Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Nossa Amazônia?

Amigos e amigas.
Segue abaixo uma denúncia relativamente antiga, mas que vejo total necessidade de "mantê-la viva". Afinal, penso ser impossível que os supremacistas tenham mudado de ideia ou, principalmente, de atitude. Vejam a quê somos relegados.

[Confiram abaixo o original da página 76 do livro DIDÁTICO norte-americano "Uma introdução à Geografia", do autor David Norman, utilizado na Junior HIGHSCHOOL (equivalente à 6ª série do 1º grau brasileira) e, em seguida, a tradução.]
Uma Introdução à Geografia
"...no setor norte da América do Sul, formando uma extensão de terra com mais de 3.000 milhas quadradas.

3.5-5: A PRIMEIRA RESERVA INTERNACIONAL DA FLORESTA AMAZÔNICA

Desde meados dos anos 80, a mais importante floresta do mundo passou a ser responsabilidade dos EUA e das Nações Unidas. É chamada PRINFA (PRIMEIRA RESERVA INTERNACIONAL DA FLORESTA AMAZÔNICA) e sua fundação se deu pelo fato da Amazônia estar localizada na América do Sul, uma das regiões mais pobres do mundo e cercada por países irresponsáveis, cruéis e autoritários. Fazia[?!?] parte de oito países diferentes e estranhos, os quais, em sua maioria, são reinos de violência, do tráfego de drogas, da ignorância e de um povo sem inteligência e primitivo. A criação da PRINFA foi apoiada por todas as nações do G-23 e foi realmente uma missão especial para nosso país e um presente para o mundo todo, visto que a posse dessas terras tão valiosas nas mãos de povos e países tão primitivos condenariam os pulmões do mundo ao desaparecimento e à total destruição em poucos anos."

No retângulo branco, abaixo do desenho, relacionam os oito países que abrangem a área amazônica e complementam:
"...Alguns dos mais pobres e miseráveis países do mundo."
Texto à direita da borboleta
"Podemos considerar que esta área tem a maior biodiversidade do planeta, com uma grande quantidade de espécimes de todos os tipos de animais e vegetais. O valor desta área é incalculável, mas o planeta pode estar certo de que os Estados Unidos não permitirão que estes países Latino Americanos explorem e destruam esta verdadeira propriedade de toda a humanidade. PRINFA é como um parque internacional, com severas regras para exploração."

O pior de tudo é que já foram feitas denúncias, cartas ao governo brasileiro para se esclarecer ou até alterar essa excrescência, etc. E nada! O governo estadunidense e seus asseclas se limitam a afirmar que tudo não passa de "fake internético". Ou seja, dão uma "banana aos bananas!" E nessa "brincadeira" (entenda-se desfaçatez), mil coisas na Amazônia são sangradas impunemente ao estrangeiro, como o mogno e o nióbio.

Infelizmente, esse é o merecido tratamento que todo sub-povinho comodista, alienado e ignorante recebe de seus donos. Revoltar-se é lícito, mas do jeito que é a "desmentalidade" que grassa nos 3° e 4º mundos, constantemente patrocinada e cevada pelos grandes corruptores, a esperança de se conseguir sequer uma explicação é próxima de zero. Triste gado!...

Mas tudo bem! Temos Carnaval, teremos a Copa e a Olimpíada, Deus é brasileiro,... Oh, God!...
FAB29

Adendo: Acrescento estes links abaixo, cortesias do amigo visitante Joaquim Vzú, que contém outros exemplos de mapas onde a Amazônia é separada do Brasil:

http://www.brasil.iwarp.com/mapa1.htm

http://www.brasil.iwarp.com/amazonia.htm

31 comentários:

  1. Não faltam os que dizem que é tudo besteira, mas vejamos estes vídeos abaixo :

    1 ) as forças armadas dos EUA cercando a região amazônica :

    https://www.youtube.com/watch?v=6oVsBHA0gfI

    2 ) os EUA planejaram seriamente em invadir o Brasil :

    https://www.youtube.com/watch?v=cSwsseNmHmA

    Nota : o vídeo diz que EUA planejaram um ataque ao Brasil em 1941. Mas o ataque a Pearl Harbor pelo japoneses foi na manhã de 7 de Dezembro de 1941. Os EUA então já estavam se preparando para entrar na guerra muito antes do ataque japonês ??

    3 ) Olavo de Carvalho fala sobre a privatização da Amazônia sob a Nova Ordem Mundial. As ONG's são uma terceirização da invasão :

    https://www.youtube.com/watch?v=fFHo6YrGJ7I

    4 ) Discurso histórico da política brasileira :

    https://www.youtube.com/watch?v=AVrvuqEjICM

    5 ) Cientista social mexicano polemiza demarcação indígena. Funcionário graduado da ONU afirmou que o Brasil pode ser punido se a demarcação da reserva Raposa Serra do Sol for alterada, ou seja, o buraco é mais embaixo. O STF baixou as calças neste fato :

    https://www.youtube.com/watch?v=VUJHK-bMi6k

    6 ) Paises interessados nas riquezas amazônicas estão investindo pesado, a muito tempo, numa propaganda cujo teor é uma mensagem de que a Amazônia não pertence ao Brasil, mas ao mundo (leia-se USA). Fala-se em preservação ambiental, minorias étnicas, terras de índios, mas o que já não conseguem esconder é a sua sede de apropriação indébita, de usurpação, de conquista.

    Veja, por exemplo, os exemplos da "defesa" americana do Kuwait, a invasão do Iraque, guerra do golfo, etc. Os EUA não estão preocupados com a defesa das liberdades dos povos, mas sim com o petróleo que jorra no oriente. Com a Amazônia não é diferente. Eles não estão nem ai como os índios ou com a preservação. Apenas com a riqueza incalculável de nossas terras.

    Infelimente o governo brasileiro adotou uma politica insana e caótica com relação aos indios e a própria Amazônia. Parece não enxergar o óbvio.

    A politica externa brasileira é uma lástima: cite-se o exemplo a tímida reação brasileira diante do golpe de mão que os bolivianos deram nas refinarias da Petrobrás. O Paraguai agora quer fazer o mesmo, com relação a Itaipú. Não podemos deixar que o governo entreguista prossiga dilapidando o futuro dos nossos filhos. O mínimo a fazer é divulgar, discutir e fiscalizar o governo que pagamos para nos proteger.

    https://www.youtube.com/watch?v=cTo-mxT9eXM

    Aqui postei apenas 6 vídeos, fora os que não conheço e os que não nos chegam ao conhecimento. Aqui não tem nada de teoria da conspiração. São tudo fatos.

    Abraços, Cobalto

    ResponderExcluir
  2. Episódio lamentável, mas a pergunta que fica sem ser respondida é:

    Até que ponto a Amazônia está a salvo nas mãos brasileiras?


    MFF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha só o AFF com mensagem subliminar entreguista.

      Talvez ele acha que Israel saiba cuidar bem da Amazônia ... rs Acho que ele tá doido pra ver como se aplica o Talmud contra os índios e ribeirinhos..rs

      Cobalto

      Excluir
    2. Me responda ou tente construir uma análise sobre o que escrevi menino Cobalto, não fique na lenga lenga do ódio aos judeus apenas.

      MFF

      Excluir
    3. AFF, me responda vc sobre minha postagem primeira e não fique com mensagens subliminares de entreguista.

      Cobalto

      Excluir
  3. O que você acha disso? http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/08/mapa-da-amazonia-dividida-e-mentira-deliberada-diz-diplomata-brasileiro.html

    GF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você quer que eu diga que a Globo é mais do que do Sistema; ela é O Sistema? Que ela é a favor de tudo o que for para o "Grande Esquema"? Etc, etc,...? Para daí, você retrucar um monte de asnices?

      Não, obrigado!

      Excluir
    2. Uma pequena observação. A Amazônia não é pulmão, pois pulmão pega ar puro e devolve gás carbono. A Amazônia seria o rim do mundo, pois que este órgão pega sangue usado desintoxicando-o e o recicla devolvendo-o puro.

      Cobalto

      Excluir
    3. http://super.abril.com.br/ciencia/amazonia-nao-pulmao-mundo-681466.shtml ... achei

      Cobalto

      Excluir
    4. Tudo não passa de mais uma armação. Quer saber por quê? Bem...

      Como costumava dizer o eminente cidadão de nacionalidade inglesa Mr. Jack the Ripper: vamos por partes.

      Primeiramente: o livro existe? Pesquisando nas livrarias Amazon.com e Barnes & Noble não encontramos o tal livro de geografia.

      Ao pesquisar na Amazon.com o título An Introduction to Geography E o autor David Norman recebemos a seguinte resposta:

      "we were unable to find exact matches for your search
      for david norman and Introduction to geography"

      Pesquisando o autor David Norman recebemos 40 resultados e a maioria dos títulos trata de dinossauros, pré-história e temas correlatos. Há também livros sobre ressonância magnética, química e pássaros. Nada de geografia.

      Portanto, a Amazon.com, considerada a maior livraria do mundo, não vende o tal livro. Talvez por desinteresse no tema. Talvez em virtude de o livro mencionado na mensagem não existir :~))

      E na Barnes & Noble? Dinossauros, répteis, dragões voadores e coisas do gênero são abordados por Mr. David Norman, outros David e outros Norman.

      Pois é. A mensagem fala de um "...livro didático ... amplamente difundido nas escolas públicas americanas para a Junior High School." Mesmo assim, apesar de "amplamente difundido", nem a Amazon nem a Barnes & Noble o vende. Livrarias chinfrins, essas livrarias ;-}

      Em segundo lugar, que tal dar uma lida na página do suposto livro e ver como escreve o autor dela, dessa página? Já fizeram isso pra gente no artigo NOVA MENSAGEM FORJADA CIRCULANDO PELA INTERNET. Carlos Alberto Teixeira, o autor desse comentário, destaca 17 erros, alguns grosseiros, cometidos por quem escreveu o livro, ou melhor, por quem escreveu a página 76. Veja um deles.

      O autor da página 76 escreveu "3.000 square miles" com ponto. Todo mundo sabe que os americanos usam vírgula para separar as casas de milhares. Quer dizer, todo mundo sabe, menos o autor e a editora do livro.

      De qualquer forma, vale a pena perguntar: essa área de 3.000 milhas quadradas é significativa no contexto da Amazônia? Sem dúvida, mesmo correspondendo a apenas 0,5% das 600.000 milhas quadradas do maior estado brasileiro, o Amazonas. Ou a menos de 0,2 % da superfície total da Amazônia brasileira: 1,6 milhão de milhas quadradas.

      Como é possível um autor de tantos livros sobre dinossauros escrever com tantos deslizes? O autor dos livros sobre dinossauros é outra pessoa? Então, como uma editora séria publicaria um livro tão mal redigido e com tantos erros de inglês?

      Tem mais. Sugerimos uma olhada na diagramação do livro, no projeto gráfico dessa página. A página contida na mensagem tem o número 76. Setenta e seis é um número par e, portanto, corresponde ao verso, ou seja a página que fica do lado esquerdo quando se abre um livro. (A menos que o livro seja escrito para quem lê de trás pra frente.)

      GF

      Excluir
    5. Também sei que existem a autobiografia do Jesse Owens e de Henry Ford, livros contando os bastidores da Franco Maçonaria, da política mundial, da Festa do Purim e outros assuntos nada agradáveis ao status quo e não os acho em lugar algum, nem na Barnes ou Amazon.

      E está escrito "MORE THAN 3,000 SQUARE MILES". E você conseguiu distinguir ponto de vírgula na figura do post? Tá bom!...

      Excluir
    6. Você conseguiria ser objetivo uma vez pelo menos? Você postou sobre um livro escolar. Existem indícios de que ele seja falso. Que tal mostrar o oposto? Veja bem, são duas opções sim ou não e explicar.
      Muito obrigado
      GF

      Excluir
    7. Você e seus pares vivem dizendo que o holocausto é verdadeiro. Existem PROVAS de que ele não é. Vocês são objetivos em apresentar provas ou sequer reconhecer diversas impossibilidades dele? Até hoje,...

      Então, não cobrem de ninguém o que vocês são incapazes.

      Excluir
    8. Será que a "Amazon.com, considerada a maior livraria do mundo", tem algum exemplar dos livros do Sr. Castan pra vender ?

      Cobalto

      Excluir
  4. Tenho mais uma fonte.
    http://veja.abril.com.br/130202/p_052.html

    GF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Continue pesquisando e encontrará outros 3 que vi além desses dois que você descobriu.

      Excluir
  5. Vi umas três dezenas. É falso e você acaba de confirmar.
    GF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vi umas três dezenas de provas contra o holocausto. Logo, também é falso.

      Excluir
  6. A questão que a Amazônia é cobiçada e estão agindo pra que o Brasil perca a soberania sobre ela. Muitos gringos do norte já usaram em discursos o termo "soberania limitada". Se o livro é real (se fosse, jurariam de pé junto que não) ou não, a verdade deve ser dita : COBIÇAM A AMAZÔNIA E NÃO É DE HOJE.

    Veja esta matéria séria : "Um sonho americano: invasão da Amazônia"
    http://www.forte.jor.br/2009/05/13/um-sonho-americano-invasao-da-amazonia/

    EUA insinuam em vídeo a invasão da Amazônia
    https://www.youtube.com/watch?v=VdKgRAPHQuo

    https://www.youtube.com/watch?v=KmzdVYtLtXI

    Quem lá dá as cartas são os interesses europeus através de multinacionais como a Shell(Casa de Orange) e de ONGs como a WWF(Casa de Windsor). Procurem informações acerca dos imensos territórios que a WWF administra.

    Não esqueçam que o Príncipe Charles tem um interesse especial nas tribos da Amazônia, com destaque para os da reserva Raposa/Serra do Sol e os da eserva Ianomâmi, e empresários "britânicos" como Johan Eliasch tem comprado muita terra na Amazônia.

    Se lembramos a ação de Cecil Rhodes, um narigudo, na África e do Rei Leopoldo II no Congo, com especial atenção para os interesses que eles representavam e para as suas técnicas para angariar a opinião pública, e também a recente questão do Kossovo, desmembrado da Sérvia apesar do direito desta sobre o Kossovo ser um fato histórico comprovado, não é difícil antever que não faltarão desculpas humanitárias/antropológicas/ecológicas para legitimar uma intervenção de uma coligação na Amazônia.

    A longo prazo a questão pode ser resumida da seguinte maneira. Ou o Brasil garante uma América do Sul livre da interferência estrangeira, ou a América do Sul ficará ainda mais parecida com a África.

    Uma invasão militar convencional da Amazônia é muito dificil. Já uma invasão assimétrica já não é tão irreal .

    Haja vista o trabalho de ONGS estrangeiras, algumas apoiadas ou não por governos estrangeiros. Temos o trabalho de missionários estrangeiras na região também, a presença de madeireiras estrangeiras, a aquisição de terras por estrangeiros etc ad nauseam.

    Não culpo os interesses estrangeiros pela presença frouxa e ineficiente do Estado Brasileiro na região, culpo justamente a visão estreita, ou a falta mesmo de visão, a velha politicagem provinciana sem visão de um todo nacional, tanto pelos caciques políticos do Norte, quanto do SUL do país.

    Acho realmente que o único instrumento efetivo de ocupação da Amazônia são mesmo as três Forças.

    Para os que gostam de leituras de ficção mas embasadas numa realidade mais plausível , vai a dica de um livro escrito por um brasileiro:
    http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/produto.dll/detalhe?pro_id=160677&ID=C91150EB7D9050D100A380279

    Sinopse :
    A ameaça é real, e sobre todos nós paira a espada da destruição e o medo da guerra. Não é o petróleo que alimenta o combate, mas a água, a biodiversidade e a fartura da floresta amazônica. O Brasil nunca vai ter guerra! É o que todos dizem enquanto a guerra não vem, mas olhos famintos viram a riqueza verde e o desejo de fortuna trouxe estrangeiros às nossas terras. O exército americano já está aqui e a única coisa que o separa de uma esmagadora vitória é a coragem de homens como Ramirez, um tenente do Exército Brasileiro que nos conta esta história. Dias e noites sob o teto da floresta, tiros e palavras que fazem uma guerra. Conheça a história que não queremos que aconteça, conheça a ficção que pode ser o dia de amanhã. Duvide até, se assim desejar, mas lembre-se: se queres a paz, prepara-te para a guerra!

    Cobalto

    ResponderExcluir
  7. Este livro escolar eh verdadeiro .

    Ja em relacao ao Holocausto , todas as fotos e videos e depoimentos de sobreviventes , de testemunhas , de soldados e de oficiais alemaes sao falsos.

    Saulo Bendat

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Especificamente, Saulo, houve, sim, perseguição, detenção, covardias e execuções contra os judeus. Mas foi apenas e tão somente durante a guerra, onde esse povo era o pomo da discórdia na Alemanha.

      Mas em relação ao holocausto em si, concordo.

      Excluir
    2. O Saulo curtindo com a tua cara e você acha que ele é sério.
      Você é muito tolinho!
      GF

      Excluir
  8. Senhor Fab.
    A sua postagem me fez recordar do jornal "Ação Nacional", editado no inicio do século por um nacionalista chamado Rômulo Fontes, da cidade de São Paulo. O jornalzinho durou pouco, devido a falta de interesse dos leitores em assiná-lo. Mas, no numero 12, do ano 2001, edição de novembro/dezembro, na página 5, trazia uma ilustração do mapa do Brasil, muito semelhante a desse livro. A ilustração era de abril de 1817, feita pelo capitão da Marinha dos Estados Unidos, Mathew Fawry um renomado oceanógrafo. Este senhor, enviou um desenho estranho mapa do Brasil (Empire of Brazil) a Secretária de Estado Americano, junto com um memorando, em que apresenta o Brasil desmembrado. A região Amazônica é apresentada como "estado Soberano de Amazonas".

    Um Grande Abraço!
    Joaquim Vzú

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito interessante!
      Creio que não adianta procurar esse jornal na Amazon ou na Barnes & Noble. Você teria alguma ideia de onde se pode adquiri-lo?
      Abraço.

      Excluir
    2. Se você postou, deveria saber. A fonte é mentirosa, já sei.
      GF

      Excluir
    3. Senhor Fab,
      encontrei uma imagem igual ao do jornal que fiz referencia. segue o link:
      http://www.brasil.iwarp.com/mapa1.htm

      Joaquim vzú

      Excluir
    4. mais um link: http://www.brasil.iwarp.com/amazonia.htm

      joaquim vzú.

      Excluir
    5. Muito grato. Acrescentei os dois ao post.

      Excluir
  9. "Ao contrário do que os brasileiros pensam, a Amazônia não é deles, mas de todos nós."
    (Al Gore, 1989, vice-presidente dos Estados Unidos).

    Cobalto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o Grand Canyon e as Cataratas do Niágara? São de todos nós, também?

      Excluir