Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Parcialidade impune

Amigos e amigas.
A desfaçatez do Brasil político, jurídico e midiático dos últimos anos ultrapassa qualquer limite de tolerância e decência. Já falei várias vezes do mercado persa que foi a compra do impeachment. Nosso congresso nacional (sempre insistirei) tornou-se a maior vergonha que este país já produziu em toda a sua História, além de ser o maior responsável por toda a sangria de recursos públicos para mãos alheias. O STJ virou mero espectador e um complacente avalizador de uma leva de iniqüidades perpetradas pela politicalha que grassa no país (o golpe parlamentar foi apenas o mais recente), mas a parcialidade também ocorre despudoradamente por lá. Tanto que um deles (Gilmar "tucanão" Mendes) já está na mira do impeachment.

O que dizer da grande podre mídia? Dificílimo elencar a quantidade de podridões, mentiras, omissões, manipulações em geral que fazem a lavagem cerebral, executada diuturnamente na mentalidade já tosca do povinho. Só para não ficar no limbo desta afirmação, cito dois exemplos dessa parcialidade grotesca e criminosa:

- O colunista de "O Globo", Lauro Jardim, publicou uma mentira comprovada sobre o filho de Lula e se livrou de punição apenas por publicar uma errata quase um mês depois. E o JN (sempre com a conivência de seus pares: Folha, Veja, UOL,...), às portas da votação do impeachment, anunciou bombasticamente uma "multa milionária" que a Receita Federal cobrava do Instituto Lula para, logo após a consumação do golpe, retratar-se com uma bisonha nota de meio minuto, afirmando que a investigação "ainda está em andamento". E até hoje, não se consumou.

haddad marco antonio villa
O jornaleiro e o prefeito
- O prefeito de SP, Fernando Haddad, é um dos alvos preferidos do jornaleiro PSDBosta Marco Antonio Villa, da Rádio Jovem Pan. De tanto ser massacrado com a virulenta verborragia parcial do preclaro zero-à-esquerda (que descia o sarrafo diariamente na agenda pública do prefeito. E só na dele!), Haddad resolveu provar a desonestidade política do seu acusador. Publicou a agenda de um político querido do jornaleiro como se fosse a dele. Resultado: o "jênio" caiu de quatro como uma besta e desceu o malho sem querer no seu protegido. Pego de cueca na mão e magoadíssimo, o "imparssial" jornaleiro tentou recentemente desancar o prefeito numa entrevista à Jovem Pan, mas perdeu o rebolado e a compostura com a fleugma de Haddad.

E agora, todo esse circo de horrores que foi o impeachment de Dilma está chegando ao fim, com a definitiva criminalização de Lula (a única maneira viável dele não se candidatar a presidente em 2018). Com todo o patético alarde necessário para incitar o cérebro de ameba do povinho, o MPF (na picaresca figura de Deltan Dellagnol) anunciou que "Lula era o comandante máximo do esquema de corrupção identificado pela Lava Jato". Porém, "não temos provas, mas temos convicção!". Ele continua colocando o petista como "dono do triplex no Guarujá" (história já desmentida pela PF) e diz que ele recebeu R$ 3,7 milhões em propinas da OAS. Se isto for comprovado, sem dúvidas que é um crime e merece uma punição adequada. Mas têm estes detalhes. E mais estes.

O grande porém é que Lula e o PT serão os únicos atingidos pela Lava Jato, cuja data de validade é a prisão do petista de qualquer maneira. Nenhum outro político de alto cacife será punido. Nem o Cunha, que já teve sua prisão negada pelo STF. Se alguém pensa que o Sérgio Moro irá prendê-lo, relembro a patética, grotesca e ofensiva justificativa dele para não conseguir sequer intimar a mulher do Cunha para depor.

O que dizer dos casos de recebimento de propinas de Renan Calheiros (R$ 30 milhões), José Sarney (R$ 20 milhões) e Romero Jucá (R$ 20 milhões), todos do PMDB? E tudo isso apenas da Transpetro?! E as centenas de outras acusações de corrupção ativa e passiva que atingem dezenas de congressistas, com valores bem maiores do que os que apontam ao Lula? Alguém ainda acredita que STF, Moro et caterva levarão a cabo? No máximo, criarão uma cortina de fumaça, sacrificando um e outro boi de piranha. Quem viver, verá e os que acreditavam em seus heróis (personalizados na figura do filo-PSDBosta Moro) roerão as unhas do pé. Os mesmos que gritavam pelas ruas: "Somos milhões de Cunhas!". Cadê esta corja de vagabundos cérebros-de-ameba?

Imagem inline 1
A "justissa" dos paneleiros
De tudo isso, só lamento pelo povo brasileiro (minoria) ter sua vida tolhida pela oligofrenia do povinho-jacó alienado, comodista, bovino (que já é maioria e aumentando), cuja incapacidade para atitudes racionais, conscientes e imparciais entrega tudo nas mãos dos parasitas que se locupletam de suas forças. Pois que cada um consiga ao menos cuidar o melhor possível de si e de seus queridos. De resto, relembremos James Bond: "Viva e deixe morrer!"

4 comentários:

  1. Então qual a solução? A guerra civil...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitos não vêem outra solução. Começo a crer que eles têm razão.

      Excluir
    2. Caros, mais uma vez venho pontuar a solução: todos ficarem fortes!
      Observo que só fracos precisam de mérdicos e assim ficam reféns nas patas dos governos e seus planos de saúde.
      Só fracos precisam de polícia, pois fracos não só são alvo mas por serem fracos costumam se colocar em posições que só idiotas se colocam.
      Só fracos aceitam ordem de lixos e assim endossam e abalizam as lixeirices elucubradas pelos excrementos!
      O que posso dizer é que guerra civil é estupidez, os lixos até leis já inventaram para executarem sem pestanejo os revoltados: a lei de terrorismo que os lumpens criaram enquanto alardeavam o golpe golpeando o povo.
      Os lixos estão com as armas, os matadores da "lei", as forças armadas contra povo desarmado...
      Minha humilde opinião passa pelo pedido de espaço para escrever de forma crua.
      O povo está para tomar no u com mais vigor do que os pederastas tomam!
      Agora é que querem se precaver ou proteger???
      Agora que já arrombaram tudo, até os us dos filhotes dos cidadãos pederastizados via anticoncepcional, hormônios em fontes nutricionais tudo apoiado pela mídia judia pederasta e suas iniquidades!
      Fiquemos fortes, pois fortes podemos cruzar os braços e pacientemente esperar pela inanição dos excrementos.
      Mas para ter colhão e obstinação para isso tem que ficar forte!!
      Como mostro, só há um caminho! A força!

      Excluir
    3. Caro Vapera.
      A Mãe Natureza avaliza sua posição sobre ficar forte, pois só os fortes perseveram. O resto é repasto de parasitas. Foi daí que finalizei meu post: "Viva e deixe morrer!".

      A minha guerra civil seria assim: desobediência, caminhar sempre firme e consciente, à margem da oligofrenia coletiva e sempre repelindo ou destruindo meus detratores e inimigos.

      Você já deve ter recebido informações do Eduardo sobre mudanças drásticas para logo. Caso sim, conversemos por e-mail.
      Abraço.

      Excluir