Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


terça-feira, 6 de março de 2012

Vídeos reveladores

Amigos e amigas.
Eu sou um procurador inveterado dos verdadeiros fatos históricos. Para mim, a História Oficial não passa de "OFALSIAL". Em qualquer nível, época, situação, assunto ou personagem, nada é o que a História nos faz crer. Sempre há supervalorização, omissão, distorção, adaptação ou qualquer outra coisa que molde o que nos é relatado para o gosto dos vencedores.

Esses vídeos abaixo foram produzidos por David Cole, um ativista e humanista judeu que desejou conhecer mais a fundo a História da 2ª Grande Guerra. O próprio autor afirma que a intenção dos vídeos é abrir o debate sobre tantas falcatruas que se diz do sofrimento causado pela guerra.

Os vídeos são excelentes para quem questiona as razões de haver até hoje tanta propaganda sobre o dito holocausto judeu.
Assistam! É muito revelador.
FAB29

Obs.- Ver também:
http://fab29-palavralivre.blogspot.com/2011/08/covardia_09.html

http://fab29-palavralivre.blogspot.com/2011/12/istoria-de-herman-rosenblat.html

Obs.2: Segue abaixo uma carta atribuída à Jewish Defense League, em represália ao autor David Cole. Lembra os tempos do faroeste ou da caça às bruxas na Idade Média.

Se for verdadeira, explica porque ele voltou atrás em todas as pesquisas que fez sobre o holocausto, pediu perdão por tudo e sumiu.
Sinceramente, após esta carta, eu faria o mesmo.

JDL – ROBERT NEWMAN
“Ele conseguiu agitar as massas populares com seu ódio, mentiras e enganos. Parece ser como uma cobra que se arrasta de um lugar para outro distribuindo o seu veneno entre as vítimas inocentes.
Isto é David Cole, que se sente orgulhoso pela sua obra demoníaca: Negação do holocausto de seis milhões de judeus.
Cole é um homem jovem, judeu, com um plano maligno: mudar a história e a sua documentação e negar os fatos. Este dito judeu é um monstro repugnante. Ele se coloca no mesmo nível dos assassinos neonazistas que realizam seus crimes para Adolf Hitler e que até, os dias atuais, espalham o anti-semitismo, sob o manto de proteção de negação da história do holocausto.
Quem é David Cole? Ele é uma doença? Seria ele uma insanidade mental? Ou é Cole somente um parasita humano que se agarra aos seus fãs nazistas e aos seus amigos que aprovam suas idéias?
Ñão acham vocês que está em tempo de se eliminar um David Cole, puxar a descarga sanitária para eliminar assim este ser degradante e doente? Um David Cole a menos no mundo, certamente não dará um fim ao ódio judeu, mas irá proteger a sociedade de uma doença, causada por esta bactéria parasítica.
David Cole ri sobre seu próprio povo. Ele se orgulha quando vê sofrer sobreviventes judeus do holocausto. Ele ri e sorri quando são pronunciados os nomes Auschwitz, câmaras de gás, crematórios.
A negação de Cole, é uma negação real frente a seu próprio povo. Ele sente ódio sobre o fato de ele ter sido nascido como judeu. Mas mais que tudo isto, esta sua negação sobre os fatos é um crime contra a humanidade.
Este ser animal repugnante é pior que Julius Streiicher e Joseph Goebbels. Ele é pior que eles, porque ele é judeu. Este pobre e patética imagem de um ser humano é um vendedor, traídor e neonazista, de seu próprio povo judeu.
Um monstro destes não merece viver bem neste mundo, e todas as novas histórias sobre sua vida só servem para alimentar o seu ego doentio mais e mais, tentando chamar mais atenção sobre este estilo de vida condenável. Cole é psicopata repugnante que deve ser eliminado.
A palavra revisionista é uma palavra de ofensa para a comunidade judaica, para sobreviventes do holocausto, e para lembrança de milhares de vítimas. Em especial é uma ofensa para aqueles judeus que estão empenhados em eliminar nazistas que negam os fatos do holocausto.
Assim como nós nos precisamos livrar de monstros como Cole, também precisamos eliminar do nosso vocabulário a palavra Revisão. Esta palavra horrível, assim como Cole, devem ser destruídos totalmente. Não existe outro meio. Novos debates sobre estes temas são completamente desnecessários, só a destruição.
Cole é uma doença, uma confusão total, que se espalha como uma ferida. David Cole é usado pelos neonazistas, é manipulado por eles, para levar adiante o seu programa de ódio.
Ele é uma marionete judia para os “Ernst Zündel, Bradley Smiths, Willys Cartos” e todos os outros gansters maléficos, defensores do nazismo. Eles gostariam de ver todos os judeus do mundo mortos em câmaras de gás, ou sendo queimados nos fornos de Treblinka, para deixar suas cinzas incandescentes nos seus rastros.
Este lugar, realmente seria um lugar de mais alegrias, se estivessem desaparecidos e eliminados todos os caçadores de judeus, e principalmente aquele que mais odeia eles, David Cole.
RECOMPENSA PARA INFORMAÇÕES: JDL gostaria de saber do lugar de paradeiro do acima descrito, que nega o holocausto, David Cole. Cada um que pode nos fornecer uma informação exata, irá receber uma gratificação em dinheiro. Faça logo seu contato por E-mail, se voce sabe onde é o atual paradeiro de David Cole. Ou escreva para o seguinte endereço:
JDL
PO BOX 480370
Los Angeles, CA 90048
(818) 980-8535″













Quem fará alguma coisa?


Amigos e amigas, com a palavra, a minha neurastenia (no popular, é aquele estilo “Tolerância Zero”, o famoso “Saco Cheio”!)

- Eu estou ficando cansado do trânsito da nossa cidade. Ele está cheio de motoristas tão ruins ou inconseqüentes que já ouvi muitos dizerem que é mais fácil dirigir em Campinas. Não nos esqueçamos que muitos deles estacionam nas calçadas, obrigando o pedestre a competir com os automóveis na rua. Há também muitos ciclistas que deitam a bicicleta no meio da calçada ou obstruem as entradas das lojas. Como pode?! Cadê a polícia para repreender e punir esses tipinhos?

- Outra coisa super irritante é o incrível barulho dos carros de som fazendo propaganda. A altura é criminosa, podendo até ser ouvida a cem metros de distância! A mesma coisa eu digo dos “Playboyolas”, que, em geral, pegam o carro do papai e ficam rodando por aí com o famoso “stunt-stunt” no último volume. Parece que estão querendo chamar atenção berrando: “Eu sou machão!! Olhem pra mim!!” Novamente, cadê a polícia pra multar esses caras?! Lei limitando a altura máxima permitida existe. Ninguém fiscaliza?!

- Mas não posso deixar de comentar sobre o comodismo de muitos pedestres. Quem já não passou por isto: precisar passar pela rua porque alguns desses seres se encontraram e “fecharam” a calçada para bater um papo, sem se preocupar em deixar uma passagem para os outros? E quantos motoristas não ficam p da vida com os pedestres que andam pelas ruas ou simplesmente param nelas, travando os carros? E ainda xingam quando buzinam para eles!

- A coisa que mais me enoja é o POVINHO que emporcalha a cidade! Não pensem que me refiro aos pobres, à periferia, aos “maranhenses” da vida. POVINHO é aquela turma de irresponsáveis de qualquer raça, credo, idade e classe social que, ou são ignorantes por si só, ou “se acham”, e não estão nem o mínimo preocupados em manterem a cidade limpa. Ou eles dizem: “O que me interessa? Tem lixeiro pra quê?” ou apenas: “Eu pago imposto!”. Após a feira de sábado, a praça fica numa degradação digna de se chorar. Fora dizer os terrenos baldios que vivem cheios de entulhos e sacos com todo tipo de lixo. Daí, proliferam baratas, aranhas, moscas, ratos,...! Eu vivo dizendo que o POVINHO merece o que tem de ruim. E o que não tem de bom, também!

Bastaria a prefeitura fazer valer as “trocentas” leis que limitam, controlam e punem essas atitudes imbecis que a cidade “navegaria num mar de tranqüilidade”. Longe de solucionar tantas sem-vergonhices que entopem as vidas pública e popular e o marasmo da população, mas criaria uma situação propícia para um desenvolvimento franco, vigoroso e sensível das condições gerais. Mas, cadê vontade política?!?

Ajudaria de sobremaneira se os cidadãos dessem tanta importância à política quanto dão ao futebol, à novela, ao Big Brother, etc. A cobrança constante aos políticos é a melhor maneira de garantir todas as melhorias de que necessitamos e merecemos. Ao invés disto, grande parte do POVINHO vive do assistencialismo (Leite, remédio, cesta básica,...), bem ao estilo “Conseguiu um dedo, quer a mão!” Enfatizo: não são só os pobres que fazem isso! Já vi micro empresário muito bem de vida pegando cesta básica da prefeitura e justificou, rindo: “Ué?! Se pode, por que não?!”

Preparem-se! Neste ano de eleições municipais, tudo isso que citei será, no mínimo, duplicado! Carros de som atravancando o trânsito e ferrando nossos tímpanos com aqueles ‘jingles sensacionais’; concentrações de pessoas, principalmente no centro da cidade; lixo, lixo e mais lixo eleitoral pelas ruas e calçadas. E, pra não perder o hábito, os “ixpertos” e os ‘pedintes profissionais’ tentando aproveitar ao máximo a onda para se darem bem, no pior estilo “O que vier, é lucro”! Haja antiemético!...

A “festa da democracia” é isso; não podemos fugir e quase não podemos ignorar. Só gostaria que o poder público protegesse só um pouco a sanidade e a saúde dos cidadãos que não suportam mais tanta porcaria! Façam as leis serem obedecidas! Doutrinem o POVINHO a fazer delas um hábito! Invistam na dignidade que, posso até garantir, os seus lucros (em qualquer sentido!) serão tamanhos e de tal qualidade que vocês passarão a crer que a humanidade tem conserto!

Exatamente como eu ainda creio!

FAB29