Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


segunda-feira, 13 de julho de 2015

Miscigenação e pureza genética

Amigos e amigas.


Em sua maioria.
Afirmar que este país grandemente miscigenado, globalizado e ‘multiculturalizado’ é livre e nessas características residem suas força e pujança, afirmando, em contrapartida, que pureza racial é sinônimo de racismo ou coisa pior é, no mínimo, uma total imbecilidade! Observem cada ser vivo da Terra. Quanta miscigenação existe entre os animais (insetos, pássaros, mamíferos, répteis, etc)? Cada tipo de aranha só copula com um semelhante. O mesmo vale para cada espécie de formiga, minhoca, lagartixa, colibri, sapo, mangusto,... A pureza genética se mantém e nem por isso, existe fraqueza ou qualquer outra degradação entre eles. Muito pelo contrário! A Mãe-Natureza prima por isso!

A miscigenação humana pode trazer coisas boas (maior imunidade, mais força, maior longevidade) ou coisas ruins (incompatibilidade sanguínea, defeitos estruturais e/ou orgânicos, doenças genéticas). É muito aleatório. Ser radical ao afirmar uma coisa ou outra é típico de pessoas malsãs (mental, moral e espiritual). Existe, de fato, uma espécie: a humana. As variações nas tonalidades de pele (as sub-espécies ou raças) são importantes e interessantes para marcar a identidade de um povo, em nada impedindo aqueles que desejem se misturar.

Tanto quanto nunca se deve execrar aqueles que não queiram se misturar. Cada ‘tonalidade’ tem absoluto direito de manter sua identidade ancestral, não sendo de maneira nenhuma obrigada a aceitar a incursão de qualquer um que seja em seu grupo ou povo (os judeus, por exemplo). Podem chamar de preconceito, racismo ou qualquer outra excrescência! O fato inatacável é que, se algum grupo ou povo preferir o isolamento genético (como a Mãe-Natureza faz instintivamente com seus filhos), ou cultural, ou religioso, ou geográfico, etc, é totalmente lícito. Vejam estes dois exemplos de orgulho negro...



...e de orgulho branco.


Vocês veem racismo neles? Ou vão dizer que só um deles tem? Afirmo sem nenhuma dúvida que "ambos os dois conjuntamente" têm seus adeptos que merecem respeito e têm sua razão e direito de ser e estar. Somente aqueles que desejam fomentar a discórdia, o mal estar, a desunião, o rancor e tudo aquilo que corrói a humanidade no que ela tem de melhor (sua idiossincrasia) é que tacham e estigmatizam aqueles que desejam a distinção entre os povos (tentando manter ao máximo a pureza genética de seus ancestrais) de todo tipo de adjetivos pejorativos, fazendo uma campanha sórdida, hipócrita e inescrupulosa contra eles.

É óbvio que, com a miscigenação, vêm as misturas de culturas, tradições, religiosidades e costumes de cada povo. Você já parou para pensar a imensidão que é isto? Assemelharia-se timidamente a você pegar tudo o que tem num imenso self-service e colocar num caldeirão. Certo que dei um paralelo extremo, mas vejam estes exemplos: um baiano adepto do candomblé com uma polonesa protestante; um cigano com uma chinesa ateia; um judeu ortodoxo com uma japonesa xintoísta; um árabe com uma índia. Os filhos de cada casal seriam criados sob ideais, ideias e culturas bem díspares, necessitando de muita compreensão dos dois lados para não haver desarmonia.

Mas creio que a maior questão seria a comunidade em que cada casal estivesse inserido. As influências do ambiente na formação de alguém são cruciais. Se a criança não cresce num ambiente unificado e harmonioso em todos os sentidos, o risco dela sofrer muitas agruras, se desajustar e se perder nos vagalhões que nos assolam a todo momento é enorme. Numa comunidade, cidade ou país, unificados numa cultura, religiosidade e costumes, o desenvolvimento, progresso e harmonia entre seus habitantes têm totais condições de acontecer.
Convivência pacífica sempre, mas nunca a imposição.
Mas existe uma ‘patrulha ideológica’ mundial que transforma qualquer ato politicamente incorreto (sob o prisma DELA) em crime moral, passível de execração pública. No Brasil, país de rebanho vacum, mas, principalmente, cordeiros, isso não acontece tanto, visto que a extrema capacidade que este povo tem de ser passivo e comodista, priorizando as maiores superfluidades (futebol, novela, carnaval, shopping center,...) no lugar de brigar por saúde, educação, moradia, justiça, etc, é digna de asco e piedade (no pior sentido) e o faz obediente e alegremente conformado. Um bom exemplo foi quando o goleiro Rogério Ceni comentou mais ou menos isto de uma atitude rascante, opressiva e agressiva da torcida são-paulina, exigindo “raça, dedicação e amor à camisa”: Se o povo brasileiro exigisse de seus políticos metade do que exige dos jogadores, este país seria muito melhor. Mas para tanto, é preciso cultura, tradição e conhecimentos sólidos.

Sempre se culpa a escravidão e as desigualdades sociais pela grande defasagem cognitiva, intelectual e evolutiva entre as ‘tonalidades’ branca e amarela frente às negra e vermelha. O próprio ENEM, de 2012, apontou essa defasagem. Apesar da escravidão ser real até hoje e execrável, tenho que discordar. Pense: na pré-história, tudo era nivelado por baixo (ignorância total, tecnologia zero) e eu sempre me perguntei: Por que será que as ‘tonalidades’ branca e amarela evoluíram tanto a mais que as outras, sendo as responsáveis por quase a totalidade da tecnologia que move o progresso do mundo? Os negros e vermelhos que nunca tiveram contato com brancos ou amarelos (portanto, não foram escravizados) continuam praticamente iguais aos seus ancestrais, sobrevivendo toscamente em regimes tribais, alheios a tecnologias e progressos científicos em qualquer área (engenharia, medicina, higiene,...).

Não estou afirmando que eles são inferiores. É só uma óbvia constatação do alheamento deles às benesses da evolução e do progresso. Se lhes derem as mesmas condições para evoluírem, podem atingir níveis elevados como qualquer outro. Se há essa defasagem atestada por muitos estudos, pesquisas e testes, ela deve servir como motivação para lutar e melhorar sempre. Nunca para "esmolar" compreensão, vantagens ou piedade (cotas raciais, p. ex.). Isto é totalmente indigno!

Tudo o que escrevi, não duvidem, é uma apologia à liberdade. Ninguém tem obrigação de ser o que os outros acham certo; de fazer as coisas do jeito que os outros querem; de agir como a sociedade determina como certo. Basta estar consciente de que sua liberdade termina quando começa a do outro. Certamente encontraremos pessoas menos e mais capazes do que nós, dependendo do ponto de vista. Respeitar as idiossincrasias é um dever de todos: você quer se misturar? Vá em frente! Não quer? Tudo certo! Que todos sejam felizes, sem serem tachados de qualquer adjetivo deletério; sem se forçar a barra; sem rancores; sem maledicências morais, psicológicas ou espirituais.

Impossível, não é. Mas o "Divide et Impera" é a tônica dos Grandes Corruptores, do "Poder das Sombras". A verdadeira guerra por um mundo melhor é mental e espiritual. Para iniciá-la, exige-se o expurgo do comodismo e a introjeção do bem querer. Depende quase exclusivamente da sua vontade, disciplina e perseverança. Tente! Vale a pena! Pelo seu bem e o de todos aqueles que ama.

FAB29

15 comentários:

  1. Em parte esse texto foi bom, quando disse q os povos tem o direito de nao se miscigenar e isso nao ser racismo. O resto foi td uma merda, quando tu diz q uma aranha so reproduz com uma semelhante e outros animais fazem isso como se fosse o normal na natureza tu erra, pq os animais se reproduzem quando eh possivel, existe um termo genetico para isso, especies incompativeis naturalmente nao se reproduzem, mas um pastor alemao pode cruzar com um poodle e gerar filhotes. As especies semelhantes q nao conseguem se reproduzir, perderam essa capacidade com o isolamento genetico e evolucao. Quando tu diz q a populacao branca e amarela produziu tda a tecnologia existente vc esta sendo burro pq quando a europa saiu pra colonizar, mtos lugares da africa e asia estavam com mtos prolemas nas suas colheitas, sem alimentos ou chuvas regulares.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "O resto for td uma merda!". "Tudo", mas só citou dois parcos exemplos. Primeiro, quando citei a aranha e outros animais foi para mostrar claramente que a pureza genética é, sim, a tônica da Natureza. Cada animal procura seu par em sua específica espécie. Tanto é que, na Natureza, um leopardo nunca se acasala com leoas ou guepardos. E tal pureza garante descendentes tão saudáveis e poderosos quanto os pais, enquanto um possível híbrido correria muitos riscos de nascer com defeituosidades físicas e orgânicas, sendo naturalmente deletado.

      Dê uma olhadinha neste meu post: http://fab29-palavralivre.blogspot.com.br/2015/08/especieracaetnia.html

      Quanto ao segundo quesito, você não colocou nenhum senão ou mostrou uma comprovação de que falei bobagem. Em que afeta a minha afirmação sobre criação tecnológica o fato da África e da Ásia, à época, terem problemas com suas colheitas? Os maiores produtores de alimentos do mundo se utilizam de alta tecnologia branca e amarela para plantar e colher, enquanto a tecnologia de outras raças para isso ainda é o arado puxado a bois ou as supra citadas tecnologias adquiridas dos países desenvolvidos tecnologicamente.

      Aguardo melhores especificações sobre minha "merda".
      Abraço.

      Excluir
    2. Caros,
      Creio que o engano nesse debate é a tônica!
      As capacidades reprodutivas são diretamente proporcionais às necessidades!
      Se há necessidade de se usar de outra espécie para se reproduzir uma em questão, essa fará com que seus genes se adequem a possibilidade, ou vão estinguir.
      Logo se há sucesso, a espécie emplaca, se não, dança.
      Fica claro que qualquer metodologia é pertinente entendendo que a prioridade é a perseveração da éspécie em questão!
      Os caminhos adotados o foram em função de particularidades pontuais e não porque alguém ou alguma coisa estabeleceu assim.
      Dizer também que a tecnologia é branca ou amarela é incoerente entendido que somos sempre o conjunto, a compilação de todos os dados, e assim tudo o que fazemos é fruto da triangulação de dados e esses não são cromatizados!
      Ou seja, os "brancos", "amarelos" só se inspiraram bebendo na cultura alheia!
      Mas o mais importante é que NENHUM SER HUMANO CRIOU PORRA NENHUMA, quem criou tudo foram meia duzia de gênios, o resto é borra que imita os ensinamentos dos gênios, fica evidente que qualquer presunção de criação do mundo e das coisas desse passam pela arrogância do estúpido e sobretudo pelo mal hábito de se gozar com o pau alheio!
      Uma espécie que comemora o feito dos outros sem sombra de dúvida sofre de diversos problemas e não pode ser entendida evoluida sequer, que dirá o topo da cadeia alimentar!

      Uma espécie que em apupos masturba-se diante dos feitos de outrem é doente, e ontem mesmo ouvi os zurros da massa bestializada comemorando os feitos dos poodles de circo futebolistico!
      Ou seja, essa lixeirama comemora pirueta de picadeiro e ainda entende um cão poodle de camisa amarela e bola no pé como gênio!
      Pois acéfalos não entendem que tudo, inclusive a bola do podlle, são criações de MEIA DUZIA, os gênios do mundo, os raríssimos seres que são mais do que a borra imunda que se entende topo de cadeia!

      Caros, como mostrei, ambos estão em um debate sem fim e sem lógica!
      A espécie humana como um todo é puro e simplesmente lixo, e alguns raríssimos são os motores que permitem que algo além de merda seja criado por essa porca espécie!
      Aos que acham que humanos não são porcos, sugiro que visitem os hábitos higiênicos de "sexualidades anais" para que entendam que quem com fezes brinca, com fezes será brindado e blindado!

      Excluir
    3. Novamente, meu caro, insisto que a esmagadora maioria das benesses que vemos no mundo hoje vem do trabalho de duas raças: a branca e a amarela, nesta ordem. São delas a esmagadora maioria (de novo) dos trabalhadores e construtores da tecnologia que sustenta e evolui a humanidade.

      Independente de ter sido uma (não meia! Sou mais otimista!) dúzia de gênios e iluminados que iniciou tudo, até que prove o contrário, eles apareceram na raça branca (os judeus, sionistas, talmudistas e khazarianos dizem que tudo se iniciou com eles. Até d'us!).

      Meu post só quer duas coisas: fomentar o livre arbítrio para os "miscigenantes" e os "puristas" e demonstrar que a raça branca está sendo vilipendiada grotesca, sórdida e covardemente como "uma raça que merece a extinção"! Os grandes parasitas a vê (com toda a razão) como sua maior adversária no domínio do planeta. Por isto, a campanha contra ela na oligofrenia coletiva continuará e se mostra necessário estar preparado de todas as formas para perseverar.
      Abraço.

      Excluir
    4. Caro FAB, a crença de que estão sabotando a raça branca é apenas o chororô dos caucasianos calcados em seus orgulhos!
      TODAS as raças humanas foram, são e serão sabotadas!
      Veja o que foi feito dos índios, dos negros e as epidemias endêmicas africanizadas!
      Veja o que foi a guerra do ópio, judeus usando dos brancos "superiores" e drogas para destruira vontade "amarela".
      A santa inquisição atacou todos os que não aceitavam o deuseco judeu!

      Ademais o que é raça branca?
      Os caucasianos (Porcentagem patética), os arianos (também patéticos em seus volumes), os hibridizados com judeus (90% da espécie humana), os pastuns, os albinos?

      O que te ilude é que todas as tecnologias empregadas no MOMENTO são oriundas de agenda de desconstrução e engessamento, todas elas imossíveis de se reproduzir sem a total depend~encia da máquina, mostrando claramente que tal tecnologias são sequestradas nas patas dos que detem o know-how e maquinários.

      Caro FAB, essas que você entende tecnologia não pertencem ao ser humano, é extrangeira. Não é branca o amarela, foi deixada nas patas desses para facilitação da agenda de destruição do ser humano, visto que os amarelos e os brancos são no momento os mais sujeitos a aceitarem fazer pactos com poderes outros, vide pactos de planos de saúde, de seguros, de educação de aposentadoria, de dependencia financeira, todos pactos aceitos pelos mansos brancoamarelados!
      Até pacto com deuseco et sádico misógino e pederasta os bundistas e cristãos fizeram, todos brancamente amarelados (entender inclusive dentro da lingua inglesa onde amarelo é covarde).
      No caso do avião, eu concordo que a pata oriental foi fundamental na orientação do voo, pois o 14 bis é uma pipa chinesa com motor e agigantada.

      Veja que o entendimento de tecnologia não passa pela evolução passa por receita de bolo e bolo qualquer um sabe fazer, desde que tenha receita, até um cachorro faz bolo.

      A raça branca cuspiu em sua própria cara no momento que comprou divindade viada de judeus, desde então ela é a arma maior da maldade judia, são os reprodutores maiores das hibridizações judias, são os genocidas em nome de deus, e você vem e "bate o pé" afirmando que ela presta e está sendo atacada?
      E os que ela atacou em nnome do judeuzeco deus? Isso não conta?
      Os judeus só chegaram ao poder que detêm hoje GRAÇAS AOS BRANCOS, e se o mundo está este lixo é culpa de branco amarelão!
      Tem que dançar mesmo, lixo prosélito tem que dançar!
      Raça covarde e frouxa, abraçou o deus pederasta como se fosse viada e sabotou e matou as próprias mulheres para agradar a deuseco baitola, agora PAGA, paga com juros e é bem feito!
      Quem planta vento colhe tempestade!

      Excluir
    5. O que realmente penso entender, meu amigo, é que o "divide et impera" da cúpula corrupta da humanidade (ou do que restou dela) é a tônica milenar das atitudes dessa elite amaldiçoada.

      Quando posto coisas repelindo ou rebatendo essa propaganda massiva de humilhação, prisão e destruição da raça branca é simplesmente para evitar essa cisão patrocinada pela elite podre que conduz a boiada humana. Eu aprendi a não ajudar ninguém que não se mostre merecedor ou se eu não tiver condições de fazê-lo. Não creio que conseguirei o "Que se dane!" para todos, menos eu.

      Por fim, concordo plenamente que a desgraça do mundo é a covardia em todos os níveis e sentidos da quase totalidade da humanidade, somada ao comodismo. Já escrevi algumas vezes que cada qual merece aquilo que plantou ou deixou de plantar. Eu me apiedo dos inocentes (crianças, em especial) e não me furtaria em ajudá-los, se o pudesse.
      Abraço.

      Excluir
    6. Caro FAB, essas crianças que entendes "inocentes" são as paridas de sexo bêbado, cafajeste e imundo, banhado em viagra e outras drogas e feitas com intúitos acidentais ou pior, feitas para segurar o "outro", para garantir pensão, para garantir a fuga de casa dos pais dementes!
      Acredite-me, sua piedade é lavagem mental perpetrada pelo lixo cristo, e estou mostrando o quão nefasta é essa agenda, essa agenda permite que filhotes de lixos sejam inocentados mesmo eles sendo a semente lixo do gerador lixo!
      O que não presta tem que ser eliminado, e a espécie humana não presta.
      Se a humanidade prestasse NUNCA teria aceito sexuar com lixos híbridos filhotes de deus.

      Sei que é difícil aceitar o que afirmo, mas observo que essa dificuldade é fruto da catequese judia.
      É exatamente como você disse:"divide et impera"!
      Ou seja, divide-se a mente do ser humano, cria-se propósitos irracionais como válidos e a razão dividida dá a razão aos divisores.
      Dividir para conquistar é a tônica absoluta do cristianismo, faz-se com que valores dementes sejam aplicados a favor do inimigo, e todos acabam achando que filhote de sexo cafajeste é inocente, que criança presta independente dos pais dela serem lixos totais, que o que vale é a intenção sem observar que a verdadeira intenção está nas mãos dos dominantes, dividindo para dominar!

      Busque o fortalecimento total, acorde cinco horas da manhã e pelado faça respiração profunda de frente para a janela aberta, permitindo seu corpo ser acordado pelas forças que o criaram , as forças da natureza.
      Só tome banho frio, só coma alimento CRU, só use o corpo para se fortalecer, use a noite só para dormir.
      Ficar forte implica em ter força de vontade MESMO.

      Não existe inocente em uma espécie que mata suas matrizes em nome de deus misógino, não existe inocência onde existe lixos comem da morte alheia sem necessidade, não exise inocentes em espécie que não executa qualquer estuprador e pedófilo.

      O que não presta tem que sumir!

      Excluir
    7. Eu, meus irmãos e sobrinhos poderíamos estar nessa sua devassa, meu amigo. No entanto, eu lhe garanto que somos pessoas de bela estirpe e moral elevada. Se temos muitos desses 'defeitos' que você listou, isto não diminui nossa nobreza e pleno direito de viver e tentar evoluir.

      Concordo que milhões não merecem nada além da obliteração e outros milhões, a mesma penúria que causam aos outros. Mas eu acredito na inocência de quem ainda não fez nada de errado e não vou condená-los baseado nos pecados dos pais.

      O "olho por olho, dente por dente, fratura por fratura" é uma boa opção para ser mundialmente aceita.
      Abraço.

      Excluir
    8. Caro FAB, exatamente por entender que humano sendo sou lixo, é que me dedico de forma absoluta a ficar forte, só forte deixarei de ser lixo, e é isso que sugiro aos seus!
      Em vez de ver direito onde não existe (nós somos borras porcas arrogantes) direito, veja que se está vivo está pronto para deixar de ser lixo como TODA a espécie É!
      É incoerente que digas que os seus merecem viver e são nobres, os outros também pensam como você e entendem os DELES os dignos que alegas para si.
      E entendem os seus como os degenerados que merecem dançar!

      Somos consequencia do desgoverno demente de nossos antecessores e não há nada pelo qual possamos nos orgulhar além do entendimento que somos borra e como tal só nos sobra "desborrificar".

      Os seus e você e eu e os meus e os todos não somos mais dignos do que os animais assassinados pelo pantagruelismo covarde (covarde sim, pois quem come defunto deveria ter um mínimo de coragem e fazer o serviço sujo em vez de entregar nas patas dos matadouros e açougueiros) perpetrado por todos, sorrindo e falando "meiguices" enquanto se refestelam com a morte e desgraça alheia. Não somos mais do que os desintegrados pela destruição fundamental de toda a construção humana.
      Já pensou em perguntar para os parentes dos animais mortos para o seu paladar sobre o quão nobres são os seus, ou perguntar para os milhares de animais e vegetais detonados em represamentos hídricos para que fiquemos bolinando a internet, ou a destruição de florestas inteiras para extração mineral para construir nossos "brinquedos de adultos"?

      Como mostro, caro FAB, nossas crenças inclusive, também são degeneradas!

      A forma mais eficaz de arregaçarmos a manga e botarmos para F em busca da correção é aceitar humildemente nossos erros e não nos levarmos a sério, pois se fossemos sérios não seriamos os lixos que somos, não teriamos divindades de merda, nao teriamos governos excrementos, não teriamos reproduçao de fezes aquilatada a reprodução humana e tampouco relativizariamos nossas letalidades destrutivas.

      Abraço

      Excluir
    9. Levando a ferro e fogo, seus argumentos têm grande coerência, meu caro, mas também é incoerente, por exemplo, você chamar vegetarianos e veganos (você não é um deles?) de "boiolas" ou coisas piores. Além disso, se você levasse 100% a ferro e fogo como apregoa, já teria se suicidado há um bom tempo, já que ainda se define mais ou menos como "um lixo que busca ficar forte". De que adianta ser um "lixo forte"?

      Eu vejo imensa dignidade em você dentro de toda sua rascância e irredutibilidade. Amo e respeito meus irmãos, sobrinhos e amigos (bem poucos) e só uma traição de um deles me afastaria. Tenho certeza de que quase todos (eu, incluso) deixariam de 'comer defunto' se tivessem que matar um animal para devorá-lo. Se somos assim fracos, precisamos buscar a conscientização de nossa idiossincrasia e, dentro dela, evoluir.

      Um "choque heterodoxo" se faz necessário para um início de mudança de atitude, mas resetar a humanidade é o mais brutal deles. Você diria que seria a melhor solução, mas quem garante que os grandes parasitas, os muito bem protegidos fomentadores das guerras e desgraças, não estariam entre os maiores sobreviventes? Complicado.
      Abraço.

      Excluir
    10. Caro FAB, não é mais ou menos, me entendo lixo como todos, entretanto já percebi isso há algum tempo e por conta disso venho me dedicando a ficar forte.
      O lixo forte percebe onde é lixo e tem chance de mudar, o lixo fraco não percebe o quão lixo é e se acha suficiente e o preço que paga é achar que está bem e não precisa mudar e continua arrogantemente lixo.
      Como digo, é fundamental ficar forte para entender o quão fundamental é se tornar um lixo forte!
      Se tiver forte vai ver que não há sentido em se preocupar com os outros, pois se eles realemnte prestam como acreditamos eles se resolverão, se não dançarão e nos mostrarão que estavmos errados em julga-los dignos!
      Não se preocupe com os outros pois se são realmente o que entendes que são, estarão bem e se não mostrará que está fraco ao ponto de fazer julgamentos fracos.
      Como mostro, as provas de dignidade não são conseguidas em meio a tranquilidade, mas em meio a tormenta, e só na tormenta é que nossa têmpera é testada.
      A potência nos nivela em outro nível, até as preocupações ordinárias viram lixo!
      Nossas preocupações vão para outro patamar.

      A procrastinação e a leniência só enfraquecem mais e mais nossos já fracos conscientes, "precisamos buscar a conscientizaçao..." é POUCO!

      Se os lixos fomentadores das desgraças forem os sobreviventes será um indício de que eles lixos degenerados é que estão mais preparados para a perpetuação!
      É assustador mas é lógico!
      Complicada é nossa presunção de inocência e pretenção de que os outros é que estão culpados!

      Abraço

      Excluir
  2. Caro FAB, acabarei trilhando um caminho inesperado, e tudo porque a caca original é antes das raças, antes das espécies, a caca original nasceu com a imbecilidade, e essa tem a idade de deus!
    A vaca louca enlouquece porque come carne, ela ingere prions nas rações dementes e adquirem a tal esponjosidade cerebral, o cérebro que é um comedor inveterado (mesmo nos gados) ingere veneno e para de funcionar, pira e a vaca vai para o brejo.
    Há muito tempo atrás, os humanos eram vegetarianos, herbívoros, e por razões de escassez alimentar e ameaças acabou ingerindo carne e como não era caçador, essa carne comida depois de morta, e o ser humano enlouqueceu (Voltaire cantou a pedra de forma exemplar), foi envenenado por uma entidade alienígena a qual já louco começou a venerar e chamar de deus.
    Essa entidade deu cadaver queimado para o ser humano, a loucura veio de forma quase instantânea, e a humanidade se dizimou, se comendo como cães ferozes!
    Como eram herbívoros comendo cadaver os venenos cadavéricos tiveram o poder destruidor exponenciado, algo que não acontece com organismos feitos para ingerir cadaver.
    A partir daí, a saga humana é uma descida de ladeira só, não importa qual raça, todas são borra de um passado que não volta!
    Essa degeneração era freiada pela vida no campo, atávicamente o ser humano herbívoro sempre ingeriu muito mais ervas do que defunto, até porque uma vaca ou uma galinha vivas são mais úteis do que mortas.
    Corrompido o cérebro, o resto foi moleza, corromper toda a fisiologia foi consequência visto que somos um todo holístico indivisível, tudo caiu, o humano continuou descendo ao fundo do poço.
    Mas com o advento das aglomerações populacionais a coisa fedeu de vez!
    Hoje, existem gordos, algo inimaginavel no passado, são seres tão degenerados que se deixam degenerar, a preguiça é tão aguda que viram aberrações amorfas e prejudiciais para TODOS.
    Hoje existem viciados, seres tão fora do esquadro que preferem se detonar a se adaptar, e entendem detonar como adaptar!
    Hoje existem fecoativistas, seres degenerados e porcos ao ponto de fuçar e emular ato reprodutivo em buraco de fezes e sentirem orgulho disso!
    Hoje, todos os governos do mundo são uma borra completamente degenerada pronta para dar o golpe de misericórdia trancando todos nas cidades, todos gordos, viciados e viados, todos completamente CORRUPTOS!

    E depois tem os "incríveis" que denunciam as desgraças das outras raças e espécies (judeu não é humano, é criação de deus), sem perceber que todas as raças viraram borra há muito tempo atrás, desde que ingeriram cadáver, desde que em "honra" ao senhor, fizeram um churrasco para que o cheiro e aspecto de carne queimada agradace ao senhor.
    Se hoje existe a desvalorização da pureza racial é porque as raças já perceberam que já não são tão puras assim!
    O judeu atacou genéticamente todos os povos, todas as raças, ele fecundou com seu gene degenerado a todos e agora, somos borra e tanto é fato que existem os que comentei, algo impensável no mundo natural.
    Para que os gordos revoltados não se indignem com a aquilatação ao que há de mais zero, deixo aqui obviedades:
    Imaginem-se magros e gordos, ambos, um ao lado do outro em um campo e do nada aparece um tigre "surrando de fome", qual dos dois "eus" vai ser papinha de tigre?
    Se acontece um terremoto em vez do tigre, quem vai conseguir escapar da situação?
    Se acontece uma seca total, e tem-se que brigar pelos alimentos e correr para mante-los (e isso vai acontecer), quem tiver menos peso morto para carregar não será morto e carregará mais peso, os com peso morto, já estão com parte de si morta mesmo, vão virar sabão ou refeição!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, meu caro, você enveredou por uma senda paralela ao post, mas com ligações pertinentes. O cerne do post está no livre arbítrio de quem deseja misturar as próprias genéticas ou aqueles que primam pela pureza das suas (até os judeus dizem ser defensores da própria "pureza").

      O que os supremacistas estão fazendo tenazmente há séculos (transformar a humanidade num caldeirão geneticamente amorfo) precisaria ser obliterado junto com eles, mas o trabalho silente deles, especialmente no controle midiático e na alimentação viciante e degenerativa, está colocando a boiada humana num caminho sem retorno ao matadouro.

      O (ainda) bom disso tudo é que o planeta é imenso e tem muitos lugares onde se pode recomeçar sua vida longe dessa podridão cevada pelos parasitas. Se bem que, mesmo lugares quase nada afetados por esses ataques, são, volta e meia, citados pela grande podre mídia como um "perigoso foco de ultranacionalismo e segregação". Daí, os oligofrênicos ficam "alertados" para não se mirarem em tal exemplo, sob pena de tirarem deles sua coca-cola, seu bbbosta, sua pinguinha e seu pornô.

      Meu post tenta ser um libelo, mas será visto por essa maioria como "nazista" ou pior. Que se danem!
      Abraço.

      Excluir
    2. Caro FAB, a espécie humana já ACABOU e você não percebeu, hoje só é possível ajudarmos a nós mesmos, e os outros, como já disses, que se danem!
      O abismo que separa dez pontos de QI é maior do que todo o abismo econômico que separa os endinheirados dos miseráveis, e a humanidade borra (90%) e os pensantes (0,1%) tem um buraco de pontos inteletuais mais amplo do que vinte pontos percentuais!
      Se eu me entendesse como gente, eu me matava!!
      Abraço

      Excluir
  3. Gosto tanto de alicerces!...
    A continuidade da ESPÉCIE Humana está exatamente no respeito às raças, cambada de estúpidos/idiotas/imbecis... marionetes-de-amebas.
    Romeu e Julieta (biscoito maisena com goiabada casacão) para todos.
    No mais,
    Aguardo-os...
    Empanado de areia grossa.

    ResponderExcluir