Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


domingo, 6 de abril de 2014

E ainda falam em Hitler... - II

Amigos e amigas.
Na primeira parte, falei e mostrei sobre o trabalho escravo infantil. Desta feita, o assunto é o descaso geral. Parece que nada é permitido funcionar decentemente ao povinho: saúde, educação, habitação, segurança, transporte, alimentação... É só pontuarmos para constatar:

- Cada vez mais, a saúde é elitizada, sendo relegado às massas arremedos de atendimento. Uma simples olhada nos noticiários e vemos a quantidade de pessoas que dependem de um hospital. Há um tempo, li que apenas um deles no RJ passou a abranger quase três milhões de pessoas. Corte de verbas é uma constante (http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2014-02-15/saude-do-rio-tem-corte-de-r-216-milhoes.html). Falta de médicos, leitos e infraestrutura, idem (http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2013/01/falta-de-medicos-em-hospitais-publicos-prejudica-atendimento.html). Cada vez mais, pessoas morrem nas filas de espera. Mesmo os planos de saúde não garantem muita coisa (http://www.conjur.com.br/2013-mar-21/plano-saude-acusa-itau-unibanco-fraude-bancaria-37-milhoes) além de lucros aos donos deles. Um descalabro!

- Escolas públicas, há muito, viraram depósitos de jovens e crianças para aliviar o trabalho dos pais em criá-los, educá-los. Um colega meu, professor de Ciências, me contou uma vez que ouviu numa rodinha de mães que uma delas comentou que as aulas retornariam no dia seguinte. Em uníssono, as outras louvaram, dizendo "Graças a Deus!", "Um pouco de paz!", "Já não aguentava mais!", etc. Daí, vemos as escolas sucateadas (https://www.google.com.br/search?q=escola+pública+sucateada&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=xPNBU9fEG6m_0gHczoAI&ved=0CDwQsAQ&biw=1093&bih=515); a falta de profissionais qualificados e os salários ridículos (http://www.udemo.org.br/2012/Destaques/Destaque12_0060_Falta-de-professores.html); a qualidade do ensino se deteriorando sempre (http://www.diarioliberdade.org/brasil/lingua-educacom/4724-ideb-revela-retrato-do-ensino-no-brasil-ao-mesmo-tempo-que-o-esconde.html). Só nestes péssimos exemplos já podemos ver aonde o país está chegando. Que futuras gerações!...

- Habitação no Brasil é quase um luxo. Há lugares em condições piores, mas não possuem um terço da riqueza deste país. Por aqui, a quantidade de favelas é gritante. Só na cidade de São Paulo, são quase 1600, ocupando mais de 30 km², abrangendo perto de 2 milhões de pessoas (http://pt.wikipedia.org/wiki/Favelas_na_cidade_de_S%C3%A3o_Paulo) e suas visões são tenebrosas (https://www.google.com.br/search?q=favelas+são+paulo&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=zvRBU7SzDYie0AHduIHwBg&ved=0CC4QsAQ&biw=1093&bih=515), expostas a tudo o que há de dificuldades (de acesso, chuvas, superlotação, sujeira, doenças,...). A classe média se endivida para a vida inteira quando financia sua casa própria. Se ocorrer qualquer tragédia como um incêndio (http://noticias.band.uol.com.br/jornaldaband/videos/2014/04/03/14981928-vitimas-de-incendio-em-sp-nao-recebem-seguro.html), nem com seguro as pessoas estão seguras. Isto quando não são assaltadas.

- Insegurança é a tônica de qualquer grande cidade. Enquanto o crime (cada vez mais) organizado usa jovens e crianças (inimputáveis) como agentes no front para distribuir drogas, espalhar medo e desunião, encarcerando a população em suas próprias casas, a polícia se mostra insuficiente para manter a ordem e a tranquilidade. Baixo efetivo, aparelhamento insuficiente, pífia remuneração, mínimas garantias, eles prendem, a justiça solta, além de terem de seguir rígidas regras de conduta (do tipo "avise primeiro, atire depois". O oposto dos bandidos). De fato, fica difícil exigir que os policiais cumpram suas obrigações e estejam sempre disponíveis. Vejam só alguns exemplos: (https://www.google.com.br/search?q=baixo+efetivo&source=lnms&sa=X&ei=GnZAU5G2JrHq0QGY6YCYCQ&ved=0CAcQ_AUoAA&biw=1093&bih=515&dpr=1.25) Some-se a tudo isso a corrupção,...!

- Ir e vir é tanto um direito como uma necessidade premente, principalmente nas grandes cidades. Justamente nelas é que o problema se agiganta. O transporte público nas maiores cidades brasileiras vive no fio da navalha, um nervo exposto que grita ao menor contato. O sucateamento dele é criminoso e força a comunidade aos limites da sua tolerância. Não bastam eventuais enchentes e acidentes que atravancam constantemente o trânsito, há tempos que revoltas sociais têm como alvo os ônibus, metrôs e trens metropolitanos. Suas depredações provam duas coisas: a saturação da sociedade e a sua brutal ignorância, que não permite que ela enxergue o óbvio. Ao destruir o erário, ela se torna a principal vítima, tornando-se mais refém de um sistema cruel e cruento que a parasita e exaspera.

- Comida é a maior arma do poder das sombras, pois é sabido que "a fome cria escravos perfeitos". Sabedor disto, esse poder não só controla com mãos de ferro a distribuição de alimentos (muitas vezes o sonegando) como o desvirtua sordidamente, ocultando ao máximo sua nocividade: a química que os conserva, sua origem, sua fabricação e seus efeitos deletérios a médio e longo prazo (http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/tema-livre/um-espanto-fotografa-documenta-que-um-lanche-do-mcdonalds-751-dias-depois-de-comprado-nao-se-deteriorou/). Você já deve saber isto sobre a margarina (http://precisa-saber.blogspot.com.br/2012/08/margarina-um-veneno-disfarcado.html) e se pesquisar um pouquinho, verá que só os transgênicos que são hipocritamente enfiados goela abaixo do jacó-povinho causam uma enorme lista de males. Mas a maior e pior face da miséria é quando vemos tantas milhares de famílias que vivem nos e dos lixões (http://www.jornalcontexto.net/noticia_detalhe.php?id_noticia=1078). Esta é a maior 'vitória' dos malditos "senhores do mundo".

Mas e quanto ao título do post? Bem, com esses "pequenos e simples" exemplos de iniquidades que grassam pelo mundo e que mereceriam toda a atenção da sociedade e seus esforços para pelo menos minimizá-los, assisti ontem a uma reportagem que afirmou: Eva Braun, amante de Hitler, era 80% judia askhenazi. Foi descoberta (quase 70 anos depois!!) uma escova dela onde havia alguns fios de cabelo que, numa análise de DNA,... TCHARAAAAMM!!... desvendou esse vital e importantíssimo fato!!

Nessas últimas décadas, após "descobrirem" que Hitler tinha ascendência judia; que milhares de seus comandados (até oficiais) também; que até 1939 (seis anos de seu governo), milhares de judeus continuavam morando e trabalhando na Alemanha; que centenas de profissionais (médicos, enfermeiros, dentistas) e comandantes de campos de concentração eram judeus e bem mais, eis que mais essa inefável notícia é destacada e ocupa a atenção de todas as urgências que citei. Alguma chance delas serem solucionadas? Sonhar é de graça.

Não é uma maravilha?!?
FAB29