Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Rússia Imperial x Bolcheviques

Amigos e amigas.
Um monte de coisas já foi escrito sobre a Revolução Russa de 1917. Entre tantos prós e contras, a História oficial diz que foi mais benéfico à Rússia e ao mundo do que se o regime czarista tivesse se mantido. Seus executores (em especial, Lênin) são idolatrados ou, ao menos, protegidos e defendidos pela maioria dos historiadores ou seguidores da doutrina marxista.

O que levou a revolução a lograr sucesso foi essencialmente a propaganda (não precisaria citar a hipocrisia, a sordidez, a covardia,...) que o supremacismo judaico infligiu ao mundo (a mesma que deflagrou a 1ª Guerra e viria a se repetir na 2ª e ad eternum), de olho no país perigosamente poderoso, potencialmente e de fato riquíssimo e mais extenso do planeta. Os supremacistas sabiam que só poderiam tomar a Rússia se acabasse com o regime czarista (cujo poder "vinha de Deus"). Vejam alguns dados que enchiam os olhos gordos sionistas/talmudistas (fonte: Anuário Humanus V - Valinor):

- Em 1912, as Câmaras de Compensação trabalharam com 31 milhões de rublos; em 1906, foi com 12 milhões. Não havia inflação. O povo russo pagava oito vezes menos impostos que os ingleses, cinco vezes menos que os franceses e quatro vezes menos que os alemães;

- A Rússia Imperial construía cerca de 1500 km de vias férreas e 1500 locomotivas com 45 mil carros anualmente.

- Em 1913, a Rússia produzia 25% dos cereais do mundo (equivalente à Argentina, Canadá e EUA juntos). Ainda neste ano, produziu mais de 2710 milhões de metros de tecido de algodão, 95 milhões de metros de lã e 201 milhões de metros de linho;

Daí, veio a revolução e após ela, a produção decaiu grandemente e só demonstrou alguma recuperação a partir de 1934. Mesmo assim, neste ano (após 17 anos de decrépita produção), se produziu:
Tecido de algodão: 2260 milhões de metros;
Lã: 73 milhões de metros;
Linho: 155 milhões de metros.

E os mais de 20 anos do governo comunista de Stalin só produziram cerca de 1200 locomotivas  com 21 mil carros. Em 1920, a produção industrial em larga escala decaiu incríveis 82%; a de ferro, brutais 97,6%; a de fio de algodão, grotescos 94%; a de carvão, 73%; a de petróleo, 57,3%.

A produtividade do operário russo decaiu 74% e o número de trabalhadores industriais, 51% entre 1918 e 1921. E este próximo dado é a pá de cal para se atestar todos esses dados catastróficos: os CUSTOS DE MANUTENÇÃO DA BUROCRACIA do Conselho Supremo da Economia aumentaram inacreditáveis 9500%! Penso que os amigos do vizinho da tia em 3º grau do aspone responsável pelo cafezinho no Kremlin precisavam de uma teta no novo governo. Devem ter criado até a 3ª sub-secretaria do condado da comarca adjunta à região sul-siberiana.

Daí, quando constatamos que dezenas de milhões de cidadãos russos morreram nos três primeiros anos do regime bolchevique (a grande maioria, de inanição) e que as suas tropas grassaram uma parte do mundo levando sua crueldade, sadismo, estupro e sentença de morte (em especial, na 2ª Guerra), podemos ver o quanto a humanidade é assombrada e amaldiçoada por tantos desmandos e fraudes, não lhe sendo permitido o conhecimento (nem sequer de leve) dos fundamentos dos fatos.

Marx, Engels, Lênin e Trotsky são adorados pelos comunistas e todos os alienados, revolucionários de boutique de shopping, que só conseguiram ler uma centena de páginas de "O Capital" (não entendendo nem a metade) e o resto, ouviram falar de outros imbecis (além dos agentes treinados para incensar os malditos, apodrecer os antagonistas a eles e tergiversar ao máximo, criando todo tipo de confusão para evitar o raciocínio e a racionalidade que levariam o povo à luz).

Por isso tudo e bem mais é que a máxima revisionista me cativa: "NÃO ACREDITE! PENSE!". E também o que, para mim, é o pensamento máximo de Buda:

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu. Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito. Não acredite em algo simplesmente porque esta escrito em seus livros religiosos. Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade. Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração. Mas depois de muita análise e observação, se você vê que algo concorda com a razão e conduz ao bem e beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Faça o mesmo, sempre, a cada instante. Assim é que se constrói a própria felicidade, limpa e isenta de venenos e podridões que regurgitam sobre nós diariamente.

FAB29

19 comentários:

  1. O Comunismo russo foi sanguinário, e seus mandatários certamente não viviam na austeridade que preconizavam ao "povão".

    A Revolução dos Bichos é ainda a melhor fábula sobre esse tipo de regime!

    MFF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E sabe quem eram os "mandatários" deste comunismo "russo" ??

      Cobalto

      Excluir
  2. Para você refletir.
    http://www.youtube.com/watch?v=i2LZWjExetw

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dificuldade de entender? Já esperava por isso.

      Excluir
    2. Eu só entendo cérebros humanos. Não aprendi Parasitologia.

      Excluir
    3. Como são as coisas. Nos países do leste europeu e na Europa como um todo o neonazismo cresce, enquanto que nem na Rússia , o povo que voltar ao "paraíso soviético" rs

      Cobalto

      Excluir
  3. Não é só questão de entender. Só demonstra a tua desatualizaçao.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheço a maioria desses neo-movimentos e sempre procuro separar os verdadeiros dos hipócritas, criados pelos seus donos.

      Retorno à pergunta inicial: refletir o quê?

      Excluir
  4. Eu que retorno. Já refletiu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobre você e sua turma, bastante. Melhor nem comentar os resultados.

      Mas você perdeu sua última chance de expor sua ideia. Se é que já teve alguma alguma vez.

      Excluir
  5. Geralmente quem adota este conceito cruel de esquerda são,os politicamente corretos,frustados na vida,promíscuos,aborteiros,gaysistas,etc e que de alguma forma se beneficia com a roubalheira.Burros de carteirinha;pois,não sabem diferenciar sistema econômico de governo,no caso o capitalismo.Quem manda no capitalismo é o governo!

    Leandro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isto mesmo corruptos.

      Leandro

      Excluir
    2. Eis um capitalista judeu e vejam como eles prosperam , como eles são bem sucedidos, como eles são "eleitos" etc etc etc

      http://www.dailystormer.com/the-jewing-of-africa/

      Cobalto

      Excluir
    3. A Rússia Czarista não precisava de empréstimos estrangeiros. Estava sólida nas finanças, na economa, na política monarquista, no social e religioso. E vc sabe muito bem que país algum pode estar bem e soberano.

      Cobalto

      Excluir
    4. Sei muito bem.

      Quanto à "maneira que os capitalistas prosperam", também sei bem. A última foto do link é bem evidente.
      Abraço.

      Excluir
    5. Calma com o andor jovem Cobalto!

      O povo não estava nada contente com a monarquia russa, a industrialização ainda era incipiente e os turnos e condições de trabalho eram horríveis, bem como 80% da população que vivia no campo, passava por todo tipo de privação.

      Como um levante comunista se desenvolveria com o povo satisfeito? Vamos botar a cachola para funcionar.

      O comunismo foi uma praga sem dúvidas, mas a situação antes não era nada interessante para o povão também.

      MFF

      Excluir
    6. A industrialização era fato recente.

      A Rússia era um estado agrícola. Qual problema nisso ?

      A "revolução russa" era :
      1 - golpe de estado judaico;
      2 - foi feita por uns 500 somente.

      " O comunismo foi uma praga sem dúvidas, mas a situação antes não era nada interessante para o povão também.", duas conclusões :
      1 - xinga esta ideologia judaica de praga ?
      2 - dizer q antes do comunismo era ruim é miniminar o inferno que é o comunismo.

      Cobalto

      Excluir