo, sórdido, ofensivo, desonesto e cancerígeno “auto-aumento” de mais de 60% que os “digníssimos e preclaros” deputados decretaram aos próprios salários.

Cada vez mais, os termos “república”, “democracia” e “eleição” me causam todo o tipo de sentimento nefasto. No papel, é o que há de mais correto, justo e progressista em matéria de política. Na prática, EM QUALQUER LUGAR DO MUNDO, mostra-se sinônimo de fraude, hipocrisia, conchavos, corporativismo, covardia, corrupção total, geral e irrestrita, tudo (mas, TUDO MESMO!!) que podemos ver em quaisquer ditaduras das mais dantescas. Só tem uma diferença cabal: nas ditaduras, quase nada precisa ser oculto. Os chefões mandam e ponto final. O resto, que se cale ou morra! Nas repúblicas, reinam a maquiagem, a fachada, as cortinas de fumaça, o eufemismo, a imagem de que somos livres, a tergiversação, o palavrório árido e vazio, as digressões,...! Resumindo, a PURA FALSIDADE!!

Há pouco, a câmara federal aprovou, numa rapidíssima votação, o supra citado “super reajuste” dos próprios vencimentos, numa inacreditável desfaçatez, num escárnio digno dos seres mais vis que se possa imaginar! E vêm a público dizer que seus salários estavam NECESSITANDO de um reajuste. Não nego a importância da função, mas pelo “tanto que trabalham”, eu afirmo que os atuais R$ 16 mil (mais de 30 SALÁRIOS MÍNIMOS!!) SÃO MAIS QUE SUFICIENTES E JUSTOS!! Isso sem nos esquecermos dos auxílios (moradia, telefone, jornais e revistas, transporte, etc) que tornam seus salários mais líquidos ainda!

E não venham me dizer que isso acontece mais no Brasil, que o país ainda está se formando politicamente, que a prática leva à perfeição, blá blá, blá, ladainhas,...! Alguém se lembra do que aconteceu no atual “paradigma da democracia” chamado EUA, nas eleições presidenciais de 2000? O democrata Al Gore venceu com mais de meio milhão de votos à frente de George Bush. Democracia não é o poder exercido pela vontade do povo? Que o seu voto é a maior das armas, que determina tudo? Que é a palavra final, etc e etc?!? Só que na “grande democracia norte americana”, os delegados do colégio eleitoral tem mais poder, o verdadeiro poder de decisão. Valendo-se dessa prerrogativa (com o auxílio da “justiça”), decidiram homologar a eleição de Bush, SEM A APROVAÇÃO POPULAR!! Essa foi a pá de cal no mínimo de crédito que eu ainda tinha nesse casuísmo chamado “república”.

Em tempo: vocês sabem o que é Anarquia? A maioria dirá: desordem, bagunça, “zona”. Realmente, em qualquer dicionário, essas são as primeiras acepções. Porém, o verdadeiro significado é este: 5 - Filos polít Sistema político e social em que o indivíduo se desenvolveria livremente, segundo seus dotes naturais, pelo que a sociedade poderia dispensar o governo.

Percebeu por que esse termo é massacrado, distorcido e vilipendiado pelos “Grandes Corruptores”? Imagine se cada um tivesse a real liberdade de se desenvolver sem depender do jugo, do controle, do comando de um governo central. Cada cidade seria capaz de se auto-gerir, se desenvolver e evoluir dentro de seus parâmetros, sem ter de esperar a boa vontade, a benevolência, a lembrança dos “grandes”. Resumindo: INDEPENDÊNCIA!!

Mas, esqueçam! Isso é proibido para o gado humano!...

FAB29

À mulher.

Libelo à Mulher
“A mulher é o negro do mundo” (Lennon - 1971). Nesta música, ele canta (magistralmente) todas as angústias que a mulher sofre diuturnamente, toda a sorte de preconceitos, abusos e privações, sendo constantemente relegada a 2º nível em tudo: importância, capacidade, opinião, etc. E Lennon, pra variar, acertou. A todo momento, a mulher precisa se mostrar duas vezes mais capaz que o necessário para ser admitida sua condição de ser útil e pensante. Apesar de hoje em dia isso ter diminuído, ainda há muito a melhorar.
O metabolismo feminino é bem mais evoluído que o masculino, fato que a torna mais resistente às intempéries da vida (doenças, p. ex.), mais longeva e capaz de gerar vida. E é neste ponto em que ela sofre todo tipo de adversidade pois, ao engravidar, sua genética se mistura à do parceiro para originar uma terceira. E há estudos que comprovam que essas genéticas “estranhas” permanecem circulando pelo seu organismo por décadas, causando diversas reações e transtornos à mulher. Calcule os problemas àquelas que tiveram vários filhos.
Quando a mulher “fica” e/ou transa, ela passa a ser vista, no mínimo, como uma qualquer, uma “fácil” ("Passou um boi, passa uma boiada"), mesmo tendo sido da maneira mais comum e natural. Se ela se preserva, sem trocar intimidades, passa a ser tachada de “fresca”, “nojenta”, “regulada”, isso quando não vira um “troféu a ser conquistado” (Quem vai ser o primeiro? Fazem até apostas!). Acrescente o fato de a maioria das mulheres precisar de um certo tempo para se “aquecer” e atingir o clímax e, assim, aproveitar ao máximo o momento e compartilhá-lo com seu parceiro. Quando ele não respeita esse tempo de preparação, somente ele atingirá o orgasmo, frustrando por completo a mulher. Isto gera nela diversos mal-estares, como desinteresse, frigidez, depressão, insegurança e, em casos extremos, lesbianismo.
A mulher é estruturalmente frágil. O “barro” do qual ela é feita é super refinado, delicado, macio. Com isto, qualquer brutalidade física deixa marcas horríveis em sua pele, maculando a beleza que lhe é peculiar e exclusiva. Além disso, tem a menstruação, que lhe causa sofrimentos constantes, enfraquecendo-a momentaneamente pela perda de tecidos. Durante a gravidez, além dos desconfortos conhecidos, ela pode ter comprometida sua coluna, fatalmente terá varizes, estrias, celulite, etc. Ao parir, mais sofrimento: na cesariana, um grande corte no baixo ventre; no parto normal, dores e rompimentos cutâneos e arteriais.
A mulher amadurece e envelhece primeiro que o homem. Há garotas de 12 anos que são facilmente confundidas com uma de 20. Essas, aos 25, poderão aparentar até 40, se não se cuidarem. Essencialmente vaidosas, terão de recorrer a diversos esquemas para manter sua aparência e auto estima (maquiagem, exercícios, plástica, regime,...)
Por tudo isso, homens, façam como eu: exercitem a todo instante o seu amor e sua admiração por essa personificação da beleza de Deus. Amem a Mulher! Deem-lhe toda a proteção, carinho e compreensão que elas tanto precisam como merecem. Todos os dias, eu agradeço pelo privilégio de possuir essa capacidade de contemplá-la.
FAB29