Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


domingo, 29 de dezembro de 2013

Morte, Saudade e Solidão

Amigos e amigas.
Resolvi publicar mais esta "Poesia Tridimensional" de três temas conseguintes. Lendo-as separadamente, a primeira fala da perda (morte) e a segunda, da sua consequência (saudade). Ao lê-las conjunta e correntemente, desemboca-se no terceiro tema (solidão). Por haver várias possibilidades de leitura, a pontuação e a entonação ficam a cargo do leitor.

Sermos sós é nosso destino. É o fato de sermos indivíduos ("Somos sozinhos nessa multidão") do início ao fim da vida. Bem disse Quintana: "Não somos metades! Somos inteiros, dispostos a dividir objetivos comuns, alegrias e vida." O que existe é a necessidade de compartilhar para instigar nossa alegria, nosso prazer, nosso bem estar. Esta é a chave da felicidade.

As duas últimas estrofes é minha visão do que nos diria o Mestre Maior.

DESTINO

Quem há de louvar...as obscenas elegias
Quem há de fugir...dos áridos destinos
Por que vou chorar...por tantas noites e dias
ou mesmo sorrir...açulando os desatinos

Por terras e mar...dunas e vagas vazias
O mesmo fingir...causando o dobrar dos sinos
Os Céus vão chamar...a beleza das magias
Pra quê se iludir...ecoando tristes hinos

A vida é fugaz...se tens os olhos vendados
Palavras de paz...em sonhos enclausurados
Sempre ecoarão...não te percas no caminho

Enquanto eu viver...terás tudo em meu regaço
Irei renascer...pra mitigar teu cansaço
Em cada oração...nunca sonharás sozinho

FAB29

Nenhum comentário:

Postar um comentário