Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 24 de abril de 2015

Israel: Terra Santa?!

Amigos e amigas.
A "Terra Santa" de israel, há muito, perdeu sua aura. Ao menos a todos aqueles que não se deixam levar pelas fábulas do Velho Testamento ou pela propaganda sionista. Além de ser um celeiro de armas nucleares, sua intimidade não é das mais alvissareiras.

Estatísticas mostram que existem, citando apenas Tel-aviv, centenas de prostíbulos, tornando a prostituição quase onipresente por lá. Nos dois artigos abaixo que traduzi, você verá duas opiniões de ativistas judeus avessos a esse status quo grotesco e que lutam contra ele. Os sublinhados são meus.
FAB29

Nem as militares israelenses se salvam?
A prostituição e a venda de mulheres jovens para a escravidão sexual, diz The New York Times em um artigo de primeira página esta semana, "tornou-se uma das empresas criminosas que mais cresce na robusta economia global".

Fora de todos os países do mundo, que país melhor serve como um exemplo desse fenômeno de renderização de coração doentio, com fotos e tudo? A Terra Santa de Israel, assento da presença de D'us no mundo. A história do Times está pautada em Ramle, Israel.

Vejam: agora há, pelo menos, 250 mil trabalhadores estrangeiros do sexo masculino em Israel, a maioria dos quais é de solteiros ou estão aqui sem suas esposas e a demanda por prostitutas é grande. A estimativa da polícia é que haja 25.000 'compras' (!) - Pagamentos por transações sexuais - a cada dia em nossa pátria judaica. Para atender a essa necessidade, milhares de mulheres eslavas inocentes são importadas e forçadas à escravidão sexual em Israel, seus passaportes queimados por cafetões da máfia e seus sonhos de uma vida melhor no mundo civilizado, frustradas.

Bordéis, o mundo aprende através do papel de todos os jornais, são 'onipresentes' na Terra da Bíblia. O negócio dos bordéis em Israel é 'expandido', 'movimentado', 'o tempo todo' - e não apenas com os trabalhadores estrangeiros. "Soldados israelenses, com rifles sobre os seus ombros, frequentam os lugares, assim como executivos de negócios e turistas". A polícia israelense languidamente invade as panelas de carne "de vez em quando, geralmente com grande fanfarra e muitos avisos prévios". O jovial dono do bordel é, UI!, multado.

O que foi que Chaim Nachman Bialik disse sobre nós nos tornarmos uma nação normal como todas as outras nações? Quando temos ladrões judeus, assassinos judeus e prostitutas judias, ele gracejou: "Oh, garoto e oh, querida! Será que alguma vez nos tornaremos normais?"

Quão baixo podemos cair? Bem, a Academia de Língua Hebraica de Israel esta semana sentiu a necessidade de promulgar um novo termo hebraico, "zoneh", para prostitutos. Como consertadores de pneu furado, que também tem um novo termo judeu esta semana ('tzemigai'). Aparentemente, prostitutos estão se tornando tão prevalentes como a prosaica "máquina perfuradora"

The Times poderia muito bem ter citado o profeta da desgraça, Jeremias (2:20): "Em todo outeiro alto e debaixo de toda árvore verde, tu te deitaste, meretriz!", ele chorou de dor palpável. Sim, como Jeremias teria lamentado ao ler a desgraça dos dias de hoje e a profanação do nome de D'us! "Chorai o olho que vê o aviltamento de Israel, antes de uma audiência global", ele poderia proclamar. Na verdade, a situação é suficiente para fazer você chorar em desespero ou vomitar de vergonha.

Vomitar é um duro, mas apropriado termo, porque é exatamente isso que a tradição nos diz que a Terra de Israel vai fazer com o povo judeu que degenera nos "atos abomináveis ​​do Egito e de Canaã" (Levítico 18: 3). "Por causa da promiscuidade sexual, o exílio foi introduzido no mundo e o povo judeu foi banido de suas terras e outros tomaram o seu lugar", explica o Talmud (Shabat 33a). "Como ele diz: 'Você não deve cometer nenhuma dessas abominações (sexuais) ... para que a terra não vos vomite quando contaminá-la, como vomitou as nações que estavam lá antes de você.'"(Levítico 18: 25-28) ".

O que diferencia os judeus de outras pessoas e distingue Israel de outras terras, pergunta Nahmanides? "Temos de ser uma nação santa, o que significa contenção sexual", ele explica, com uma relação direta com o Eterno, residente em uma terra com um estômago muito sensível. "Esta é uma terra viva com uma personalidade própria - a herança de D'us reflexivamente vai vomitar diante de seu seio aqueles que a adulteram com assassinato, lascívia e idolatria", adverte Nahmanides (comentário sobre o Levítico 18:25).

O próprio D'us não pode e não irá dotar-nos com a Sua presença sob circunstâncias de abandono sexual. "Três coisas causam a retirada do Espírito Divino", ensina o Zohar (Êxodo 3-A). No topo da lista, está a corrupção carnal da vida da comunidade.

Soa religiosamente fundamentalista? De modo nenhum! A religião não é a questão aqui. Sobrevivência política do Estado de Israel, sim. Sem o apoio Divino, não temos chance contra o mundo árabe/muçulmano.

Assim, cabe aos nossos políticos expulsarem aqueles que prostituem nossa sociedade e ameaçam nossa sustentação em Tel Aviv. Agir contra os aproveitadores da prostituição é ainda um mandamento bíblico direto, incumbido aos tribunais e aos aplicadores da lei, de acordo com Nahmanides. (Deuteronômio 23:18).

Aqui está um par de sugestões políticas: Livrar-se de todos os trabalhadores estrangeiros, para reduzir a demanda. Promulgar legislação incondicionalmente dura contra a venda de seres humanos e de seu cativeiro na prostituição - nós não temos tal lei no momento. Detenção e prisão dos bandidos que controlam o comércio de contrabando de mulheres. Destruam todos os edifícios em um raio de dois quilômetros da antiga estação de ônibus em Tel Aviv, atual Sodoma, a fim de cumprir a exigência: "E você deve erradicar o mal do meio de ti".

Tendo, assim, nos arrependido, podemos então combater o adultério e os assassinatos diários de esposas que assolam a nossa 'não-tão-terra santa'.
(Fonte: Not So Holy Land - The Jerusalem Post on January 18, 1998)

Destino incerto das mulheres atraídas a israel
Entre 3.000 e 5.000 mulheres foram contrabandeadas para Israel e vendidas para a prostituição ao longo dos últimos quatro anos, de acordo com uma comissão de reportagem investigativa do Knesset examinando o status do comércio sexual em Israel. O tráfico de mulheres equivale a cerca de um bilhão de dólares por ano.

Yahad MK Zehava Gal-On, presidente da Comissão Parlamentar contra o tráfico de mulheres, apresentou o relatório extenso na quarta-feira ao Knesset Reuven Rivlin Speaker.

As mulheres, que são vendidas para cafetões por US $ 8.000 a US $ 10.000, são forçadas a trabalhar sete dias por semana e entre 14 e 18 horas por dia.
A mulher recebe apenas 20 dos 120 pagos pelo cliente.

"Quando eu estabeleci a comissão de investigação, meu objetivo era mapear a extensão do fenômeno e para fazer tanto os decisores políticos quanto o público se sensibilizarem para a natureza brutal do tráfico de mulheres na era da globalização", Gal-On escreveu na introdução do relatório.

"Eles devem entender que, mesmo no quintal da frente da sociedade israelense, há escravidão sexual que temos de erradicar", escreveu ela.


6 comentários:

  1. Bom dia camarada!

    Uma tendência que percebo nos degenerados e corruptos é de preferir ficar na prisão do que trabalhar, mas, antes mesmo de pena de morte para os cafetões, o mais impactante, tanto neles, como, beneficamente para as mulheres exploradas, seria fazer toda essa corja trabalhar, em pena perpétua em lavoura, com alojamento em ambiente limpo, isolado, com sol, saudável, e TUDO revertido em educação, armamento para equipar o combate aos criminosos ainda solto, e estrutura para restabelecer, na medida do possível, tais mulheres na sociedade. Assim evita-se também a porta da morte como rota de fuga, a não ser que o meliante se mate com a inchada.

    Talvez aparecessem alguns doentes "frankfurtianos" alegando que estariam, os elementos detidos, sofrendo de abusos e tratamento inumano...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, meu caro.
      Sobre isso, tenho este post:
      http://fab29-palavralivre.blogspot.com.br/2013/06/pena-de-morte-resolve.html

      Mas cadê boa vontade política e dedicação geral à causa? Difícil!...
      Abraço.

      Excluir
    2. Talvez os corruptos fiquem em prisão domiciliar, ou tenham "direito de trabalhar", pelo fato de que a justiça é boba, e é uma verdadeira palhaçada! Principalmente se for aqui no Brasil. Olhe só como foi o caso dos condenados do mensalão!

      Saudações, FAB29!

      Excluir
    3. E os corruptores, caro Danilo? Os fomentadores da iniquidade mundial? Existe solução contra essa casta amaldiçoada?

      Abraço.

      Excluir
    4. Bem, quando cadeia não resolve, só a morte para solucionar o problema! Ouvi falar, mas não sei se é verdade ou não, o próprio Saddam Husseim as vezes mandava matar aqueles quem não obedecia suas ordens. Talvez poderia ser seus aliados políticos envolvidos com corrupção, eu creio!

      Sobre a questão de Israel e os judeus, Dan Brown, autor do livro "Da Vinci Code", parece ter comparado templos judaicos com verdadeiros prostíbulos! Nesta parte do livro então eu vou concordar, apesar de ser uma ficção! Voltando ao assunto, os rabinos ultraortodoxos sempre condenaram a virgindade. E outra, Alberto Nisman, que investigava o ataque terrorista a um templo judaico na Argentina em 1994, e que acusava a atual presidente do país de acobertar terroristas iranianos, logo então sua imagem de judeu santinho foi quebrada quando fotos de seu celular acabaram vazando na net. Numa delas, Nisman aparecia com duas mulheres em um "Puteiro" (desculpe a palavra), e cada uma das moças segurava na mão um pênis de borracha! A. Nisman ganhou foi a fama de "Sem Vergonha" depois disto!

      Boa Noite, FAB!

      Excluir
    5. Todos os líderes mundiais tem a moral suja nesse quesito, Danilo. Ou eles mandam matar, ou fazem de conta que não sabem de nada.

      A principal atitude dos parasitas é esconder sua podridão e fomentá-la no organismo onde quer se instalar. Esse Nisman é só um exemplo de pau-mandado integrante dessa turma de sórdidos.

      Abraço.

      Excluir