Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 12 de abril de 2013

Detalhes eméticos.

Amigos e amigas.
Constantemente, eu penso e falo que me calejo a cada dia mais em todos os sentidos, principalmente mental. Afinal, com a mente preparada e condicionada pela experiência, posso proteger meu coração e, principalmente, meu espírito (que não podem se calejar), de tantas iniquidades que tentam perpetrar em nossas vidas.
Tantas brutalidades que vemos ocorrer "naturalmente" nas grandes cidades, em especial (assaltos, sequestros, latrocínios,...), somadas às imposturas e desdéns do poder público com a população, o que causa outra série de brutalidades quando desastres naturais surgem (enchentes, deslizamentos,...), e à brutal banalização do ensino, da violência, da saúde,... Tudo constantemente nos assolando, fazendo-nos aprender a suportar estoicamente, até.
Mas tem detalhes eméticos que, por mais que ocorram (e eles ocorrem!), não consigo assimilar sem sentir alguma ânsia. E, se olharmos bem, são detalhes até bobos, se comparados a outros muito mais escabrosos. Vejam essas duas notícias correlatas:

"Grego recebe nova punição

por gesto nazista após gol"

Um jogador grego recebeu uma suspensão de cinco partidas por fazer uma saudação nazista no mês passado quando comemorava um gol durante uma partida do seu clube, o AEK Atenas. A punição ao meia-atacante Giorgos Katidis foi anunciada nesta sexta-feira pela comissão disciplinar da Associação de Futebol da Grécia.
Além da suspensão, Katidis foi multado em 1.000 euros (aproximadamente R$ 2,6 mil) e está proibido de assistir partidas em estádios por três meses. O meia-atacante, que foi capitão da seleção grega Sub-21, foi suspenso pelo AEK até o final da temporada e, anteriormente, acabou sendo proibido de defender a Grécia pelo resto da sua vida.
Katidis pediu repetidas vezes desculpas pela sua ação, insistindo inicialmente que não tinha conhecimento que o gesto era utilizado na Alemanha nazista." Fonte: estadao.com.br

"FBI desarticula rede de fraude em indenização de vítimas do holocausto"

 "NOVA YORK- A procuradoria de Nova York revelou nesta terça-feira, 9, que desarticulou uma trama de fraude pela qual cerca de 5.500 judeus receberam US$ 42 milhões fazendo-se passar por vítimas do holocausto.
Os acusados, que se passavam por vítimas do nazismo, adulteraram suas certidões de nascimento e passaportes. Eles nasceram em sua maioria depois da Segunda Guerra Mundial e um deles nem é judeu.
A Conferência, uma organização sem fins lucrativos, administra diferentes fundações que oferecem compensações às vítimas do holocausto, entre elas The Hardship Fund e The Article 2 Fund, financiadas pelo governo da Alemanha.
Durante quase uma década os funcionários aprovaram mais de 5.500 pedidos fraudulentos de pessoas que não haviam sofrido o holocausto em troca de uma parte dos valores oferecidos pela Conferência." Fonte: estadao.com.br

Resumo: No primeiro caso, um pobre infeliz faz um gesto que ele considerava "apenasmente" rebelde, sem ao menos saber do seu significado, peso ou, sequer, origem. Daí, vêm os histéricos (no mínimo) de plantão e transformam o gesto no cúmulo da ofensa, do mau gosto, do desrespeito ao mundo e o punem desproporcionalmente (se é que é preciso punir desse jeito um simples gesto).
No segundo caso, mais UM exemplo de safadeza da já notória "Indústria do Holocausto", incalculavelmente mais grave que o gesto acima, e passa quase em branco, uma "nota de rodapé", se comparada ao primeiro. E elas não apenas não são punidas exemplarmente como continuam a ocorrer aos montes. Dezenas de histórias de falsos sobreviventes (Rosemblat, DaFonseca, Wilkomirski, Jaffe, etc) que ganham manchetes, livros, filmes e notoriedade, angariando milhões de dólares com o anestesiamento mental e emocional de milhões de pessoas contra a verdade dos fatos.

E essa "verdade dos fatos" é algo que precisamos garimpar muito para consegui-la. Ela é escamoteada ao máximo pelos "donos da carne podre" para que não sejam expostas suas execráveis e dantescas mazelas. Como já fiquei mais do que velho pra suportar calado tantas porcarias, eu continuo cutucando, tentando angariar mais simpatizantes à causa dos "justos já de saco cheio". Não peço que aceitem minhas palavras como "a verdade dos fatos", mas que elas causem "cosquinhas no cérebro" de quem as ler e, a partir daí, criem filtros e calos em suas mentes à maneira e necessidades de cada um.

Nossas vidas merecem coisa melhor.
FAB29