Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 24 de maio de 2013

Dê-me alguma verdade!

Amigos e amigas.
Muito se pode dizer contra John Lennon, desde sua contribuição para a alienação que o establishment sempre procurou impor ao povo até a apologia que ele fez às drogas e à libertinagem, a ponto de ele ter dito que "você precisa ser um bastardo para chegar até o sucesso" e completou: "Os Beatles são, sim, os maiores bastardos na face da Terra."

Mas sem desculpar, nem condenar, quero comentar que compreendo suas loucuras da época Beatle. Creio ser imensurável o peso das exigências e cobranças que o mundo fazia a eles, jovens que tinham os mesmos ideais que vemos até hoje na maioria dos artistas: fama e fortuna.

E há meio século, você sair do anonimato já no primeiro disco lançado e já tendo a atenção do mundo, com tantos e tantos querendo vê-los e ouvi-los é esmagador! Penso que eles, musicalmente, deram conta do recado. Socialmente, ninguém faria "menos ruim" que eles. Eles eram seguidos, vigiados, caçados, massacrados pelos fãs; qualquer coisa que faziam ou diziam era manchete em todas as mídias; os 'urubus' dessa sanha midiática os pressionavam, criticando ou apenas querendo uma declaração inédita e bombástica para embarcar no vácuo da Beatlemania.

Desde essa época, quase todos os artistas passaram a sofrer esse tipo de assédio massacrante (vide o caso do Gusttavo Lima, que comentei aqui: http://fab29-palavralivre.blogspot.com.br/2013/05/o-show-de-horrores-deve-continuar.html). Só que Lennon se revoltou com tudo isso no final dos Beatles, passando a criticar ferrenha, feroz e abertamente todo esse estado de coisas nefastas que se embrenhou na sociedade. Passou a compor canções política e socialmente engajadas, ácidas, pondo o dedo na ferida do establishment e de tudo o que ele considerava errado, nocivo e corrupto no mundo.

Entre tantas, cito "The luck of the irish", "Attica State", "Power to the people", a poderosa "Working class hero" e a mais bela canção da história: "Imagine". Porém, tenho para mim que a canção onde ele mais mostrou seu cansaço com tudo o que o enojava chama-se "Gimme some truth", que é o título do post. Ei-la abaixo traduzida:

Eu estou doente e cansado de ouvir coisas vindas de arrumadinhos, míopes, hipócritas tacanhos.
Tudo que eu quero é a verdade!
Apenas me dê um pouco de verdade!

Estou farto de ler coisas vindas
de neuróticos, psicóticos, políticos cabeça-de-porco.
Tudo que eu quero é a verdade!
Apenas me dê um pouco de verdade!

Nenhum careta, covarde, filho de
Tricky Dicky
Vai me "agradar" me "ensaboando" suavemente
Com um simples maço de esperança!
Dinheiro para drogas!
Dinheiro para a corda!

Estou farto de ver as coisas
De bocas-duras, condescendentes, pequenos chauvinistas da mamãe!
Tudo que eu quero é a verdade!
Apenas me dê um pouco de verdade agora!

Eu estou farto de ver cenas
De prima-donas esquizofrênicas, egocêntricas e paranoicas!
Tudo que eu quero é a verdade agora!
Apenas me dê um pouco de verdade!

Ah, eu estou doente e cansado de ouvir coisas
de arrumadinhos, míopes, hipócritas tacanhos!
Tudo que eu quero é a verdade agora!
Apenas me dê um pouco de verdade agora!

Estou farto de ler coisas vindas
De neuróticos, psicóticos, políticos cabeça-de-porco!
Tudo que eu quero é a verdade agora!
Apenas me dê um pouco de verdade agora!


Há muito tempo, eu sigo essa linha "saco-cheio" que Lennon expressou nesta letra. A mídia necrosada pelos "donos da carne podre" procuram o tempo todo impor suas verdades em todos os assuntos, escondendo milhares de informações essenciais que fariam nosso mundo bem melhor de se viver. Mas a esperança não pode ser algo sólido. Os grandes corruptores a dão em migalhas, o suficiente para as massas não sentirem que são capazes de mudar tudo, de fazer a maior das diferenças.

Bastaria sair da letargia que esses nefastos perpetram à humanidade e se saberem autosuficientes, sem dependerem de poder central, salvador da pátria, messias,... Quanto mais pessoas conseguirem se livrar desses grilhões mentais, emocionais e espirituais, mais a esperança se solidificará e a realidade será alterada para melhor.

Independente da quantidade de podridões que os vermes virtuais se prestam a tentar me lançar, só tenho que desprezá-los e seguir as palavras de Raul Seixas: "Não sei aonde eu tô indo, mas sei que eu tô no meu caminho. Enquanto você me critica, eu sigo o meu caminho."

Tão simples! Continuarei à procura de verdades.
FAB29


22 comentários:

  1. Outros Heróis da mídia

    Clodovil, foi a favor da família e negou o holoconto
    Movimento Gay vaia Clodovil por defender a família e ser contra a parada gay.:http://www.youtube.com/watch?v=YX4gh8b_tZo
    Clodovil nega holocausto no TV Fama: http://www.youtube.com/watch?v=a8FIKoLDMWI
    Sofreu um derrame misterioso

    Michael Jackson fez um clip onde quebra simbolos illuminati e pretendia fazer denuncias em sua ultima turne. Foi "infartado"
    Michael Jackson foi ASSASSINADO pelos Illuminati:http://www.youtube.com/watch?v=quYyjH70I5c

    Charlie Sheen disse que o onze de setembro foi causado pelo proprio governo e foi demitido da série "two and a half man"
    Charlie Sheen's Video Message to President Obama: http://www.youtube.com/watch?v=ZyKR2-A0KPU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos (respeitando-se cada parâmetro) como Lennon.
      Em incalculável menor proporção, também meu blog, com a Gangue dos Vermes Virtuais tentando a qualquer custo aparecer, regurgitando sua podridão para tentar poluir meu espaço. Esforço baldado!
      Acredito que você também entra nesse rol dos vigiados e atacados. Mas faça como eu: despreze-os e eles piram. Vão até tentar tirar a calcinha pela cabeça.
      Abraço.

      Excluir
  2. Os Beatles e John Lennon na carreira solo, fizeram clássicos da historia do pop/rock isso é fato e vai estar para eternidade, e sou fan da musica deles.
    É inegavel que os Beatles atingiram o "céu" em popularidade e fama ($) com grande ajuda do empresario judeu,homossexual,viciado em drogas,usuario de drogas e travesti(adora se vestir de mulher)brian esptein. Tem comentarios que traficava drogas para os Rooling Stones e The Who e introduziu as drogas ao excelente guitarrista Jimi Hendrix

    EDUARDO-SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida, Eduardo.
      Mas apesar de Epstein ter sido esse tresloucado, apaixonado pelo John, sua presença, tino comercial e visão foram imprescindiveis para que o mundo tivesse a maior banda da história.
      Aproveitei a imensa evolução intelectual, moral e musical de Lennon para mostrar que sou um seguidor de sua eterna insatisfação com o status quo. Você conhece as letras das músicas que citei? Se não, veja-as e constate que essa fase dele foi determinante para que ele se tornasse um perseguido pela CIA, FBI e Mossad.
      Com razão, até. Eu, no lugar deles, também o perseguiria.
      Abraço.

      Excluir
  3. Fabiano, olá!
    A letra é maravilhosa e muito contestadora, Lennon era totalmente contra o sistema apesar de ter vivido o final da vida em jew york, a "terra deles"
    É indiscutivel o talento e a habilidade de Epstein, pra certas coisas os judeus tem a astúcia de uma serpente.

    EDUARDO-SP

    ResponderExcluir
  4. Texto vencedor do "Concurso de Redações Anne Frank"

    Lívia Fernanda de Souza Mendes, de 13 anos

    "Querida Anne,
    Meu nome é Lívia Fernanda, tenho 13 anos, moro no bairro Confisco, Minas Gerais/Brasil, estudo na Escola Municipal Anne Frank.
    Anne, é com muita tristeza que recordo sua história, todo sofrimento nos campos de concentração, o extermínio nas câmaras de gás, a crueldade com que os nazistas tentaram exterminar o povo judeu.
    Já não era fácil de entender o modo de pensar de Hitler, mas nos dias de hoje continuamos a pensar e agir como ele, pois o racismo continua, nas cidades, no interior e, principalmente, no coração das pessoas.
    É inaceitável pensar que sou melhor ou pior somente por ter nascido negro ou branco, por ter escolhido uma religião ou pertencer a uma tribo.
    Você não acreditaria que até nas escolas existe preconceito, mas ele vem disfarçado, o seu nome também é diferente, não é racismo, ele se chama "bullying".
    O pior, Anne, é que já existem leis para se combater tanta crueldade. Mas não existe lei que possa colocar amor dentro do ser humano.
    Conhecendo a sua história, vejo que há uma luz no fim do túnel. Espero que muitos ouçam-me falar de você, espero que possam entender, que o preconceito não leva a nada, apenas gera violência, separação e divisão.
    Você, Anne, pode se orgulhar, pois o seu diário, que foi escrito em meio a tanto sofrimento, hoje serve de referência contra o racismo, contra a discriminação, em todas as suas formas. Seja através do preconceito, "bullying" e outros, podemos usar como exemplo as suas experiências. Apesar das dificuldades, assim como você, acredito na esperança".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estética e gramaticalmente, parabéns à garota.
      Mas, da mesma maneira que os sionistas "trabalham" a mentalidade da bela e saudável juventude israelense (mostrado no vídeo "Defamation", do grande judeu Yoav Shamir, que postei aqui: http://fab29-palavralivre.blogspot.com.br/2012/04/video-defamation_13.html) para que ela "aprenda" a se sentir rejeitada, odiada, repelida pelo resto do mundo, eis aí um triste exemplo da também doutrinação da nossa juventude.
      Quando os pobres estudantes souberem o tanto de deturpação que o papai da Anne, Otto Frank, fez no diário da filha (até contratando um 'ghost writer' para 'melhorar' os diálogos e 'apimentar' as ideias da menina), passarão a querer saber mais detalhes desse período negro da humanidade.
      Estou contando com esse dia para logo.

      Excluir
    2. Basta que parem de odiar o mundo, que ainda dá tempo de ficar por isso mesmo.
      Mas do jeito q as coisas andam em breve vai ter muito país querendo vingança.
      É aí q entra o Brasil, vai fugir tudo prá cá.
      Tamos f.....

      Excluir
  5. Fabiano:

    Podemos dizer que Lennon, após o fim dos Beatles, tornou-se contestador do sistema que - provavelmente de modo inconsciente - serviu durante aqueles anos em que foi um dos 4 rapazes de Liverpool.

    O motivo mais provável é que, longe daquele papel, ele pode perceber um pouco sobre a engrenagem em que estava inserido.

    Aproveito para deixar uma sugestão de leitura: MANIFESTO DO NADA NA TERRA DO NUNCA, do cantor Lobão.

    Neste livro ele trata especialmente do desolador panorama político e cultural brasileiro. Uma metralhadora giratória, mas com muitos tiros certeiros.

    Uma das realidades que ele fala abertamente, e que já é bem
    conhecida pelos que se aprofundaram na questão, é o patrulhamento ideológico no meio artístico brasileiro - sobretudo música e dramaturgia - que impõe a quem adentra nele, a obrigação de ser esquerdista. Ou pelo menos de fingir que é para sobreviver nessa selva.

    José Augusto Landini.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O caso, Landini, é que Lennon era um jovem como outro qualquer, com sonhos de fama, fortuna e grandeza, inconsequente, deslumbrado,... Após tanta paulada que levou, chegando ao fundo do poço algumas vezes, sendo sugado pelo show business, entrando em contato e se enojando com tanta podridão, ele se manifestou da melhor maneira que sabia: compondo e cantando suas revolta e aversão a tudo aquilo.

      Sua mais contundente revelação e alerta sobre os nefastos mandantes dessa obra cancerígena que grassa pelo mundo foi "Working class hero". Se já conhece a letra, creio que concordará. Se não a conhece, procure-a. Ela vale cada verso.

      Quanto ao Lobão, com as "devidíssimas" proporções, ele é como Lennon: um cara crítico, mordaz, atento às coisas e insatisfeito com a maioria delas. Porém, eu o vejo como um aproveitador da situação. Ele é muito atrelado ao sistema (exemplo: para ele, Hitler é a personificação do Mal. Ou seja, nem se digna a tentar entender os dois lados da História) e conto nos dedos as músicas dele que poderiam entrar numa coletânea de 200 músicas brasileiras que farei. Por enquanto, nenhuma.
      Mas procurarei ler esse manifesto. Podem haver pérolas, revelações,...
      Abraço.

      Excluir
    2. "Quanto ao Lobão, com as "devidíssimas" proporções, ele é como Lennon: um cara crítico, mordaz, atento às coisas e insatisfeito com a maioria delas. Porém, eu o vejo como um aproveitador da situação. Ele é muito atrelado ao sistema (exemplo: para ele, Hitler é a personificação do Mal. Ou seja, nem se digna a tentar entender os dois lados da História)"

      É isso aí, Adibê, quem nunca viu uma propaganda na MTV onde o lobão defende o movimento gay? Ele também é esquerdista!

      Excluir
    3. Cada qual defende o que bem entender, né, Julião.
      Não sou contra nem os vermes virtuais que tentam defender seus donos 'holocaustistas'. Só não aceito que tentem apodrecer meu espaço nessa "defesa".
      Abraço.

      Excluir
  6. Quem não gostaria de ser um Lenon ou Beatles.Dinheiro,mulheres,etc.Semi deuses.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. À primeira vista, é o sonho de qualquer cara que almeja o sucesso no show business.
      Mas a contrapartida, que já especifiquei anteriormente, é bem custosa. Você precisa ter sangue de barata e estômago de bode para suportá-la.

      Excluir
    2. PAPINHO DE DERROTADO.....................de quem já sabe de suas limitações e aonde não chegará.......................e para justificar o fracasso racionaliza.............falá sério .............bem que vc. gostária que aqueles teus rabiscos e garranchos tivessem reconhecimento......................fracassado....................mediocre..............por hoje é só.

      Excluir
    3. Eles têm.
      Claro que almejo, gradativamente, que sempre mais pessoas leiam minhas opiniões e vejam meus desenhos, como estes:
      http://fab29-palavralivre.blogspot.com.br/2012/01/retratos.html

      Quem os conhece, em sua maioria, me reconhecem e felicitam. Nada é melhor que ser bem quisto entre seus conhecidos.
      Ficar rico explorando mão de obra escrava não me apetece.

      Excluir
    4. Que beleza de desenhos, lindos parabéns...................pronto já fiz minha boa ação do dia.................................QUE BELA PORCARIA...................nem que vc. queira vai ficar rico...........................com esta BOSTA..............de forma alguma......

      Excluir
    5. Ratifico minha última linha do comentário anterior. Dispenso ficar rico explorando mão de obra escrava. Isso é função dos parasitas.
      Ainda bem que seus filhos são adotados. Não tem essa genética sórdida. E mesmo com sua doutrinação talmúdica, nutro esperanças de limpeza mental e moral.
      Aposto que minhas "porcarias" fariam a eles um bem muito maior que as suas.

      Excluir
    6. SUAS PORCARIAS SÓ SE FOR PARA ELES USAREM PARA LIMPARA BUNDA.....................vc. não dispensa nada vc. não vai ficar rico por pura incopetência...................este papo de parasitas é justificativa para teu fracasso..................ainda bem que vc. não têmm filhos, ASSIM ESTA PORRA GENÉTICA VAI SUMIR.......................

      Excluir
    7. Dispenso, sim. Já tive meia dúzia de oportunidades de entrar nesse mundo em que você se delicia, mas a ojeriza falou muito mais alto. E "incopetência" é a sua, que começa na gramática e termina na imoralidade.

      Só porque eu não me importo de não ser podre de rico (principalmente podre) como você é motivo pra eu ser um fracassado? Só na sua demência.

      Se seus filhos vissem meus trabalhos, se interessariam em me conhecer. Aposto que se tornariam meus amigos. Afinal, sua genética não os afetou.

      Excluir
    8. Ímpio anônimo/ricardo/arthur/zico/etc:
      Você realmente quer que eu publique sua 'resbosta'? Repita-a, controlando sua podridão verborrágica. Beira o impossível pro seu desnível, mas tente outra vez.
      A primeira está no 'saco emético'.

      Excluir
    9. Caro platelminto a que me referi logo acima.
      Atendendo a sua requisição, você e seus asquerosos pares morreram pro meu blog.
      O Eduardo classificou-os com perfeição. Ele conhece vocês bem. Mas não me arrependo de ter tentado dialogar. Minha alma não é pequena.
      Adeus.

      Excluir