Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Declaração de guerra

Amigos e amigas.
Seguindo uma dica do amigo e colaborador Augusto Landini, procurei sobre o famoso discurso do rei George VI, da Inglaterra, onde ele declara guerra à Alemanha de Hitler. A história oficial diz que o discurso foi proferido em 3 de setembro de 1939, mas podemos ver na imagem abaixo que ele já estava definitivamente escrito em 25 de agosto de 1939:


Isto é mais um duro golpe na credibilidade da historiografia dos aliados para a 2ª guerra, visto que afirmam que só foi declarada guerra à Alemanha após esta invadir a Polônia, fato que só ocorreu vários dias depois da data do famoso discurso. Segundo o Daily Mail, de 24/11/2013:

"O documento de três páginas que foi revelado é intitulado “Rascunho do Discurso do Rei” e é datado de 25 de agosto de 1939.
O documento, escrito em 25 de agosto de 1939 – sete dias antes da invasão da Polônia pela Alemanha – apareceu após 74 anos.
O documento datilografado, o segundo rascunho do discurso, era mantido pelo funcionário público Harold Vale Rhodes, que havia escrito outro previamente como uma primeira tentativa. (...)
O rascunho original acusava a Alemanha de ser um país provocador que queria dominar o mundo através da força e afirmava queestamos lutando pelos princípios da liberdade e justiça.(...)
Nigel Steel, um historiador no Museu de Guerra Imperial, disse:Quando aconteceu, a guerra não era novidade. Houve uma série de crises políticas envolvendo a Alemanha acontecendo desde o ano anterior. A ideia de que este discurso tenha sido preparado antes da guerra não é uma surpresa, especialmente tendo o Rei dificuldades em pronunciar discursos.

Por mais que tentem amenizar qualquer coisa, o fato inatacável é que ficou provado que a declaração de guerra lida por George VI em 3 de setembro de 1939 já tinha mais de uma semana e não ocorreu por causa da invasão alemã à Polônia (tacanha e canhestra mentira já contestada há décadas por revisionistas). Com mais esta traulitada, a historiografia "ofalsial" da 2ª Guerra vai se revisando contra a vontade dos seus senhores.

Acautelem-se! A Verdade não perdoa seus detratores!
FAB29