Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 22 de julho de 2016

DATAFAKE!!

Glenn Greenwald

Amigos e amigas.
Não sou nenhum fã de Winston Churchill (como podem ver AQUI), mas que ele tinha uma grande capacidade intelectual e visão dos fatos, sem dúvidas (moralidade é outra história). Uma de suas grandes frases é esta: "Existem três tipos de mentiras: as mentiras em si, as mentiras sujas e as estatísticas".

No artigo abaixo, vemos a prova de como isso é uma verdade absoluta! Trata-se de uma traulitada na moral (inexistente) do DATAFOLHA, aplicada pelo jornalista ESTADUNIDENSE (já que por aqui, todos os que são do mesmo naipe dele não tem voz ativa e abrangência) Glenn Greenwald. Simplesmente leiam e, espero que como eu, vocês se deliciem com essa cueca apertada debaixo da saia justa que a "poderosa" Folha de São Paulo vestiu. Mais AQUI

Apenas tenham a certeza de que tal corrupção não se resume a ela e passem a, definitivamente, não mais aceitar passivamente o que esses "jornaleiros" regurgitam em suas cabecinhas (Atentem-se à frase contundente do editor da Folha, Sérgio D'ávila, que é mundialmente utilizada). Mais uma vez, meus agradecimentos ao caro amigo Carlos "Dé Réal" Cobalto pelo compartilhamento. Os sublinhados e negritos são meus.
FAB29

Enfim, um fiscal para a imprensa brasileira:
Greenwald e o escândalo Datafolha
Por Paulo Nogueira

A imprensa brasileira viveu sempre sem qualquer tipo de fiscalização, ao contrário do que acontece em sociedades avançadas.

Nelas, órgãos reguladores zelam firmemente pelo interesse público. Na Dinamarca, para ficar num caso, se um jornal publica na primeira página uma denúncia sem fundamento contra alguém, é forçado a publicar também na primeira página, em espaço equivalente, a correção.

A Justiça, que poderia fiscalizar aplicando penas severas a delinquências jornalísticas, é aliada das companhias de mídia. Gilmar Mendes já foi flagrado conversando com Bonner para combinar pauta no Jornal Nacional.

Essa ausência irrestrita de fiscalização explica, em boa parte, a tranquilidade com que Globo, Veja, Folha, etc moveram um jornalismo de guerra contra Dilma, Lula e o PT.

Mas há uma novidade.

Acabou a farra! Acabou a festa! Acabou a moleza!

Surgiu, como que do nada, mas espetacularmente, um fiscalizador. Não é um órgão, não é alguém togado: é uma pessoa física.

Estamos falando de Glenn Greenwald, jornalista americano radicado no Brasil e mundialmente respeitado. É detentor do prêmio jornalístico mais importante do universo, o Pulitzer, pela sua participação nas revelações no caso Snowden.

Com seu talento extraordinário, com seu espírito combativo voltado contra as injustiças cometidas pelos poderosos, e também com seu inglês que faz suas mensagens viajarem pelo mundo, Greenwald ganhou rapidamente a estatura de um fiscal gigante da mídia nacional.

Isso ficou brutalmente claro na forma como ele desmascarou uma das mais descaradas canalhices do que ele chama de mídia plutocrática: a manipulação da Folha no último Datafolha com o objetivo de favorecer Temer e o golpe.

Greenwald, com seu site The Intercept, investigou o Datafolha, e percebeu fraudes que acabaram viralizando nestes dias nas redes sociais, chegando a correspondentes internacionais e desmoralizando por completo os resultados apresentados pelo jornal.

Ficou evidente a farsa da manchete da Folha, segundo a qual 50% dos brasileiros querem Temer, fruto de uma trapaça disfarçada de pesquisa. Esta manchete, altamente conveniente para Temer, foi seguida pela mídia e seus comentaristas, e transmitiu uma falsa sensação de que o interino melhorou na avaliação das pessoas.

Mentira!

A Folha escondeu que 60% dos entrevistados ambicionam eleições. Escondeu literalmente: o jornal não deu este quadro da pesquisa Datafolha.

A Folha também escondeu que quase 40% dos ouvidos entendem que existe má fé na forma como o impeachment é conduzido.

Seria um número portentoso em qualquer circunstância, os 40% — e é ainda mais quando se sabe que a imprensa vem defendendo apaixonadamente a lisura do impeachment.

Greenwald forçou a Folha a dar uma matéria tentando explicar, pateticamente, o que fez. Circulou na internet uma frase autoincriminadora do editor Sérgio Dávila, segundo a qual é prerrogativa do jornal escolher o que publicar do material coletado pelo Datafolha.

É certo que o Datafolha jamais será visto da mesma forma depois deste escândalo, e é igualmente verdade que a imagem da Folha como golpista ficou ainda mais forte do que já era.

Greenwald já irrompera como fiscal da imprensa quando denunciou para a comunidade internacional o golpe, numa entrevista à CNN. Ele acabou com a versão “constitucional” que Globo, Folha e Veja tentavam passar para o mundo.

Virou imediatamente inimigo dos barões da mídia — e, ao mesmo tempo, seu fiscal.

Não poderia haver fiscal mais indigesto. Greenwald é amplamente mais capacitado que todos os colunistas e editores recrutados pelas companhias de jornalismo brasileiras. Sozinho, dá um baile em todos eles.

Contra ele, Marinhos, Frias e Civitas não podem colocar o rótulo de petista — como fazem cinicamente diante de críticas de sites independentes como o DCM.

E é um polemista apaixonado. A Folha tentou responder e Greenwald logo saiu para demonstrar a resposta “enganosa”. É um duelo entre mirins da Folha e um profissional.

É um fiscal por acaso. Greenwald acabou por se estabelecer no Brasil por razões amorosas. Apaixonou-se, numas férias, pelo brasileiro David Miranda, no Rio, e decidiu morar no Rio mesmo.

Para a sociedade brasileira, foi uma imensa sorte. Para os barões da mídia, o oposto.

25 comentários:

  1. Não gosto muito de certas posições do Greenwald mas muitas vezes ele aponta fraudes pesadas como a da matéria !

    Boa divulgar furos como esse.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem trocadilhos, também não gosto.

      Só não sei se a traulitada dele saiu no JN, que noticiou com toda pompa e circunstância a "pisquisa".
      Abraço.

      Excluir
  2. Caros, gostaria de analisar essa matéria nas questões subjacentes.
    O tal greenwald é um fecoativista, se não me engano é o namorado (sic) de um amassa fezes no duto intestino brazuca.
    Ou seja, estão colocando um fecoativista para fazer as vezes de paladino da justiça e daí chegamos a propaganda subliminar a favor do fecoativismo: os fecoativistas são bravos corajosos justos e paladinos dos direitos dos combalidos (todos balindo em uníssono:béééé) cidadãos da república de merda em cachos!
    Como mostro SEMPRE, NUNCA a mídia, qualquer que seja, fará algo em desacordo com as premissas da subjugação da espécie humana.
    Um fecaloma é um, fecaloma mesmo que seco não feda mais! Não existe ponta da merda limpa, nem que seja seca!
    Dizer que precisamos do "pinkwald" para entendermos que os índices estatísticos são sempre manipulados é vergonhoso!
    Parece até que acreditamos que existe sistema de voto isento!!!
    Essa matéria está dizendo que em uma nação de merda é baitola quem dá a última palavra, por exemplo: está chuvendo cântaros, mas nenhum glamourizado se manifesta e todos estão ensopádos, daí um glamourizado se manifesta, afirma que chove cântaros e daí, todos vão espavoridos para suas casas ensopados e felizes por terem sido iluminados pelo gênio que denunciou a chuva velada!

    Fora temer (não sei de onde o Cobalto tirou a grafia desse desbocamento - até por conta das plásticas labiais! - com letra maiuscula...), fora JUDICIÁRIO, fora maçonaria, fora mídia, fora poveco de merda (todo sujeito que entende que ânus é orgão sexual é um excremento, visto que só excremento nasce do toba), fora elite degenerada, fora todo mundo, deixemos só os animais e rezemos para que as reses não transformem os outros animais em reses!

    Fazer um estudo fisiognômico no temer é algo esquisito, lembro a primeira plástica para concertar as curvas e calombos que o nariz grego dele a lá boris casoy denunciava, isso nos anos de secretário de segurança se não me engano, ele estava começando a receber os salpicos dos spots midiáticos. Dai para frente foi muita licitação com obra faraônica para reduzir as deformidades que sempre temimaram em assombrar o semblante "altaneiro" do mordomeco de terror, o carater desse ser deve ser algo que só pode ser entendido pelos pares parlamerdares e juizes ministros, fhc, aécios, alkimins e toda essa corja celerada!

    Trocar o governo e não trocar o povo vai acabar levando tudo para a mesma fossa, buraco de cagar JÁ É orgão sexual!

    O último a sair fecha a tampa e puxa a descarga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Vapera.
      A opção do Greenwald é pública e notória, mas não posso (e não o farei) me deixar levar por esse tipo de detalhe. Quem quiser usar a opção do rapaz como uma aguda empunhadura à proa, sem problemas. Imbecil será quem nisto crer.

      De resto, digo-lhe que "é uma vergonha" (já que você citou o famigerado boris) tudo o que há e que se sub-entende do texto: desde as covardias do povinho-coxinha-paneleiro (fãs do moro e viúvas do fhc) que se mantém quieto, esperando as ordens de sua senhora rede globo, até o fato de se precisar de um estrangeiro para expor tais mazelas.

      Tem toda a razão: sempre e todas as 'pisquisas de opiniães' são puros franksteins numéricos. E, novamente, perfeitos imbecis aqueles que se fiam por elas para "decidir" alguma coisa, emitir "sua" opinião.

      A melhor coisa seria se tais raras denúncias e exposições servissem para acender um rastilho de pólvora. Por enquanto, vamos dando murros em ponta de faca, beliscando paredes e atirando pedras na lua.
      Abraço.

      Excluir
  3. Primeiramente ... Fora Temer. 'Segundamente' ... Fora Maçonaria.

    "Fora Judiciário" não, precisamos desse instrumento. Ele precisa ser limpo e não extinguido. Não são os poderes e organismos propriamente que estragam esse país, mas a Maçonaria (e sua liderança obscura e estrangeira) que muito e tudo infesta que estraga. Para matar o carrapato na vaca, mataria-se a vaca junto?

    E agora, convido-os a prestarem atenção ao vídeo:

    https://www.youtube.com/watch?v=lcIcgJNZUDk

    "Nenhuma delação contra os partidos que estão a favor da venda do Pré-Sal foi levada adiante (pela Lava Jato)." Coincidência?! Alguém para refutar?

    ResponderExcluir
  4. Primeiramente ... Fora Temer. 'Segundamente' ... Fora Maçonaria.

    Texto e imagem imperdíveis:
    https://1.bp.blogspot.com/-94BViptfME0/V5HYt29oG8I/AAAAAAAAHG4/Djn_Wp1rYjIj5Iysi60YAfgbXqqBwKQEgCLcB/s640/13754601_576779492524422_659565984207401568_n.jpg

    Leiam este comentário postado por Marcos Leal, que retirei do http://jornalggn.com.br/noticia/uma-celula-e-uma-celula-mesmo-sendo-desorganizada-diz-moraes#.V5GGWPG4TZI.facebook

    “Documentos descobertos e mantidos em sigilo pela Polícia Federal do Brasil, FBI e Polícia francesa revelam que o Estado Islâmico (ISIS), teria ordenado a execução de um atentado na capital carioca. O alvo da ação seria o Cristo Redentor, um dos símbolos mais conhecidos do Rio. Foram enviados para o sequestro de um avião que seria lançado contra a “estátua-símbolo dos infiéis cristãos”.

    Nos registros da Polícia Federal consta que os dois terroristas chegaram ao aeroporto Galeão Tom Jobim no domingo, às 21h47m, num voo da Air France. A missão começou a sofrer embaraços já no desembarque, quando a bagagem dos muçulmanos foi extraviada, seguindo num voo para o Paraguai.
    Depois de quase seis horas de peregrinação por diversos guichês e dificuldade de comunicação pelo inglês ruim, os dois saem do aeroporto, aconselhados por funcionários da Infraero a voltar no dia seguinte, com intérprete.

    Os terroristas pegaram um táxi pirata na saída do aeroporto, sendo que o motorista percebeu que eram estrangeiros e rodou duas horas dando voltas pela cidade, até abandoná-los em lugar ermo da Baixada Fluminense. No trajeto, ele parou o carro e três cúmplices os assaltaram e espancaram. Eles conseguiram ficar com alguns dólares que tinham escondido em cintos próprios para transportar dinheiro e pegaram carona num caminhão que entregava gás.

    Na segunda-feira, às 7h33m, graças ao treinamento de guerrilha no Afeganistão, os dois terroristas conseguem chegar a um hotel de Copacabana. Alugaram, então, um carro e se perderam no Rio: entraram numa favela e o carro foi totalmente metralhado. Mais uma vez, devido ao treinamento de guerrilha, se safaram e voltaram para o aeroporto, determinados a sequestrar logo um avião e jogá-lo bem no meio do Cristo.

    Enfrentam um congestionamento monstro por causa de uma manifestação de estudantes e professores em greve – e ficaram três horas parados na Avenida Brasil, altura de Manguinhos, onde seus relógios foram roubados em um arrastão.

    ~ continua ~

    ResponderExcluir
  5. ~ continuação final ~

    Por fim, às 15h45m chegam ao Tom Jobim para sequestrar um avião. Aeroviários e passageiros estão no saguão do aeroporto, tocando pagode e gritando slogans contra o governo. O Batalhão de Choque da PM chega batendo em todos, inclusive nos terroristas.

    Às 18h, aproveitando o resgate de presos feito por um esquadrão de bandidos do Comando Vermelho, eles conseguem fugir da delegacia em meio à confusão e ao tiroteio.

    Às 19h05 eles se dirigem ao balcão da GOL para comprar as passagens. Mas o funcionário omite a informação de que os voos da companhia estão suspensos.

    Eles, então, discutem entre si: começam a ficar em dúvida se destruir o Rio de Janeiro, no fim das contas, é um ato terrorista ou uma obra de caridade.

    Às 23h30m, sujos, doloridos e mortos de fome, decidem comer alguma coisa no restaurante do aeroporto. Pedem sanduíches de churrasquinho com queijo de coalho e limonadas. Só na terça-feira, às 4h35m, conseguem se recuperar da intoxicação alimentar de proporções equinas, decorrente da ingestão de carne estragada usada nos sanduíches.

    Foram levados para o Hospital Miguel Couto, depois de terem esperado três horas para que o socorro chegasse e percorresse os hospitais da rede pública até encontrar vaga. Debilitados, só terão alta hospitalar no domingo.

    Domingo, 18h20h: os homens do Estado Islâmico saem do hospital e chegam perto do estádio do Maracanã. O Flamengo acabara de perder o jogo de 6 X 0 para o Bangu . A torcida rubro-negra confunde os terroristas com integrantes da galera adversária, e lhes dá uma surra sem precedentes. .

    Ao verem uma barraca de venda de bebida nas proximidades, decidem se embriagar uma vez na vida. Tomam cachaça adulterada com metanol e precisam voltar ao Miguel Couto.

    Segunda-feira,23h42m: os dois terroristas fogem do Rio escondidos na traseira de um caminhão de eletrodomésticos, assaltado horas depois na Serra das Araras. Desnorteados, famintos, sem poder andar e sentar, eles são levados pela van de uma ONG ligada a direitos humanos. Conseguiram fugir do retiro da ONG no dia seguinte e perambulam o dia todo à cata de comida. Cansados, acabam adormecendo debaixo da marquise de uma loja.

    A Polícia Federal ainda não revelou o hospital onde os dois foram internados em estado grave, depois de espancados quase até a morte por um grupo de mata-mendigos. O porta-voz da PF declarou que, depois que os dois saírem da UTI, serão recolhidos no setor de imigrantes ilegais, em Brasília, onde permanecerão até o Ministério da Justiça autorizar a deportação – se tiver verba, é claro.

    Os dois consideraram desnecessário o terrorismo no Brasil e elegem o Rio área de treinamento especializado.”

    Fonte: http://blogdobourdoukan.blogspot.com.br/2016/07/genial.html

    Vai bater panela, coxinha?
    https://www.youtube.com/watch?v=dqgQR2CmMAY

    ResponderExcluir
  6. URGENTE! URGENTE!

    Primeiramente ... Fora Temer. Segundamente ... Fora Maçonaria

    Notícia Extra!! Reveladas as fotos dos terroristas presos no Brasil:
    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1671922899799922&set=a.1401008983557983.1073741829.100009466845804&type=3

    ResponderExcluir
  7. Primeiramente ... Fora Temer. 'Segundamente' ... Fora Maçonaria.

    "Fora Judiciário" não, precisamos desse instrumento. Ele precisa ser limpo e não extinguido. Não são os poderes e organismos propriamente que estragam esse país, mas a Maçonaria (e sua liderança obscura e estrangeira) que muito e tudo infesta que estraga. Para matar o carrapato na vaca, mataria-se a vaca junto?

    E agora, convido-os a prestarem atenção ao vídeo:

    https://www.youtube.com/watch?v=lcIcgJNZUDk

    "Nenhuma delação contra os partidos que estão a favor da venda do Pré-Sal foi levada adiante (pela Lava Jato)." Coincidência?! Alguém para refutar?

    ResponderExcluir

  8. Caro Cobalto, o judiciário é um engodo, TODA justiça SÓ PODE SER FEITA PELAS PRÓPRIAS MÃOS!
    Só o prejudicado é capaz de mensurar os danos causados e as implicações.
    Não existe aquilatar a vida de um digno a de um togado por exemplo, um merece viver, o outro é um parasita que vive as espensas alheias. NEM TODA VIDA TEM VALOR!
    Ademais, nenhum "juiz é escolhido pelo povo" em sufrágio, mas é escolhido por outro parasita, ou seja, sistema viciado, onde só quem emplaca são os afinados com a canalhice visceral.
    Se a vaca está danificada pelo carrapato, ou pior, pegou alguma carrapatisse, ela TEM que ser executada junto com o carrapato!
    Precisar do judiciário é assumir covardia, é se sentir incompetente para julgar e agir de acordo com a justiça.
    Não posso admitir que excrementos parasitários (vide lei da magistratura)sejam os determinantes do destino de algum FDP que prejudicou meus entes queridos, a justiça faço eu e se algum togado ousar achar que ele, um degenerado de toga, determinará a justiça para mim, ele sofrerá a minha justiça.
    Só os que não se responsabilizam aprovam outro que não a si mesmo para determinar as punições aos que nos afligem!
    Parece até que você acredita em deus e pior, coloca ele como responsável por você próprio! :-D
    Eu realmente não resisti! :-D

    Com relação ao pré-sal já estava tudo armado desde os laptops e pendrives roubados de dentro do container da halleybutton do lixo dick shaney!

    A própria prospecção do pré sal foi armada, só retardados para acreditar que poços a três km de profundidade seriam viaveis sem dinheiro a fundo perdido!
    Se computarmos todas as pesquisas que envolveram essa questão veremos que esse petróleo está a mais de 500 dolares o barril, e entendendo que o biodiesel e o pró alcool só beneficiaram a judiaria das usinas, fica evidente que tudo aqui é feito para que nós os escravos da colônia façamos todo o serviço sujo para a city parasitar.
    A solução é apenas uma: execussão sumária de TODOS os envolvidos nos primeiro e segundo escalão social e extermínio total dos descendentes dos do topo piramidal.

    O QUE NÃO PRESTA NÃO PRESTA, e como baratas, ratos e outros animais daninhos têm que ser executados ou corremos sempre o risco de sermos atingidos pelo que há de mais degenerado, vide rede globo e suas programações.
    Ninguém, deixa barata viva, por que maldita razão iria deixar parlamentares e juizes vivos se o estrago que esses lixos fazem é imensuravelmente mais deletério que o feito por uma barata?
    Isso de preservar o que não presta é oriundo de filosofias perdoantes e cristicas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Permita-me duas questões, caro Vapera:

      1- "Nenhum juiz é escolhido pelo povo". Se fosse, duvido que melhoraria. Vide congresso nacional e outros parasitas "elegidos". Foi ironia sua, certo?

      2- "Se a vaca está danificada pelo carrapato, ou pior, pegou alguma carrapatisse, ela TEM que ser executada junto com o carrapato!". Se assim for, aquele d'us pilantra dos judeus estava 'certo' ao não aceitar "animais defeituosos" para sacrifícios a ele? E ampliando aos humanos: aquele que adquirisse uma doença mais grave ou crônica teria de ser eliminado, também?

      Abraço.

      Excluir
    2. Grande FAB,

      Evidentemente eu sequer acredito em democracia, sei que o que conta não é o votante, mas o que conta os votos!
      Entretanto se a escumalha entende que vive em uma democracia e essa é a representação deles, a escumalha, fica evidente que a escumalha tem que deixar de ser burra e exigir o sufrágio para tudo, SOBRETUDO para que o povo escolha o salário desses lixos, em vez desses xilos escolherem ops salários deles eles próprios, o que é tido como "um deslize" e não um crime tipificado como soi ser toda apropriação indébita! E salafro funcionário do estado estabelecer seu salário é ROUBO.

      No quesito da vaca indo para o brejo de forma crônica e recorrente, entendo que se estirparmos as desgraças degeneradas que são entendidos cidadãos (todos de todas as classes e cleros), nunca mais haverá doenças, pois gente saudável cuida de si, não come merda e não vai a mérdicos, assim é improvável que em uma sociedade onde se elimina os defeituosos hajá risco de acidentes extemporâneos!
      Observo que depois de nascido e adquirido uma sintonia é pertinente que não se elimine o ser, mas entendo também que deixar uma pessoa que NUNCA será tratada de igual para igual, NUNCA será aceita de forma confortável, viver é sadismo, é garantir uma pena maldita para quem não fez por merecer tal sina!
      É evidente que um ser vivo quer viver mesmo que sobrevivendo a duras mas se esse ser ainda não entendeu o jogo (um recén nascido por exemplo)é justo que de forma rápida e indolor eliminemos o sofrimento antes que aconteça.
      Uma pessoa que adquire uma doença grave DEVE morrer!
      Se a pessoa é relaxada ao ponto de pegar uma desgraça é sinal que ela não está fazendo o necessário, e se não faz para si o necessário, evidentemente fará claudicante para todos e tudo.
      Não existe remediação na natureza, existe REPOSIÇÃO!
      Pensar diferente é alavancar a desgraça das religiões e suas agendas piegas de engessamento social.
      Observe que o fato de se mostrar a alegria e determinação dos paraolímpicos não é para se garantir a superação, é para se garantir as emoções irracionais, pois elas são vibração que se disseminam e potencializam.
      Não existe dignidade em ser um defeituoso em meio aos saudáveis, isso é gerar inveja de ver os outros inteiros, dor de rejeição, vergonha de se expor. Ninguém é idiota para não perceber que veio menos equipado!

      PRESERVAR OS DEFEITUOSOS É SADISMO CATALIZADOR DE MASOQUISMO.

      O que estou falando também não soa bonito em meus ouvidos, entretanto sou pragmático, sei que toda espécie é submetida a desafios pertinentes a sua potência e se houver alguma fragilidade no sistema, a espécie perece (é o que acontece com a espécie humana), assim entendo que não se pode beneficiar o sacrificado e sacrificar o beneficiado!
      Isso é ilógico, antiprodutivo.
      Duro, mas o remédio só é aplicado quando se está degenerado!
      Nós deixamos a espécie humana chegar a essa fossa, agora temos que limpar, ou extinguir!
      Abraço

      Excluir
    3. Vapera, isso me lembra uma cena do filme "Planeta dos Macacos" (o primeiro) assim: a tropa de macacos precisava transpor um rio cheio de piranhas. Escolheram o trecho mais curto e mandaram ver.

      Após uma correria, meio natação, desenfreada, todos alcançam a margem oposta. De repente, todos se viram para encarar o último a deixar o rio. Ele gemia de dor, pois as piranhas tinham arrancado sua mão esquerda.

      O jovem macaco fica alguns segundos encarando seu sangue escorrendo e, ao olhar para seus companheiros, ele larga seu rifle e fecha os olhos, conformado. Então, o líder lhe dá um tiro de fuzil no peito e ele desaba de volta no rio.

      Uma parábola entre a verdade da Mãe Natureza e suas duras palavras. Só os mais fortes devem prosperar. Dá uma impressão de crueldade da Mãe Terra, mas ela não é cruel; apenas indiferente.

      Eu realmente admiro e louvo nossa Grande Mãe e sei que é assim que as coisas são, mas eu só aceitaria e ajudaria no fim de um inocente debilitado ou inutilizado se ele demonstrasse conscientemente seu desejo de partir. Caso ele insistisse em viver o quanto pudesse suportar, não lhe tiraria esse direito.

      Friamente falando, posso ser até um fraco piedoso, mas me sinto muito bem pensando assim. No entanto, como sempre, todo o respeito à sua idiossincrasia.
      Abraço.

      Excluir
    4. Caro FAB, em nenhum momento eu disse que devemos matar os nascidos, eu afirmo que devemos evitar que os defeituosos sofram as consequências de uma manobra antinatural para preservar o "fardo" garantindo a massa engessada em sua evolução.
      O que é uma clara manobra de guerra sabotatória praticada contra a humanidade.
      Abraço

      Excluir
    5. Tanto os infelizes que nascem defeituosos quanto os que se tornam defeituosos por algum acidente (um tetraplégico, por exempl.o) recebem o mesmo tratamento da Mãe Natureza, meu amigo. Se indivíduos saudáveis se tornam incapazes de se sustentar e proteger, se tornam um "fardo", também

      Creio que o sofrimento do segundo é bem maior devido ao choque de sempre ter estado bem e, de repente, se tornar dependente em quase tudo. Daí é que ratifico minha posição: eu respeitaria a decisão dessa pessoa de querer continuar a viver ou não. No caso de um incapaz de nascença, o "fardo" de decidir sua vida ou morte tem de ser exclusivamente dos genitores.
      Abraço

      Excluir
    6. Primeiramente ... Fora Temer. 'Segundamente' ... Fora Maçonaria.

      Devido a descrença ou pouco caso no Juízo de Deus, as pessoas, em secreto, corrompem, roubam e matam. A salvação é o Cristianismo, é o temor a Deus.

      Se extinguirmos o Judiciário, quais seriam as opções? Linchamento, vendetta e esquadrões da morte. Uau! Mui civilizacional.

      Concursos públicos avaliam os conhecimentos, não o caráter. Estamos precisando, e sempre estivemos, mais pessoas de caráter ilibado e coragem do que de meros inteligentes. São virtudes que não se adquirem fazendo exercícios de respiração às 5 da manhã, mas tendo real temor, amor e compromisso com Deus.

      Nem pagar altos salários garantem idoneidade.

      Contestando comentário alheio acima, pior que o deficiente físico é o deficiente de caráter.

      A Petrobras diz que conseguiu alcançar um custo de extração no pré-sal da ordem de US$ 8 o barril e já ultrapassa marca de 1 milhão de barris por dia.

      Como se "evita que os defeituosos sofram as consequências e sejam fardo para outros" sem matá-los? Realmente, estamos precisando de mais oxigênio das 5 da manhã.

      O que constroe uma civilização digna desse nome? O que realmente une as pessoas? O que vale mais? A força ou o amor?

      Excluir
    7. A Petrobrás diz, eu digo, tu diz... O que muda em termos de fatos evidentes?
      Sabe o custo de prospecção de água profunda?
      Sabe que o que acontece lá fora só quem tá lá fora fica sabendo?
      Eu ao contrário de você, não uso dos estudos alheios, tanto é que elogio seu trabalho investigativo, portanto uso apenas de meu bom senso para perceber que há algo de errado nesse papo de petróleo profundo.

      Evitar defeituoso nascendo é fácil, basta que a mulherada em vez de usar a vagina como parquinho de diversão e lazer SELECIONE o MACHO!
      Segundo, permitir e estimular o aborto de filhotes do álcool, filhotes concebidos sob o efeito mais suave que seja dessa desgraça.
      Terceiro, deixar os que estão vivos vivos, mas usando uma tecnica fundamental com todos inclusive os "íntegrais" e "perfeitos", a responsabilização total, ou seja, acaba-se com as máfias de planos de saúde e de farmáfias e também as policialescas, com isso todos serão chamados à responsabilidade, acredite-me, se a coisa for implantada, acaba-se inclusive a fecoafetividade em menos de uma geração!
      Eu ia esquecendo, o vegetarianismo tem que ser compreendido, ou todos degenerados vão degenerar de novo o recem saneado!

      Algumas civilizações emergiram da guerra, outras de guerras e outras de guerra, mas no geral todas evoluiram através de guerras! :-D
      Prefiro ser forte que mergulhado no amor, é uma questão de princípios!
      Amor dedico só às mulheres (incluir a amada Mãe natureza e todas as feminilidades, sobretudo as frugais), apenas às mulheres!

      Excluir
    8. Primeiramente ... Fora Temer. 'Segundamente' ... Fora Maçonaria.

      Deveria debater pessoalmente com os engenheiros da Petrobras.

      Deveria também falar pessoalmente nalguma reunião com deficientes e seus pais, de que eles deveriam ter sido abortados.

      Então a guerra é a solução. Todas surgiram pelas guerras, se mantiveram pelas guerras e caíram pelas guerras. Isso sim que é progresso.

      O que constrói uma civilização digna desse nome? O que realmente une as pessoas? O que vale mais? A força ou o amor?

      Excluir

    9. Debater com excrementos parasitas que ganham centenas de milhares de reais, indexados por eles próprios ás custas do POVO??
      Esses lixos deveriam ir para a cadeia!

      Os pais de filhotes degenerados já sofrem pelos próprios erros, terão que pagar PARA SEMPRE pelo engano e serão condenados a improdução só para sustentar o claudicante.
      Já não é o bastante, queres sadicamente mais dor, ou estas querendo armar uma armadilha para eu ser linchado? :-D

      Eu não precisa falar sobre aborto com eles, eles sabem, só que por terem os filhotes não tem opção, eles são obrigados a sustentar seus erros. É a mesma coisa que filhos indesejados, depois de nascidos não tem escolha é começar a gostar e cuidar, o resto vira um arrependimento de verão, não tem como voltar atrás!

      A guerra quando aplicada de forma genérica é fundamental para eliminar os lixos, os fracos, os covardes, e dessa forma os sobrantes terão mais chance de não se tornarem lixos, visto que os exemplos lixos sumiram!
      Guerra se faz não obedecendo a generais mas sim obedecendo a nossos ideais!
      E mundo bom é mundo em que nossos ideias prevalecem!
      Guerras garantem que a seleção natural pode ainda funcionar, mas para isso é fundamental que os combatentes usem as mãos em vez de arminha de viagreiro covarde, aquela que mata de longe para que o cagaço não seja reconhecido!

      Nação digna de que nome????
      Conhece alguma?

      Usar de argumentos pontuais para defender o geral é patético!

      Excluir
  9. Primeiramente ... Fora Temer. 'Segundamente' ... Fora Maçonaria.

    "Fora Judiciário" não, precisamos desse instrumento. Ele precisa ser limpo e não extinguido. Não são os poderes e organismos propriamente que estragam esse país, mas a Maçonaria (e sua liderança obscura e estrangeira) que muito e tudo infesta que estraga. Para matar o carrapato na vaca, mataria-se a vaca junto?

    E agora, convido-os a prestarem atenção ao vídeo:

    https://www.youtube.com/watch?v=lcIcgJNZUDk

    "Nenhuma delação contra os partidos que estão a favor da venda do Pré-Sal foi levada adiante (pela Lava Jato)." Coincidência?! Alguém para refutar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Cobalto
      Caro Cobalto
      Com relação ao vídeo é primário, não mostra o óbvio, que as industrias nacionais é que são as ferramentas de destruição nacional! Elas sabotam o povo com produtos degenerados e com preços criminosos.
      Basta lermos a lei de patentes para entendermos que as industrias são meras LADRAS de propriedade intelectual.
      O produto nacional é lixo porque os empresários são lixo!
      Compare com qualquer produto internacional e veras que produto nacional é lixo total, só o produto artesanal presta e mesmo assim são raros.
      Industria nacional tem que ser expropriada e entregue nas mãos de quem faz e não parasita.
      O brasil é borra imunda e seu poveco é borra imunda, achar que só eliminando a maçonaria a coisa muda é acreditar que só porque fechou a privada, a merda que está lá não vai feder! Tem que puxar a descarga, garantir o extermínio/sumiço de todo merda que aqui se abuleta!
      Só a guerra total resolve essa espécie degenerada que sexua por lazer e até com mutantes filhotes de deus.

      Excluir
    2. Primeiramente ... Fora Temer. 'Segundamente' ... Fora Maçonaria.

      Não são as indústrias ou os registros de patente, são o mau caratismo e a falta de temor a Deus das pessoas.

      Se acha que a Maçonaria é peixe pequeno, sugiro que se informe. E fora uma pessoa é diferente de fora uma organização.

      https://www.youtube.com/watch?v=CdzOb99jRoA

      Excluir
    3. Depende da potência da pessoa e da organização!

      Excluir
    4. Jesus e a Igreja são potência máxima.

      Excluir