Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

E dá-lhe Ficção!

Amigos e amigas.
De fato, a historiografia do holocausto é um vale tudo! O que não falta nela são safados, espertalhões, pilantras, mentirosos de todo tipo que fazem qualquer negócio para se darem bem e, de quebra, manter o status quo sobre o assunto. É a 'indústria do holocausto' do intelectual judeu Norman Finkelstein sem pudores e reservas.
Finkelstein e seu odiado best seller

Além dos testemunhos fraudulentos (Vrba, Nyiszli, Wilkomirski, etc) que levaram centenas de pessoas inocentes à execução sumária (puras vingança e covardia), temos livros que chamo de "BESTAS-SELLERS" de autores como Wiesel, Rosenblat, DaFonseca e uma infinidade de outros que fazem dessa indústria uma das mais lucrativas.

Nyilszli e seu "besta-seller"
Hollywood se esbalda e se refestela com tanta criatividade mórbida e imoral. Milhares de clássicos (o primeiro foi "Casablanca", creio) se referem ao assunto "anjos (aliados) contra demônios (nazistas)" sem peias à imaginação, transbordando sordidez, hipocrisia, dissimulações, abusos de toda sorte, sem nunca se esquecerem de criar uma aura em que o espectador não tenha chance de ponderar uma vírgula sequer contra os 'mocinhos'. A tão decantada crudelidade nazista é maximizada à décima potência.

Para mim, um dos mais inomináveis exemplos de tudo isso chama-se "A lista de Schindler", uma "besta-seller" que Spielberg fez ganhar sete "oscars" (sem surpresas, sabendo quem manda em "roliúdi") dando um tratamento visual impecável. O roteiro é o mesmo lixo com que estamos acostumados. O filme foi eleito o 3ª mais inspirador (neste quesito, Spielberg tem mais dois filmes entre os 10 primeiros) e 8º melhor da História de "roliúdi" e seu protagonista, o 13º entre os heróis! Mas há um detalhe. Vejam neste excerto deste artigo de 2009:
Mais uma ficção 'spielbergiana'
se passando por verdade histórica
"O livro 'A Lista de Schindler', de autoria de Thomas Keneally, está catalogado originalmente (1982) como FICÇÃO. Na primeira edição de março de 1994, constava a advertência:
'ESTE LIVRO É UMA OBRA DE FICÇÃO. NOMES, PERSONAGENS, LOCAIS E ACONTECIMENTOS SÃO IGUALMENTE PRODUTOS DA IMAGINAÇÃO DO AUTOR OU USADOS DE FORMA FICCIONAL. QUALQUER SEMELHANÇA COM ACONTECIMENTOS REAIS, LOCAIS OU PESSOAS VIVAS OU MORTAS, É TOTAL COINCIDÊNCIA'.
Na contracapa daquela edição, consta ainda a referência FICÇÃO/JUDAICA, além de uma pequena sinopse de apresentação da própria editora, que inicia com a frase: “A stunning novel…” (Uma atordoante NOVELA…). Também na ficha catalográfica da Livraria do Congresso, aparece três vezes a designação FICÇÃO:
1- Schindler, Oskar – FICÇÃO;
2- Holocausto Judeu – FICÇÃO;
3- GUERRA MUNDIAL – FICÇÃO.
Já na 2ª edição, de abril, RETIRARAM a primeira ADVERTÊNCIA, aquela que explica que se trata de uma obra de FICÇÃO resultante da IMAGINAÇÃO DO AUTOR…
E, finalmente, na 3ª edição, de maio, toda e qualquer referência ao fato de se tratar de pura FICÇÃO foi removida, com a ressalva de que a ficha catalográfica (que cita a obra três vezes como FICÇÃO) está disponível… lá na Livraria do Congresso!"


Esta última colocação é o suprassumo da pilantragem. Todos aqueles que não possuem as primeiras edições estão alijados de conhecer esse detalhe. Há também o caso que a viúva de Schindler detestou o filme e revelou um bocado de safadezas do marido. Mais tarde, ela foi convidada pelos produtores a assisti-lo novamente numa sessão privada, com "convidados especiais". A partir daí, ela mudou de opinião e afirmou que grande parte do filme retratava a verdade. E se pegarmos tantos outros exemplos (até de pessoas que deveriam ser sérias, como o "historiador-mor" do holocausto Raul Hilberg), veremos as mesmas 'sem vergonhices' e desonestidades solapando o mínimo de verdade e respeito à História. Mas tudo bem, não é? Afinal, é tudo ficção e ela dá margem a licenças poéticas e interpretações. Cui bono?

Mas devagarinho, vamos tentando esclarecer esses 'detalhezinhos' que "inadvertidamente" se perdem em tanta informação séria e justa sobre a 2ª guerra e seu dito holocausto.
FAB29

24 comentários:

  1. Livros, artigos e filmes de FICÇÃO são passados às massas e estudados como se fossem peças arqueológicas, achados em escavações nos locais onde os fatos narrados aconteceram por pesquisadores, paleontólogos etc. Fala sério.

    Livros são mercadoria e os órgãos de defesa ao consumidor não dizem nada ?? E os órgãos diretamente ligados com edição de livros , "academias de letras", etc ??

    Pés de barro.

    Cobalto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falando em pés de barro, preciso lhe passar o livro que traduzi (O gigante com pés de barro) do Jurgen Graf.

      Este desmistifica toda a ficção de Raul Hilberg.
      Abraço.

      Excluir
    2. ops...rs manda aí

      Cobalto

      Excluir
    3. Caro Sr. FAB29, antes de crer no que você escreve sobre o livro, 'A Lista de Schindler' e descrer de outras postagens a respeito, lhe pergunto: baseado em que escritor ou em que informação histórica escrita por qual ou quais historiadores as informações que você posta, passam a ter credibilidade? Será que parte do livro pode ser baseado em fatos reais e parte na imaginação do Autor, assim como acontece com o livro de Dan Brown O Código Da Vinci? Tambem lhe pergunto, a segunda grande guerra mundial, realmente ocorreu? Quem de fato iniciou esta guerra e será que de fato morreu algum judeu por perseguisão Nazista? Os campos de concentração existiram de fato ou é tudo mentira? Os Judeus e Americanos são os malvados e o resto do mundo são vitimas e bonzinhos? Todos os judeus são iguais? contam estórias e vivem se aproveitando dos outros ou dentre os judeus tem pessoas e familias iguais a de todas as origens?

      Excluir
    4. Só responderei aceitando que você é um ingênuo:

      1- Os dados sobre o livro ser "FICÇÂO" estão no link que apresentei. Se você irá crer no seu autor, é opção sua. Quanto a outras postagens, especifique-as;

      2- Livro "meia verdade"? Poder, pode. Só é necessário haver honestidade para especificar onde é fato e onde é invenção. Já imaginou a trabalho? Para quê eles fariam isso se os derrotados não tem direito de reclamar, contestar,...?

      3- A 2ª guerra existiu, criada pelos supremacistas e usurários que dominavam a Alemanha após a 1ª guerra (que eles também criaram) e queriam voltar a dominar;

      4- Existiram campos de concentração. Nenhum de extermínio. Certamente muitos judeus sofreram perdas severas (incluindo a própria vida ou as de parentes). Daí ao holocausto, há um abismo incalculável;

      5- As cúpulas sionista/talmudista e estadunidense são malvadas, sim. E a esmagadora parte da humanidade é vítima de suas ganâncias;

      6- Há judeus muito decentes (a maioria e eu conheço vários) e os nefastos (que querem fazer da humanidade seu gado).

      Finalizando, não espero que ninguém creia em mim. Simplesmente que parem de ser comodistas e passem a raciocinar e racionalizar por si mesmos. É o que eu faço e exponho o que acredito.

      Excluir
  2. Olá FAB,

    Aquilo que eu sempre pensei, foi agora levado a público por um parlamentar em Bruxelas, na Bélgica... de que foram os sionistas que promoveram e patrocinaram o Holoconto. É... ninguém confia nos autores da época que afirmaram isto a pés juntos, mas a verdade de uma forma ou de outra vem sempre ao de cima.

    Como eu sempre afirmei, Hitler nunca quis maltratar os judeus, muito pelo contrário, deu-lhes guarida para depois os mandar para a Palestina, onde se formaria o ilegal estado de israel. Porque será que os brasileiros, na sua maioria, não acreditam no que dizem europeus e norte americanos?

    http://www.jpost.com/Jewish-World/Jewish-News/Belgian-lawmaker-Zionists-bankrolled-the-Holocaust-339892

    Quanto à ficção, pelos vistos passa a ser realidade. Veja aqui o holograma de Erdogan.
    Imagine um mundo a ser assustado por esta nova tecnologia... não quero sequer pensar.

    http://horizontenews.blogspot.pt/2014/01/essa-aconteceu-dias-atras-na-turquia.html

    Um beijo, amigo querido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida.
      Eu conheço muitas pessoas que não aceitam sequer iniciar um papo sobre o assunto 'holocausto' se eles perceberem que seu interlocutor não é um crente no "fato notório". Dizem abertamente ser a favor dos judeus, completamente convencidos por 'roliúdi' et caterva do vitimismo judaico e do satanismo nazista.

      Nossa fachada é de Brasil de vanguarda, mas intimamente, somos ainda Brasil Colônia em qualquer sentido. E os caras investem pesado na manutenção disso.

      Muito grato pelos links e mais ainda pela visita sempre bem vinda.
      Beijo

      Excluir
  3. Boa noite senhor Fabiano,

    primoroso ensaio, produção de primeia linha, bem escrito, tem citações e, indicação de fonte.

    Tem meu respeito e CREDIBILIDADE, com certeza de todos seus leitores.

    Senhor, é um privilégio ler seus ensaios ricamente detalhados.

    Pessoa honrada, escreve, assina embaixo e melhor, mostra a cara.

    Meu respeito e abraço

    Clovis Eichler

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, prezado Clóvis.

      Muito grato pela deferência. Credibilidade é algo que se adquire primeiramente com autocrítica, bebendo sem preconceitos do máximo de fontes possível, filtrando o que for deletério e assimilando o que for potável.

      Tantos colegas por aí fazem o mesmo trabalho aos seus estilos, mas com o mesmo norte, ajudando a me enriquecer e às pessoas avessas ao status quo sórdido e nefasto que nos cerca.

      Estejamos sempre juntos. Prazer em tê-lo por aqui.
      Abraço e meu bem querer.

      Excluir
    2. OBS:

      onde s lê "primeia linha", leia-se, primeira linha.

      Minhas desculpas.

      Clovis Eichler

      Excluir
    3. Tranquilo, caro amigo.

      Sua "primeia linha" não faz nem cócegas nas "provas FLORENSES" que um aspone "intelijumento" escreveu pelo menos três vezes aqui no blog.

      Abraço.

      Excluir
    4. Bom dia Fab29, como pode haver dialogo sério com pessoas que respondem utilizando-se de adjetivos e trocadilhos em uma conversa tão séria como acontecimentos da história? O curioso é que este mesmo texto que você postou sobre o holocausto, sem mudar em nada foi postado poucos dias antes no blog Verdade Histórica, tambem as expressóes grotescas e preconceituosas que você utiliza são as mesmas do ragi=haji, um bobalhão que posta naquele e neste blog, curioso um professor de Artes Plasticas, se achar o grande HISTORIADOR e incrivel ver o quanto você carrega de preconceito em suas respostas, provavelmente não verei esta minha postagem, mas caso ele não seja DELETADA sei que a resposta será carregada de expressóes do tipo "roliudi" ou algumas palavrinhas em latim que você assim como sua sombra "ragiana" pegam no tradutor de texto do google e se acham ...como vocês dizem: A ULTIMA BOLACHINHA DO PACOTE.

      Você me da pena FAB29=hajj

      Excluir
    5. Dar pena a um ninguém nunca será demérito.

      Sua tática de psicologia reversa (e bufa) não passa de piriri mental. E nunca me arvorarei a ser HISTORIADOR. Contestar e/ou repassar artigos que considero importantes, além de opinar dentro da minha idiossincrasia, é algo imprescindível. Seus donos fazem isso.

      Se algum dia você tiver um comentário útil, usando ao menos um nome de guerra, tente de novo. Se não, chafurde no seu anonimato salvador.

      Excluir
  4. Como p previsto, sua capacidade de dialogo equilibrado, é muito pequena caro FAB29, mas eu gostaria de saber, Qual a diferença entre usar um nome de guerra FALSO como é o caso de FAB29 ou utilizar ANONIMO? Caso eu tenha interese em encontrá-lo para ter aulas de ARTES PLÁSTICAS, seria possível através do nome que você utiliza em seu perfil? Acho meio difícil, pois o mesmo apesar de dono deste blog, se utiliza de um apelido não existente ou seja, não é anonimo, é FALSO mesmo.Procure comparar suas espressões com a do ragi=hajj, grotescas e descabidas e verá tratar-se da mesma pessoa, só que agora ocultando-se pois já levou muito pé na bunda e assim como um fugitivo, arrumou uma "identidade falsa".
    Aproveito para postar cópia desta mensagem em outro blog, pois não confio em sua "palavra livre".
    Se algum dia quiser trocar idéias sobre qualquer assunto, é só respeitar os postadores que perdem tempo acessando seu blog FAB29.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Suas toscas "espressões" foram registradas, caro Ninguém.
      Passar bem.

      Excluir
  5. Mais um erro seu FAB29 ou devo dizer "ragi=hajj , eu não sou "o NINGUEM" eu sou o ANONIMO, e você como todo tolo, FRACO, racista,DESAJUSTADO, e mentiroso, não consegue um debate "honesto", DELETA , mas não sem antes ler e saber que eu te acho um bostinha e se você pensar bem, saberá quem sou eu, sou o cara que já te chutou a bunda varias vezes, você não é nada, é um FRACO E COVARDE, agora pose deletar, mas vai dormir com usso em sua cabeça, vai ficar pensando e pensando, não consegue esquecer o que leu, portanto de nada adiantou criar este "BROG" nós sabemos que você não é ninguem PALAVRA LIVRE ahahhahaha MUITO LIVRE sr. degenerado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "agora POSE deletar, mas vai dormir com USSO em sua cabeça"
      "vai ficar pensando e pensando, não consegue esquecer o que leu"

      Quem mais é "jenial" assim? Gramática, pontuação, uniformidade de texto,... tudo nota 10... décimos!

      Você e seus pares a soldo de nada se "protegem" na virtualidade da internet para servir de papel higiênico a seus donos e tentar apodrecer quem os denuncia ou contesta. E vem me chamar daquilo que lhe é genético: "FRACO E COVARDE"...

      Continue tentando.

      Excluir
    2. Caro bobalão, se você tivesse algo em sua cabecinha, perceberia que o"s" e o "d", bem como o "i" e o "u" estão lado a lado e isto propicia a teclagem errada, mas queria ver você esplicar as mesmas frase que o degenerado do "ragi" e você utilizando sistematicamente, assim como a não existência do tal de FAB29, "professor de artes plásticas. FRACO, COVARDE E FALSO ATE NO NOME (ragi ou devo dizer fab29)

      Excluir
    3. "bobalão".... rsrsrs...

      "você ESPLICAR AS MESMAS FRASE que o degenerado do "ragi" e você utilizando (??) sistematicamente"... Numa só pancada, um erro gramatical, um de concordância e um de sintaxe.

      Você é "bão dimais"!! "APRAUZOS!!"

      Excluir
    4. Lamento, Teobalda.
      Você caprichou tanto no seu "comerdário" que veio até o fedor junto.
      Mandei-o pro saco emético.

      Excluir
  6. Delete estes comentários, não tem nada a ver com o artigo em questão. Estamos perdendo tempo lendo estas frustrações deste cidadão. São textos que deveriam ser ditos à psicólogos para tentar algum tratamento.

    Que vá trollar em outras praias.

    Abraços, Cobalto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só publiquei esses para deixar (novamente) claro o desnível de alguns "comerdaristas" que infestam a internet.

      Voltemos à nossa programação normal.

      Excluir
    2. FAB, meu querido,

      Estou de acordo com o Cobalto. Nós já sabemos qual o nível em que este troll está e não é necessário de forma nenhuma, poluir este seu blogue.
      De mais a mais quem notifica comentários posteriores, fica com a caixa de entrada cheia de porcaria. Este seu blog, é um blog sério e por isso deve apartar o lixo que o tenta sujar. O que pode acontecer, para ser sincera, é que outros comentadores se sintam incomodados com tanto mau cheiro... o que quer dizer, que poderão não querer comentar para não se misturarem no meio do lixo. É isso que ele pretende e é isso que acaba por conseguir. Se quiser não publique este meu comentário.
      Uma coisa lhe digo... blogs com este tipo de assunto têm um fim: passar a mensagem e deveriam ter além de moderação, open id, no mínimo.

      Um beijo

      Excluir
    3. Eu já havia seguido esse conselho do Cobalto, minha querida. A maioria dos comentários malcheirosos foram deletados.

      Mas o caso do desinfeliz acima mostrou-me uma possibilidade de expor para muitos incautos visitantes (diferentes de vocês) que existem seres aversivos que fazem o jogo dos grandes corruptores.

      Tomei o cuidado de não publicar o baixo nível que é especialidade deles. As ofensas pessoais foram banais, mas não se repetirão. Garanto-lhes.

      Beijo e muito grato pela preocupação.

      Excluir