Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Pontos Nevrálgicos - 7

Amigos e amigas.
Um dos subtítulos do capítulo X dos 'Protocolos' é: "A 'genialidade' da baixeza". É perfeito! Veja só.
FAB29

O povo tem um amor especial e uma grande estima pelos gênios políticos e responde a todos os atos de violência com as palavras:”É um canalha, bem canalha, mas que habilidade!...Foi uma esperteza, mas bem feita, e como é insolente!(Tipo o "Rouba, mas faz!")

Tendo, assim, habituado toda a gente a ideia de seu próprio valor, destruiremos a importância da família cristã e seu valor educativo, deixaremos que se produzam individualidades que a multidão, guiada por nós, não permitirá que se faça notar, nem mesmo que fale. (...) Desta sorte, faremos do povo uma força tão cega que, em toda a parte, só se poderá mover guiada pelos nossos agentes, postos em lugar de seus chefes naturais. (Tantas reais genialidades são abduzidas do corpo da humanidade por esta sordidez.)

As instituições dividiram entre si todas as funções do governo: funções administrativa, legislativa, executiva. Por isso, elas trabalham no organismo do Estado como os órgãos no corpo humano. Se prejudicarmos uma parte da máquina do Estado, o Estado ficará doente, como o corpo humano, e morrerá. Quando introduzimos no organismo do Estado o veneno do liberalismo, toda a sua constituição política foi mudada: os Estados caíram doentes com uma doença mortal: a decomposição do sangue. Não resta mais do que esperar o fim de sua agonia. (A confusão e a ganância dos "nossos representantes" garantem nosso mal estar.)

Do liberalismo, nasceram os governos constitucionais que substituíram, para os cristãos, a autocracia salutar; e a constituição, como bem o sabeis, não é mais do que uma escola de discórdias, de desinteligência, de discussões, de dissentimentos, de agitações estéreis dos partidos; em uma palavra, é a escola de tudo o que faz com que um Estado perca sua individualidade e sua personalidade. (Alguma dúvida disto?)

Para chegar a esse resultado, maquinaremos a eleição de presidentes que tenham em seu passado uma tara oculta (...). O receio de revelações, o desejo próprio a cada homem que chega ao poder de conservar seus privilégios, vantagens e honras ligadas à sua condição farão com que sejam fiéis executores de nossas ordens. A câmara dos deputados cobrirá, defenderá, elegerá presidentes, porém, nós lhe retiraremos o direito de propor leis, de modificá-las; esse direito será atribuído ao presidente responsável, que se tornará mero joguete em nossas mãos. (E os poucos fora desse esquema se afogam num mar de excrescências morais.)

Vós mesmo sabeis muito bem que, para tornar possíveis tais desejos, é preciso perturbar constantemente, em todos os países, as relações entre o povo e o governo, a fim de cansar todos pela desunião, pela inimizade, pelo ódio, mesmo pelo martírio, pela fome, pela inoculação de doenças, pela miséria, a fim de que os cristãos não vejam outra salvação senão recorrer à nossa plena e definitiva sabedoria. (E sempre à socapa! Conheço muitos que, mesmo com condições de se libertar desse jugo, o aceitam e o defendem intransigentemente.)

36 comentários:

  1. AHH FAB, Meu querido amigo,

    Agora não perdôo... então eu sempre tinha razão... afinal sempre existem seres sem alma. Eu bem me pareceu que não estava em erro, porque FAB, se me diz que as pessoas que escreveram essas palavras a têm... então fico sem nada compreender. De resto sei que tanto os animais como os humanos a possuam.

    Ahahahaha!! Os seus "ápartes" são demais FAB! :D

    Um beijo meu amigo querido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, querida Fada.
      Mesmo uma pequena quantidade de seres inefáveis em sua sordidez são suficientes para emporcalhar parte da humanidade, bem ao estilo da maçã podre num cesto de maçãs sadias.

      Não há compreensão que dê conta dessa dantesca dicotomia. Deixa a mais sadia e elevada das mentes "sem pai, nem mãe".

      Lennon disse que os "caras" afirmam haver "lugar lá no topo. Mas primeiro, você precisa aprender a matar sorrindo".

      Há muito tempo, não duvido mais disso.

      Um beijo feliz pela sua presença.

      Excluir
  2. Acreditar na veracidade do "Protocolo dos Sábios de Sião" (se for o alvo da postagem), me parece tão verídico quanto crer no "Diário de Sauron" para tomar a Terra Média.

    Os termos são tão pitorescos (maquinaremos, é preciso perturbar..etc), que quase posso ver velhos de olhos vermelhos, unhas compridas, se banqueteando com os restos de uma virgem sacrificada instantes atrás - planejando as condições dos protocolos escritos em sangue.

    MFF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os 'Protocolos' são verdadeiros por dois motivos: um, óbvio, eles foram escritos (não me faz diferença por quem); dois, a história do século XX e a atual são descritas (profetizadas?) por eles.
      É exatamente isto que quis frisar nesses posts que denominei "Pontos Nevrálgicos". Foi um plano metodicamente criado e executado até hoje com total impiedade?
      No mínimo, estranho, não?

      Excluir
  3. De fato me expressei mal, os protocolos foram escritos. Só que ignorar a verdadeira autoria dos mesmos, e utilizar essa monografia do mal como combustível do ódio aos judeus é errado.

    É elementarmente errado!

    De resto, o mundo está virado mesmo, mas não creio que é parte de um plano, é tudo relação causa/consequência da eterna e inacabável ambição humana.

    MFF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você já leu os 'Protocolos' ou ao menos os "Pontos Nevrálgicos" que venho destacando, os comparou com os acontecimentos que grassaram e ainda grassam pelo mundo e ainda crê que "é tudo relação causa/consequência da eterna e inacabável ambição humana", paciência. Coincidência tem (muito) limite.

      Quanto à autoria, repito: não me faz nenhuma diferença. Escrever não é problema algum.
      O que pega (e pesado) é o fato dele ter sido posto em prática e ainda continua. Esses sórdidos são execráveis.

      Excluir
    2. O poder é corrupto muito antes dos ditos protocolos, o é desde sempre...o que vimos hoje nada mais é do que a sequência da ambição de que te falei.

      E o poder, nas mãos de quem comanda (redundância, mas enfim...) é o que reflete severamente em nossa sociedade. Se o lisarb é uma zona, não é porquê sua elite política foi influenciada pelos protocolos ou coisa que o valha...se a sociedade hoje preta loas ao funk, aos reality show, e toda bizarrice pop que nos assola atualmente, isso é consequência de mudanças de valores que muito têm a ver com a disseminação de informações em tempo real, como a net.

      A roda gira desde sempre...

      O assunto é fascinante - e triste ao mesmo tempo- e dá para escrever vários tomos, mas deixemos por aqui.

      MFF

      Excluir
    3. Seu simplismo não cabe.

      Aqueles que afirmam que os 'Protocolos' são a corrupção do mundo não passam de coitados. Eles nem mesmo influenciaram ninguém.
      Trata-se "apenas" de um plano de dominação que mentes sórdidas burilaram e outras mais sórdidas ainda o puseram e põem em prática.
      Quem não enxerga a execução dos "Protocolos" em nosso cotidiano, ou tem os sentidos nublados pela acomodação, alienação, ou é conivente com o fato.

      Excluir
    4. Simplista é definir as mazelas sociais, políticas e econômicas como A.P ou D.P (Antes dos protocolos ou depois dos protocolos).

      MFF

      Excluir
    5. Torno a perguntar: você já leu os 'Protocolos' ou ao menos os "Pontos Nevrálgicos" que venho destacando e os comparou com os acontecimentos que grassaram e ainda grassam pelo mundo?
      Não viu nenhuma relação? Crê que é simples simplismo?

      Excluir
  4. Estou lendo os pontos; vamos analisar:

    "Desta sorte, faremos do povo uma força tão cega que, em toda a parte, só se poderá mover guiada pelos nossos agentes"

    Quem seriam esses agentes?

    "Quando introduzimos no organismo do Estado o veneno do liberalismo, toda a sua constituição política foi mudada: os Estados caíram doentes com uma doença mortal: a decomposição do sangue"

    Isso soa como simbologia barata e agreste - é como tentar comparar os escritos de Nostradamus com fatos reais.

    "Para chegar a esse resultado, maquinaremos a eleição de presidentes que tenham em seu passado uma tara oculta (...). O receio de revelações, o desejo próprio a cada homem que chega ao poder de conservar seus privilégios, vantagens e honras ligadas à sua condição farão com que sejam fiéis executores de nossas ordens"

    A tara oculta se chama dinheiro e poder, e de oculto....não têm nada; desde o ínicio da sociedade humana, onde alguns têm a responsabilidade de administrar os outros.

    "a fim de que os cristãos não vejam outra salvação senão recorrer à nossa plena e definitiva sabedoria"

    Isso é muito estéril....recorrer a quem? que definitiva sabedoria?

    MFF



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1- Se eu soubesse quem são esses agentes, os denunciaria aqui;

      2- Simbologia é absolutamente importante a toda e qualquer sociedade secreta. Através dela é que seus iniciados e representantes se misturam à turba sem serem notados. Infelizmente, não sou um iniciado;

      3- Eu entendo "tara oculta" modernamente como "rabo preso". Quantos políticos hoje em dia não os tem?

      4- "Estéril" para os não-iniciados. Mas parece óbvio que o redator se refere ao "governo supremo" que pretendem instalar. O "supremo governante do Sião", segundo os Protocolos.

      Em tempo: adoraria ser um iniciado para não apenas emitir minha opinião, mas explicar.
      Continue com sua crença.

      Excluir
    2. "Em tempo: adoraria ser um iniciado para não apenas emitir minha opinião, mas explicar"

      Talvez porquê não há por onde se iniciar, talvez não existam seitas secretas com tamanho poder. Apenas alguns clubinhos de maior ou menor porte, fantasias sobre os maçons, illuminatis...etc - ou grupos onde pessoas defendam o nazismo, o revisionismo e afins.

      Gregários que somos, todos temos nossos grupinhos e afinidades.

      Não prejudicando a liberdade do outro (viu que eu nem contestei a postagem sobre a cruz vermelha?), acho que temos mesmo que fazer parte de uma coletividade.

      MFF

      MFF

      Excluir
    3. Comentário "pá-de-cal"! Não que eu concorde com esse "estilo PSDB". Apenas não vejo como argumentar sua atitude "low profile" ao cubo.
      Você acreditar realmente em tudo o que escreveu até aqui demonstra, a meu ver, uma passividade "colchão d'água", que é antípoda ao meu modo de ver (e esconjurar) as excrescências sociais incrustadas na humanidade pelos grandes corruptores.
      Repito: continue com sua crença. Seja feliz.

      Excluir
    4. Não vejo outro modo de discutir idéias com alguém que não traz um único dado concreto para análise.

      Ignora a autoria dos tais protocolos, ignora a história humana antes dos (de novo) tais protocolos, fala em "iniciados" sem identificar grupos e rituais dos mesmos para depois falar em governo supremo do Sião, mesmo sem se interessar por quem escreveu aquilo.

      Isso nem é PSDB mais, é puro PT de raiz, quimeras e sonhos de uma sociedade que está mais para fábula de George Orwell (e tu sabe qual) do que para o que idealizaram.

      A tua "luta" é contra moinhos de vento, fantasmas que só vocês vêem em um grupo que se consideram os eleitos da verdade, mas que cada vez são em menor número...e porquê isso? Porquê ao invés de lutar nas ruas ou através das URNAS, pensam que existe um judeu movendo as cordinhas por de trás de toda desgraça que assola o país.

      Como se todos os donos do poder tivessem sobrenomes judaicos, como se a emissora PODRE da record (pior exemplo dos piores) não fosse de propriedade de um BISPO...ou seja, eleger como inimigo comum os "grandes corruptores" é o supra sumo da passividade, pois nunca haverá um revide, nunca haverá uma luta contra um alvo de verdade...apenas teorias de conspiração sem fim e ação zero!

      Sou feliz, obrigado pelos votos!

      MFF

      Excluir
    5. "Dado concreto para análise"?!? Por acaso, você está analisando alguma coisa? Que tipo de especialista é você? Até o momento, seus comentários giram no próprio eixo.

      De minha parte, disse tudo o que precisava sobre meus motivos de ter um blog neste link: http://fab29-palavralivre.blogspot.com.br/2013/04/carta-aberta-aos-aspones.html

      E resumindo: você deve ter uma vida invejável e despreocupada para ser tão "politicamente correto" e achar que contestações como a que estou fazendo com os "Protocolos" são quimeras ou coisa que não o valha. Se eles não lhe causam pelo menos estranheza, o que o fará?

      Em tempo: não culpo os judeus pela corrupção do mundo tanto quanto não os eximo dela. "Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus".

      Excluir
    6. Típica cortina de fumaça em não culpar os judeus como os corruptores do mundo - agora no comentário, quando todo o resto que escreve diz exatamento o contrário.

      É dessa quimera que eu falo, não dos problemas reais da sociedade como um todo.

      MFF

      Excluir
    7. Se você de fato ponderasse sobre o que posto e comento veria que sou contra a corrupção em geral e não alivio para nenhum corruptor.
      Se você não gosta do status quo como eu, deveria no mínimo observar quem manda na economia, mídia e geopolítica mundiais.
      Esses seres nefastos (TODOS!) execram os holofotes, se protegem com seus escudos (os famosos 'aspones') e tergiversam de mil maneiras com sua força política, financeira e midiática.
      Mas pra você, tudo isso é vago, sem base para análise e quimeras de teóricos da conspiração.
      Fazer o quê?

      Excluir
  5. Fabiano:

    Gostaria de contribuir com os meus dois centavos a essa discussão a respeito dos pontos nevrálgicos dessa postagem.

    O amigo internauta MMF parece ignorar detalhes elementares a respeito da discussão que se propôs

    1º - Minorias organizadas triunfam sobre maiorias desorganizadas.

    2º - Essas minorias se possuírem uma elite culta, inteligente e bem articulada, conseguem fazer valer os seus interesses.

    Quanto às sociedades secretas, que ele alega não existirem, parece que se esqueceu da mais famosa delas, que apesar de estar com o seu poder declinante, ainda consegue fazer com que os presidentes da maior potência do planeta saiam de suas fileiras. Refiro-me a Maçonaria.

    Entre outros “clubinhos” que são bem conhecidos pelos que já investigaram estes assuntos eu destaco:

    O Foro de São Paulo,
    O Diálogo Interamericano (de onde saíram dois presidentes brasileiros)
    A Comissão Trilateral (fundada por David Rockfeller)
    O Clube Bilderberg (este último talvez seja a mais alta corte de figurões do mundo que há 60 anos se reúnem há portas fechadas em hotéis de luxo).

    Quanto às mudanças de valores numa sociedade elas estão longe de serem espontâneas como parecem.

    Como já demonstrou o filósofo Olavo de Carvalho – que não é tratadista de minha preferência, posto que ele é sionista – e que pose ser resumida nos seguintes pontos:

    1º - Com uma antecedência de duas, três ou mais décadas as novas idéias que devem nortear o comportamento de uma sociedade, com vistas a subverter os seus valores, são elaborados por “think-thanks” criados com esta finalidade.
    2º - Em seguida estas novas idéias são levadas aos poucos paa os setores pensantes da sociedade civil como escolas, universidades, igrejas e imprensa. Tomando o devido cuidado de não parecer um processo dirigido.
    3º - Depois se segue à etapa de tornar essas novas idéias algo mais conhecido através
    dos meios de comunicação.
    4º - Uma vez consolidada se passa à etapa de ridicularizar e denegrir os antigos valores e aqueles que os defendem, rotulando-os de “reacionários”, “conservadores”, “retrógrados” e “nazistas” (esta última não pode faltar).
    5º - Coroando o êxito das anteriores surgem as leis criminalizando toda e qualquer oposição.

    Exemplos clássicos dessas agendas: homossexualismo, aborto, feminismo, ações afirmativas e o politicamente correto.


    Lembro ainda da antiga e já bem conhecida entrevista de Yuri Beznemov, ex-agente da KGB, onde ele revela, com outras palavras, como funciona este processo de subversão.

    Pena que lá nas terras de Tio Sam ele tenha sido praticamente ignorado.

    Talvez porque lá o processo já estivesse bem adiantado.

    Finalizando, o grande sábio René Guenon (1886-1951), identificou e descreveu este processo como sendo “uma gigantesca alucinação coletiva pela qual a maior parte da humanidade chegou a tomar as mais vãs quimeras como incontestáveis realidades”.

    Augusto Landini.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo Landini.
      Ponderações dessa estirpe são o baluarte do debate saudável. Seus dois centavos valem "um pouquinho" mais.
      Vejamos o que o inefável MFF lhe responderá. De minha parte, lhe agradeço pela lucidez.
      Grande abraço.

      Excluir
  6. "1º - Minorias organizadas triunfam sobre maiorias desorganizadas.

    2º - Essas minorias se possuírem uma elite culta, inteligente e bem articulada, conseguem fazer valer os seus interesses"

    Correto, concordo!

    A maçonaria não coaduna com o crime em seus príncipios basilares; de fato é uma organização poderosa ainda, mas até que ponto isso é ruim para a sociedade?

    "Exemplos clássicos dessas agendas: homossexualismo, aborto, feminismo, ações afirmativas e o politicamente correto."

    Fiquei confuso nesse ponto acerca de suas opiniões sobre o tema.

    "(Finalizando, o grande sábio René Guenon (1886-1951), identificou e descreveu este processo como sendo “uma gigantesca alucinação coletiva pela qual a maior parte da humanidade chegou a tomar as mais vãs quimeras como incontestáveis realidades”)"

    Complemento com: "Quanto maior a mentira, mais fácil de ser acreditada" Adolf Hitler (1889-1945)

    Saudações Augusto;

    MFF


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só dois detalhes:
      1- A frase correta é: "Quanto maior a mentira, mais CHANCE dela ser acreditada."
      2- Tal frase é ATRIBUÍDA a Hitler e ele se referia à "Grande Mentira" (como as pessoas vieram a acreditar que a Alemanha havia perdido a Primeira Guerra Mundial na linha de frente, segundo a versão da mídia sionista).

      Excluir
  7. "- A frase correta é: "Quanto maior a mentira, mais CHANCE dela ser acreditada."


    É verdade!

    P.s1: Legal o "inefável"

    P.s2: A Alemanha não tinha como sustentar uma guerra contra França e Inglaterra potencializadas materialmente pelos USA. Ou seja, ela perdeu a guerra na linha de frente sim.

    MFF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, este cara está redondamente enganado quando diz o verdadeiro motivo da Alemanha ter sido derrotada?

      http://fab29-palavralivre.blogspot.com.br/2013/09/sobre-1-grande-guerra.html

      Excluir
    2. Certamente, mais uma teoria conspiratória tentando provar que a Alemanha - e seus soldados infáliveis e superiores (sic) - nunca poderia ser batida em um conflito justo.

      MFF

      Excluir
    3. Você "certamente" crê que as 1ª e 2ª guerras foram justas?
      Apenas as inomináveis covardias aliadas em Dresden, Hiroshima e Nagasaki já solapam qualquer argumento dessa estirpe.
      Você vai colocar o holocausto (com as impossibilidades que já citei) para contrabalançar?

      Excluir
    4. Conflito justo no tocante ao conceito de guerra feita por e para soldados.

      Não ignoro as barbaridades aliadas cometidas, e não há modo de contrabalançar sofrimento civil com outro sofrimento civil.

      MFF

      Excluir
    5. "guerra feita POR(?!?) e para soldados."
      Desde quando soldados produzem guerras? Os famosos "Senhores da Guerra" são meras quimeras para você? Teoria da Conspiração?
      Estou começando a deixar de considerar algumas opiniões suas como minimamente sérias. São até pândegas.

      Excluir
    6. Você de novo não entendeu: estou falando de orgulho alemão, do fato de considerarem estar em uma classe militar superior.

      Estou falando de fatos estritamente militares, de uma luta "justa" no tocante a Alemanha ser militarmente mais competente que os aliados; a herança disso aliás, que tocou mais o coração germânico do que as barreiras econômicas oriundas do Tratado De Versalhes.

      Estou dizendo que a Alemanha nunca engoliu o resultado da guerra... Não importava se os aliados tiveram o auxílio dos USA, nada importava...apenas a ilusão de que conseguiriam após bater a costa leste.

      Ilusão que se repetiu décadas depois!

      Têm que caprichar mais na interpretação; isso está explícito algums comentários acima.

      MFF

      Excluir
    7. "estou falando de orgulho alemão, do fato de considerarem estar em uma classe militar superior."

      Qual império na História até hoje em dia não é exatamente assim?
      Os alemães foram traídos pelos judeus que eles acolheram. Palavras tanto de Hitler como do judeu Benjamin Freedman, que você aventou ser uma teoria da conspiração.

      Se pessoas que você trata bem, com respeito, lhe causam uma enorme derrota na vida, você voltaria a confiar nelas, aceitando-as em seu meio? Você "engoliria" suas presenças numa boa, sem desconfiança ou rancor? Eu não.

      Temos interpretações diferentes. Só isso.

      Excluir
  8. Fabiano:

    Obrigado pela sua resposta e pelo apreço ás nossas intervenções. Como já deixei claro por várias vezes, tenho como princípio contribuir de maneira positiva para os debates que considero relevantes.

    Quanto a resposta do MMF, veio mais ou menos conforme o esperado, ou seja, muito rasa.

    Pelo menos ele concordou comigo em um ponto fundamental.

    Quanto a Maçonaria esta instituição está longe de ter uma história imaculada. Considero-a uma instituição de caráter bastante duvidoso, pra dizer o mínimo.

    Determinar quais são os candidatos a presidência da maior potência do planeta é algo que considero péssimo, pois trata-se de um jogo de cartas marcadas, mas que todos acreditam ser democracia.

    Quanto aos temas a que me referi (aborto, homossexualismo e outros) deixei bem claro que são agendas promovidas para subverter os valores morais de uma sociedade. Não há como ter dúvidas quanto a isto.

    E a citação que fiz de Renê Guenon (sábio, filósofo, esoterista, teólogo islâmico e mestre sufi), foi para ilustrar como ocorre este processo de forma sintética e que foi muito bem compreendido por esse gigante do pensamento metafísico.

    Augusto Landini.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Landini.
      Você deve saber melhor do que eu que a principal tática dos aspones (em especial, defensores do sionismo e do holocausto) é, primeiro, tentar digressionar. Não dando certo (contra quem raciocina um mínimo, nunca dá), partem pra tergiversação. Já que continua não dando certo, vêm o achincalhe, as ofensas e até ameaças.

      Quando ele afirmou não ter compreendido sobre os temas (aborto, etc), só consegui rir. Você viu que ele fez coisa parecida mais acima, com "dúvidas" acerca do post. O mais interessante de tudo é que ele APARENTA ser bem articulado e consciente (num bom sentido).

      No mais, a batalha continuará. Sigamos em nossa "quixotesca empreitada", como o MFF classificou nossa busca por um mínimo de verdade e justiça.

      Grande abraço.

      Excluir
    2. Caro Augusto:

      O que é mais raso? O meu discurso ou teorizar sobre a natureza de congregações e grupos?

      "Quanto a Maçonaria esta instituição está longe de ter uma história imaculada. Considero-a uma instituição de caráter bastante duvidoso, pra dizer o mínimo"

      Para os que estão lá dentro, é o melhor dos mundos... Malgrado isso, deve aceitar que qualquer instituição carece de unanimidade.

      Em relação aos risos quanto a agenda apontada (O dono do blog), vou ilustar o por quê da dúvida:

      "Exemplos clássicos dessas agendas: homossexualismo, aborto, feminismo, ações afirmativas e o politicamente correto."

      Muito espertamente foi apontado apenas o aborto como combustível do comentário jocoso - exatamente o ponto em que podemos ter opiniões parecidas.

      Sobre ele sou totalmente contra salvo estupro e risco de vida da mãe (decisão dela); mas isso creio que já é amparado por lei.

      Homossexualismo: Não confundam "gaystapo" e militância gay com tolerância e aceitação dos que são - em tese - diferentes. São seres humanos como nós, acho que o imbróglio da cura gay já foi ridículo o suficiente.

      Feminismo: há pouco tempo mulheres não votavam, não eram consideradas integrantes legais da sociedade...é o mesmo que o homossexualismo, não confundir excessos com direitos reais de cada indivíduo.

      Politicamente correto e ações afirmativas eu deixo ao cargo de vocês - não quero que vire "discurso raso".

      "O mais interessante de tudo é que ele APARENTA ser bem articulado e consciente (num bom sentido)."

      Não pensem que os que não coadunam com as mesmas opiniões vossas são pessoas obtusas e sem instrução - é um erro crasso se achar um eleito do conhecimento.

      MFF





      Excluir
    3. Landini, quero só me colocar onde me tocou:

      O "dono do blog" só riu (creia: sem deboche) por ter crido que você APARENTA ter bom raciocínio e que só podia estar digressionando ao não racionalizar. Segue abaixo como racionalizo sobre a agenda (exceto aborto, sem 'esperteza'):

      1- Quase todas as mulheres com quem converso sobre o feminismo dizem que foi uma das piores desgraças para elas, visto que as obrigou a duplicar seus trabalhos e responsabilidades. Hoje em dia, vivem exaustas e estressadas por conta dessa imbecilidade. Mas a grande mídia continua a incensar as feministas, enaltecendo suas "conquistas e libertação";

      2- Só preconceituosos, sionistas e tipinhos afins associam o homossexualismo à Gestapo e ao nazismo. Tenho dezenas de conhecidos homossexuais e me dou respeitosamente bem com todos. O que pesa é a imposição (via leis e grande mídia) da aceitação. Quando eles se mostram (até ostensivamente), ninguém pode torcer o nariz pra não sofrer todo o tipo condenações morais. Já quando brancos mostram seu orgulho à raça, são "nazistas" ou similares;

      3- "Rasamente": você é 'politicamente correto'. Eu procuro ser apenas correto;

      4- Jamais pedirei a ninguém para aceitar minhas opiniões. Mas não deixarei de querer argumentos válidos contra elas. Sobre este post (Protocolos) e o holocausto, você nada deixa a dever a todos aqueles que, no mínimo, amenizam a nefasta influência deles na História da humanidade.

      Excluir
    4. 1- E eu conheço mulheres que saíram do jugo de maridos desprezíveis por conta do feminismo, que consquistaram carreiras respeitáveis não apenas por suas belas pernas. Questão de amostragem...

      2 - "Gaystapo" é uma ironia com o policionamento gay, com uma autoridade gay que faz exatamente a imposição ostensiva que tu destacou. Acredite que não foi associação com os nazistas, apenas uma ilustração do exagero dessas patrulhas que são minoria...o homossexual tende a ser discreto e social.

      MFF

      Excluir
    5. 1- Machismo é sinônimo de fraqueza; feminismo, de imbecilidade. As mulheres que conquistaram sucesso e/ou libertação foi por serem diferenciadas, com capacidades e dedicação ímpares. O feminismo só as soterrou com responsabilidades;
      2- Sua "ironia" é a mesma de dezenas de aspones que fazem a mesma associação e minimizam ou negam a influência deletéria do sionismo no mundo. Preconceito sub-reptício existe em quase tudo, sendo cevado pelos grandes corruptores. Exemplo:

      http://fab29-palavralivre.blogspot.com.br/2011/10/campanha-infame.html

      Em tempo: todos meus colegas gays são discretos, mas sem nenhuma vergonha de sê-los.

      Excluir