Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Quem acredita sempre alcança

Amigos e amigas.
Não que eu esteja perdendo as esperanças. Longe disto! Apenas que me causa um desalento ver uma tonelada de iniquidades, mentiras, corrupções, violências, etc, e nada acontecer nas atitudes do povinho. Posso listar algumas:


Resultado de imagem para Nayirah
Quanta pureza e honestidade, não?

- Quando George Bush (pai) mentiu descaradamente sobre Saddam Hussein, utilizando-se até de uma moça chamada "Nayirah" que discursou no congresso americano e no conselho de segurança da ONU, dizendo ter visto os soldados iraquianos invadirem um hospital e matarem dezenas de pessoas. Os soldados teriam também jogado recém-nascidos no chão gelado, deixando-os morrer de hipotermia. Essa moça foi desmascarada alguns anos depois: tratava-se da filha de Saud bin Nasir Al-Sabah, embaixador do Kwait nos EUA, e nunca esteve no Iraque. Mas essa mentira foi a pá de cal que fez o congresso dos EUA liberar a invasão ao Iraque. Alguém pagou por isso?

- Depois, Bush (filho) afirmou que havia armas de destruição em massa  lá. Após isso e mais um tanto, a ONU também sancionou a invasão ao Iraque e, a partir dali, dezenas de milhares de inocentes foram massacrados e o país está um caos até hoje. Em 2012, mais de 3200 cidadãos sofreram nessa guerra iniciada pelos Bushs. Mais de mil desses morreram. Alguém foi punido, além do povo iraquiano?


- O mesmo pode ser dito das atitudes do 'Grande Império' em muitos outros países (principalmente naqueles inimigos de israel) onde liberdade e autodeterminação são tolhidas na base de balas e bombas, junto com um silencioso 'sufocamento financeiro', compra das empresas nacionais e subversão de suas culturas, idealismo e patriotismo. A bola da vez nessa onda de hipocrisia e sordidez é a Síria. Quantos se revoltam e execram esses corruptores?


Bem à vontade com o kipá
- Tony Blair, o ex-premiê sionista britânico, foi tão descaradamente submisso e conivente com essas mentiras impostas pelos impérios estadunidense, talmúdico e sionista que os britânicos passaram a chamá-lo de Tony "B.liar" (mentiroso, intrujão, bandoleiro). Bela porcaria: ele não deixou de cumprir seus dois mandatos, além de manter sua influência na política britânica;

- O lambe-botas-sionistas Bill Clinton praticou 'ato indecoroso' com a judia Monica Lewinsky em pleno salão oval da Casa Branca, mentiu despudoradamente, dizendo em discurso que não havia feito isso para, depois, capitular e, cheio de chutzpah (cara de pau), pedir desculpas (igual ao rei espanhol Juan Carlos). Apesar disso e tantas outras excrescências, deixou a presidência com altos índices de popularidade, assim como o "ilibado" FHC por aqui, que vendeu o Brasil nas privatizações, deixando um rombo de mais de R$ 100 bilhões;



- Israel massacra os palestinos há décadas, priva-os do básico para viver, reduz seus espaços com assentamentos exclusivamente judaicos e outras do mesmo 'desnível'. Porém, a ONU e seus países-membros não conseguem barrar tais violências do estado judeu e do seu fiel pit bull estadunidense. Nem mesmo conseguem fazer Israel acatar algumas das centenas de resoluções contra ele. Basta os EUA e um Tuvalu da vida votarem contra e israel deita e rola, ileso. E a maioria da humanidade continua achando que falar qualquer coisa contra israel (mesmo suas gritantes covardias) é "coisa de nazista";

- No quesito 'violência', grassa pelo mundo um tsunami de assassinatos, estupros, latrocínios,... Países de 1º mundo não estão a salvo: Noruega, Finlândia, Suécia, França, Alemanha, etc, passam por todos esses crescentes apuros devido à imigração criminosa em massa patrocinada pelos grandes parasitas. No Brasil, a 'moda' é adolescentes delinquentes, ladrões, assassinos e estupradores, cientes de que não serão julgados e punidos pela insípida e, não raro, iníqua justiça brasileira. E o povinho moralmente anestesiado se horroriza, mas não demonstra nenhuma capacidade cognitiva e união para contra-atacar;

- Já os subsídios aos políticos (incluindo seus "N" benefícios, como verba de gabinete, auxílios gasolina, transporte, alimentação, jornais e revistas, etc) são um acinte! Eles recebem demais para produzir de menos (senadores e deputados federais custam, cada um, dezenas de milhões anualmente ao Tesouro Público. Confira no vídeo abaixo). Isso porque grande parte de sua função é desviada para a aprovação de leis adequadas aos financiadores de suas campanhas. E aumentam desavergonhadamente seus vencimentos. Lembremos o caso do vice-prefeito de São José dos Campos, cujo subsídio foi 'reajustado' em mais de 103%, ultrapassando o do prefeito. Reações? Mínimas. Em tempo: e esse circo de horrores patético patrocinado pelo risível Eduardo Cunha e o caquético Hélio Bicudo, chamado "impeachment da Dilma"? Em pouco tempo, ele se mostrará a vergonha que é e, como sempre, seremos motivo de desprezo e escarnecimento mundiais.


Só esses poucos exemplos dão uma ideia do oceano de podridões do status quo mundial, no qual apenas os corruptores, os parasitas e seus fiéis vermes se dão bem, garantindo um 'lugar ao sol' sem produzir nada de útil, só fomentando guerras, desavenças e desunião para o povinho não adquirir capacidade de se conscientizar, se rebelar, romper seus grilhões (em todos os sentidos), expurgar tais seres odiosos e evoluir.

A alienação e o comodismo do povinho, cevados a peso de ouro por esses amaldiçoados, anestesiam as massas, fazendo-as "aceitar" bovinamente tantas e tais iniquidades com frases do tipo: "Ah, mas Deus sabe o que faz"; ou "Fazer o quê, né? É assim mesmo"; ou ainda "Tá ruim, mas tá bom!" Ver essa massa de desvalidos, desdentados, humilhados, ofendidos e esquecidos aumentar cada vez mais, se sujeitando a toda sorte de migalhas, assistências e 'ajudas' de governos e congressos vendidos, corporativistas e inoperantes é que me desalenta. O abismo entre as classes só aumenta e a exasperação se acumula. Esta represa poderá ruir a qualquer momento e muitos inocentes serão destruídos pela enxurrada.



Vida própria? Só em sonhos.
Mas, apesar de notícias miseráveis como esta, preciso constantemente crer que haverá mudanças nas atitudes do povinho; que este vencerá a letargia que as mídias tentam incrustar em suas mentes, passando a ser mais contestador, ativo e producente; que ele passará a rechaçar os assédios odiosos de candidatos políticos, não vendendo seu voto e escolhendo conscientemente seus representantes (e os cobrará sempre); que ele protegerá sua família, seus entes queridos (especialmente as crianças e adolescentes), doutrinando-os a serem dignos e independentes. Ou desistirei de vez da humanidade.

Estou certo de que, se minhas esperanças citadas ocorrerem, começaremos a dissipar boa parte da névoa que obscurece nossa vida e, rapidamente, melhoraremos em todos os sentidos. Passividade bovina é doença. Eu prosseguirei teimosamente contestando, questionando, alertando, procurando a verdade dos fatos em qualquer assunto. E o mais importante: compartilhando-a.
FAB29