Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 12 de abril de 2013

Detalhes eméticos.

Amigos e amigas.
Constantemente, eu penso e falo que me calejo a cada dia mais em todos os sentidos, principalmente mental. Afinal, com a mente preparada e condicionada pela experiência, posso proteger meu coração e, principalmente, meu espírito (que não podem se calejar), de tantas iniquidades que tentam perpetrar em nossas vidas.
Tantas brutalidades que vemos ocorrer "naturalmente" nas grandes cidades, em especial (assaltos, sequestros, latrocínios,...), somadas às imposturas e desdéns do poder público com a população, o que causa outra série de brutalidades quando desastres naturais surgem (enchentes, deslizamentos,...), e à brutal banalização do ensino, da violência, da saúde,... Tudo constantemente nos assolando, fazendo-nos aprender a suportar estoicamente, até.
Mas tem detalhes eméticos que, por mais que ocorram (e eles ocorrem!), não consigo assimilar sem sentir alguma ânsia. E, se olharmos bem, são detalhes até bobos, se comparados a outros muito mais escabrosos. Vejam essas duas notícias correlatas:

"Grego recebe nova punição

por gesto nazista após gol"

Um jogador grego recebeu uma suspensão de cinco partidas por fazer uma saudação nazista no mês passado quando comemorava um gol durante uma partida do seu clube, o AEK Atenas. A punição ao meia-atacante Giorgos Katidis foi anunciada nesta sexta-feira pela comissão disciplinar da Associação de Futebol da Grécia.
Além da suspensão, Katidis foi multado em 1.000 euros (aproximadamente R$ 2,6 mil) e está proibido de assistir partidas em estádios por três meses. O meia-atacante, que foi capitão da seleção grega Sub-21, foi suspenso pelo AEK até o final da temporada e, anteriormente, acabou sendo proibido de defender a Grécia pelo resto da sua vida.
Katidis pediu repetidas vezes desculpas pela sua ação, insistindo inicialmente que não tinha conhecimento que o gesto era utilizado na Alemanha nazista." Fonte: estadao.com.br

"FBI desarticula rede de fraude em indenização de vítimas do holocausto"

 "NOVA YORK- A procuradoria de Nova York revelou nesta terça-feira, 9, que desarticulou uma trama de fraude pela qual cerca de 5.500 judeus receberam US$ 42 milhões fazendo-se passar por vítimas do holocausto.
Os acusados, que se passavam por vítimas do nazismo, adulteraram suas certidões de nascimento e passaportes. Eles nasceram em sua maioria depois da Segunda Guerra Mundial e um deles nem é judeu.
A Conferência, uma organização sem fins lucrativos, administra diferentes fundações que oferecem compensações às vítimas do holocausto, entre elas The Hardship Fund e The Article 2 Fund, financiadas pelo governo da Alemanha.
Durante quase uma década os funcionários aprovaram mais de 5.500 pedidos fraudulentos de pessoas que não haviam sofrido o holocausto em troca de uma parte dos valores oferecidos pela Conferência." Fonte: estadao.com.br

Resumo: No primeiro caso, um pobre infeliz faz um gesto que ele considerava "apenasmente" rebelde, sem ao menos saber do seu significado, peso ou, sequer, origem. Daí, vêm os histéricos (no mínimo) de plantão e transformam o gesto no cúmulo da ofensa, do mau gosto, do desrespeito ao mundo e o punem desproporcionalmente (se é que é preciso punir desse jeito um simples gesto).
No segundo caso, mais UM exemplo de safadeza da já notória "Indústria do Holocausto", incalculavelmente mais grave que o gesto acima, e passa quase em branco, uma "nota de rodapé", se comparada ao primeiro. E elas não apenas não são punidas exemplarmente como continuam a ocorrer aos montes. Dezenas de histórias de falsos sobreviventes (Rosemblat, DaFonseca, Wilkomirski, Jaffe, etc) que ganham manchetes, livros, filmes e notoriedade, angariando milhões de dólares com o anestesiamento mental e emocional de milhões de pessoas contra a verdade dos fatos.

E essa "verdade dos fatos" é algo que precisamos garimpar muito para consegui-la. Ela é escamoteada ao máximo pelos "donos da carne podre" para que não sejam expostas suas execráveis e dantescas mazelas. Como já fiquei mais do que velho pra suportar calado tantas porcarias, eu continuo cutucando, tentando angariar mais simpatizantes à causa dos "justos já de saco cheio". Não peço que aceitem minhas palavras como "a verdade dos fatos", mas que elas causem "cosquinhas no cérebro" de quem as ler e, a partir daí, criem filtros e calos em suas mentes à maneira e necessidades de cada um.

Nossas vidas merecem coisa melhor.
FAB29

32 comentários:

  1. Eu publicaria um "comerdário" anônimo que me chegou, mas a podridão que exala dele até dói. Mas respondo:

    Eu não "me esqueci" que houve uma "investigação" porque uma comissão havia detectado as "irregularidades". O que me enoja em tudo o que postei está bem claro: é o "dois pesos, duas medidas".

    Canalhices a respeito de "ixpertos" que fazem do dito "holocausto" um meio de vida são relegadas a "notas de rodapé" e não são punidas de maneira tão exemplar como o simples gesto do grego.

    Esse papo imbecil de aspone sionista: "pelo que os gregos sofreram nas mãos dos nazistas, qualquer cidadão grego se sentiria ofendido" só serve pros alienados.

    E repito e friso: o que postei foi só UM EXEMPLO da "indústria do holocausto". Mesmo que o holocausto fosse comprovado por A+B, esses pilantras mereceriam punição cem vezes maior que o coitado do grego.

    ResponderExcluir
  2. A mentira é aceita no Talmud.Portanto enquanto existir este livro e seus fanáticos, o Holocausto permanecerá como mentira aceita.Para mim é só Holoconto.Prefiro eu com meu ceticismo e lucidez.

    O Talmud Desmascarado

    http://israelixo.arabblogs.com/racismo.htm

    ResponderExcluir
  3. Teus amigos:
    http://www.meionorte.com/noticias/geral/pela-primeira-vez-suspeitos-de-nazismo-serao-julgados-no-brasil-190100.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A parte triste é a brutalidade e a covardia;
      A parte histérica é o medo do "renascimento do nazismo";
      A parte hilária é a referência/"proporcional comparação" a Nuremberg.

      Em resumo, tudo enojante. E você e seus donos se esbaldam.

      Excluir
  4. Noticias da Croácia:
    http://www.jusp-jasenovac.hr/Default.aspx?sid=7375

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quer nos contar mais (e comentar) sobre mais esse campo ou fico com as informações da wikipédia?

      Excluir
    2. Holocausto Metapedia.

      http://pt.metapedia.org/wiki/Holocausto

      Excluir
  5. kkkkkkkkkkkkkkkkk
    É uma besta! Nem ingles sabe...Não vou desenhar para você. Leia e tente entender. Pesquise para saber. Nazistinha de merda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já havia pesquisado nas wikis brasileira, inglesa e espanhola. A quantidade de informações sobre Jasenovac é pífia, com credibilidade menor ainda.
      Por exemplo, este excerto da opinião de Alexandre J. Eisenberg, no Observatório da Imprensa:

      "Pois bem, ao ponto: segundo o Yad Vashem de Israel, cerca de 600.000 pessoas, entre sérvios, ciganos, judeus e croatas antinazistas, foram assassinadas no campo de Jasenovac, na Croácia. Já o Museu Nacional do Holocausto dos EUA afirma que "embora seja necessário realizar mais pesquisas para aumentar a precisão dos números, as estimativas atuais colocam o número de vítimas assassinadas pelos Ustashi [nazistas croatas] em Jasenovac durante a II Guerra Mundial entre 56.000 e 97.000".

      Ou seja, na melhor hipótese, há uma discrepância de cerca de 84% entre ambas as fontes."

      Eu pesquisei, sim, caro risonho. Foi isto que lhe perguntei se era capaz de comentar. Seu "sélebro amebiano" aguenta?

      Excluir
    2. Basta procurar direito, fedelho metido a nazista!

      Excluir
    3. Eu procurei, rascunho mal feito de sionista. Você, não.
      Se o tivesse feito e encontrado qualquer coisa melhor, mostraria com pompa e circustância suas descobertas, para alegria dos seus donos.
      Só a discrepância apontada acima pelo nobre judeu Eisenberg já chuta a credibilidade dessa "istória" do yad vashem.
      Procura no “Nizkor Project”, que o Jorge sugeriu logo abaixo. Quem sabe?...

      Excluir
    4. Anônimo
      É uma besta! Nem ingles sabe...Não vou desenhar para você. Leia e tente entender. Pesquise para saber. Nazistinha de merda!

      Palavra correta (neo)nazista ou Nacional socialista...Estamos em solo Brasileiro!

      Excluir
  6. Quem quiser ver uma demolição completa do negacionismo do Holocausto procure no google o “Nizkor Project”. Só não digo que o reduz a pó porque nem isso sobra.
    Jorge Luiz - RS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato pela dica, Jorge. Vou navegá-lo assim que puder.
      Só espero que nele haja as provas forenses sobre as câmaras de gás, as valas crematórias, as eletrocussões em série,...
      Abraço.

      Excluir
  7. Fabiano,
    bom dia,
    obrigado pela indicação, no artigo citado gostaria de ressaltar:

    ""Com toda a sua carga histórica e emocional, o genocídio nazista trouxe tanto da lama moral humana para a superfície da vida cotidiana das pessoas que, na mesma proporção, inúmeras foram e ainda são as tentativas de distorcer os poucos trabalhos sérios de documentação daquela catástrofe. As principais distorções são praticadas por neonazistas e islamofascistas, que fazem o possível para reduzir em mais de 90% o número de judeus assassinados pelos alemães e seus colaboradores ucranianos, croatas, lituanos, romenos, gregos, franceses, húngaros, eslovacos, etc. O objetivo é claro: culpar as vítimas pelo seu destino e ainda indiciar os sobreviventes por ´exagerar` o número de mortos e os horrores por eles sofridos""

    ""Para que se tenha uma idéia da importância desta discrepância, basta considerar que a diferença máxima de estimativas entre os principais pesquisadores do Holocausto quanto ao número de vítimas judias é de cerca de 19,3%, o que já é uma diferença enorme, atribuída à dificuldade de obtenção de dados que permitam maior precisão ""

    Sobre o assunto em questão vou sugerir o blog a vida no front, do meu amigo Daniel de Juiz de fora, ele é um estudioso sério do assunto 2 guerra mundial............e como tal atesta o que realmente aconteceu....

    http://avidanofront.blogspot.com.br/search/label/*Ustasha

    Boa Semana
    Ricardo Mallamud

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O "A vida no front" é um dos sítios 'oficiais' que mais visitei ano passado. Naveguei um bocado por lá e não encontrei nenhuma novidade; só relatos da Historiografia do holocausto, que já conheço um bocado.
      Li um livro chamado "O gigante com pés de barro", onde seu autor, Jurgen Graf, mostra todas as discrepâncias e impossibilidades que Raul Hilberg cometeu no seu 'livro-bíblia' do holocausto "A destruição dos judeus europeus". Tudo confrontado com documentos oficiais.
      Abraço.

      Excluir
    2. Bom dia caro Fabiano. MENTIRA ricardo!!....é só dar uma olhadinha aqui, no Inacreditavel, no Alfredo Braga, Toedter, e mais alguns, que a historia que foi contada nos últimos 60 anos não é essa.
      Veja alguns na língua Inglesa, como o Americano Stormfront.

      EDUARDO-SP

      Excluir
    3. E os verdadeiros Holocaustos?
      Armenios
      http://es.metapedia.org/wiki/Genocidio_armenio
      Alemães
      http://en.metapedia.org/wiki/Dresden
      Russos
      http://en.metapedia.org/wiki/Made_in_Russia:_The_Holocaust

      http://es.metapedia.org/wiki/Los_verdaderos_Holocaustos
      Holocausto de Hiroshima y Nagasaki
      Holocausto palestino
      Masacre de Sabra y Chatila
      Masacre de Dresde
      Masacre de Katyn
      Nagasaki
      Hiroshima
      Holodomor
      Operación Keelhaul‎
      Evacuación de Prusia Oriental
      Masacre de Bleiburg
      Genocidio camboyano
      Genocidio en Zimbabue
      Masacre de Der Yassin
      Genocidio tibetano
      Expulsión de alemanes tras la Segunda Guerra Mundial

      Excluir
    4. Quantos milhões será que morreram só nessas tantas atrocidades reais? Mesmo se o holocausto fosse 100% comprovado, seria mais um dessa terrível lista.

      Excluir
    5. Jurgen Graf que se formou em psicologia (parece brincadeira!!!)??, que passou a vida como professor de escola (parece brincadeira!!!)??, que foi condenado a 15 meses de cadeia (pudera!!!)??, que pediu asilo ao Irã e Bellarussia??? que mora em Moscou e ganha a vida como tradutor??? sim este deve ter peitado o Hillberg, que é historiador e cientista politico, com vários prêmios, indicações e condecorações ??? ..............realmente deve ter sido algo I N A C R E D I T A V E L

      Excluir
    6. Ó, Grande Pateta! Graf é formado em FILOLOGIA e é fluente em 'apenas' 15 idiomas. É um adversário que os sionistas temem, como temem Rudolf, Mattogno, etc. Então, os perseguem, ameaçam, processam,...

      Todas as condenações de Graf e de seus pares, assim como as condecorações de hilberg, foram obra dos mesmos: seus donos sionistas.

      E toda essa sua pífia e histriônica tentativa de desmerecê-lo e enaltecer o "grande" hilberg só mostra sua impotência cognitiva (além de vendido, claro.)

      Excluir
    7. proud to be a Zionist15 de abril de 2013 17:47

      O holocausto terá sido único? A resposta se localiza em um irrefutável sim ou não.....Não: o assassinato de seis milhões de judeus pelos nazistas se enquadra claramente da definição de genocídio pela Convenção de 1948, e de fato foi a principal razão por esse crime ter sido definido no direito internacional, pois os nazistas planejaram deliberadamente a destruição física de todo um povo e nas regiões que controlavam para conseguir seu objetivo...........no entanto é preciso também dizer SIM, o holocausto é unico devido ao seu âmbito geográfico, a eficiência sistematica de sua execução, seu carater industrial (morte por linha de montagem) e à sua extraordinária crueldade e, também importante, por ter sido cometida por uma nação durante muito tempo considerada modelo de civilização europeia. É possível honrar e recordar as vitimas do holocausto sem restringi-las a um conceito juridico abstrato . Elie Wiesel insiste que precisamente pelo caracter único desta atrocidade é que devemos ficar alerta para tantas outras atrocidades que seres humanos são capazes

      Excluir
    8. FAB29,

      Se o Holocausto Judeu fosse verdadeiro eu seria contra o Nacional Socialismo.
      Se comprovado fosse, existe a lei dos homens.
      Se existir juizo final ou inferno, ambos teriam seus espaços cercados e reservados( separatismo ) do que acredito existir " A natureza humana boa e a perversa.

      Excluir
    9. Orgulhoso sionista.
      Se você é novo por aqui, eu lhe digo:

      Mostre-me UM site que demonstre as evidências, as provas cabais de que o holocausto ocorreu DE FATO; que prove que as 'testemunhas' não exageraram, como os revisionistas pontuam em suas acusações; que comprove que as câmaras de gás, as valas crematórias, as eletrocussões em série, a pira funerária de Treblinka e tantas outras coisas juradas pelas testemunhas não são impossíveis física e quimicamente,...

      Se conseguir, assinarei abaixo de suas palavras.
      Se não, você continua na sua ilusão e eu, nos fatos.
      Abraço.

      Excluir
  8. Que fala 15 idiomas nada! Precisa ser muito ignorante para acreditar em dois sites "revisionistas". Me engana que eu gosto, Mané!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Eu falo: português, alemão, francês, inglês, espanhol, italiano, esperanto e um pouco de russo. Leio: sueco, holandês, latim e grego (mas com o dicionário agarrado); entendo alguns dialetos alemães; estudei a gramática: do húngaro, do árabe, do sânscrito, do lituano, do polonês, do tupi, do hebraico, do japonês, do checo, do finlandês, do dinamarquês; bisbilhotei um pouco a respeito de outras. Mas tudo mal. E acho que estudar o espírito e o mecanismo de outras línguas ajuda muito à compreensão mais profunda do idioma nacional. Principalmente, porém, estudando-se por divertimento, gosto e distração."

      Palavras de GUIMARÃES ROSA, que já era assim antes de ingressar na faculdade de MEDICINA, onde se formou e exerceu a profissão por muitos anos, até lançar seu primeiro livro (Sagarana) em 1946.

      Pra completar, veja o link abaixo. Nele, você crê?
      http://guiadoscuriosos.com.br/blog/2011/08/19/o-homem-que-fala-pali-e-mais-129-idiomas/

      Excluir
    2. Já que você citou Guimarães Rosa, procura se aprofundar na histórioa de sua esposa, Aracy Moebius de Carvalho Guimarães Rosa. Uma "justa" por ter salvo a vida de milhares de judeus na IIGM.

      Excluir
    3. Que ela tem seu nome gravado no "Jardim dos Justos", é certo. Mas "ter salvo a vida de MILHARES de judeus na IIGM" é patético. Tudo o que ela fez foi fraudar a identificação de vários judeus (que nenhum país queria) para lhes dar uma JUSTA chance de viver.
      Sua notoriedade foi 'o útil ao agradável': os sionistas precisam de vitrines para se sustentar e proteger e que maravilha que uma delas seja a esposa de um gênio. Como Graf.

      Excluir
  9. Você tem alguma dificuldade para entender as coisas? O que você escreveu não faz sentido. Leia e releia!
    No mais, se não havia perseguição aos judeus e outras minorias (o que pregam os simpatizantes do cabo austríaco) e "que nenhum país queria" (queria o que? quando? como?) o que ela "fraudou"? Como identificar a nacionalidade de um judeu? As "teses" nazirevisionistas devem pregar que a guerra não existiu, ninguém foi perseguido, ninguém morreu, quem declarou guerra a alemanha foram os judeus e que a única forma de derrota-los seria perseguir, aprisionar e matar milhões, incluindo judeus poloneses, tchecos, hungaros, holandeses, dinamarqueses, bulgaros, gregos,alemães, austriacos, romenos, franceses, italianos etc... etc... etc... Então, pra que "fraudava" vistos em passaportes?
    Você é um demente que fala 48 idiomas! Ou são 52? ou seriam 65? Vê fala janaves?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é um vexame ambulante que faz muito bem em não se revelar. Sua família morreria de vergonha com sua histrionice.
      Fala para eu pesquisar e não faz nem ideia do que a Aracy fez em prol dos imigrantes judeus. Faz um esforço. Vai doer muito no seu "sélebro amebiano", mas tenta. Pelo menos na wikipedia. Torcerei para que não entre em coma.

      Excluir
    2. Anônimo, brilhante resposta, naturalmente ele vai distorcer seu deslize.........................

      Excluir
    3. Santa esquizofrenia oligofrênica, Batman!!

      Excluir