Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Aprisionados!

Amigos e amigas.
Falar do sistema prisional brasileiro é uma gastura só! Vejamos:

- Os presídios não passam há muito tempo de "simples" amontoados de "escória" humana, enfurnados de qualquer jeito em cubículos, superlotando-os;
- Estão superlotados porque o sistema judiciário brasileiro é ineficiente a ponto de uma mãe ou pai que furta algum alimento para seus filhos receber punição semelhante (às vezes, maior) que um crime mais sério;
- Além das condições aversivas de encarceramento, a mistura de tipos de criminosos, a falta do que fazer e as privações formam uma panela de pressão que explodem em constantes e brutais revoltas ;
- Não raras vezes, o presídio encontra-se no meio da cidade;
- Quem entra, comprovadamente não sai melhorado. Exceções não contam;

Vocês devem saber que 3% das arrecadações das loterias vão para o sistema penitenciário. Vejamos: só a Lotofácil arrecada por volta de R$ 17 milhões POR SORTEIO, o que significa meio milhão pro sistema penitenciário três vezes por semana. Daí, tem a Quina que arrecada diariamente R$ 5 milhões, perfazendo R$ 1 milhão por semana; a Mega Sena, perto de R$ 25 milhões duas vezes por semana (+ ou - R$ 5 milhões por semana). Só nestes exemplos, temos R$ 7,5 milhões semanais e por aí vai. Portanto, semanalmente, o Fundo Penitenciário recebe uma boa grana. Então, POR QUE RAIOS os presídios brasileiros são tão decrépitos e ineficientes, além de um fomentador de cada vez mais ladrões de tudo o que é tipo?! Numa "palavra mágica": CORRUPÇÃO!

Mas sabem o que mais me causa ojeriza? O fato dos presídios serem dentro ou muito próximos das cidades, problema que causa medo e insegurança constantes à população circunvizinha. Cada vez que eclode uma rebelião, o pânico se instala e desastres são quase inevitáveis. Lembram o que é uma colônia penal?  Aquele assentamento de prisioneiros num local bem afastado das cidades, onde seus "inquilinos" são obrigados a trabalhar para sobreviver. A mais famosa talvez seja (ou tenha sido) a de Caiena, na Guiana Francesa, local citado no livro "Papillon", de Henri Charrière. Esta é a forma mais perfeita de guardar prisioneiros.

Mas aí vem uma "pancada de gente" (direitos humanos, familiares dos presos, psicólogos,...) bater de frente com essa ideia, alegando que esse sistema é escravagista, que os presos são amontoados, massacrados e abusados em sua força de trabalho, que são desumanizados pela falta de contato com a civilização, etc. Então, vamos lá:

1- Escravagista? Quantos trabalhadores (até com carteira assinada) não fazem 12 a 14 horas por dia para receber dois salários mínimos, em média? Por que deveríamos aliviar com criminosos de qualquer estirpe?
2- Amontoados e massacrados? Muito simples: faça-se colônias penais onde haja uma triagem por delito cometido e separe-os. Qualquer massacre seria evitado com vigilância constante e punições realmente rígidas para qualquer desvio de conduta. Além do quê, trabalhando tanto para sobreviver, não teriam forças para gastar com brigas ou revoltas.
3- Desumanizados? Ridículo! Basta organizar as visitas nos fins de semana com todo o aparato de segurança e transporte exclusivamente aos familiares. Dependendo do comportamento do detento, até visitas íntimas.

A única coisa que impede a execução dessas medidas é o fato de que isso tudo DARIA CERTO! E não é intenção do "Poder das Sombras" permitir que algo funcione, facilitando a vida da população. Eu não tenho mais paciência para o 'politicamente correto'. Direitos Humanos apenas a quem age com humanismo. Estupradores, sequestradores, corruptores, corruptos, pedófilos, sociopatas em geral, não merecem nada além dos rigores de leis inflexíveis, que os detenham, isolem ou mesmo, em casos extremos, eliminem. Evitar o decantado caso da "maçã podre no meio das sadias".

Posso crer que alguns criminosos são capazes de realmente se regenerarem (dependendo do crime) e voltar ao convívio social. Mas, em primeiro lugar, deve pagar pelo seu crime. Devo perguntar, por exemplo: 30 anos preso paga um sequestro, estupro e assassinato de uma criança que era a síntese do amor e da vida de uma família? Mesmo sem ser minha filha, eu digo que NÃO! Além disso, não aceito que se dê uma "chance" para o nefasto repetir sua infame ação com outra criança. Este tipo de crime merece prisão perpétua ou pena de morte.

Portanto, COLÔNIA PENAL SEMPRE! Presídios, demolidos e, em seus lugares, parques, praças, escolas, etc. As cidades se tornarão mais sorridentes, alegres e, logicamente, seguras!
FAB29

6 comentários:

  1. Caramba, li o artigo, e achei muito interessante, temos muitos pontos de vistas em comum, mas apesar de querer a pena de morte para crimes tão hediondos, ainda acho que muitos inocentes pagariam com a vida pelo que não fizeram, assim como você disse "O estado é corrupto" e para "Salvar o braço, arrancaria a mão", acredito que a colônia penal seria ideal para pessoas assim, mas o estado não se move , e as massas também não, então fica difícil de algo ser feito, mas cabe a pessoas como nós (detentores de uma visão 'dotada' da verdade que acontece no país) mostrarmos as outras o que se passa com a nação, e com uma dose de carisma e liderança "acordar eles dessa imbecilidade incentivada".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato pelas palavras, Steve.
      Parece que realmente temos uma sintonia nesse quesito. Por exemplo, nosso receio de inocentes serem sacrificados.
      Porém, neste atual estado de coisas, essa covardia acontece diuturnamente. E eu só defendo a pena de morte para crimes hediondos (estupro, pedofilia, assassinato, etc) quando não se tem dúvidas do culpado.
      Uma alternativa que eu "meio que" aventei no post seria criar colônias penais separadas por periculosidade: Colônia A, crimes simples; Colônia B, crimes sérios.
      Mas o que mais me entristece foi o que você disse (sobre a inércia do povinho) junto com o que eu escrevi (sobre a ação do "Poder das Sombras"). Desta maneira, as coisas mais sadias e simples, até, permanecerão cerceadas para todos nós.
      Mas continuemos na luta, que vale a pena.
      Grande abraço. Volte sempre.

      Excluir
  2. Concordo!
    Só acho que além dos crimes acima, incluiria os crimes de ódio. Por exemplo, o neonazismo. Nazistas não merecem viver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Racionalizando:
      - O Nazismo morreu em 1945, junto com seu líder;
      - Quantos nazistas ainda estão vivos para serem mortos?
      - "Neonazistas" SERIAM criminosos e passíveis de punição adequada ao crime que PORVENTURA cometessem. Serem punidos apenas por serem partidários e simpatizantes de Hitler não é justiça, nem aqui, nem em Júpiter. Devemos condenar à morte praticantes de magia negra?
      - O Talmude exala muito ódio à cristandade. Não condeno à morte rabinos e talmudistas se eles não praticarem o que está escrito lá. E você?

      Excluir
  3. Burraldo de Jaguariuna,
    Eu o que?
    Minha opinião está aí.
    Cada doido que aparece...


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você: "Nazistas não merecem viver." Logo, devem ser mortos?

      Eu: "- O Talmude exala muito ódio à cristandade. Não condeno à morte rabinos e talmudistas se eles não praticarem o que está escrito lá. E você?" Os condenaria, como aos nazistas?

      Apenas uma dúvida retórica. Afinal, você é mestre em fazer o que me acusa: fugir das questões.

      Excluir