Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Suaves condições!...

Amigos e amigas.
Todos sabemos a sanha dos megaempresários e suas falcatruas e esquemas para facilitar suas vidas na expansão de seus negócios. A cada notícia sobre essas "facilitações", eu arrepio até as unhas!
Vejam as asquerosas condições que um desses "megavagabundos" exigiu para instalar uma região de JOGATINAS na Espanha!
Ainda que fossem empresas alimentícias ou tão úteis quanto,...! Tentem, ao final da leitura, controlar a indignação e/ou a ânsia de qualquer coisa.
FAB29

"O sionista magnata dos cassinos Sheldon Adelson, proprietário do grupo Las Vegas Sands, impôs uma série de condições para instalar o megaprojeto Eurovegas na Espanha. Sheldon exige condições que converteriam essas instalações num paraíso fiscal e laboral e que podem ser  resumidas no seguinte:
  • Isenção do pagamento das cotas à Previdência Social dos empregados de dois anos.
  • Isenção de impostos municipais, regionais e estatais durante 2 anos e do IBI durante, pelo menos, 10 anos.
  • Um aval do Estado de 25 milhões de euros, que solicitará ao Banco Europeu de Investimentos e que, se o negócio não prosperar, terá que pagar a administração.
  • Cessão gratuita do solo público que necessite, além das expropriações que ocorrem (que terá que pagar a administração).
  • Exclusividade no negócio durante 10 anos, ou seja, que não pode ser instalada nenhuma outra atividade que ofereça concorrência.
  • Modificação do Estatuto dos Trabalhadores com o fim de eliminar a regulamentação de convênios coletivos com o pessoal empregado.
  • Modificação da lei de imigração com o fim de poder contratar pessoal estrangeiro que estaria sujeito à legislação e condições trabalhistas de seu país de origem (por exemplo, se for paquistanês, poderia trabalhar sem contrato de trabalho e nas condições salariais que estejam em vigor no Paquistão).
  • Mudança de legislação sobre a prevenção de lavagem de dinheiro e capitais, com flexibilização dos controles. Em definitivo, que o dinheiro com o qual jogam ou que ganhem nas instalações possa sair do país sem nenhum tipo de controle administrativo. Poderia entrar no país dinheiro do narcotráfico e sair dinheiro espanhol em direção aos paraísos fiscais sem controle do governo.
  • Autorização para entrar nas instalações viciados em jogo e menores de idade, circunstâncias que atualmente a lei do jogo na Espanha proíbe.
  • Modificação da lei anti-tabaco, de tal forma que seria permitido fumar em todas suas instalações em contra do estabelecido no resto do estado.
  • Construção das instalações e infraestruturas que se solicitem (pediu uma estação do AVE, uma de proximidade e ligação com a rede do metrô ou metrô-ligeiro assim como modificação do Aeroporto de Barajas para chegada e saída de jets privados). Em definitivo, tudo isto seria um custo para a Administração de 2.6 bilhões de euros.
  • Plena disponibilidade de água para as instalações, incluídos os três campos de golf que pretendem construir, o que supõe uma clara ameaça aos recursos hídricos da zona.
Em troca, o que é oferecido?
O projeto final demandaria a construção de 12 hoteis, seis cassinos com mais de mil mesas de jogo e 15.000 máquinas, três campos de golf e nove teatros.
Tudo isto se construiria se o negócio funcionasse como se pretende.
O projeto se inicia com 1/3 do prometido, à espera de que funcione, mas a reserva do solo, a infraestrutura, a modificação legislativa, as isenções fiscais, o aval de empréstimos e outros items que foram citados devem estar prontos desde o início do projeto.
No caso do projeto não funcionar, o abandonariam e nos deixariam com a infraestrutura em desuso, da mesma forma como ficou a estação da judaica Warner."

Fonte: caminhoalternativo.wordpress.com

2 comentários:

  1. Se a construção desse "Palácio de Salomão" será autorizada pelas autoridades espanholas,não sabemos! Mas, se algum grupo político se comprometer e fechar o negócio, certamente receberá generosa retribuição.
    Leonardo - JF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, se fosse por aqui, Leonardo, a construção já estaria de vento em popa!
      Se bem que nosso país está refém, quase como a Alemanha da década de 1920: uma terra de ninguém, onde tudo ELES podem! Nós, não!
      Abraço.

      Excluir