Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


quarta-feira, 16 de julho de 2014

Inúteis?!

Amigos e amigas.
Segue abaixo uma pequena lista de "inúteis" que foram prisioneiros dos campos de concentração alemães durante a 2ª Guerra, ajudando a contrariar levemente aquela notória afirmação de que crianças e idosos eram imediata e sumariamente gaseados logo à chegada aos campos:
Crianças registradas para quê?
Idosos judeus tranquilos e agasalhados
11/08/1941 – Josek N. – Operário (71 anos)
01/03/1942 – Chaim R. – Vendedor (81 anos)
04/06/1942 – Ernestine H. – (70 anos)
22/06/1942 – Josef H. – Açougueiro (89 anos)
02/07/1942 – Abraham S. – Vendedor (79 anos)
22/07/1942 – David R. – Camponês (70 anos)
19/08/1942 – Armin H. – Vendedor (70 anos)
15/02/1943 – Emil K. – Advogado (78 anos)
01/04/1943 – Irmgard L. (4 anos)
07/05/1943 – Ingrid M. (2 anos)
12/05/1943 – Agathe B. (2 anos)
25/05/1943 – Jan B. (2 anos)
09/08/1943 – Paul Rudolf B. (8 anos)
31/10/1943 –Frieda B. (4 anos)
28/11/1943 – Grete O. (4 anos)

Para quê registrar aqueles que iriam morrer em seguida? Há também uma organização judaica chamada C.A.N.D.L.E.S., que compreende quase 400 gêmeos, além de outros 320 nomes. Segundo a pesquisadora de Auschwitz, Helena Kubica:
Componentes da C.A.N.D.L.E.S.
“No ano de 1984, as vítimas das experiências do Dr. Mengele, que viviam nos campos como crianças, criaram a organização Children of Auschwitz Nazi Deadly Lab Experiment Survivors (CANDLES), que tinha a missão de documentar os crimes do Dr. Mengele, informar o mundo sobre isso e capturar o 'anjo da morte' e colocá-lo diante do tribunal”.

Há também os milhares de sobreviventes que grassam pelo mundo contando suas peripécias (Elie Wiesel, Ben Abraham, Silvia "Anne Frank brasileira" Jaffe,...) até hoje. Portanto, eram crianças "inúteis" à época que os "malditos nazistas" não mataram. Será que "deu um apagão" naqueles seres tão 'metódicos e ciosos em executar minorias'?

Concluo que temos que nos contentar com a nefelibata, onírica e metafísica "explicação" do inoxidável Elie Wiesel sobre o fato dele ter optado fugir com os nazistas que ele tanto odiava: "Foi um mistério religioso desconhecido e inexplicável"! E durmamos todos felizes e em paz.
FAB29