Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sábado, 17 de janeiro de 2015

Clemência?!

Amigos e amigas.
As nuances do patético estão atingindo níveis intragáveis! Esse caso do "pobre brasileiro" que será executado na Ásia "apenas" por ter sido flagrado com "alguns quilinhos" de cocaína mostra bem a quintessência da imbecilidade que grassa na humanidade. Para mim, é até obsceno!
Falta pouco para isso...!
Com que desfaçatez uma presidente de um país se rebaixa para pedir clemência a um maledicente que conscientemente se meteu numa das mais aversivas e nefastas atividades que existem? Até está pedindo a intervenção do papa!! Aquele "pobre brasileiro" não é nada menos que um Fernandinho Beira-Mar da vida: TRAFICANTE! Lembram? Aquele tipo amaldiçoado que traz aquele produto puro, branquinho, "recreativo", para fazer seus parentes, amigos e vizinhos se tornarem zumbis, ficarem dependentes e inúteis, enlouquecidos e problemáticos, causar horrores a quem os ama e prejuízos ao erário, etc. Resumindo: só desgraças!

E, na esteira de suas atividades, vêm os efeitos colaterais: o medo, a violência, a prostituição, os assaltos, os assassinatos,... Quantos de vocês não leram, ouviram falar, presenciaram ou mesmo sentiram na pele os efeitos deletérios da atividade desse “pobre brasileiro”? Quantas pessoas e famílias sua atividade já destruiu? Ou será que o coitadinho foi pego em sua primeira aventura? Ele deu azar, foi?
Cena pouco comum?
Aqui no seu país, tão amigo, tão condescendente, tão apaziguador, sempre de braços e pernas abertas, ele nunca mexeu com isso? O que o levou a um país que trata tipinhos sórdidos como ele exatamente como eles merecem? Nesses tantos anos de cárcere, será que ele se arrependeu? Ainda que sim, eu pergunto: E daí, cara-pálida?! Em quê isso compensa ou mesmo ameniza as pessoas e famílias que sua atitude conscientemente corrompeu? Ou vão dizer que ele não imaginava tudo isso ou até que ele não tinha essa intenção? Alguém cometerá a estultice de afirmar isso ou parecido?

Naturalmente, vários que lerem isto questionarão: “Onde está sua humanidade, sua piedade, sua consideração, seu respeito à vida?” Eu afirmo: em cada palavra de repúdio deste texto! Tenho todas essas qualidades à flor da pele e as dedico integralmente a todos aqueles que fazem por merecer, ou seja, todos aqueles que medem cada atitude sua em seu favor, sim, mas sem visar a destruição de ninguém. Quando fazemos assim, evoluímos, nos tornamos melhores, mais fortes e com cada vez mais condições de ajudar o próximo. Exatamente o contrário do que aquele desgraçado fez.

Sou a favor da pena capital? Sim, para todos os tipos de corruptores: pedófilos, pederastas, traficantes, sequestradores, etc. Sou totalmente contra sustentar essa malta maldita.

Que aquele “pobre brasileiro” condenado passe bem. Bem rápido pro outro lado. E que muitos de seus colegas o sigam.
FAB29

3 comentários:

  1. A "escala de valores" vigente atende aos interesses de quem?
    A sociedade - a Humanidade! - brocada, carunchada, viciada, pornográfica e etc, é conseqüência da sabotagem de um único grupo: o escravagista.
    Existe uma única solução: a cirúrgica. Comecemos, pois, com os marionetes de amebas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apenas alguns lugares já começaram.
      Bom se se alastrasse.

      Excluir
  2. Quem são os marionetes de amebas ? E quem são os escravagistasb?

    ResponderExcluir