Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


terça-feira, 22 de maio de 2012

Sem vergonhice!

Amigos e amigas.

Há algum tempo, fui comprar um medicamento chamado Venocur Triplex para a mãe da minha namorada. Serve para a circulação e tem uma eficiência comprovada. Ou TINHA! Sim, porque procurei em todas as farmácias da cidade e em TODAS, a mesma história: faz um bom tempo que não está vindo. Apesar de ser constantemente pedido, as indústrias pararam de fabricá-lo ou o estão segurando para 'incrementar' o preço. Ou pior: para mudar sensivelmente a fórmula, tornado-o menos eficiente e, com isso, forçando o consumidor a tomar mais doses. Resumindo: gastando mais!

Quando adolescente, sofria (como praticamente todos sofreram) com espinhas. Eram localizadas no lado esquerdo do queixo e vinham de três a cinco por vez, uma juntinha da outra, formando uma inflamação enorme. Usei um monte de pomadas, líquidos, pós, todos com média eficiência. Até que uma amiga de faculdade, Helena, me confidenciou que tinha possivelmente o último exemplar de uma pomada chamada São Sebastião. Ela colocou um pouco num plástico para mim. Usei-a e fiquei pasmo! Em poucos dias, as espinhas sumiram e aquela região nunca mais inflamou! Posteriormente, tentei encontrá-la mas, conforme minha amiga disse, não se vendia mais dela, nem nada parecido.

Esses dois exemplos são para mostrar a sem vergonhice dos "Donos da Carne Seca". Sempre que uma coisa se mostra eficaz, que resolve o problema para o qual foi criada, acontece isso: o produto é retirado do mercado para não mais voltar ou retorna "com nova fórmula" (eufemismo para "mais fraquinho" ou "quase inútil"). Com isto, fico com cada vez mais certeza de que pelo menos  80 % da humanidade serve de cobaia para os Grandes Corruptores, além, lógico, de mão-de-obra barata (ou escrava), pagadora de impostos, prostituta, adoradora, bajuladora, capacho, etc.

Além dos remédios, a alimentação também é testada em nós. Arroz com parafina, carne anabolizada, mil tipos de corantes, acidulantes, espessantes, conservantes e outros 'antes', vegetais bombardeados  com agrotóxicos, nunca nos esquecendo dos TRANSGÊNICOS! Boa parte dos cereais (principalmente o milho) que consumimos é transgênico. Só neste tópico, há margem para um livro inteiro de denúncias, casos tenebrosos, contestações, etc. Espero algum dia poder falar com mais abrangência e embasamento sobre isso.

Por enquanto, quero demonstrar minha aversão a essa prática sórdida que nos maniata, cega, trava e conduz como gado. Parece ser terminantemente proibido ao povo boa saúde, residência, paz, liberdade, instrução,... Tudo aquilo que funciona (após ser testado no povinho, é claro) fica reservado aos 'chefões' e seus comparsas. À turba, à plebe, à ralé (aqueles 80% da humanidade, lembram?), os restos do banquete, do butim, da festa. Ela que se contente, se acotovele, se estapeie nos lixões da 'high society' para chafurdar suas mágoas, anseios e frustrações.

E nada mudará enquanto o povinho aceitar passivamente o que a politicalha impõe em suas mentes entorpecidas: "Vote em mim e pode deixar comigo!" Ou seja, "podem esperar que eu vou lutar por vocês! Fiquem tranquilos!" E o povinho fica como "Pedro Pedreiro": esperando, esperando, esperando, esperando o sol,... E, em pouco tempo, se decepciona, se deplora, se revolta e, sem qualquer aviso e por qualquer coisa banal, expurga o que pode  e o que não pode numa raiva cega sobre tudo e todos que nada tem a ver com seu padecer. Refiro-me às pessoas do seu convívio e ao patrimônio público (lixeiras, bancos de praça, árvores, etc).

Apesar de totalmente decepcionado com a democracia (como já demonstrei em outros artigos), vendo que ela é o baluarte de todo tipo de iníquo, vivo batendo na tecla para todos com quem converso: conheça a fundo sobre a política da sua cidade, principalmente! Ao menos os vereadores e prefeito podem ser constantemente cobrados 'in loco' e ao vivo pela população. Ao votar, esteja consciente desta atitude e NÃO PARE POR AQUI! A cobrança tem de ser DIÁRIA! Pare de ser passivo e comodista! Estou farto de ser passado pra trás e me decepcionar! E você?!

FAB29