Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


terça-feira, 15 de setembro de 2015

Hitler do Bem?

Amigos e amigas.
O autor do artigo abaixo, que traduzi DAQUI, expõe seus motivos que o fazem acreditar que Hitler não era o vilão que a propaganda sionista propaga aos quatro ventos há décadas.

Vários dos seus argumentos, eu próprio já constatei nas minhas leituras, são corretos e verdadeiros. Principalmente, toda a onerosa maquinaria de assassinato em massa que os sionistas e os ditos "sobreviventes" insistem em apregoar como verdadeira não tem nenhuma razão de ter existido. Qualquer retardado saberia raciocinar esta obviedade: se os alemães quisessem mesmo exterminar o maior número de judeus da maneira mais eficiente possível, bastaria enfiar uma bala na cabeça de cada judeu que encontrassem (este esquema super eficiente era a especialidade dos Aliados bolcheviques).

Leiam e vejam se concordam em alguma coisa.
FAB29
Será por isto que Pound foi massacrado pelos sionistas?
1 /. Ele nunca quis matar qualquer judeu
Sempre que você ouvir alguém expor (repetir) as mentiras sobre Hitler ser um terrível assassino de judeus, por favor, sempre faça questão de simplesmente perguntar: "De onde você conseguiu essa informação?"
Se Hitler queria matar judeus, por que em todos os seus discursos e manuscritos e em seu livro "Mein Kampf" ele não menciona isso? Ele acabou por se esquecer? Não, ele não o disse ou escreveu porque ele não teve intenção de matar judeus.
Não importa qual a quantidade de destruição que ele tenha eventualmente observado ter sido feita pelos judeus ao seu povoele tinha suficiente auto-disciplina e código de ética para não se vingar. Sendo um caráter forte, ele foi capaz de subir acima da escuridão, os padrões demoníacos da mentalidade judaica, e mostrar a auto-contenção e humildade.
Foi por isso que ele criou os campos de 'contenção' e trabalho para os judeus; não campos de extermínio, com toda certeza.
Detentos libertados.
De uma série de "Fotos pouco vistas"
2 /. Ele se preocupava com as condições dos judeus nos campos de trabalho
Sem o conhecimento de milhares de milhões de pessoas, os campos nazistas não eram campos de morte, nem foram realizados neles de experimentos humanos. Eram simplesmente campos de confinamento. Alguma coisa tinha que ser feita com esses judeus anti-sociais destrutivos que estavam estrangulando a Alemanha. Graças aos judeus, a Alemanha tinha perdido seu código moral e se degradado e desculturado. Isso soou um alerta?
Alguma coisa tinha que ser feita! E Hitler fez alguma coisa: ele colocou todos os judeus (possíveis) em campos de confinamento com vista a permitir que a Alemanha retomasse o fôlego. Mas - este é o ponto-chave neste ensaio / peça - fê-lo de uma forma que era ética. Os acampamentos tinham comida suficientemente decente (tendo em conta que era tempo de guerra), eles tinham teatros, piscinas, campos de futebol, correios, onde os detentos podiam se comunicar com o mundo exterior, jardins de infância, arte e música recreação e até mesmo prostitutas. (ver todos estes detalhes AQUI.)
Saneamento de qualidade dentro dos acampamentos era primordial e por isto, as roupas dos detentos eram regularmente fumigadas com gás Zyklon B. Não houve câmaras de gás humanas. Essa é uma GRANDE MENTIRA KOSHER (ver AQUI e AQUI)que o mundo teve de suportar por mais de meio século.
Olimpíada interna nos campos de concentração. Leia AQUI
Mais sobreviventes saudáveis
3 /. Ele tentou impedir a destruição de seus colegas europeus
Numerosas ocasiões, Hitler tentou avisar e ajudar seus irmãos companheiros sobre a armadilha judaica em que haviam caído e quem realmente estava por trás de todo o belicismo. Ele largou panfletos de aviões tentando na intenção de impedir que a Alemanha e a Grã-Bretanha lutassem. Inicialmente, ele queria fazer alianças com a Grã-Bretanha.
Muitas vezes, ele deu oportunidades para as forças opostas da Europa, onde ele poderia tê-los abatidos. Era a sua angústia espiritual interna estar lutando (se defendendo) entre os seus irmãos e irmãs europeus. Ele fez tudo o que pôde para evitar a guerra; ele não era o senhor da guerra que todos nós temos sido levados a acreditar.
4 /. Ele se preocupava apaixonadamente com seu povo e a herança alemã
Hitler observava as maquinações degradantes dos judeus na Áustria e na Alemanha. Ele não só se revoltou e se irritou, mas se entristeceu por ver como estas duas nações estavam sendo destruídas de dentro para fora como um câncer - um câncer que seus compatriotas sonolentos não podiam ver. Exatamente a mesma angústia que encontramos
nos que são judeus conscientes. Ele era um homem que se preocupava com a sociedade, um homem que se preocupava com a cultura, que se preocupava com a natureza, sobre os valores morais e sobre a construção e melhoria ao invés de destruir e degradar.
Ele era um homem que lutou por seu país, nas trincheiras e foi hospitalizado pelo seu país. Ele era um verdadeiro porta-voz do povo, para o povo, que tinha diligentemente trabalhado seu caminho a partir das bases. A partir de pequenas conversas estimulantes com seus companheiros operários em construção de sites, de conversações em casas de cerveja, os discursos em porões, em paços municipais.
5 /. Ele era um homem humilde, de uma origem humilde
Algum de nós consegue citar um atual político ocidental que possa afirmar isso nos dias de hoje? Não, hoje eles são todos criminosos, alimentados através do sistema penal kosher. Tudo construído sobre o ganho materialista e elogios. Todo o conteúdo com a besta que serve para seus interesses demoníacos e de auto-serviço. Suas ganância e arrogância não tem limites.
Hitler trabalhou na construção de sítios como operário por reclamar demais. Quantos desses sanguessugas, entenda-se políticos, você sabe possuir tal experiência? Ele também era um humilde artista de rua, mal tendo para sobreviver. Alguns dias, ele teve que decidir se queria usar seus magros rendimentos em um livro político ou para comer - ele optou pela primeira. Agora, é um ardor na política e uma unidade para a reforma social.

A humildade de um soldado
6 /. Ele trocou correspondência com Mahatma Gandhi
Isso por si só não sugere necessariamente que ele era uma boa pessoa. Porém, mais do que tudo, Gandhi e Hitler tinham um alinhamento em muitas questões. Ambos reconheceram a força do mal que enfrentavam e ambos estavam vindo de uma posição humanitária. O ponto de partida foi Gandhi não ter se correspondido com um assim chamado louco ditador do Mal, obcecado em querer matar os judeus e governar o mundo.
7 /. Ele era um homem de Deus
Hitler não era um ateu - apesar de que a máquina de propaganda judaica quer que nós acreditemos nisso. Ele muitas vezes fez referências a Deus e falou em termos de uma Divindade. Ele era alguém que podia claramente fazer a conexão entre a lei divina e as leis naturais. Ele foi espiritual e moralmente conduzido ao longo de toda a sua carreira política. Leia seu livro "Mein Kampf" para ver sua referência consistente com os valores cristãos.k
"Não toleramos ninguém em nossas fileiras
que ataque as idéias do Cristianismo.
Nosso movimento é Cristão!"
8 /. Ele implementou a reforma cultural e social
Ao longo da carreira política de Hitler, seu tema comum era sobre 'limpeza'. Ele tinha visto a sujeira que os judeus haviam criado e queria desesperadamente que a Alemanha revertesse essas tendências degradantes. Ele proibiu supermercados, porque ele queria que pequenas empresas locais prosperassem. Ele proibiu arte moderna degradante, como ele reconheceu o motivo dela. Ele proibiu a vivissecção (experimentação em animais), porque, em sua sabedoria, ele pôde ver o quão inútil e desnecessária ela era.
Ele incentivou as atividades dos jovens saudáveis ​​e programas sociais para aumentar o orgulho cultural e autoestima do indivíduo, tais como esportes e atividades recreativas. Ele encorajou os homens a serem homens e mulheres a serem femininas. Ele ajudou a trazer beleza, limpeza e orgulho de volta para o povo da Alemanha
9 /. Ele combateu a usura
Usura é a arma mais poderosa da elite demoníaca judaica entre todo o seu armamento de armas destrutivas. Mais poderosa do que seus venenos e até mesmo suas técnicas de controle mental. Porque é a sua utilização de juros compostos que lhes permite criar um estrangulamento em todos os setores e, portanto, todos os níveis da sociedade. Ninguém pode escapar da usura - todo mundo está infectado por ela.
Foi por isso que Hitler criou sua própria moeda independente, como um primeiro passo, quando ele chegou ao poder. E voilá! Foi por isso que a Alemanha foi capaz de voltar a ficar em pé e florescer como todas as nações deveriam. Hitler reconheceu a invenção judaica da usura como ilegal, ímpia e antinatural e como uma maldição talmúdica que paralisou cada nação hospedeira em que os judeus entravam, provocando definitivamente, a sua morte. Hitler libertou seu povo desta maldição.

Só para finalizar, uma frase de um "digno" quase centenário representante dos "vencedores da 2ª Guerra", que já está no seu sexto transplante cardíaco:

13 comentários:

  1. Oi FAB, tudo bem ou bastante confuso? :)

    Hitler fez um pacto com os renegados de Aldebaran para ter tecnologia e dominar o mundo. Quando se viu entalado, o que fez foi trocar a tecnologia extraterrestre com os aliados pela sua vida e viveu até ao fim dos seus dias na Argentina. Ele queria mesmo era dominar o mundo. Sionistas e nazistas são dois pólos de uma mesma essência - O domínio e a tirania. Só cai na armadilha quem não quer ver. Mas logo logo e para quem quiser ver, a verdade será revelada ao mundo. Entretanto sabemos quem foram os patrocinadores do nazismo e deixe que lhe diga que só a expressão dele aí nessas imagens já diz tudo.
    A lavagem cerebral aos alemães, funcionou em 95% deles. Foi quem colocou o que hoje se faz a nível global em prática. Depois queixamo-nos de que os Media são controlados, mas não só... as tv´s digitais já vêm com dispositivos para alterar as ondas cerebrais.
    Tudo bem que haja muita mentira, mas fazer de Hitler um santo... até dói.


    https://www.youtube.com/watch?v=_AouTKxV0nA


    Veja só a carta astral de Hitler. Ainda dizem que os Astros não influem nos seres humanos...

    http://www.megastrologia.com/2011/10/adolf-hitler.html

    Um grande abraço, amiguinho e cuidado com as esparrelas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Fada Mestra, bom dia e sempre bem vinda.

      Seus avisos desde sempre me foram de alta valia e não o deixarão de ser. Acompanho há muito suas aulas no seu blog e procuro me manter o máximo consciente com elas.

      O History Channel, há muito, não me demonstra muita confiabilidade. Penso que seus programas são bem tergiversadores, apesar da série "Alienígenas do Passado" ter vários méritos. Mas mantenho um pé atrás.

      Quanto à (verdadeira) Astrologia, eu respeito bastante. Triste é que há tantos charlatões, com mil digressões e algaravia, distorcendo os fatos aos seus bel prazeres e necessidades, solapando a credibilidade dessa ciência. Este trecho abaixo me causa espécie:

      " mas se levarmos em consideração o FATO de ele ter conseguido desarticular a poderosa comunidade judaica da Alemanha, seja expulsando, causando a fuga ou EXECUTANDO MILHÕES DE JUDEUS, que formavam uma espécie de elite que dominava bancos, indústrias e comércio e que tinha uma tradição já antiga naquele país, vemos que ele foi no mínimo ousado."

      Esse "fato" dele ter "executado milhões de judeus", até provas em contrário, ainda não passa de ladainha da propaganda sionista. Não me agradam essas adaptações forçadas com o status quo, visando ratificar e dar credibilidade ao que se quer defender.

      Nunca verei Hitler como um santo, menos ainda Churchill, Roosevelt, Ben Gurion, et caterva. Tento ao máximo me blindar das esparrelas.

      Abração.

      Excluir
    2. Foi falha minha não dizer para deixar para trás as opiniões do astrólogo, que como digo, sempre se baseiam no senso comum, mas para ver realmente a carta astrológica. Claro que os vencedores contam a sua história e a grande maioria engole. Mas e coloco este mas, quem se tramou não foi Hitler e sim todos nós.

      Quanto ao History Channel... quem segue o meu blogue e ouve testemunhos sérios, apenas pode fazer as suas deduções do que bateu ou não certo. Parecendo que não, os vídeos contêm imensa informação, especialmente os do Projeto Camelot. Nada como ouvir os testemunhos que vivem no país onde se estabeleceu o mal e até que colaboraram para aprisionar o ser humano sem o saber.

      Um grande abraço

      Excluir
    3. Já tivemos milénios e milénios, para saber que o fogo não se combate com o fogo.
      Um abraço

      Excluir
    4. Esse é o estilo reptiliano de ser e agir. Acautelemo-nos sempre.

      Abraço e grato.

      Excluir
  2. «Nunca verei Hitler como um santo, menos ainda Churchill, Roosevelt, Ben Gurion, et caterva. Tento ao máximo me blindar das esparrelas»

    Boas, estou completamente de acordo com esses dizeres. Hitler longe de ter sido um santo, nunca desejou eliminar os judeus. Na França eles eram mesmo protegidos por lei promulgada pelo Reich, é o Pr. Robert Faurisson que o afirma. Muitos chegaram mesmo a ser castigados por maltratarem judeus. A minha ideia é que Hitler sempre desejou libertar a Alemanha do jugo talmúdico e eliminar os banqueiros internacionais, é o fervoroso católico William Guy Carr que o afirma no seus livro "Pawns in the Game" e que ainda por cima combateu os alemães na 1ª e 2ª guerra mundial.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ouse afirmar essas verdades por aí e você, infelizmente, não durará muito.

      Triste e oprimido mundo!...
      Abraço.

      Excluir
  3. Caro FAB,

    Gostaria de fazer uma análise mais aprofundada, mais epistemológica, vamos aos fatos:
    Como o próprio Hitler disse, a proposta dele era cristã!
    Só com essa evidência mostro as razões do ocaso Nazista.
    Veja que cristo era judeu, e como tal desenvolveu uma sofisticada forma de controle gentio sem precisar por em risco a ocultação do plano judaico.
    Essa forma consistia em tornar os gentios mansos, perdoantes e cheios de compaixão, assim se garantia que os gentios tratariam bem os judeus mesmo se maltratados!
    Mais, garantia que a preservação do povo judeu seria feita pelos gentios, afinal esses já nascidos em pecado (segundo o próprio cristianismo), se absteriam de atacar até a causa das desgraças deles, afinal, a tal desgraça era "bem vinda" para pecadores (a mesma razão pela qual muitas mulheres gostam de apanhar, a culpa gera inclusive prazeres irracionais e incongruentes), era a punição/redenção da qual todo gentio sonha desde que acreditou em falácias cristãs.
    O tal cristo foi tão letal que cunhou a mais democrática frase que existe "somos todos iguais perante deus"!
    Com isso, os gentios passaram a aceitar até cagar para dentro, afinal seres em pecado podem ser comparados a excremento, afinal todos são iguais, mesmo desiguais, são entendidos iguais!
    Totalmente incoerente tal proposta igualitária gerou o conflito mental, a cisão ideológica dentro da lógica,
    Logo: "esgoto do corpo é igual vagina", e essa é a premissa supremacista do "omem". O "omem" "criação primeva de deus", origem inclusive da Fêmea, veio completo, tem em seu corpo todos os "sexos", o pênis e a "cugina", o esgoto corporal! Ou seja, até o esgoto do "omem" faz dele superior a uma mulher, visto que vaginas são substituíveis por um buraco de cagar!!
    Com isso, os judeus garantiram não só o gentio manso e protetor para o judeu, fez também o humano menosprezando e desrespeitando a única e verdadeira divindade (fonte da vida) para todo mamífero, a VAGINA!
    Tudo em nome do pai, em detrimento da Mãe, tudo em nome do pau e do cu em detrimento do detrito, e agora somos todos iguais a merda, visto que ânus é órgão sexual.
    Resumindo a bagaceira, se Hitler tivesse tido o bom senso de se desfazer do cristianismo, teria exterminado os judeus da mesma forma que o velho testamento, o talmud e todos os "provérbios" judeus rezam em relação ao gentio.
    Bastava Hitler ter seguido a toráh e a Alemanha teria mudado o mundo!!
    Mas preferiu seguir filosofia judia e deu no que deu!
    Judeus não são humanos e o maior erro da humanidade e de Hitler foi e é não entender isso, o preço está sendo a extermínio dos seres humanos e o florescer dos pederastas misóginos amantes fecais e judeus.
    Papinho de perdão, amor ao próximo e compaixão só é bom para "cristãos" afinal é assim que eles preparam o mundo para os judeus em nome de deus!
    Não façamos aos outros o que não queremos que nos façam, assim não permitamos que os que nos roubam, matam, estupram continuem a faze-lo, e a forma de evitar isso é eliminar a causa.
    A única forma de não ser roubado, sequestrado, estuprado e exterminado é ELIMINANDO OS GERADORES DESSAS MASELAS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Vapera.
      Como sempre, sem ter a sua rascância, coaduno com quase tudo o que diz, em especial sobre a imbecilidade bovina que tentam nos imputar de "dar a outra face".

      Eu penso que Hitler tinha o ideal de ser o maior estadista da História ao ser eleito em 1932. Muitos babacas pseudo intelectuais dizem que ele assim seria considerado se sua história terminasse em 1939 porque, "após o holocausto, tudo se inverteu".

      O que esses imbecis não querem aceitar é que Hitler só conseguiu reerguer a Alemanha da miséria, tornando-a uma superpotência, quando obliterou a usura judaica e tomou posse de cada meandro da vida alemã, determinando cada passo no caminho do crescimento. E os "seis milhões de judeus assassinados" cada vez mais se tornam insustentáveis pela exigência de provas forenses.

      Enfim, já escrevi em outro comentário: não considero Hitler um santo e, muito menos ainda, Churchill, Roosevelt, Ben Gurion, et caterva. Mas cada vez mais me convenço de que, não fosse a ganância sionista, o mundo não teria entrado na 2ª Guerra e que Hitler não foi seu causador.

      Eu me defendo ao máximo dessa tropa nefasta. Em especial, de alguns aqui na minha cidade.
      Abraço.

      Excluir
  4. Pela "coerência" de comentários aqui postados, percebo porque Churchil disse que preferir confrontar Hitler do que Ganghi. Ele sem dúvida foi o mais esperto. KKKKKKKK
    Felizmente que a Natureza sabe o que faz e nada é mais justo que o Universo! e a Mãe terra sabe quais os guerreiros que precisa... aqueles por conta própria e não autômatos ao serviço de um líder, que depois ao serem julgados dizem: Eu apenas segui ordens. Por isso que os que ficam a olhar para trás, não avançam para a frente, felizmente para a Natureza e para nós mulheres.

    Um abraço, querido FAB

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito me disse minha saudosa mãe: "Cada cabeça, uma sentença".

      E dizem que "gosto não se discute". Desgosto, menos ainda.
      Abração,

      Excluir
    2. Mahatma Gandhi... desculpe o erro
      ... É se os filhos dessem ouvidos às mães... :) não se desntendiam tanto.
      A Mãe está a tratar do assunto e é por estado vibratório... não há escapatória. :)) Trata-se de Física Quântica.
      Abração

      Excluir
    3. Realmente contagioso.
      Cuide-se!...

      Excluir