Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Que racismo é esse?!

Amigos e amigas.
A notícia abaixo dá uma rápida idéia da dimensão do patético a que a humanidade está chegando. Vejam só mais uma pérola grotesca da sociedade em que chafurdamos:

Schwedens staatlicher Hörfunk hat etwas gegen Pflaster – gegen helle Pflaster. Nachdem die Linke Paula Dahlberg in ihrem Blog gegen die vermeintlich „rassistischen“ schwedischen Pflaster anschrieb, beklagte sie nun im staatlichen Hörfunk, dass sie ständig auf der Suche nach transparenten Pflastern sei, da es keine gebe, die nur annährend ihrer Hautfarbe entsprechen.
Dahlberg wurde von einer schwedischen Familie adoptiert, Ursprünglich stammt sie aus Kolumbien.
Die Leiterin der Abteilung für Öffentlichkeitsarbeit des schwedischen staatlichen Apothekennetzes „Apoteket“ musste sich laut Fria Tider im Sveriges Radio gar dafür entschuldigen, dass es keine Pflaster für die „neuen Schweden“ gebe.
So meinte sie, dass sie sich schäme, nicht selbst auf diese Idee gekommen zu sein und alsbald einen Lieferanten für dunkle Pflaster suche. (Fonte AQUI.)

O texto diz essencialmente, segundo a tradução de um amigo: Uma ativista de esquerda na Suécia argumenta que os esparadrapos foram criados com um fundo racista porque são brancos e, assim sendo, feitos para peles brancas. Daí, então, aparece a figura máxima de um departamento de farmácias e se desculpa pelo fato "ofensivo" de que até então os esparadrapos na Suécia eram apenas brancos, e diz que logo haverá de providenciar esparadrapos escuros para se adaptar à "Nova Suécia"!! Nunca nos esqueçamos que pelo menos 90% do povo sueco é BRANCO NEVE.

Nos EUA, na década de 1990, por causa dessa mesma polêmica imbecil e com uma população negra muito maior que a da Suécia, foi lançado o "Ebony Aid", que vendeu a 'estrondosa quantia' de 20 mil caixas da produção inicial de um milhão de caixas. Preciso dizer que a empresa faliu e seus investidores se f...? Veja esses detalhes AQUI. Alguém acredita que esse desastre comercial ocorrido num país super consumista não se repetirá na austera Suécia?

Daí, vem um monte de tipinhos inúteis travestidos de politicamente corretos aceitar passivamente excrescências dessa estirpe ou até defendê-las com tudo e mais um pouco. Tudo para ser bem visto pela sociedade, pela mídia,...! Se aparecesse algum comediante ironizando tal situação, dizendo coisas do tipo: "Existe fita isolante, sabia?", coitado: viraria carne moída! Qualquer porcaria que um representante das "pobres minorias" diga ou faça é incensada. Se for deletéria, é ocultada ou minimizada. Exemplo recente é o jornalista negro que assassinou dois colegas de profissão por ter sido "alvo de comentários racistas". Vejam as "razões do pobre rapaz" AQUI. Sobre outro caso até mais contundente, eu escrevi AQUI.

Mas agora, deem uma olhada nesses exemplos de band aid:
Resultado de imagem para band aid Resultado de imagem para band aid Resultado de imagem para band aid Resultado de imagem para band aid Resultado de imagem para band aid       Resultado de imagem para band aid
Podemos constatar duas coisas: que "racismo" é a última coisa que se pode acusar alguém neste assunto e que a grande podre mídia, associada ao nefasto politicamente correto e à gloriosa estupidez da humanidade, é uma âncora para o bom senso, a decência, o desenvolvimento e tudo aquilo que é mais saudável e necessário para o bem viver de todos os povos.

Quando será que a sociedade mundial terá a hombridade de combater toda e qualquer sorte de canalhices que os grandes parasitas lançam e tentam impor em seu seio? Se nos mantivermos neste marasmo em todos os sentidos, cada vez mais seremos reféns da bandalheira desses sórdidos. E se assim nos mantivermos, continuaremos a merecer tudo que sofremos. Desgraçadamente.
FAB29

"Bem vindo à Suécia. Ou ao que restou dela"
Liberdade, sempre! Imposição, nunca!
Adendo: Lembram a história do "Macaco-Aranha"? A covardia com a garota continua firme e forte:

Já o digníssimo sr. goleiro Aranha, nem tchuns!...
Será que ele quer paz? A mesma paz que sua atitude imbecil tirou da pobre moça que NADA FEZ contra ele? Quanta hombridade!...

2 comentários:

  1. Os suecos sofrem muito. É o País com mais violações no mundo lado a lado com o Nigéria. O contraste entre o Nigéria e Suécia, um sub-desenvolvido a par com um desenvolvido. Como é possível ? Tudo leva a crer que a taxa de violações aumenta proporcionalmente com a entrada de imigrantes. Um caso muito conhecido é o de Elin Krantz, uma defensora da imigração que acabou por pagar muito caro...ficou como um aviso para aqueles que defendem a imigração massiva.

    http://www.whiteresister.com/index.php/stories/144-elin-krantz-just-another-dead-liberal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui se faz, aqui se paga. Fez o que quis, levou o que não quis.

      Dessas e várias outras leis da Natureza, ninguém escapa.
      Abraço.

      Excluir