Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sábado, 24 de setembro de 2016

Um pouco de História oculta

Amigos e amigas.
Segue abaixo uma resumida história bem pouco contada a respeito do Islã. Podemos constatar nela que os semitas (judeus incluídos) são aferrados às suas religiões exclusivistas, possessivas e imperialistas, pregando uma brutal intolerância à liberdade e ao livre arbítrio religioso.

É claro que tal regra tem várias honrosas exceções, mas, no seu cerne, as religiões semíticas, com tais pregações, dão toda a margem às convulsões sociais, étnicas e políticas que grassam pelo mundo. Retirado daqui.
FAB29

Resultado de imagem para alcorão guerra

- Quando os EUA nasceram, no final do séc. XVIII, havia uma crise com os muçulmanos do norte da África. Eram povos oficialmente muçulmanos, que viviam sob as leis do Corão.


- Estes muçulmanos atacavam navios que passavam pelo Mediterrâneo, incluindo americanos, sequestrando, escravizando e matando ocupantes, além de saquear a carga. Os navios americanos eram normalmente protegidos pela marinha inglesa antes da independência, mas depois de 1776 era cada um por si.

- Os piratas muçulmanos cobravam fortunas como resgate dos reféns e os preços sempre subiam a cada sequestro bem sucedido. Jefferson se opôs veementemente aos pagamentos mas foi voto vencido, os EUA e as outras nações com navios sequestrados estavam aceitando pagar os resgates e subornar os piratas. O presidente americano era George Washington.

- Por volta de 1783, Thomas Jefferson, Benjamin Franklin e John Adams vão para a Europa como embaixadores para negociar tratados de paz e cooperação. Os EUA nasceram em 1776 e estavam mergulhados até então na Guerra de Independência. Assim que a situação acalmou no país, essas três figuras icônicas saem em missão diplomática para representar o país.

- Em 1786, depois de dois anos de conversas diplomáticas com os muçulmanos, Thomas Jefferson e John Adams encontraram com o embaixador dos povos que ficavam na região de Trípoli, na atual Líbia, chamado Sidi Haji Abdul Rahman Adja. Jefferson estava incomodado por conta dos ataques que não acabavam mesmo com todos os esforços de paz e quis saber com que direito os muçulmanos sequestravam e matavam americanos daquele jeito.

- A resposta que ouviu marcou Jefferson para sempre: "o islã foi fundado nas Leis do Profeta, que estão escritas no Corão, e diz que todas as nações que não aceitarem a sua autoridade são pecadoras e que é direito e dever declarar guerra contra seus cidadãos onde puderem ser encontrados e fazer deles escravos e que todo muçulmano que for morto na batalha irá com certeza para o Paraíso." Jefferson ficou chocado, ele não queria acreditar que uma religião literalmente mandava matar todos os infiéis e que quem morresse na batalha iria para o céu.

- Durante 15 anos o governo americano pagou os subornos para poder passar com seus navios na região. Foram milhões de dólares, uma quantia que representava 16% de todo orçamento do governo federal. O primeiro governo do país, de George Washington, não queria ter forças armadas permanentes por não ver riscos de ataques ao país, mas os muçulmanos mudaram esta idéia. Os subornos serviriam para evitar a necessidade de ter forças militares, mas não estavam funcionando porque os ataques continuavam. Entra John Adams, o segundo presidente, e as despesas sobem para 20% do orçamento federal.

- Em 1801, Jefferson se torna o terceiro presidente americano e, mal tinha esquentado a cadeira, recebe uma carta dos piratas aumentando o butim. Ele fica louco e, agora como presidente, diz que não vai pagar nada.

- Com a recusa de Jefferson, os muçulmanos de Trípoli tomaram conta da embaixada americana e declararam guerra aos EUA. Foi a primeira guerra dos EUA após a independência, a marinha americana foi criada para essa guerra. O que é hoje a Tunísia, Marrocos e Argélia se juntou aos líbios na guerra, praticamente todo norte da África com exceção do Egito.

- Jefferson não estava para brincadeira. Mandou seus navios para a região e a guerra durou até 1805, com vitória americana, e ele ainda colocou tropas ocupando o norte da África para manter a situação sob controle.

Thomas Jefferson ficou realmente impressionado com o que aconteceu. Ele era contra guerras e escreveu pessoalmente as leis de liberdade e tolerância religiosa que estão na origem da Constituição americana, mas ele entendeu que o Islã é totalmente diferente: era uma religião imperialista, expansionista, que tinha propósitos totalmente diferentes.

Jefferson mandou traduzir o Corão em 1806, lançando a primeira edição americana. Ele queria que o povo conhecesse o Corão e entendesse aquele pessoal do norte da África que roubava, saqueava e matava, cobrava resgates e que declarou guerra quando os pagamentos cessaram.

7 comentários:

  1. Parabéns pelo artigo camarada! Simplesmente não conhecia NADA de tal período da histórica contemporânea e moderna!

    Deixo esclarecido que não sou contra o imperialismo, ao contrário acho necessário a indispensável em 100% o imperialismo, o problema é o contexto e o significado do imperialismo no decorrer da história. Não existe um mundo sem imperialismo, ou seja, quando não há impérios, impera a anarquia (e tudo a ela intrinsecamente relacionado: dissolução, violência improdutiva e bestialidade entre homens mas que nem animais praticam por obedecerem as leis sábias da natureza), é o Império da Anarquia!

    O problema é que o Imperialismo que defendo é o que as antigas tradições e civilizações entendem como imperialismo solar, onde se busca que o homem seja solar, no sentido de ser criador, auto-suficiente, doador, iluminador... contrário a servilismo, explorador, parasitário, obscurantista!

    Repare que é uma luta, nos últimos três mil anos, entre o paganismo mundial x as três religiões abraâmicas!

    Não defendo uma perfeição onipresente no paganismo, afinal este teve fusão com despojos de decadências de uma passado pretérito e imemoriável na maioria dos casos em historiografia estritamente positiva (relatos explícitos), como por exemplo, os povos fundadores de Roma (de lastro ariano) junto de povos degenerados ou estagnados de estoque racial pelasgo, na Itália neolítica, idade do Bronze e do Ferro... Enquanto os reformadores solares destes povos fizeram primar a concepção solar de ser sobre o que era decadente e degenerado, a civilização ia bem (Numa Pompílio e Otávio Augusto em duas etapas de Roma respectivamente), mas quando um Moisés, um Jesus e alguns sábios muçulmanos estão dentro de um ambiente totalmente adverso, a concepção solar deles foi engolida pela concepção semítica de rabinos, de pais da igreja e de imãs, respectivamente, que semeiam entre eles e entre os povos o servilismo, a superstição e o fanatismo em tudo de degradante que possa ser...

    A luta é entre a concepção solar x a concepção abraâmica!

    Na primeira o servilismo, a superstição e o fanatismo em tudo de degradante que possa ser, é a exceção, é o que deve ser depurado, na segunda é a regra é que se difunde!

    ResponderExcluir
  2. Caro Tannhauser.
    Ainda sou partidário da verdadeira Anarquia, aquela que impera (Santa Dicotomia!) na Natureza. Nela, há líderes verdadeiros, capazes, que protegem os seus com a própria vida.

    Qualquer outra forma de governo fica à mercê de 'grãos-vizires' ocultos nas sombras e entranhas dos castelos do poder. Tais governos jamais quererão 'largar o osso' do domínio e da predominância, "fazendo qualquer negócio" para se manterem.

    Para tanto, investiriam na estagnação em todos os sentidos do populacho, como os parasitas de hoje o fazem. Servir a algum governo é puro entreguismo da própria liberdade. Disse Churchill (um decrépito, mas...): "A Democracia é a pior forma de governo, com exceção de todas as demais!" Logo, todas são lixo!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Que interessante, estamos sempre a aprender. Nunca tinha ouvido falar dessa história. Agradecido por dares a conhecê-la. Boas e abraços amigo FAB.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "A dúvida é o princípio da sabedoria" - Aristóteles
      Por tantas que tenho, meu caminho para ser sábio é imensurável.
      Abraço, meu amigo.

      Excluir
  4. Caro FAB, esse material entendo como válido, é exatamente isso que é a religião maometana no meu entendimento.
    Conclui as mesmas coisas dessa corja misógina, e também vejo as mesmas afinidades com a judiaria e sua mosaica lei.
    Mas o que me causa espécie é essa facilidade do cristão e afinidades entenderem que eles é que são fofos e legais, sem que tal proposta sequer passe pela lógica.
    Vamos aos fatos:
    O maometanismo e o mosaiquismo só tem como emplacar se houver a religião cristã, de outra forma todas essas bestas misóginas e pederastas (todo muçulmano ou judeu SÃO SEMPRE PEDERASTAS, visto que para ambos os grupos quem tem o poder germinativo é o homem! Nada mais viado...)
    Mas e a religião cristã? São todos super legais os adoradores do judeu hippye?
    Não, com certeza NÃO.
    Um ser ser manso e leniente, ser apologista de mulheres vagabundas dadeiras nunca prestou e nunca prestará!
    Veja que essa religião "abibalhada" cultiva a idéia de que mulher tem que dar para todos, independente deles serem lixos!
    Dizem até que elas "pertencem" a um homem e esse é senhor dela!
    Dizem que vagina é parque de diversão!
    Só que vagina é biologicamente a porta da vida e sobretudo prêmio para O MELHOR! Até porque a seleção feminina é a única válida e fêmeas fortes só se deixam tocar pelo melhor!
    Mas essa obviedade não é praticada pelos cristãos!
    Tanto é que se mulheres fossem escolher dentro dos príncípios fisiológicos, NUNCA 99% dos homens tocariam em mulheres, mas graças ao lixo cristo, mulheres cristãs dão para todos, inclusive e sobretudo para muçulmanos e judeus, já que o lixo cristo preconiza que é dando que se recebe!
    Se selecionassem, só os homens que fazem a diferença teriam mulheres!
    A humanidade arrota que o ser humano é topo de cadeia, é o mais evoluido, só que ela em sua ABSOLUTA maioria não é capaz de reproduzir nenhuma das realizações do dito gênios, os construtores de tudo.
    O cristão celebra a "arte de gozar com o pau dos outros"!
    Essas três religiões são tão lixo, mas tão lixo que todas entendem que a borra, a massa abjeta e ignara são aquilatados aos insignificantes numericamente capacitados!
    Se um "homem" usa perfume, ele está fisiologicamente fazendo o seguinte: "eu que não sou homem sou obrigado a esconder o fedor de meu corpo e cfolocar cheiro de outros para que as fêmeas se embebedem com "meu" cheiro"
    Se o homem toma dedada no rabo, ele diz: "eu lixo que sou deixo até meu u nas patas dos outros para "monitorar" minha saúde, que eu fraco sei que não tenho"
    Se o homem entende que é pertinente pegar mulheres já usadas e escovadas, ele diz: "eu lixo sou obrigado a aceitar toda forma de conduta imunda desseletiva que uma mulher venha a ter ou não terei mulher, e melhor, ainda bem que as mulheres são obrigadas por deus a dar para mim!"
    Se o homem entende que é normal a mulher dá para qualquer um só porque ela ainda não conheceu o que é macho de verdade, ele diz: eu, lixo que sou sou obrigado a aceitar mulher lasciva visto que mulher digna e seletiva sequer olha para minha cara"
    Se homem entende que deus é quem dita as leis que ele homem(?) deve seguir, afinal é deus que obriga a mulheres aceitarem até meu porco esperma dentro dela, tudo graças a deus, ele diz:"Ó meu deus, sou devoto de ti, já que sem você eu seria uma borra imunda sem direito nem de olhar mulher, mas graças a ti qualquer lixo toca em qualquer mulher e a espécie humana servirá mais do que perfeitamente para a concretização de deuteronômio".
    Continua

    ResponderExcluir
  5. O SEXO PRATICADO PELOS CRISTÃOS É SEMPRE ESTUPRO ASSIM COMO TODO SEXO PRATICADO PELAS OUTRAS DUAS FACES DA AGENDA JUDIA, O MAOMETANISMO E O MOSAIQUISMO.

    Caro FAB, independente da validade de seu estudo, vale entender que acusar as outras religiões e isentar a mais marica delas é tão demente quanto aprovar mulheres dando para qualquer um.
    O estupro SEMPRE acontece, mesmo que você acredite que respeita sua mulher e que é nobre carinhoso, respeitador com ela, ela SEMPRE foi sequestrada de seu sexo, e assim ela não tem como entender o que é seleção feminina, ela em síndrome de estocolmo vai sempre dizer que somos demais, elas não tem como compreender que estão sendo sistematicamente estupradas, visto que sequestradas entendem que o sequestrador que não mata é super legal e da-lhe sindrome estocolmal!

    Se cristão prestasse, todos os judeus e muçulmanos seriam exterminados e claro, NUNCA teriam aceitado seguiur o tal cristo.

    Apontar o erro alheio é fácil, eu quero é ver futucar a própria ferida sem dó e nem piedade cristã.
    Se nasce um gilmar mendes é porque mulhere são estupradas, visto que nenhuma mulher em sã consciência iria parir algo tão abominável como essa figura togada, que só pelo aspecto causa nojo total, qualquer estudioso de fisiognomia "sente" a imundície vazando em cada poro dessa desgraça! O próprio aspecto frouxo, com aquele "bico" de desagrado já mostra os vícios fisionómicos que imperam nesse ser.
    O ser tem aspecto de muleque gordo mimado e bullynista e velho como é, fica claro que esse aspecto é decorrente de um carater amargo, invejoso, sádico, mesquinho, arrogante, prepotente, mal humorado e toda uma carrada de "valores" que só existem em quem não presta.
    E muita gente na ruas são de igual "beleza" algo por si só explicativo do fato de toda mulher cristã SER ESTUPRADA, repito nenhuma mulher em sã consciência sexua com essa aberração ou outro semelhante como o tal temer que as mãos já denotam a fraqueza de carater, a falta de musculo nas patas desse ser mopstram o tipo de aperto de mão "viril" que ele aplica, aquela "virilidade" dissimulada e escorregadia que mal toca na mão alheia para que o "opositor" não perceba os nobres pensamentos que assaltam e buscam assaltar.
    Como pode um lixo fazer plástica e ainda ser entendido homem ou pior, digno?
    Quem dissimula sua imagem NÃO PRESTA, É DISSIMULADO, É COVARDE (não assume a própria condição), é nojento!
    Mas mesmo assim, seres parecidos com essas duas aberrações citadas são REGRA e não exceção.
    Basta observar a beleza fisiognômica estampada nas caras dos cristãos.
    Só estupradas parem lixos estupradores! Só estupradas parem de seres medonhos como esses citados, mesmo que sejam recatadas e do lar!

    Caro FAB, as degenerações cristãs são o suficiente para a desgraça do mundo, não é necessário mais nenhuma religião para desgraçar o mundo, elas só existem porque o objetivo é não dar a menor chance para o mundo escapar do domínio de seres como esses troços que citei e que são também figurinhas comunézimas em todas as religiões de deus valete.

    O cristão não é menos lixo que os citados em seu post!
    Só são cínicos, estupram sem bater, usam da droga álcool e da sevícia pedofílica para consumar o estupro.

    Só filhotes de estupradas caem nessa esparrela de que só os outros é que são lixos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo, eu não perdôo ninguém que tenha atitudes degeneradas como as que já falamos anteriormente. Nem um irmão de sangue. No caso de beber ou comer carne, não me vejo no direito de execrar ninguém, mas vilipendiar a liberdade alheia (estupro, p. ex.) é passível de execução, até.

      Tenho todo o respeito e admiração por quem se ama em todos os sentidos (não me refiro a egóicos e afins degenerados!) e procuro evoluir com bons exemplos, filtrando e assimilando tudo aquilo que pode me nutrir.

      Não sigo religião nenhuma e bato de frente com qualquer "ensinamento" que eu vir como torpe e nocivo pela minha escala de valores e idiossincrasia. Sabe muito bem que sou assim: creio na vida e nos seres de boa mentalidade e moral, segregando ao máximo as excrescências.

      Sigo faxinando constantemente minha vida.
      Abraço.

      Excluir