Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Dizem que é, mas...

Amigos e amigas.
Seguem abaixo informações e curiosidades que grassam pelo mundo, nas quais cremos serem isto, mas são aquilo. Não assino embaixo de todas, mas são muito interessantes. Adaptei da revista "Mundo Estranho":
FAB29

- "Fila Indiana" não é da Índia. Refere-se aos índios que andavam um atrás do outro, pisando nas pegadas do primeiro para não alertar o inimigo da sua quantidade;

- "Montanha Russa" foi criada na França. Foi inspirada numa brincadeira russa de um tobogã descendo uma encosta de gelo;

- "Biscoito da Sorte" não é chinês. Era um nipo-americano (Makato Hagiwara) em 1907 que colocava bilhetinhos de agradecimento em biscoitos doces ocos;

- "Gaita de Foles", "Uísque" e "Kilt" não são da Escócia. A primeira surgiu no Oriente Médio séculos antes de Cristo; o segundo, na China; e o terceiro, na Irlanda;

- "Algarismos Arábicos" surgiram na Índia por volta de 500 dC. No século 9, árabes e persas os assimilaram. No século 12, a Europa os importou destes (crendo que eles os tinham inventado) e passou a usá-los porque os algarismos romanos eram inúteis para os cálculos;

- "Porquinho-da-Índia" não é porco e nem da Índia. É um roedor originário do Caribe;

- "Chapéu-Panamá" é equatoriano, sendo exportado por empresas do Panamá no século 19. Teddy Roosevelt, ao visitar obras do Canal do Panamá, foi visto usando um deles, gerando a confusão;

- O "Champanhe" foi inventado pelo inglês Christopher Merret, ao criar o método champenoise (segunda fermentação dos vinhos espumantes). As uvas vinham da região francesa de Champagne, mas a adição de açúcar foi registrada por Merret em 1662, muito antes de Dom Pérignon;

- O "Karatê" só é japonês por 'osmose'. Ele surgiu no reino de Ryukyu no século 14, que só a partir de 1879 passou a ser parte do império japonês;

- O "Beisebol" não é estadunidense e o "Ping-Pong" não é chinês. Ambos são ingleses. Os EUA criaram as regras modernas do beisebol em 1846 e o "Ping-Pong" era o nome de uma fábrica inglesa de equipamentos para tênis de mesa;

- As "Ilhas Canárias" espanholas receberam seu nome pelo seu enorme contingente canino. O pássaro Canário recebeu este nome por ser originário dessas ilhas;

- "Elementar, meu caro Watson!" não existe na obra de Conan Doyle. Só nos filmes de Shelock Holmes;

- O "Big Ben" não é o nome do relógio inglês. É do sino de 13 toneladas do Parlamento Inglês;

- "Pão Francês" só existe no Brasil. Sua denominação vem do fato de brasileiros ricos terem dado descrições do pão que comiam em Paris no século 19 (as baguetes) a seus padeiros;

- O "Mar Morto" é um lago gigante com vida, onde vivem um tipo de crustáceo e muitos microorganismos;

- O "Sapatinho de Cristal" de Cinderela era feito de pele de esquilo. O caso é que Charles Perrault, ao escutar o conto medieval, confundiu o som "vair" (pele de esquilo) com "verre" (vidro, em francês);

- Os "Três Reis Magos" não eram reis e não existe comprovação nos textos bíblicos de terem sido apenas três. Foram, sim, três presentes, o que pode ter gerado a associação;

- Os verdadeiros "Bonecos Vodu" são africanos e feitos de madeira com pequenos furos para se inserir gravetos que canalizam energias curativas. A bruxaria europeia medieval os adaptou para seus sortilégios;

- O "Feijão Carioca" e o "Zé Carioca" são paulistas. Esse feijão foi desenvolvido em Campinas e ganhou o apelido por um empregado carioca da época ter sardas no rosto semelhantes às manchas do feijão. E o personagem Disney foi inspirado no músico paulista José do Patrocínio Oliveira (apelido: Zezinho) que conheceu Walt nos EUA. Ele dublou o Zé Carioca na sua animação de estreia ("Alô, amigos!");

- A "Bananeira" e o "Bambu" não são árvores. O primeiro é uma erva gigante; o segundo, uma gramínea;

- Os "Vales Secos" da Antártida (2% do seu território) não têm gelo, nem neve e nunca chove. Há áreas no deserto chileno de Atacama onde não chove há mais de 4 séculos;

- A "Relatividade" foi proposta por Galileu em "Diálogo Sobre os Dois Principais Sistemas do Mundo", em 1642;

- Generalidades: giz escolar é feito de gesso. Cientistas estadunidenses da Universidade Johns Hopkins afirmam que o universo é bege, não preto. Existem seis veias jugulares no pescoço. O estalido do chicote é uma mini explosão supersônica. A água é de um azul claríssimo. Gota de chuva não é alongada, mas, sim, perfeitamente esférica. Prata é melhor condutor elétrico que o cobre, mas é caríssima. Há pinguins que vivem em climas quentes, como nas Ilhas Galápagos e no sudoeste da África. A pirâmide mexicana de Quetzalcoátl ocupa mais que o triplo da área da pirâmide de Quéops. Zeus condenou Atlas a segurar o céu, não o planeta Terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário