Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


terça-feira, 18 de março de 2014

Relembrando as misses.

Amigos e amigas.
Relendo meus alfarrábios internéticos, deparei-me com esta pérola de 2012 que foi mais propagada do que os donos da carne podre gostariam. Se bem que, lá no fundinho, vale tudo para não deixar a peteca cair.
De fato, é tão histriônico que concordo com eles. Por isso, resolvi relembrar, incluindo alguns comentários. Eles merecem.
FAB29

Idosas disputam "Miss sobrevivente do holocausto" em Israel 

PARA CRÍTICOS, EVENTO TRANSFORMOU UM GENOCÍDIO EM ENTRETENIMENTO

Senhoras israelenses com idade entre 73 e 89 anos participaram nesta quinta-feira (28/06) de um concurso de beleza inusitado chamado "Miss Sobrevivente do Holocausto".

A proposta do concurso gerou polêmica uma vez que, para os mais conservadores, ele teria banalizado um tema trágico para o qual não cabem celebrações (E que não deixam também ninguém sequer relevar e muito menos contestar, não é verdade?).

O jornal Yedioth Aharonoth chegou a publicar a carta de um leitor enfurecido, também sobrevivente do genocídio, que alegou que o evento é uma “tentativa de explorar o mais cruel derramamento de sangue na História visando ao entretenimento” ("Se cobrir, vira circo; se cercar, vira hospício").

Uma das finalistas foi Esty Lieber, de 74 anos, que nasceu na Polônia em 1937 e perdeu seu pai quando tinha apenas cinco anos. A candidata subiu ao palco e contou sua história para o público e para as demais concorrentes. A vencedora, contudo, foi Hava Hershkowitz, de 78 anos, nascida na Romênia (Será que ela mentiu menos?).

O promotor do concurso de beleza, Shimon Sabag, rejeitou todas as críticas e argumentou que o evento é muito importante para manter viva a ”lembrança da história” e, ao mesmo tempo, “fazer com que os sobreviventes pensem no presente” (Mas que lucrem e vivam do passado). (FONTE: operamundi.uol)


Sinceramente, é de doer! O sacrossanto e tão decantado "Maior crime da História" ser reduzido cada vez mais a um arremedo histórico.

Eu fico pensando: como seria se um dia, o holocausto voltasse às manchetes, com muita gente questionando sua veracidade? Suas milhares de histórias e "istórias", seus números estapafúrdios, as tantas sem-vergonhices que um monte de "ixpertos" fez e faz para "lucrar um pouquinho" com os crédulos e comodistas? Suas impossíveis câmaras de gás, cremações a céu aberto com madeira verde,...?

Eu me pergunto o quanto você, que sempre "ajoelhou no milho", crendo em tudo que os 'sobreviventes', mídia e hollywood propalavam sem contestar, vai se revoltar. Se for um reles conivente, apenas precisa se manter nas sombras para se adequar à nova situação.

Os sionistas, através do seu 'representante-mor' Elie Wiesel, o mais notório 'sobrevivente' do holocausto, desejam há décadas que a 1ª Emenda da Constituição Norte Americana tenha uma exceção no item 'liberdade de expressão': criminalizar a negação do holocausto, como em boa parte da Europa. Ou seja, você não teria o direito nem de contestar esse "fato notório". Aceite-o e pronto! E continue pagando, lógico.

Eis o que reza a 1ª Emenda estadunidense, um exemplo de lisura que aplaudo. O Congresso não pode:
Aqui no Brasil, mal e porcamente, ainda temos direitos semelhantes, também. E que assim minimamente sempre seja! A 'liberdade vigiada' dos europeus não é bem vista por ninguém que seja saudável mental, moral e espiritualmente.

FAB29

AH! E vida longa à "Rainha dos Sobreviventes"!...

34 comentários:

  1. Perguntinhas : como tem tanta criança sobrevivente ? Acaso eram aptas ao trabalho escravo como tanto se alega que aconteceu com os judeus ? Afinal, eram campos de extermínio/trabalho escravo ou creches ? E pela constatação da saúde e longevidade dessas senhoras, elas foram muito bem cuidadas quando crianças nos campos pelos "malvados nazis", né ?

    Cobalto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respostinhas: Não tiveram tempo de eliminar todas, quando da entrada dos soviéticos nos campos.

      2 - Faz muito sentido, a desnutrição e os maus tratos sofridos a mais de setenta anos, são chagas que deveriam se arrastar por todo esse tempo...até a mais provecta idade!

      rsrsrsrsr, que figura!

      Mas hoje os céus se abrem e eu concordo com o dono do blog, esse tipo de exploração é sem sentido e de muito mau gosto, o que - claro - não atesta que o processo do holocausto foi uma mentira.

      MFF

      Excluir
    2. Você conhece a C.A.N.D.L.E.S. ? (Veja aqui: http://fab29-palavralivre.blogspot.com.br/2012/12/branca-de-neve-nazista.html)

      Excluir
    3. MFF, quem é "cia" ?

      Já reparou quantas crianças "sobreviveram" ? Um campo ou creque ? As crianças não eram consideradas inúteis, portanto eram "gaseificadas" ?

      "Elie Wiesel dizia que as crianças eram jogadas em valas crematórias; a maioria dizia que eram todos gaseados." ( ...) "Por mais incrível que pareça, o Museu de Auschwitz admite que existem cerca de “2.000 obras de arte” feitas por prisioneiros desse "campo de extermínio". Para um local com tal fama, é uma produção pra lá de respeitável."(pintura a gás ?) ( ... ) "“No ano de 1984, as vítimas das experiências do Dr. Mengele, que viviam nos campos como crianças, criaram a organização Children of Auschwitz Nazi Deadly Lab Experiment Survivors (CANDLES), que tinha a missão de documentar os crimes do Dr. Mengele ..." (...) "Mas, segundo o pesquisador Carlo Mattogno:
      "Nenhum historiador foi ainda capaz de explicar por que estas crianças não foram gaseadas imediatamente na sua chegada ao campo. Na realidade, isso não é nenhuma surpresa, pois somente no campo dos homens de Birkenau, encontravam-se, ainda a 16 de janeiro de 1945, cerca de 700 “jovens até 18 anos”, assim como 400 “inválidos”. Fonte : http://fab29-palavralivre.blogspot.com.br/2012/12/branca-de-neve-nazista.html

      Cobalto

      psiu, quem é "cia" ?

      Excluir
    4. "700 jovens"......pois é, esse importante dado é a pá de cal nas teorias pollyanísticas dos nazinegacionistas.

      Quantos entraram para saírem 700? 800, 900...ou dezenas de milhares ao longo de vários anos?

      Como tu adora dizer, "seja honesto"!

      MFF

      Excluir
    5. http://fab29-palavralivre.blogspot.com.br/2013/09/parem-com-as-mentiras-de-auschwitz.html

      Excluir
    6. Quem é "cia", AFF ? Seja honesto e tente responder tudo, não fique escolhendo.

      Cobalto

      Excluir
    7. CIA= companhia de conluio, companheiros em algum projeto, camaradas....etc!

      MFF

      Excluir
    8. Quem é "cia" e não o que é "cia", trollão.

      Cobalto

      Excluir
  2. Meu amigo, a tua fixação com judeus impressiona, sabias?
    Orlando

    ResponderExcluir
  3. É uma pena que o Chacrinha não esteja vivo, seria perfeito para a apresentação (rsrs)
    EDUARDO-SP

    ResponderExcluir
  4. Não acho. Vejo por outro ângulo, que somente pessoas que passaram as humilhações de um regime nazi-fascista poderiam ter. Acredito que celebram a vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagine ser palestino em Israel, será que que "passam humilhações de um regime" racial-talmudista ?

      Cobalto

      Excluir
  5. http://noticias.terra.com.br/mundo/oriente-medio/miss-holocausto-reune-sobreviventes-de-genocidio-em-concurso-polemico,12150d119abb0410VgnVCM5000009ccceb0aRCRD.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PAPAGAIO!! 2ª edição do "Miss Holocausto", como diria o Ragi, "É pracabá!"

      E com este detalhe: "O concurso é organizado pela Embaixada CRISTÃ Internacional, uma organização EVANGÉLICA pró-Israel, em parceria com a ONG israelense elping (sic) Hand for a Friend".

      Excluir
    2. Evangélicos que promovem concurso de "beleza" deixam de ser evangélicos. Esta organização "cristã" é 5ª coluna.

      Cobalto

      Excluir
    3. Papagaio,
      Está na hora de você começar a provar tudo que posta por aqui!

      Excluir
    4. Assim que você me mostrar as provas forenses do holocausto.

      Excluir
  6. O ônus da prova é de quem acusa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Justamente.
      Tudo começou quando os sionistas (com seus comparsas bolcheviques) acusaram a Alemanha de promover o holocausto.
      Provas?

      Excluir
    2. Caro Fabiano, vou colocar minha colher de pau nesse ANGÚ, afinal quem é que acusa haver o tal HOLOCOCONTO?

      O tal anônimo diz:- "O ônus da prova é de quem acusa.", mas pelo tempo que te CONHEÇO e já faz uns bons anos, tanto você como eu sempre dissemos que NÃO HOUVE essa passagem na HISTÓRIA, quem conta que houve na ESTÓRIA são os que se dizem "eleitos".

      Diante do acima exposto a quem cabe oferecer as provas do DELITO?

      Abraços

      Excluir
    3. Mas você acabou de escrever: "Tudo começou quando os sionistas (com seus comparsas bolcheviques) acusaram a Alemanha de promover o holocausto".
      Para afirmar isso, você deve estar repleto de provas. Indiscutíveis por sinal.

      Excluir
    4. Sua "piscologia" reversa é digna de pena.

      Segundo ela, se centenas de pessoas afirmarem que você é um ladrão e você não aceitar, o ônus da prova é seu. Justo, não?

      Excluir
    5. Não é psicologia. É caráter.
      A partir da sua afirmação, a prova é sua.

      Excluir
    6. Caráter?!
      Esta foi a pá de cal.

      Excluir
    7. kkkkkkkkkkkkkkkk

      Cobalto

      Excluir
  7. Olha só... Querido FAB, uma "semita" loira de olhos azuis... algo não bate certo, não acha? :)
    Que cena ridícula...

    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bate, sim, minha querida. Batem cabeças.
      Dá até dó.
      Beijo.

      Excluir
    2. Dá dó de reservarem o "arianismo" (olhos claros por exemplo) somente aos arianos.

      Até os nazistas eram mais sensatos no ideal da superioridade ariana, já que Hitler era tão loiro, Goebbels tão alto, e Goring tão esbelto....rssss!!!

      MFF

      Excluir
    3. E você, tão imparcial e culto!...

      Excluir
  8. Holocausto? Que infâmia, o pior de tudo é ter que olhar a face das falsas e desgastadas faces disso tudo, várias idosas coniventes com a mentira aliada. Mas há alguns poucos judeus que sustentaram a verdade ao final de sua vida, alegando que não se passou de uma farsa, assim como suas histórias de amor e holocausto, apenas visando o lucro disseminando best-sellers da inverdade. Os tolos que quiserem rasgar dinheiro, façam-no. Os demais usem o cérebro ao invés de acreditar em uma mídia que é de um país aliado, que oprimiu e ainda oprimi a mídia do eixo. Quem não deve não teme. Para que serve oprimir um partido, uma ideologia e sufocar sua voz, se eles possuírem a maleficência eles mesmos seriam responsáveis pela sua própria derrota. Mas os países vitoriosos os temem, os asfixiam, eles não podem dar explicações, devem se calar, ou é isso, ou serão enforcados. Pensem nisso! ABRAÇO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Os demais usem o cérebro".
      Os que o fazem (como nós, caro Diego) são olhados de esguelha ou mal vistos pela massa oligofrênica comodista e alienada.

      Mas desistir não está no meu dicionário.
      Abraço.

      Excluir