Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 8 de abril de 2016

ONU, UNESCO, MEC,...

Amigos e amigas.
As três entidades do título (além de muitas outras) estão há muito tempo se mostrando inimigas da humanidade. As maiores de suas desgraças chamam-se pedofilia e pederastia. Tais perversões direcionadas às crianças e adolescentes são os maiores crimes que se podem imputar à vida. Além de serem agentes, essas entidades servem de baluarte aos corruptores, que se travestem de vestais e educadores para se infiltrar no seio das famílias e deturpar as coisas mais sadias que existem.

Vejam abaixo exemplos dessas sordidezes e podridões mental, moral, cultural e espiritual. Trata-se de "ensinar" às crianças como "transar com segurança", tentando obliterar a saudável e necessária pudicícia. No final, vídeos exortando-as a aceitar e acolher o homossexualismo. Não sou nem uma vírgula contra os homossexuais. Quem o é merece compreensão e respeito à sua opção, tanto quanto os heterossexuais que não queiram se misturar com eles. Já escrevi detalhadamente AQUI que segregação não é crime; é puramente livre arbítrio.

Cada qual faz o que bem entender de si e de sua vida, mas não queiram que eu aceite na boa tais e tamanhas deturpações e imposições eméticas de órgãos que deveriam primar pela sanidade, limpeza e fomento dos melhores modelos de se viver e conviver. Execro com tudo e mais um pouco seus atos.
FAB29

Nossas crianças estão cada vez mais indefesas dentro das próprias escolas. Veja um novo exemplo de livros que estão invadindo as salas de aula com o objetivo de estimular crianças a partir de 9 e 10 anos a fazerem sexo "sem problemas". O livro é sugerido pelo MEC a diretores e professores da rede pública e privada de ensino.

São livros que não ensinam apenas como colocar um preservativo no pênis. Esses livros também interagem com as crianças, como os modelos mostrados abaixo. Ele se chama "Aparelho Sexual" & Cia: Um guia inusitado para crianças descoladas”, escrito pela autora francesa Hélène Bruller e editado no Brasil desde 2007 pela Companhia das Letras.

Para esta autora e para quem publica uma obra dessas, “criança descolada” é criança que está pronta para fazer sexo. Vejam abaixo várias imagens do livro e notem que ele ensina as crianças a transarem, exibindo posições sexuais, explicando o orgasmo e o que se pode sentir com a prática sexual, etc.

Em outra página do mesmo livro, as crianças são estimuladas a colocar o dedo num buraco feito no livro onde se pode simular um pênis ou a introdução dele numa vagina.

Confira abaixo:





Apoio:
Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD, Projeto BRA 95/014 Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura UNESCO Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação FNDE




Aqui, palavras do papa LGBT...
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2016/04/papa-francisco-pede-maior-compreensao-com-familias-modernas.html

Não podia faltar o famigerado Jean Wyllys posfaciando uma série de livros LGBT:

"Uma série de livros que convida principalmente crianças e jovens a pensar sobre o amor livre, a diversidade de gêneros e as liberdades individuais, promovendo valores como amor, respeito, tolerância e empatia. É essa a proposta do projeto “Amar Coletânea de Livres Infantis” – sim, livres, um jogo com as palavras “livre” e “livro”. Da iniciativa nasceram quatro obras que flertam com clássicos da arte para abordar o universo LGBT e que contam com textos de apoio assinados pelo escritor Valter Hugo Mãe e o deputado federal Jean Wyllys.

Autora de mais de 20 livros infantis, a animadora Rosana Urbes, que já trabalhou nos Estúdios Disney, assina o “Safo”, exemplar que dialoga com a obra da poetisa grega homônima.”
Aqui, vocês podem ver três filmes do famigerado "Kit Gay". Dêem uma olhada com atenção aos comentários: