Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Desonestidade

Amigos e amigas.
A desonestidade é a célula-máter da corrosão da humanidade. É um dos elementos que formam o tripé de sustentação dos grandes parasitas, completado pela imoralidade e pela impiedade. Ela permeia todos os níveis, classes sociais e departamentos da sociedade organizada (político, jurídico, empresarial, eclesiástico,...) e está personificada em dois tipos de pessoas:

Resultado de imagem para pedofilia
O pior de todos os degenerados.
- O corruptor: o 'Poderoso Chefão', aquele determina cada vão detalhe dos acontecimentos, sendo incontestável, investindo, cooptando, convencendo por qualquer meio, da sedução com vantagens, cargos e dinheiro até a exasperação por ameaças, extorsão e atentados. Do pedófilo que apodrece a inocência a um magistrado que a chancele. o corruptor é o ápice da podridão, o maior dos degenerados, o mais desprezível dos seres que destrói aos milhares por vez.

- O corrupto: o obediente seduzido, aquele fraco, inútil e candidato a ser um eterno NADA, que aproveita qualquer chance para tentar diminuir ou disfarçar sua imensa pequenez, servindo de capacho, escudo e papel higiênico a seus mestres. Sua 'filosofia' para obliterar um fortuito sentimento de culpa é: "A chance apareceu. Se eu não a pegar, outro vai pegar de qualquer jeito!". Portanto, ele se perdoa e se rejubila por estar 'no lugar certo, na hora certa, na situação certa'.

O corrupto pode ser um "parasita menor", mas nem por isto, é menos podre, degenerado e desprezível, além de existir numa quantidade imensa. Em sua maioria, são dissimulados, aparentando ser, às vezes, inofensivos e simplórios; outras, travestidos com uma aura de respeitabilidade; outras ainda, populares e maleáveis. Tudo o que for necessário para seduzir os incautos e fazer deles seus provedores inadvertidos, seus hospedeiros ou seus escravos.

Disse um filósofo contemporâneo: "Uma pessoa desonesta não tem amigos; tem cúmplices". E quem não é nenhum dos dois tipos citados, mas se faz amigo ou mesmo condescendente de um deles não passa de um infeliz, o maior e mais merecido candidato a padecer calado, alegremente conformado e acomodado pelas 'facilidades' proporcionadas pelos seus feitores. Já é mais do que merece!

Quanto à minoria minimamente pensante, inconformada e contestadora (da qual eu orgulhosa e humildemente faço parte), restam-lhe duas opções: continuar insistentemente batendo no status quo apodrecido e em seus defensores (conscientes ou não) ou abandoná-los total e completamente, passando a viver apenas a própria vida junto aos que exclusivamente ama ("Viva e deixe morrer!" Sempre!). Afinal, espaço no mundo é o que mais tem e condições de desenvolver uma vida plena apenas se aproveitando de laivos e sobras da imensurável produtividade escrava mundial existem.

Ainda faço parte (burramente?) do primeiro time. Só não imagino até quando vou aturar essa oligofrenia coletiva masoquista.
FAB29

Nenhum comentário:

Postar um comentário