Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sábado, 19 de abril de 2014

A arte da guerra

Amigos e amigas.
As batalhas pela vida são constantes, diárias, absolutamente necessárias para nosso progresso, evolução, engrandecimento. Já a guerra é sinônimo de mentira, sordidez, sofrimento e tudo aquilo que não se faz necessário para que galguemos degraus saudáveis e melhoremos. Ela só serve aos vermes parasitas que se refestelam na carnificina e na incapacidade de reação gerada pela destruição e pelo aleijamento do moral, do físico e da alma da humanidade.

Tanto podemos dizer (e já foi dito) contra ela. Seres inomináveis, abomináveis, a defendem e veem sua "importância e necessidade". A grande maioria deles não mostra a face, mas é representada no comando das nações (o caso mais emblemático foi o "nobel da paz" Barack Obama, que a exaltou e exortou o mundo a pensar o mesmo no seu discurso ao receber tal honraria que se transformou em lixo).

Quero "fechar" minha opinião sobre a guerra neste poema tridimensional. Ele funciona assim: são dois poemas separados que, lidos conjuntamente verso a verso, formam um terceiro, um soneto alexandrino. As pontuações e entonações ficam a cargo de quem lê.

Quem quiser ler outros assim, vejam aqui:



SUN TZU

A arte de guerrear................arte da escumalha
tem nas armas seu pincel...que pinta desgraças
sua espátula e cinzel............lavrando trapaças
tem o sangue pra pintar......na flor da batalha

Guerra só faz propalar...........a voz da canalha
As amarguras do fel...............acima das massas
que mentes aquém do Céu....mais aquém das Graças
nunca param de criar............tecendo a mortalha

Destilando sordidez.........com hipocrisia
a maldita assim se fez.....na dor e agonia
para horror de todo ser...vem a derrocada

Deixemos ódios pra trás...na nau suicida
para que tenhamos paz.....ao longo da vida
quando o amor renascer...tudo será nada

FAB29