Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


quarta-feira, 29 de junho de 2016

E você ainda não acredita?!

Amigos e amigas.
Segue abaixo mais um claro exemplo da regra (que os sionistas tentam burlescamente chamar de "exceção") usada pelos líderes talmudistas com relação aos não-judeus. As declarações "consternadas" do Foxman (condenando as palavras "odiosas" do rabino) são tão bizarramente falsas que até mesmo um débil mental filo-sionista não conseguiria segurar um laivo de vergonha. Basta olhar o tratamento brutal, covarde e verdadeiramente odioso dispensado aos palestinos.

A maior prova de que essas declarações de Yosef publicadas no jornal israelense Haaretz não são exceções está neste post. Por enquanto, fiquem com esta fresquíssima nova pancada talmudista nos otários cristãos et caterva. Sobre essa declaração, veja um pouquinho mais AQUI.
FAB29

Pensar que este adorável ser viveu 93 anos...
Rabino Ovadia Yosef disse no sermão de sábado que "Goyim [não-judeus] não têm lugar no mundo - exceto para servir o povo de Israel'“; chefe da ADL chamou as palavras de Yosef 'cheias de ódio' e 'divisionistas'.

O Anti-Defamation League na terça-feira condenou os comentários sobre os não-judeus feitos neste fim de semana passado pelo líder espiritual do Shas, rabino Ovadia Yosef.

Em um sermão dado no sábado sobre as leis a respeito do que não-judeus estão autorizados a fazer no Shabat [coisas de que os judeus estão proibidos], Yosef disse: "Os goyim [não-judeus] nasceram apenas para nos servir. Sem isso, eles não têm nenhum lugar no mundo - apenas para servir o povo de Israel".

"Por que os gentios são necessários? Eles vão trabalhar, eles vão arar, eles vão colher. Vamos sentar-nos como um effendi  [nobre] e comer."

De acordo com Yosef, a morte "não tem domínio" sobre os não-judeus em Israel.

"Com gentios, será como qualquer pessoa - Eles precisam morrer, mas [Deus] lhes dará longevidade. Por quê? Imagine um burro que iria morrer; eles perderiam o seu dinheiro. Este é seu servo ... É por isso que ele recebe uma vida longa: para trabalhar bem para esse judeu".

Na terça-feira, a ADL, disse que os comentários de Yosef contribuíram "para uma atmosfera de ódio e uma tendência global de intolerância."

"É perturbador ver qualquer líder religioso, e, particularmente, o rabino Ovadia Yosef, usar seu pódio para pregar tais idéias odiosas e divisivas", disse o chefe da ADL Abraham H. Foxman.

"Em um mundo onde a intolerância e o preconceito são predominantes, é especialmente importante para os líderes religiosos para usar sua influência para ensinar o respeito e aceitação." ele continuou.

Em agosto, Yosef provocou polêmica quando ele falou para o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, "ser exterminado deste mundo" e disse que os palestinos eram "maldosos, amargos inimigos de Israel."

...e, quando morreu, quem o adorava foi ao seu enterro.

10 comentários:

  1. Salve camarada!

    Em dois tópicos relacionados abaixo é interessante ver os paradoxos, desculpas sem consistência alguma e até cara de pau para defender o rabino e de certa maneira a relação fraternal entre a ortodoxia judaica e o sionismo:

    https://nazismo-verdades-e-mentiras.blogspot.com.br/2013/10/o-extremismo-judeu-por-david-duke.html

    https://nazismo-verdades-e-mentiras.blogspot.com.br/2014/03/judeus-uma-comunidade-religiosa-um-povo.html

    Reconheço que existem judeus eruditos que realmente têm uma postura em última instâmcioa inclinada a ser benévola, mas ao meu ver são cada vez mais raros pois para isso é necessário romper com os escritos judaicos tradicionais, Torah e Talmud que os colocam como povo eleito incondicionalmente, ou seja, mesmo sem méritos para tal posição, e tais judeus cientes das tradições ancestrais judaicas que as contestem tem como base a cabala, que é uma válvula de escape ao messianismo judaico por ter origens não judaicas, mas esses nobres eruditos são raros pois não encontram ambiente no seio do "povo eleito" e exílio ou morte os esperam se desafiam os rabinos supremacistas... mas pedir tal compreensão para a massa é crueldade...

    Agora é rir com os filo-judeus que em vez de romperem com o Ovadia Yosef preferem dar desculpas para o justificar como fizeram nos tópicos acima fornecidos... até o Foxman pelo menos da boca para fora reprovou a celebridade ortodoxa... que já foi tarde...

    Saudações!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a pura covardia que permeia todos os níveis do filo-sionismo, como foi muito bem elencado no seu belo post nº 2 do Israel Shamir, meu caro Tannhauser. Aqueles baba-ovos, mais os aspones que tanto grassaram por nossos blogs, são desprezíveis.

      Abraço.

      Excluir
    2. Caro Tannhauser, É um erro entender que existe judeu bom, e para provar isso vou mostrar o que é um judeu bom.

      "É perturbador ver qualquer líder religioso, e, particularmente, o rabino Ovadia Yosef, usar seu pódio para pregar tais idéias odiosas e divisivas", disse o chefe da ADL Abraham H. Foxman.

      Se observares a retórica desse "bonzinho" judeu, vais ver que a agenda é de alegação de "genero", é divulgar (com o apoio dos gentios que acham esses lixos menos perigosos) aos quatro ventos que o negócio é a união e a miscigenação ad nausea!
      Ou seaj, através da retórica cínica de bonzinho, esse lixo apenas invoca a mais macabra agenda, que é bilhões de vezes mais letal do que a retórica sincera desse lixo rabinado! A retórica da destruição das raças e das fronteiras, a agenda de assimilação e miscigenação que garante o poder da espécie judia mais forte, a diasporização e infiltração fácil para o desmantelamento do tecido social gentio.
      Essa agenda "boazinha" é a mesma que garante a europa como está, nas patas de agendas "imigrantes", tadinhescas, inclusiva do alienígena, tudo em nome das filosofias dos "bons" judeus!
      Pergunto :qual a benevolência dos judeus, a que garante a cizânia entre todos os gentios mas garante os judeus "legais" gritando aos quatro ventos, e com apoio dos gentios, enquanto vai se encolhendo a Terra dos gentios???

      Excluir
  2. Judeus, essas pobres vítimas ...
    https://www.youtube.com/watch?v=kSxuop16GUI

    Pobres, pobres ...
    https://marycarmelnews.files.wordpress.com/2015/07/quote-most-jews-do-not-like-to-admit-it-but-our-god-is-lucifer-and-we-are-his-chosen-people-harold-wallace-rosenthal-117-1-0194.jpg

    Pobres ...
    http://antimatrix.org/Convert/Books/Rabbi_Abe_Finkelstein_Interview/img/Who_are_the_Jews.jpg

    Pobres ...
    http://2.bp.blogspot.com/-kH5znLQIqbA/VApBqtx5w7I/AAAAAAAAIzg/B4vlSlHsxg8/s1600/Goldstein.jpg

    Tudo culpa desse malvado livro do "Talmud", digo, "Mein Kampf."

    Quem veio primeiro: o ovo ou a galinha?

    ResponderExcluir
  3. A estratégia dos EUA e Israel para usurpar os aquíferos da América do Sul.

    Enquanto a Olimpíada do Rio de Janeiro é monitorada pela empresa israelense ISGS egerenciada por um membro do Mossad para “prevenir ataque terrorista no Brasil”, meios corporativos e think tanks sionistas continuam propagando a mentira sobre a presença do Irã e Hezbollah na Tríplice Fronteira. O objetivo real é a usurpação do aquífero Guaraní. A propaganda inclui culpar o Irã pela morte do promotor Nisman e justificar um ataque militar contra os persas.

    Israel prepara intervenção na América do Sul sob o pretexto do “narco-terrorismo.”

    A Secure Free Society (SFS), criada por Alejandro Chafuen, membro do ‘Atlas Network‘, é uma das organizações de desestabilização e promoção de golpes de estado que divulga estas mentiras na internet. A estratégia é constituída em três pontos principais:

    - Culpar o Irã pela morte do promotor Nisman (agente duplo da CIA e Mossad israelense);
    - Culpar o Irã e Hezbollah pelo ataque à AMIA e a Embaixada de Israel em Buenos Aires;
    - Inventar a presença iraniana e do Hezbollah na Tríplice Fronteira;

    Outro divulgador sionista destas mentiras fabricadas pela CIA e Mossad é Joseph M. Humire, o diretor da ‘Secure Free Society’.

    Primeiro Israel acusou o Líbano pelos atentados em Buenos Aires, depois mudou a versão e acusou a Síria. Agora mudam o discurso pela terceira vez e querem culpar o Irã.

    Bomba! Surge documento comprovando a conspiração entre Israel e Carlos Menem para culpar o Irã pelo atentado à AMIA.

    Organizações sionistas na Argentina querem culpar o Irã pelo atentado à AMIA para ocultar o envolvimento de Israel.

    Através do regime Macri o sionismo quer começar um novo conflito com o Irã.

    O acobertamento no atentado à Embaixada de Israel na Argentina continua.

    Nota-se que todos os países acusados por Israel e EUA de “patrocinar o terrorismo” são os que possuem recursos (petróleo, gás) e acabam sendo invadidos e destruídos. A lista mais recente de países agredidos pelo eixo sionista: Iraque, Líbia, Afeganistão, Líbano, Síria e Sudão. Agora querem atacar o Irã, confirmando a declaração do General dos EUA, Wesley Clark, “atacar sete países em cinco anos“.

    ~ continua ~

    ResponderExcluir
  4. ~ continuação final ~

    Infiltração terrorista na Tríplice Fronteira pela CIA e Mossad.

    Por trás dos protestos no Brasil estão os think tanks norteamericanos, diz especialista.

    Rússia coloca fundações de George Soros na lista de ‘indesejáveis’.

    O que a Globo, Wall Street Journal, BBC, CNN e demais meios sionistas ocidentais não informam é que o Hezbollah, Irã, Rússia e a Síria são os únicos que combatem os mercenários terroristas do ISIS, Al-Qaeda, Al-Nusra, Free Syrian Army (FSA) e outros grupos “rebeldes” na Síria. Todos estes grupos terroristas são armados, financiados e treinados pela CIA, Mossad israelense, sauditas (Wahhabismo/Takfiri), turcos, OTAN e empresas de mercenários como Academi (ex-Black Water). O próprio The New York Times revela que quem arma os terroristas na Síria é a CIA. Onde está escrito “rebeldes”, leia-se terroristas.

    Inteligência militar israelense: Não queremos a derrota do ISIS na Síria.

    Hezbollah captura a vários agentes da inteligência dos EUA e França junto aos terroristas em Alepo.

    Síria confisca munições israelenses em carregamento de “ajuda humanitária” para o ISIS.

    Enquanto inventam o “terrorismo islâmico” na Tríplice Fronteira, nada divulgam sobre os militares israelenses disfarçados de “mochileiros” que estão há anos cartografando e mapeando os recursos da Patagônia argentina/chilena. (Plano Andínia, conhecem? Não?! Por quê não?!)

    Tel Aviv quer comprar terras do Iraque e criar um “Grande Israel”.

    Campanha Sionista por um “Grande Israel” no Metrô de Boston.

    América do Sul, a próxima vítima.

    Um atentado terrorista durante a Olimpíada no Rio de Janeiro é possível e justificaria que o governo fantoche brasileiro aceite a presença de militares de Israel e EUA na região da Tríplice Fronteira. Quando ocorreu o atentado no aeroporto de Bruxelas, a empresa que cuidava da segurança era a israelense ICTS cujos membros pertencem ao Shin Bet. O supervisor-chefe era ninguém menos que Menachem J. Atzmon, ligado ao partido Likud do sociopata Benjamin Netanyahu. A empresa que cuida da “segurança” da Olimpíada no Rio também é israelense, para completar o gerente de tudo é um agente do Mossad. Acaso a capa da revista The Economist de 2016 anunciou um atentado terrorista de falsa bandeira durante a Olimpíada no Rio?

    Mauricio Macri e Obama acabam de formalizar há poucas semanas o recebimento por parte da Argentina de 3 mil “refugiados sírios”. O interessante é que esta transferência não foi feita entre o presidente sírio Bashar al-Assad e Macri, mas por Obama e Macri e quem agradece são os EUA. Portanto, tudo indica que não se trata de refugiados, mas de mercenários terroristas com um destino traçado: infiltrar-se na Tríplice Fronteira, aliar-se com facções criminosas, começar a perpetrar atentados e assim justificar uma intervenção sionista de Israel e EUA na região do aquífero Guaraní.

    Seguindo o lema do Mossad israelense “através do engano farás a guerra“, usarão estes terroristas que estavam na Síria e Iraque, como ferramenta de promoção do terrorismo na Tríplice Fronteira. Na mídia, vão dizer ao público que são “terroristas do Hezbollah e Irã”. Precisam convencer a população argentina e brasileira de que Israel e EUA devem intervir para “combater o narcoterrorismo”.

    O maçom sionista Michel Temer foi colocado no poder através de um golpe de Estado para dar o respaldo a toda esta operação e faz dupla conspirativa e traidora com Mauricio Macri, que aceitou duas bases militares dos EUA na Argentina, uma em Ushuaia e outra em Misiones, justamente na região do aquífero Guaraní.

    O esquema envolve a mídia internacional e local, Maçonaria, lobbies sionistas, ONG’s, think tanks, políticos corruptos e governos fantoches.

    Leitura completo: http://noticia-final.blogspot.com.br/2016/06/a-estrategia-dos-eua-e-israel-para.html

    "Os EUA não pediram isso. Israel não pediu isso."
    https://www.youtube.com/watch?v=3NEUv4BpkMs

    Paulo Henrique Amorim: A Globo na Linha de Frente dos Golpes contra o Brasil:
    https://www.youtube.com/watch?v=c7lAyreVaeY

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Cobalto, creio que seu equívoco foi dizer que é provável um "ataque terrorista" em tempos olímpicos!
      VAI haver o ataque, isso é fato, só não sabemos em qual período dos jogos diaspóricos da judiaria europeia.
      Outro "equívoco" foi dizer que os eua estão metidos nisso, os EUA são puro e simplesmente bucha de canhão, da mesma forma que todos os coadjuvantes do jogo judeu, o resto do mundo.

      Vale lembrar que agentes do mossad invadem a patagônia colocam fogo nos parques para garantir o fechamento dos parques e a construção de sabe se lá o que nesses parques e claro, a compra de monitoramentos de fogo made in israel, vide equipamento comprado pela lixeira coordenadora dos jogos na fossa brasilis.
      Temos que construir estilingues com diversas bitolas, diversos elásticos, e mais, letais e de repetição, pois é a única forma de eliminarmos os excrementos que estão judaicamente fechando as portas das cidades para acenderem as piras citadinas!
      Estamos em guerra contra uma outra espécie que só é vista como gente graças a deus, o verme imundo que construiu esses excrementos!

      Excluir
    2. Será mera coincidência que o iutube se recusa a colocar som no vídeo https://www.youtube.com/watch?v=c7lAyreVaeY do Henrique Amorim?

      Excluir
    3. Seria a "Crônica do atentado anunciado"?

      Quanto ao iutubi, o que esperar dessa bela porcaria, cujo potencial e utilidade são ilimitados, mas o uso é direcionado?

      Excluir
    4. Caro FAB,
      Creio que é a crônica do engessamento total da senzala!
      O iutube é exatamente o que disses!
      Mas o interessante é que enquanto esses lixos direcionam as pesquisas no modelo googleriano, eles garantem para eles uma videoteca que ensina tudo sobre tudo!
      Eles roubam o know-how dos carentes por "likes" e ficam de bonzinho porque deixam a galera postar "livremente"!
      O preço?
      O preço disso é "barato", é só o mundo inteiro como prometido em deuteronômio.

      O poveco estúpido está finalmente ganhando o virtual reino dos céus, tão cantado em prosas, ele começa no gmail e termina nas entranhas binárias!
      Finalmente o povo terá a paga por sua inabalável e obediente fé, ganharão todos um mundo virtual onde podem viver em paz ao lado do senhor!
      Que vão com deus!!!

      Excluir