Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 30 de agosto de 2013

"Corporatividade"

Amigos e amigas.
A "corporatividade" dos ímpios políticos deste país (mundo, também) está atingindo patamares dantescos, proporcionais à passividade e ao anestesiamento do povinho. A depravação é tanta que corre-se o risco de se tornar lei. Cantou Raul Seixas: "Século XX, cambalache, problemático e febril! Quem não chora não mama; quem não rouba é um imbecil!". Será que a 'filósofa e vidente' Marta Suplicy tinha razão quando afirmou: "Se o estupro é inevitável, relaxe e goze"? Parece que meio mundo pratica tal auto abuso.

É um tal de "Salve o meu que eu garanto o seu!" que dá ânsia! Estou postando resumidamente "Pontos Nevrálgicos" do 'besta seller' "Os Protocolos dos Sábios do Sião" e, num deles, esse detalhe da incompetência dos políticos é citado. Lá diz sobre os governos: "confiá-los-emos a indivíduos cujo passado e cujo caráter sejam tais que haja um abismo entre eles e o povo, a homens tais que, em caso de desobediência às nossas ordens, não lhes restem outra coisa a esperar senão a condenação ou o exílio, a fim de que defendam nossos interesses até o derradeiro alento." http://fab29-palavralivre.blogspot.com.br/2013/08/pontos-nevralgicos-6.html

Podemos ver que a maioria, no mundo inteiro, parece se encaixar nessa premissa. Apenas como exemplos, há pouco tempo, vimos o caso do deputado Edmar Moreira (DEM/MG), que ganhou notoriedade nacional em 2009 após ser eleito corregedor da Câmara Federal e dizer que os deputados não deveriam ser julgados pela Casa, pois teriam "o vício insanável da amizade". A grande prova disso foi quando seus pares o absolveram no caso do "Castelo Monalisa", que ele construiu em São João Nepomuceno, MG. Se quiser relembrar os detalhes nababescos do castelo, veja aqui:

Passamos pelo caso da deputada Jaqueline Roriz (PMN/DF), que foi FILMADA recebendo dinheiro de propina, mas foi absolvida mesmo assim. A última foi o caso do deputado Natan Donadon (PMDB/RO), preso e condenado por corrupção, que foi ajudado pelos colegas numa votação secreta (DE NOVO!) e escapou da cassação. O pior é saber que essas "piabinhas" não passam de "troco" na real quantidade de desvio de recursos públicos, além de servirem de escudo aos tubarões internacionais que os financiam em suas eleições e na manutenção dos mesmos nos cargos.

Com a miséria cada vez mais tomando conta da vida da maioria do povinho, o país mais sucateado (péssimas estradas, aeroportos e portos, falta de silos e armazéns, etc), os impostos e encargos nos devorando, desemprego assombrando, sub-empregos se multiplicando, carências mil,... E nós, permitindo passivamente (até ansiosamente) o "investimento" bilionário em Copa do Mundo e Olimpíada, a maior parte com recursos públicos. E a exasperação se  acumula. Até quando a represa vai suportar? Qual será a magnitude do maremoto que surgirá quando uma revolta explodir? Quantos sobreviverão ao tsunami? A única maneira de evitar tais catástrofes seria a conscientização gradativa e inexorável da humanidade. Mas é exatamente isto que os 'grandes corruptores' evitam, com sua grotesca doutrinação via grande mídia.

Estamos cercados, mas ainda não vencidos.
FAB29

2 comentários:

  1. Aqui você disse o essencial: " A única maneira de evitar tais catástrofes seria a conscientização gradativa e inexorável da humanidade."
    Infelizmente ainda vivemos no "em terra de cegos quem tem olho é rei".
    Lamentável, mas vero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Atena, há algum tempo, 'modernizei' essa máxima popular: "Em terra de acomodados, quem move uma palha domina".
      Pode-se usar "alienados" ou "comodistas", a gosto do usuário.
      Abraço.

      Excluir