Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


quarta-feira, 6 de março de 2013

"Aldrabice!"

Amigos e amigas.
Foi desta maneira que a Drª Rauni-Leena Luukanen-Kilde  definiu há uns 25 anos o "surto de gripe suína" que ameaçou a humanidade há alguns anos.

Ela nasceu em 1939, em Värtsilä (agora República da Karelia) e foi Médica-Chefe da Lapónia Finlandesa. Desde 1975 até 1986, ocupou esta posição até sofrer um “estranho acidente” com estranhas consequências. Vejam só um trecho de uma entrevista sua abaixo pouco tempo antes do "acidente". Notem que esquemas para apavorar a humanidade são inventados a todo instante. Vide "gripe aviária" e "efeito estufa". Há quanto tempo que vocês não ouvem mais falar de nada disso? Saiu de moda? O perigo passou? Estranho, não?!

No final, uma matéria publicada no jornal argentino "Urgente 24", em 15/01/2010.
FAB29

Pode falar-nos um pouco dessa nova doença que está a surgir?

Da gripe suína? Não passa de uma aldrabice! É mesmo uma aldrabice! Não é a gripe suína que é perigosa; são as vacinas! Parece que não é apenas suíno. É vírus humano misturado com vírus suíno e vírus aviar. É muito tóxico. Por detrás de tudo está o propósito de reduzir a população mundial e meter bilhões e bilhões e bilhões de dólares na algibeira dos que a produziram. Rumsfeld é um dos donos de um dos grandes laboratórios farmacêuticos. Dado que querem reduzir o número da população mundial, começaram a dizer que as crianças e as mulheres grávidas tinham prioridade. É para eliminar a próxima geração.

A senhora tem alertado certos governos quanto ao assunto?

Governos, não. Mas enviei informações para a Finlândia. Não creio que vá resultar porque até a OMS… (ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE)

Já tinham tentado nos fins dos anos 70.

Sim, em 76, houve um surto de gripe suína, nos Estados Unidos. Após três semanas, suspenderam as vacinações por tantas pessoas terem morrido, ou por terem apanhado a síndrome Guillian-Barré. O seu sistema neurológico ficou destruído. Agora, após um pequeno ajuste, estão a fazer a mesma coisa. Antes disso, asseguraram-se, nos Estados Unidos, de que as pessoas não receberão indenizações pelos danos causados à sua saúde. Previamente, em 1976, foram obrigados a pagar grandes quantias. Conforme se sabe, nos Estados Unidos, quando destroem a saúde de alguém, as indenizações são muito elevadas. Agora têm uma lei que diz que estas empresas não são responsáveis. Não têm de pagar qualquer indenização, nem que a pessoa morra ou fique enferma para o resto da vida. Portanto, pensaram em tudo.

Podem envenenar-nos e matar-nos, e ficam impunes.

É verdade!

Como é isso possível? Como é possível que tantos governos permitam que isso aconteça?

Eles não estão a permiti-lo ainda. Por enquanto, ninguém fez nada. Estão apenas a levar a cabo um programa de incutir medo, na comunicação social. Estão todos a dizer ‘Vai ser terrível’. Trata-se de uma propaganda de medo, medo, medo. As pessoas ficam com medo porque não sabem! A OMS decretou que todos terão de ser vacinados compulsoriamente. À força! Antigamente, a OMS não tinha capacidade para forçar nenhum governo. Fazia apenas uma recomendação. Se bem me lembro, foi em 97/98 ou 94 que assinaram uma declaração a dizer que, em caso de uma pandemia grave, dariam ordem para tal.
No início de Junho, a OMS disse que a pandemia de grau 6 era a mais grave. Visite qualquer país; as pessoas não estão doentes. Não há milhares de pessoas com gripe suína. Tudo isto serviu para preparar os governos a obrigar as pessoas a serem vacinadas à força! Mas não creio que vá resultar.

Acha que as figuras públicas da OMS são, na realidade, falsas?

São! Claro que são! Mas há que perguntar sempre: Quem se beneficia com isto? Quem se beneficia? Em minha opinião, foram obrigados a fazer isto. Por quem? Pelas grandes empresas farmacêuticas. Como sabe, os grandes laboratórios farmacêuticos lidam com a população mundial e com dinheiro mundial. Com bilhões.

Então, em sua opinião, qual é a estratégia final? Qual é o objetivo deles, o que é que pretendem conseguir?

O objetivo deles é eliminar o maior número possível de pessoas e receber por elas tanto dinheiro quanto possível. Mas creio que, desta vez, fizeram mal as contas. Já na reunião Bilderberger, em 14 e 15 de Maio de 2009, em Hellas (a palavra finlandesa para a Grécia), houve quase que uma cisão, quando debateram isto. Consigo imaginar que as pessoas, normalmente presentes, nem sempre estão de acordo com o plano do Sr. Kissinger de eliminar uma grande parte da população mundial. Por exemplo, ontem, o Governo da Finlândia tomou a decisão de alterar a lei – e isto é muito interessante. A gripe suína deixou de estar na lista das doenças graves e contagiosas! Isso significa que as pessoas terão de pagar elas próprias. Também é uma questão de dinheiro. Em minha opinião, é uma questão jurídica para os advogados. Mas ninguém pode ser obrigado a vacinar-se, se não se tratar de uma perigosa doença contagiosa! Certo? Acho que foram muito, muito espertos! Também acabo de ler do Instituto Faulk de Saúde da Noruega que o diretor disse que nunca quiseram obrigar ninguém a ser vacinado, mas que podem mandar vacinar, se quiserem. Espero que ninguém se vacine, especialmente as crianças e as mulheres grávidas. Na realidade, ninguém.”

"Falsa pandemia: a União Européia investigará as farmacêuticas e a OMS por enganar a população"

"O Conselho dos Estados membros da Europa porá em marcha uma investigação em fevereiro de 2010 sobre a influência das empresas farmacêuticas na campanha mundial da gripe Porcina, centrando-se especialmente no grau de influência da indústria farmacêutica sobre a OMS (Organização Mundial da Saúde).

A Comissão de Saúde do parlamento da União Européia aprovou por unanimidade uma Resolução instando tal investigação. O passo é um movimento de longo prazo com o objetivo de conseguir transparência pública do 'Triangulo Dourado' de corrupção da OMS, da Indústria Farmacêutica e dos cientistas acadêmicos que geraram danos à vida de milhões de pessoas. O Parlamento Europeu ficará encarregado de investigar a OMS e o porquê do escândalo da 'pandemia'. A moção parlamentar foi apresentada pelo Dr. Wolfgang Wodarg , ex-deputado do SPD no Bundestag (Parlamento alemão) e agora presidente da Comissão de Saúde do Parlamento Europeu. Wodarg é um doutor em medicina e epidemiologista, especialista em enfermidades pulmonares e em medicina ambiental. Ele considerou que a campanha da OMS contra a 'pandemia' da gripe porcina foi 'um dos maiores escândalos médicos do século'.

O texto da resolução, que foi respaldado pelas Nações Unidas e um suficiente número de membros do Conselho do Parlamento Europeu diz, entre outras coisas:

'A fim de promover seus medicamentos patenteados e suas vacinas contra a gripe, as empresas farmacêuticas fizeram uso de sua influência sobre os cientistas e sobre os organismos oficiais, responsáveis por estabelecer as normas de saúde pública, para alarmar os governos de todo o mundo e fazê-los gastar mal os recursos sanitários em ineficientes estratégias de vacinação e expor desnecessariamente milhões de pessoas saudáveis ao risco de uma desconhecida quantidade de efeitos secundários das vacinas que foram insuficientemente provadas. A campanha da gripe aviária (2005-2006), combinada com a campanha da 'gripe porcina', parece ter carregado um alto nível de danos não só em alguns pacientes vacinados e aos orçamentos públicos sanitários, mas também à credibilidade e à prestação de contas de importantes organismos internacionais da saúde'.
A investigação parlamentar examinará a questão da 'falsa pandemia' porque foi declarada pela OMS em junho de 2009 assessorada por seu grupo de experts acadêmicos, SAGE, muitos dos quais provou-se que têm fortes vínculos financeiros com os próprios gigantes farmacêuticos como Glaxo, SmithKline, Roche, Novartis, que se beneficiaram com a produção de fármacos e das não-testadas vacinas contra a gripe H1N1. Também se investigará a influência da indústria farmacêutica na criação de uma campanha mundial contra as denominadas gripes aviária e H5N1 da gripe porcina H1N1."

13 comentários:

  1. Aos caros visitantes:
    Tive de "enfiar no saco emético" mais um 'comerdário do madruga'. Se ele se limitasse a me desancar como sempre tenta fazer, tudo tranquilo. Ele é uma piada (de mau gosto)!
    Mas como ele insiste em colocar sua podridão junto, ele que a reserve à sua família que, tristemente, está acostumada.
    Se não estiver, condolências! A cruz é dela!
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respondendo ao novo 'comerdário madrugal', visto que o platelminto insistiu em instilar sua podridão por aqui.
      Legal que ele acredite que me irrito com sua histrionice. Ela só depõe contra seus donos.

      Excluir
    2. Platelminto insistiu pela 3ª vez!
      Pobre família de cérebro reptiliano...!

      Excluir
    3. 4ª tentativa baldada.
      O assunto do post deve ser um cancro pros donos dele.
      Vou pesquisar e postar mais.

      Excluir
    4. Em sua 5ª 'tentativa', tirando a podridão costumeira, agradeço ao platelminto pelas revelações da wikipedia sobre a Drª Rauni.
      Muito proveitosas!

      Excluir
    5. Nesta 6ª vez, o platelminto se resumiu à sua podridão.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir