Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Homem de fibra.

Amigos e amigas.
O que não falta na geopolítica social do OM é os defensores de israel debocharem de todo mundo que afirma que esse país é o pior exemplo de democracia, liberdade e garantia de direitos universais.

Alguns me passam links mostrando pontos de pujança em terras palestinas, como se nichos fossem a regra geral.

Seguem abaixo algumas informações sobre um componente da ONU, Richard Falk, um admirável judeu que prima pela lisura e honestidade em qualquer assunto, mesmo contra seus pares.

Vejam sua posição a respeito da brutalidade israelense contra os palestinos.
FAB29

"Inspetor especial das Nações Unidas para questões humanitárias nos territórios palestinos afirma que Israel assassinou 1.330 crianças palestinas desde 2000Richard Falk anunciou a cifra durante uma conferência de imprensa em Amman, na capital da Jordânia, na última segunda-feira; a rede de notícias da Palestina relatou o fato em sua página da rede. Em seu último relatório, Falk observou que, em 2010, disparos e bombardeios do exército israelense custaram a vida de 17 crianças.
Israel não respondeu às repetidas solicitações do inspetor especial da ONU para ter acesso aos territórios ocupados. Devido à situação da segurança na Faixa de Gaza, Falk foi obrigado a cancelar sua visita ao enclave provocado pelo bloqueio israelense – parte do mandato que lhe foi dada pelo Conselho de Direitos Humanos. As Nações Unidas dizem que ele visitará Gaza no próximo ano.
Desde sua nomeação em maio de 2008, Falk tem enfrentado obstáculos por parte do regime israelense, que se recusou a cooperar com o relator em suas missões de campo. Em meados de dezembro de 2008, Falk foi impedido por Tel Aviv de entrar nos territórios ocupados. Ele foi detido, interrogado e posteriormente deportado.
A mudança ocorreu dias antes de Tel Aviv ter lançado um ataque mortal contra a populosa faixa litorânea, em 27 de dezembro. A ofensiva de 22 dias matou mais de 1.400 palestinos, a maioria mulheres e crianças, milhares de feridos, arrasou centenas de casas de civis e escritórios, e devastou grande parte da infra-estrutura no território empobrecido."
http://www.presstv.com/detail/178058.html - 03/05/2011 (Tradução: Inacreditável.com)
Israel prende jovens entre 12 e 15 anos: Richard Falk relata ainda em seu relatório, que Israel continua a prender arbitrariamente, detém e abusa das crianças, e mantém nada menos que 226 crianças detidas, incluindo 45 que estão entre 12 e 15 anos.
Aqui do Brasil, sabemos o que crianças nesta faixa de idade podem fazer. Mas tratando-se de crianças palestinas, para serem presas, basta que elas joguem pedras contra o “poderoso” exército israelense:
“Prendem crianças por terem jogado pedras, particularmente em Jerusalém oriental. As crianças relatam que têm seus olhos vendados ou são chutadas no momento da detenção e jogadas na parte traseira do veículo militar, onde ficam então sujeitas a outros abusos físicos e psicológicos durante o caminho até o interrogatório e centro de detenção.”

Mas o bom é que esse estadista (coisa rara na ONU) se recusa a renunciar. Vejam esta reportagem que traduzi:

"Um especialista em direitos humanos da ONU em apuros, que investiga a conduta de Israel contra os palestinos, rejeitou na terça-feira os apelos para renunciar, dizendo que seus adversários estavam tentando silenciar suas críticas ao Estado judeu, rotulando-o de anti-semita.
"Não tenho a intenção de me demitir, e não parece haver qualquer iniciativa formal buscando a minha demissão", Richard Falk disse aos jornalistas, um dia depois de pedir uma investigação internacional sobre o tratamento a prisioneiros palestinos em Israel. (...)
Falk, um americano de 82 anos, que é um professor emérito de Direito da Universidade de Princeton, tem sido monitor do Conselho de Direitos Humanos da ONU para os territórios palestinos desde 2008. Ele rejeitou as acusações de anti-semitismo, dizendo que eles eram "dolorosas" e "completamente maliciosas", já que ele próprio é judeu.
"Isso faz com que pareça que criticar Israel (ao que todos concordam ser repreensível) fosse equivalente a anti-semitismo. Eu não estou disposto a ser intimidado desta forma. ", disse ele. "O ataque ao mensageiro é uma forma de desviar a atenção da mensagem.", acrescentou Falk. (...)
Falk disse que suas declarações foram "torcidas" pelos opositores, que havia condenado o ataque Boston como "criminalidade terrorista", e que seu objetivo era examinar as raízes da antipatia contra a política dos EUA.
"Eu tenho criticado os EUA com freqüência, e eu não sinto que eu sou anti-americano", disse ele. "Por que eu continuo tendo problemas? É por causa do meu papel, na tentativa de falar honestamente sobre a situação que os palestinos enfrentam sob esta condição de ocupação prolongada.", acrescentou.
Israel tem estado sob fortes críticas por vários grupos de direitos humanos pela sua política de detenção administrativa, a prisão extrajudicial de uma pessoa por um período indefinido de tempo, e precárias condições de vida nas prisões."
Al-Akhbar English - 11/06/2013

Um comentário:

  1. Veja só :
    " "O ataque ao mensageiro é uma forma de desviar a atenção da mensagem.", acrescentou Falk " rsrs ... não digo ? Não falo ? Fizeram com Jesus assim.

    Fato. Não é teoria da conspiração. É modus operandi milenar.

    "Falar a verdade no império da mentira, é traição" Ron Paul.

    Algumas postagens que podem interessar :

    http://desatracado.blogspot.com.br/2013/11/arsenal-nuclear-israelense-uma-ameaca.html

    http://desatracado.blogspot.com.br/2013/11/trilogia-sobre-terra-santa.html

    http://desatracado.blogspot.com.br/2013/11/estado-de-israel-matou-mais-que.html

    Abraços, Cobalto

    ResponderExcluir