Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


segunda-feira, 14 de abril de 2014

Despertemos!

Dê à classe alta a fama, os holofotes, o status e a ilusão do poder e ela fará com perfeição o trabalho dos grandes corruptores, que é manter a classe média essencialmente no limbo e exasperar a classe baixa.

Os “médios” invejarão os “altos” e constantemente irão almejar “ascender” a esse nível. Ao mesmo tempo, serão acossados pela classe baixa que, sendo esmagadora maioria e estando tão próxima à classe média, também almeja o topo social, mas de maneira mais desesperada, urgente e avassaladora, pelo simples fato de ser diuturnamente espezinhada e privada até do básico.

Tamanhas privações da classe baixa e as opressões que sofre a média são verdadeiras bombas-relógio, sordidamente instaladas, mantidas e controladas pelos grandes corruptores. Impostos, alienação, justiça injusta, apedeutismo, miséria, desemprego, doenças, violência e, é claro e principalmente, a fome são imputadas às classes C, D e E, ocupando cada momento de suas vidas, mantendo-as inertes e fazendo-as agir instintivamente (como os animais) para garantir a própria sobrevivência. Migalhas de alegria e satisfação são suficientes para mantê-las na rédea curta.

A classe média também é assombrada constantemente pelos fantasmas da classe baixa, mas como ela tem mais condições de acesso à cultura, à nutrição, à diversão, à moradia, ao emprego e à segurança, é necessária uma campanha mais hipócrita: a perversão de valores. Investindo na classe alta, os grandes corruptores seduzem as de baixo com glamour, luxo desenfreado, erotismo e sonhos de grandeza e de consumo. Mantém a grande maioria hipnotizada com tais “maravilhas” e bastante frustrada com as enormes dificuldades para se “chegar lá”.

Para conseguir tal “feito”, você precisa se nivelar a eles, pervertendo ou, até mesmo, abandonando sua moral. Lennon escreveu (quando ainda era um Beatle): “Eles dizem que ainda há lugar no topo. Mas, primeiro, você precisa aprender a sorrir enquanto mata” (Por esta e tantas outras foi que a CIA o caçou por tantos anos.)

Conclusão: eu amo, cultivo e cultuo a simplicidade lúcida, ter minhas faculdades  mentais, morais, emocionais e espirituais bem sólidas e direcionadas ao meu engrandecimento e ao dos que quero bem. Nunca me deixo levar por ambições. Manter os pés no chão e a mente focada no presente é uma obrigação para quem deseja construir uma realidade saudável para si e para todos os entes queridos. Sonhos, tenho aos montes. Vida, apenas esta. Eles são intrínsecos, mas priorizar o primeiro é abandonar o segundo à própria sorte.

FAB29

4 comentários:

  1. ------------------------------------------------------------------------
    Após 2 ª Guerra Mundial, o escritor do filme, Jean-Marie Rivière, foi preso. Seu produtor, Robert Muzard, e diretor, Paul Riche (o pseudônimo de Jean Mamy), foram executados (1949) por sua parte na produção deste filme. "Forças ocultas" foi o último filme dirigido Riche antes de sua execução injusta.

    Argumento: Les mystères de la francomaçonnerie pour le premier fois dévoilés à l'écran. (Os mistérios da Maçonaria revelada pela primeira vez na tela

    Sinopse: O filme narra a vida de um jovem que se junta député os maçons a fim de relançar a sua carreira. Assim, ele aprende de como os maçons estão conspirando com os judeus e as nações anglo-americano para incentivar a França em uma guerra contra a Alemanha.

    O filme foi encomendado em 1942 pela Propaganda Abteilung, uma delegação do ministério da propaganda da Alemanha nazista dentro França ocupada pelo ex-Mason Mamy. Ele virulentamente denuncia Maçonaria, o parlamentarismo e os judeus como parte da unidade de Vichy contra eles e procura provar uma conspiração judaico-maçônica. Em "libertação" da França seu escritor Jean Marquès-Rivière, seu produtor Robert Muzard e sua direção Jean Mamy foram expurgados de colaboração com o inimigo. Em 25 de novembro de 1945, Muzard foi condenado a 3 anos de prisão e Marquès-Rivière foi condenado em sua ausência (ele tinha ido para o exílio auto-imposto) até a morte e degradação. Mamy também tinha sido um jornalista em L'Appel sob Pierre Constantini (líder da Ligue française d'épuration, d'entraide sociale et de colaboração européenne) e no jornal colaboracionista Au pilori, e foi, assim, condenado à morte e executado no fortaleza de Montrouge em 29 de março de 1949.

    https://www.youtube.com/watch?v=PLhpYJfB4X0&noredirect=1&bpctr=1397522404
    -------------------------------------------------------------------------------

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O youtube travou esse link. Tentem este:

      http://www.youtube.com/watch?v=AiMR8LuWcLs

      Excluir
  2. Trecho :

    “A propaganda judaica em fins de 1945.
    Durante o verão de 1944, dois judeus evadidos de Auschwitz no mês de abril, se refugiaram na Eslováquia. Aí com a ajuda de seus correligionários começaram a preparar uma história sobre os campos de Auschwitz, Birkenau (campo anexo a Auschwitz) e Majdanek, na qual descreviam aqueles campos como “campos de extermínio”. O mais famoso destes judeus era Walter Rosenberg, mais conhecido pelo nome de Rudolf Vrba e que ainda vive no Canadá. Seu relato altamente fantasioso foi divulgado pelos meios judaicos da Hungria, Suíça e finalmente chegou aos Estados Unidos onde tomou a forma de um relato datilografado publicado pelo War Refugee Board em novembro de 1944, com o selo da Presidência dos Estados Unidos. O War Refugee Board era um organismo criado por Henry Morgenthau Jr. (1891 – 1967) Secretário do Tesouro Americano que se tornara célebre pelo “Plano Morgenthau”, o qual, se houvesse sido aplicado por Roosevelt e Truman, teria culminado com o aniquilamento físico de milhões de alemães depois da guerra.”

    Para ler tudo : http://cafehistoria.ning.com/forum/topics/holocausto-1?xg_source=activity&id=1980410%3ATopic%3A406576&page=25

    Cobalto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é que eu desisti, mas evito ficar batendo demais nessa tecla dos "sobreviventes" como o Vrba e a Olga Lengyel.

      Eventualmente, mostra-se necessário expô-los como (maus) exemplos, mas prefiro me concentrar nos números estapafúrdios e impossibilidades físico-químicas geradas pelos exageros das "testemunhas".

      Mas o link é bem legal. Grato.

      Excluir