Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 22 de abril de 2016

Explicações?

Amigos e amigas.
Após um verão 2015/16  razoavelmente chuvoso, eis que retornamos à seca logo no início do outono. Neste seu primeiro mês, o sul do país continua recebendo muita chuva e o sudeste e o centro-oeste padecem com uma carência de chuvas estranhíssima, no mínimo, além de temperaturas totalmente atípicas. Compilei algumas explicações de "especialistas" para tais fenômenos reaparecerem, após três anos em que uma sequência criminosa de fatores secou o Cantareira. Adivinham o principal motivo? Claro: o El Niño! Mas há vários contorcionismos e informações. Confiram:

Interessante: sempre afeta preferencialmente o sudeste do país
- O canal Climatempo afirmou em 13/04/2016: "Após a chuva volumosa de janeiro sobre o Sudeste, o Nordeste, parte do Norte, do Centro-Oeste e do Sul do Brasil, quando houve a formação de uma Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), a circulação de ventos e o padrão de pressão característicos do El Niño voltaram a predominar sobre o Brasil (...) Um dos efeitos mais importantes foi o de aumentar a atuação sobre o Brasil do sistema ASAS - alta pressão atmosférica do Atlântico Sul. Outro efeito é o de causar bloqueios atmosféricos alterando o caminho das frentes frias e do ar polar associado à elas.
Todo o sistema de alta pressão reduz a umidade do ar e consequentemente a nebulosidade e as condições para chuva. (...) O El Niño antecipou o inicio da estiagem do outono/inverno especialmente no Sudeste, no Centro-Oeste, mas também na Bahia e até no norte do Paraná."

- No site Infoclima, de 24/03/2016, é dito: "Em meados de janeiro, os padrões de circulação atmosférica passaram a ser influenciados por condições de bloqueio e oscilações atmosféricas intrassazonais que contribuíram para a formação de um longo episódio de Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS). Entre o final de fevereiro e meados de março, também se configuraram episódios mais fracos de ZCAS. A formação destes sistemas, em conjunto com a atuação de vórtices ciclônicos em altos níveis da atmosfera, resultou no aumento dos totais pluviométricos em parte das Regiões Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil"

La Niña e sua "língua fria"
- Neste site: "No entanto, em outras áreas, como no sudeste brasileiro, o El Niño tem se mostrado até benéfico, uma vez que aumentou a quantidade de chuvas". E também falam sobre "La Niña": "Sob o fenômeno La Niña, as frentes frias que costumam ficar “estacionadas” no sul do Brasil, no inverno, passam a se deslocar com mais rapidez. O sudeste apresenta então, temperaturas mais baixas que o normal e as frentes frias chegam até o centro-oeste, o nordeste e o norte do país, o que acarreta em uma quantidade maior e mais distribuída de chuvas por todo o território nacional"

- O jornal EPTV Campinas, na sua edição de 19/04/2016, explicou que a origem do calorão e da estiagem trata-se também de um "jato subtropical, uma corrente de vento que ajuda a formar um 'paredão' que bloqueia a passagem das nuvens".

E, neste link, há uma longa e interessante explanação sobre o assunto. Enfim, nesse "Samba do Crioulo Doido" climático, a tônica que há tempos grassa por aí se mantém: fala-se um monte sem se dizer muita coisa coerente entre as fontes informativas. Além de digressionarem a respeito da guerra climática que há muitas décadas é travada pelo mundo, classificando-a como mais uma pífia "teoria da conspiração". Nesta toada, a população mundial aceita mansamente os desmandos dos supremacistas que fazem do trabalho da humanidade seu repasto, além de crer que é tudo "obra de Deus"; "Deus sabe o que faz"; "Fazer o quê, né?"

Amém, né?!...
FAB29

Adendos: Os terroristas são hipócritas no último:
http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/estado/2016/10/24/concentracao-de-gases-atinge-recorde-e-onu-anuncia-nova-era-climatica.htm

Mas não explicam decentemente coisas assim, próximas do verão tropical:
https://noticias.terra.com.br/climatempo/frio-perto-de-zero-grau-no-sul,e278e5ff2f73df06941a1603f0b1932b62ex66e6.html

Muito menos estas incoerências (outubro/2016):
http://viagem.uol.com.br/noticias/2016/10/22/vai-para-o-hemisferio-norte-no-inverno-saiba-se-vestir-para-nao-congelar.htm

Adendo 1- As fotos abaixo (mesmo com meu celular pré-histórico) comprovam mais uma vez os efeitos dos rastros químicos nas nuvens. Eles ficaram três semanas sem aparecer e, ao darem as caras novamente, as "nuvens de algodão" das primeiras fotos voltaram a dividir o céu com a névoa química (E hoje, 21/06/2016, das 6:45 h até as 8:00 h, vi 10 [DEZ!] rastros químicos):

Rastro químico - Norte/Sul
23/04/16
Rastro químico - Norte/Sul
Continuação - 23/04/16
Efeito do rastro químico
Nuvens ao Sul - 24/04/16
Adendo 2 - Basta um grafiquinho de merda da NASA e a 'verdade' está explicada:
http://g1.globo.com/natureza/noticia/mes-passado-foi-o-setembro-mais-quente-em-136-anos-diz-a-nasa.ghtml

Adendo 3 - Mais um artigo científico mostrando o inverso do pífio aquecimento global e do patético aumento dos oceanos:

8 comentários:

  1. Grande FAB,

    Vou me limitar a descrever fenômenos físicos e com esse material todos poderão analisar e estudar as procedências das propostas retardadas dos seguidores de agendas de aquecimento global.

    O ar e todas as misturas gasosas e todos os gases individualmente são expansíveis, sendo que alguns são menos e outros mais, o nitrogênio que é mais ou menos uns quase 80% na baixa atmosfera é pouco expansível, e o ar prioritariamente nitrogenado (78% N, 21% O, e o resto gases diversos inclusive o "famigerado" CO2) tem um gradiente térmico (capacidade de reter e transmitir calor) de 2 graus a cada 300 metros verticais, ao passo que a água diluida na baixa atmosfera é condutor térmico por excelência, é ela que trasnmite o calor do ar, o ar como mostrei não transmite calor quase nenhum, em lugar seco, na sombra é sempre frio e no sol é calor, esse adquirido por irradiação fotônica direta, ao passo que lugar úmido na sombra é quente, pois a umidade transmite o calor.

    Quando a atmosfera aquece, ela expande e reduz a temperatura do todo, visto que temperatura é diretemante proporcional a massa e inversamente proporcional ao volume.
    E na alta atmosfera onde o calor não chega, tudo é brutalmente gelado, só para entender, em uma razão de 2 graus por 300 metros, cada mil metros reduz a temperatura em 6 graus (um pouco mais), logo onde aviões comerciais voam (entre 25 mil pés e 33 mil pés) a temperatura sempre está a menos de 30 negativos no mínimo.
    Aquelas pequenas aletas nas asas de aviões não são peças de auxílio de voô, são aletas de aquecimento, pois de outra forma as asas congelariam e acumulariam gelo e...
    Se um avião se espatifar no ar como no filme lost, todos morrem instantaneamente congelados.

    Acima de 10 mil metros em um RJ com 40 graus no verão, a temperatura é de 40 - 60 (6graus por mil metros vezes 10) = -20 graus!

    Todo ar quente sobre, são chamadas correntes convectivas e em média a subida em um planador ou asa delat é de mais de 10 metros verticais a cada 100 metros horisontais, não foram raras as mortes por congelamento antes da asfixia, sobretudo porque uma forte térmica não permite que uma asa ou planador sem motor saia da "rosca sem fim" (O ar sobe em parafuso visto que a resistência do ar acima denso e frio faz com que a corrente de alta de pressão quente se desvie na subida), ou seja, a asa vai subir até enfraquecer a corrente e isso pode ser a mais de 6 mil metros (no exemplo veranesco acima, isso daria uns 0 graus, o choque térmico é brutal com uma queda de temperatura de 40 graus em menos de 5 mil).

    O ar quente sobe, pois quente é expandido, leve, e o frio cai, pois é mais pesado contraido.
    A água lá em cima é gelo puro.
    Só para entender uma cumulus nimbus (forma-se por uma brutal corrente convectiva) de desenvolvimento vertical severo tem dentro dela pipocando como naquelas máquinas de pipoca que tem um vidro com pipocas dentro sopradas para cima bolas de gelo do tamanho de bolas de basquete e se um avião tentar passar dentro vai bater em um muro móvel de gelo puro, ele vira patê!

    Continua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo.
      Por isso tudo é que todos os especialistas sérios afirmam que são os oceanos os maiores reguladores da temperatura terrestre.

      Quanto ao ar sempre gelado da mais alta camada da atmosfera, é ele o alvo das antenas do HAARP, sendo aquecido e causando tanta turbulência na superfície terrestre.

      Quanto ao resto das explicações, muito grato.

      Excluir
    2. Caro Amigo FAB,

      O alvo do haarp precisa de material adequado a ressonância, e isso os chemtrails fazem com seus metais visto que metal rebate as ondas esquentando o ar frio, pois assim como água metal é condutor térmico.
      Mas o objetivo final é cozer e coser os humanos, com o escudo metálico dos chemtrails estamos em um forno de micro ondas!
      Só que metal também esfria brutalemnte rápido, como disse ele é condutor térmico, e por estar lá em cima ele estará irradiando para fora da terra o calor que é dela, algo que não existe naturalmente, a perda térmica será acelerada demais, depois de cozidos os seres humanos serão escaldados em água fria!
      Primeiro o holocausto, sacrifício de fogo e depois o cozimento dos codornizes, afinal a deus é agradável o cheiro e aspecto de carne queimada!
      Se as pessoas em vez de viverem como merdas edonistas estudassem um pouco, entenderiam que acabou, e não porque deus quer, mas por que são estúpidos!

      Excluir
    3. Tais detalhes técnicos, meu amigo, eu realmente estou apenas razoavelmente a par, mas consciente. Talvez só o suficiente para me indignar e questionar sem descanso, mas já é um bom começo.

      Já que não sou hedonista, narcisista, comodista, talmudista ou qualquer "vagabundista" dessa estirpe, estou sempre ligado e aberto a aprender o mais e melhor possível.
      Abraço.

      Excluir
  2. A ágau é indilatável e imcomprimível, o que dilata na água quente é o oxigênio dissolvido, o mesmo que os peixes respiram.
    Assim, as correntes marítimas termícas, de ressurgências, são geradas onde a água tem mais gas diluido (e mais calor) e migram para onde a água é pobre em oxigênio.
    É importante entender que o frio favorece a permanência dos gases diluidos eo calor elimina os gases da água.
    O que produz gases são os movimentos violentos da água, assim salmões que precisam de muito ar gostam de rios frios e de águas brancas.
    As agitações são os oxigenantes das águas.
    Os movimentos da atmosfera de contração e expansão são idênticos aos de uma geladeira, roubam a umidade através da condensação, retirando o calor que está na água e o ar encolhe, e quando abrimos a geladeira ele foge e entra ar quente cheio de água, por isso que abrir geladeira gera gelo dentro.
    Na atmosfera isso não acontece, pois ela não vasa calor ou ar, logo depois da expansão por aquecimento SEMPRE vem o frio, assim podemos afirmar que haverá muito em breve uma "era glacial" e todos estupidamente serão pegos de calças curtas em mangas de camisa, serão mortos de frio poupando as agendas globais de diminuição de população.

    Fumaças de aviões nas alturas não existem, pois hidrocarbonetos querosênicos geram água e CO2 e lá em cima vira gelo instantaneamente, logo trilhas de fumaça a alta altitude não é combustível é algo oleolo, pois só óleos conseguem resistir ao frio relativamente incólumes.
    E se não são queima de combustível, são o que?


    Conseguimos perceber que tudo o que é dito sobre aquecimento global é tolice?
    E tem como único objetivo o congelamento da população.
    E o controle alimentar e logístico.

    Saber todas as ciências é fundamental, entender as lógicas multidisciplinares é o que nos salvará.
    Entenda o mundo, entenda a epistemologia do todo, e não haverá como ser subjugado!
    Saber poesia, saber cultura, saber escrever não gera proteção, mas saber ciência é a base da sobrevivência!
    Não por acaso, as ciências são divididas, para quem ninguém entenda o bojo e é gerando ignorância que se conquista!
    A religião é a base de toda ignorância.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A segunda etapa da aula foi tão aprazível quanto a primeira, prezado professor. De fato, quando Aristóteles dividiu o aprendizado em matérias (Ciências, Geografia, História, etc), começaram a aparecer os sofistas (chamados também de "Especialistas do Mindinho do Pé Esquerdo"), cuja babaquice, Sócrates, que preconizava a humildade do "Só sei que nada sei", humilhava.

      Foi quando começaram a surgir os polímatas, como Tagore, Da Vinci, Goethe (os "Malucos Beleza", nos quais você se encaixa e eu gostaria disso), verdadeiras bênçãos à humanidade. Fazer bom uso de tais capacidades é um fardo imenso, principalmente estando cercado de oligofrênicos.

      Abraço.

      Excluir
    2. Não Grande FAB, acredite em mim, não há nada de aprazível!
      Melhor seria eu não ter que fazer essa análise, se estou fazendo é porque sei que fudeu tudo!
      Preferia estar ensinando a todos a construirem coisas úteis, plantar com métodos inovadores!
      Essa é minha profissão inventar solução!
      Ter que descrever a solução de alienígenas para exterminar nossa espécie me é sobremaneira desagradável!
      E tendo muito poucos que entendem (ou achas que seu comportamento é regra? Com certeza sei que não!) e pior, tendo que aturar até cérebros de ervilha despeitados achando que são eruditos e cultos!
      É phoda!

      Excluir
    3. Grande amigo.
      A aprazibilidade advém do aprendizado, da clarificação, do acréscimo, do desenvolvimento cognitivo. Coisas que precisam ser exercitadas em todos os níveis a todo momento.

      Apesar de nossos papos às vezes descambarem para uma rascância derivada da exasperação por tanta podridão que vemos, o que relacionei acima é uma constante.

      Todos são capazes de aprender; o que cada um faz com o que aprendeu depende sumamente de sua idiossincrasia baseada em sua escala de valores. Muitos que recebem um limão fazem uma limonada ou uma caipirinha. Eu prefiro espremê-lo e bebê-lo puro.

      Por favor, nunca se furte em destilar suas capacidades "solucionáticas" por aqui. Será sempre bem vindo.
      Abraço.

      Excluir