Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Michael Obama

Amigos e amigas.
Rápido e rasteiro, leiam essa teoria da conspiração (ou comédia) sobre a primeira dama estadunidense "Michelle Obama". Penso que vale, ao menos, para desopilar o fígado.
Extraído daqui.
FAB29

Michelle Obama, primeira-dama dos Estados Unidos, nasceu Michael LaVaughn Robinson, em Chicago, Illinois em 17 de janeiro de 1964. Ele foi o segundo filho nascido de Fraser Robinson III, um conhecido negociante de cocaína, conhecido por Crime Lord / Mayor Richard J. Daley, e de Marian Shields Robinson, uma fortuita prostituta de rua, que foi diagnosticada com o vírus HIV em 1998. Ele [Michael] era um popular atleta do ensino médio e, em 1982, ele aceitou uma bolsa de estudos para jogar como médio linebacker para o Oregon State Beavers.

Depois de terminar uma temporada de estréia respeitável, ele caiu fora da escola. Companheiros de equipe dele observavam e ouviam Robinson regularmente se  lamentando sobre como ele era uma "mulher presa dentro do corpo de um homem", e em 13 de janeiro de 1983, ele passou por uma cirurgia de mudança de sexo na Faculdade de Medicina da Universidade Johns Hopkins.

Para esconder a vergonha da sua nova identidade, Michael saiu do estado de Oregon para participar da Universidade de Princeton sob seu novo nome legal, "Michelle Robinson". Anos mais tarde, ele conheceu Barry Obama Jr, um imigrante queniano, que mais tarde tornou-se ciente da verdadeira identidade "de Michelle". Posteriormente se casaram e adotaram duas crianças.

Abaixo, está uma imagem, por volta de 1981, mostrando o pré-operado Michael LaVaughn Robinson (superior direito, n º 44): 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário