Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Depoimento

Amigos e amigas.
Abaixo, uma reportagem do caderno Mundo, da Folha de São Paulo, que nos dá uma boa ideia do que é ser muçulmano em israel.
Creiam: ela não é exceção, visto que não há NENHUM motivo pra ela sofrer o que seus covardes carrascos lhe impõem.
Imaginem os Natais dessa mulher e de milhões de outros na mesma situação patrocinada pelo "povo eleito". E há quem venha me dizer que Jesus era um rabino judeu.
FAB29

22/12/2013 - 04h16

Muçulmana relata ataques de autoridades israelenses contra sua família


Depoimento a
DIOGO BERCITO
ENVIADO ESPECIAL A SUSYA (CISJORDÂNIA)

"Venho de um vilarejo ocupado, perto de Beer Sheva, tomado em 1948. Meus filhos nasceram aqui, na caverna. É um modo de vida beduíno. Nós vivemos com as ovelhas.

Mudei para cá com meu marido em 1968. Os colonos israelenses tentam nos expulsar. Sofremos muito. Um dia, há cinco anos, eles vieram com seus jipes e destruíram tudo o que nós temos. Eu perdi meu azeite, eles levaram a comida das ovelhas.

No ano passado, estávamos plantando quando nos atacaram. Queimaram nossas videiras, mataram 50 de nossas ovelhas com seus rifles. Eu corria e gritava todo o tempo quando vi aquilo.

Fui reclamar no vilarejo vizinho de Qyriat Arba. Quiseram que eu assinasse um papel dizendo que sou uma causadora de distúrbios. Meus filhos foram presos. Tive de pagar [o equivalente a] R$ 3.500 para tirá-los da prisão.

Há uma torre de vigia aqui perto. Só posso ficar no vale. Se os colonos veem que eu saí, vêm tomar minha casa.

Toda vez que eles me veem, dizem que sou uma puta. Querem tomar a terra.

Tudo o que você vê aqui tem uma ordem de demolição. Não querem que a gente fique aqui. Mas eles, sim, podem ficar. Podem sair. Podem construir. Eu não. Pedi várias vezes ao governo para ter permissão, nunca me deram nada. Querem demolir até o nosso poço de água.
Joel Silva/Folhapress
A beduína Sarah Nawajah, 70, em sua caverna, ao sul de Hebron, Cisjordânia, onde vive junto com os animais
A beduína Sarah Nawajah, 70, em sua caverna, ao sul de Hebron, Cisjordânia, onde vive junto com os animais

PECADO
Temos dificuldade para trazer ambulâncias. Um dia, meu marido, que já morreu, teve ataque de asma e o Exército não deixou a ambulância vir. Nós o pusemos em um burro para ir ao hospital.

Dois anos atrás, os israelenses vieram e atiraram um... como se diz? coquetel molotov. Eles não sabem o que é "haram" [pecado].

Esta é a minha terra. Não quero que tomem de mim. Posso fazer azeite dessas oliveiras e viver disso. Tenho 70 anos. Por quanto tempo consigo lidar com essa situação?

Antes de eles destruírem a caverna, era muito bonito aqui. Nos sentávamos aqui no verão, era lindo. É muito fresco no verão e quente no inverno. Mas eles não querem que a gente viva aqui.

Eu moro na tenda, agora, durante o verão. No inverno, fica frio, então arrumo um canto e venho à caverna.

O governo palestino não pode fazer nada. Nem podem vir até aqui.

SAGRADO
Eu acordo de manhã, rezo, sirvo o café da manhã para as ovelhas e começo o meu dia com os animais. Depois, levo eles para os campos, limpo minha casa e cozinho.

Na temporada, faço manteiga e iogurte do leite das ovelhas. Também planto trigo. Então, temos as colheitas.

Na primavera, às vezes a colheita não é boa, então tenho de alimentar os burros com as azeitonas colhidas.

Nossa terra é valiosa. Não vamos entregar aos judeus. Só saio daqui quando morrer. Estou feliz, e só consigo dormir quando estou aqui.

Vou ficar feliz, também, quando todos os colonos forem embora. São monstros.

Uma vez, bati em um soldado. Ele veio nos dizer para sair. Eu atirei um sapato de plástico na cabeça dele. Eles estavam me empurrando!

Fui para a cidade sagrada de Meca duas vezes, por isso me chamam de "hajja [peregrina] Sarah". Mas aqui, esta terra, também é sagrada."

Atentem para esses mapas abaixo e pensem se há um mínimo de justiça nas exigências dos judeus em relação à Palestina (hoje, forçadamente, israel). Em 1945, a média percentual era de 67,88% de árabes, 17,62% de outras etnias e 14,50% de judeus:


21 comentários:

  1. http://www.youtube.com/watch?v=4pCqaN9yivc&feature=youtu.be

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://fab29-palavralivre.blogspot.com.br/2013/08/visite-gaza.html

      Excluir
    2. Mas esse é o IP do Hórus.

      Excluir
    3. IP do Hórus. Não é SP?

      Excluir
    4. Quando você explicitar detalhando, creio que poderei responder.

      Excluir
    5. Não, obrigado. Já confirmei, mas como é interior do estado, ainda falta a cidade.

      Excluir
    6. Paulínia, Jaguariuna ou Campinas?

      Excluir
    7. Inclua "NDA" e gire o dreidel.

      Excluir
    8. Não entendi. Poderia explicar?

      Excluir
    9. Não, obrigado. Já confirmei. Ainda falta a identidade.

      Excluir
    10. Meu nome é Macedo e este IP é do Hórus.

      Excluir
    11. O único "Hórus" que tem aqui, Macedo, é este:

      http://fab29-palavralivre.blogspot.com.br/2012/11/a-lenda-de-horus-data-de-5-sec-ac.html

      Excluir
    12. Não. Hórus é um amigo de debate.

      Excluir
    13. Ok.
      Boa sorte na sua espera por resposta.

      Excluir
    14. Mas como pode? Ele tem o mesmo IP que vc. Alguma vez você usou apelido de Hórus em fórum de debate?

      Excluir
    15. Ok. Obrigado e desculpe.

      Excluir
    16. Sem problema.
      Se lhe interessar, viaje nos posts daqui e nos links oferecidos pelos comentaristas. Creio que pode lhe ser de mais valia.

      Excluir
  2. Israel joga água de esgoto sobre casas palestinas :

    http://www.youtube.com/watch?v=-njv7RJqtRM

    http://www.youtube.com/watch?v=I0kLWRMhiok

    Aldeões em Wadi Fukin perto de Belém foram atacados por colonos israelenses de um assentamento próximo, quando intencionalmente derramou milhares de toneladas de esgoto na única fonte de água natural e da terra.

    http://www.youtube.com/watch?v=FZ4COu5rRBI

    Brutalidade judaica :

    http://www.youtube.com/watch?v=EeGc1G2q0TU

    http://www.youtube.com/watch?v=6T7sM0fTv80

    http://www.youtube.com/watch?v=7Ue_xX_Nveg

    A Faixa de Gaza Que a Mídia 9JUDAICA0Ocidental Nao Mostra

    http://www.youtube.com/watch?v=8rZOC8xCvrw

    Palhaçada, até parece que um vídeo mostrando casas vazias convencerá alguém que o diabo é bom.

    Cobalto

    ResponderExcluir