Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


terça-feira, 13 de maio de 2014

A última carta

paulhitler
Paula Hitler  (1896 - 1960)
Amigos e amigas.
Doze anos após a morte de Hitler, sua irmã caçula, Paula, publicou uma declaração (devidamente ocultada da posteridade) para seus algozes e detratores.

Suas lealdade, respeito e admiração pelo irmão notável são tocantes, sem receios das represálias dos inimigos sionistas. Ao escrever que eles não conseguiriam apagá-lo da História, demonstrou ter plena consciência dos atos do irmão e da perfídia de seus inimigos.

Com o crescente descontentamento mundial com seus "pseudos líderes", o aumento da miserabilidade e a destruição galopante das tradições, bons costumes e moralidade perpetrada pelos grandes parasitas, o nacionalismo ganha cada vez mais vulto e o exemplo de Hitler no reerguimento da falida Alemanha do pós-1ª Guerra já começa a se destacar da imagem demoníaca que a propaganda aliada faz até hoje dele.

Conheçam minha tradução da carta.
FAB29

"Senhores, nunca se esqueçam disto: seus nomes serão esquecidos, mesmo antes de seus corpos apodrecerem na terra, mas o nome 'Adolf Hitler' ainda será uma luz na escuridão. Vocês não podem matá-lo afogando sua memória em seus baldes doentes e não podem estrangulá-lo com os seus imundos dedos manchados de tinta.
Seu nome para sempre existirá em centenas de milhares de almas. Vocês são muito insignificantes para até mesmo tocá-lo. Ele amava a Alemanha. Ele se preocupava com a Alemanha e, quando ele lutou por honra e respeito, ele lutou pela honra alemã e respeito pela Alemanha. E quando não havia mais nada, ele deu a sua vida pela Alemanha.
O que vocês tem dado até agora? Qual de vocês daria sua vida pela Alemanha? As únicas coisas de que vocês gostam são riquezas, poder e interminável vida luxuosa. Quando vocês pensam na Alemanha, pensam sem responsabilidade ou cuidado.
Acreditem em mim: o altruísmo absoluto do Führer em palavras e atos por si só garante a sua imortalidade. O fato da sua luta amarga para a grandeza da Alemanha não ter sido coroada pelo sucesso como Cromwell na Grã-Bretanha, por exemplo, tem muito a ver com a mentalidade das pessoas envolvidas. Por um lado, o personagem do inglês é essencialmente injusto, governado por ciúme, vaidade e falta de consideração. Mas ele nunca se esquece de que é um inglês, fiel à sua Coroa. Por outro lado, vocês, com suas necessidades de reconhecimento, nunca serão antes de tudo um alemão. Por isso, não importa para vocês, seres insignificantes, se vocês destruírem toda a nação. Seu pensamento único orientador será sempre "eu" em primeiro lugar, em segundo, em terceiro. Em suas inutilidades, vocês nunca pensarão no bem-estar da nação e, com essa filosofia lamentável, vocês desejam impedir a imortalidade de um gigante? "
Paula Hitler - Berchtesgaden, 01 de maio de 1957