Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


segunda-feira, 18 de abril de 2016

Deputadíssimos!

Amigos e amigas.
A boiada em ação...
O circo continua seu show e os palhaços dão a tônica. Pelo menos, por enquanto. Os cerca de trinta minutos que ousei assistir (não de uma vez. Afinal, não sou nenhum masoquista débil mental) de votação do impeachment na Câmara federal mostraram a quantidade de bufos e escroques que representam muito bem o povinho que os colocou lá. A começar pelo seu líder Cunha, que regurgita com a maior desfaçatez: "Fizemos nossa parte com toda a isenção possível" e diz que "Um feirão foi feito para comprar votos de qualquer maneira e se chegou ao fundo do poço". Sem dúvida! Comprovamos pela sua cara-metade, o 'cara-do-capeta' Temer, que retornou a Brasília na sexta, dia 15, quando viu que vários parlamentares demonstraram intenção de ser contra o impeachment. Seu objetivo era "convencê-los a votar corretamente". Conseguiu como? Usando seu charme?

Heráclito "ovos-na-boca" Fortes
Nesses poucos minutos de votação a que assisti, vi aquelas costumeiras apresentações caricatas (no mínimo) desses artistas circenses que recebem mais que a própria presidente da república (sem contar todas as outras benesses) para protagonizar, sem nenhum pejo, todos, quaisquer e mais abjetos e patéticos atos: "Pela minha vida e de minha família...!"; "Pelos eleitores que confiam na minha lisura...!"; "Pela pátria, pela constituição, pela justiça, por amor e por Deus,...!". Tive que colocar no mudo. E só para ratificar a tosca mentalidade política que grassa pelo país, vimos diversas traições ao governo.

E quando nos referimos ao inefável Sérgio Moro, o que mais dizer sobre sua parcialidade? Ou sobre seus absurdos rendimentos? Um juiz de primeira instância tendo tantos poderes, acima da legalidade, capaz de covardias? Caso a Dilma saia, uma de suas primeiras atitudes será a extinção da Lava Jato para evitar a investigação de seus amigos do PSDB, PMDB e DEM. Só em países política, econômica e socialmente grotescos como o nosso acontecem essas coisas. E é por essas coisas de viés soez que a comunidade mundial detona a moral do Brasil e do povinho que o infesta. Notem a especificação "povinho". Apesar de ser maioria, não se refere ao povo decente, digno e trabalhador que maravilhosamente faz do Brasil a delícia que ele é, mas o denigre absolutamente.

Mas só do PT, óbvio.
O fato é que bem sabemos que, devido à facilidade de convencimento dos parlamentares, politicamente, o impeachment é fava contada. Basta uma simples procura na internet para vermos pelo mundo que este impeachment é ridículo e é condenado por todos os que não se deixam atingir pela parcialidade, como a imprensa européia (atentem também à opinião do New York Times). No frigir dos ovos, passado pelo vendido crivo dos "deputadíssimos", veremos no senado, onde o viés político também é muito forte, mas pode surpreender. A verdadeira briga será no STF porque, juridicamente, todo esse processo não se sustenta. Mas caso ele passe por tudo isso e o veredito final seja a saída da Dilma, o Brasil merecerá o epíteto de "Republiqueta de Bananas" como "nunca antes na História deste país". E a oligofrenia e o comodismo do povinho fazem com que ele "mereça merecidamente" coisas bem piores. Sequer é digno de pena.
FAB29

Adendo: Eis uma lista do grotesco que esses mambembes proferiram na "sessão de torturas". Sugestão do amigo Vapera, que traduzi deste link:

·  pelo aniversário de minha neta
·  pelos fundamentos do Cristianismo
·  para Bruno e Felipe
·  pelos maçons do Brasil
·  pelos produtores rurais, porque, se eles não plantarem, não haverá nem almoço nem jantar
·  Por causa da proposta de que as crianças podem ter procedimentos de mudança de sexo [enquanto ainda] na escola
·  pelo fim da rentabilidade de desempregados ou vagabundos
·  pela congregação do "evangelho quadrangular" [uma igreja evangélica]
·  pelos idosos e as crianças
·  pelo fim à dependência da assistência social
·  por minha mãe Lucimar
·  pela renovação carismática
·  pelos médicos brasileiros
·  para pôr fim à CUT e os seus tipinhos
·  pelo amor a este país
·  por um fim ao escândalo Petrobras e àqueles que lucraram com isso
·  pela República de Curitiba
·  à memória de meu pai
·  por Campo Grande, a morena mais bonita do Brasil
·  pelo controle de armas
·  por causa do comunismo que ameaça este país
·  pelas pessoas destemidas e pioneiras do estado de Rondônia
·  pela BR 429
·  para todos os corretores de seguros
·  para minha filha por nascer; Manoela
·  para minha mãe de 93 anos que está em casa
·  em homenagem ao dia de fundação da minha cidade
·  pela paz em Jerusalém
·  para o melhor estado, Tocantins
·  pela minha mãe que, no momento, está lutando por sua vida
·  pelo setor que gera riqueza: agrobusiness
·  para meu filho Breno e meus amados policiais militares de São Paulo
·  pelo golpe militar de 1964
·  de modo que nós não nos tornemos vermelhos, como na Venezuela e na Coreia do Norte
·  para o meu pai de 78 anos que me ensinou os princípios da Palavra de Deus
·  para Sandra, para Erica, por Vítor, por Jorge, e por meu neto que está a caminho
·  pelo meu estado de São Paulo, governado nos últimos 20 anos por políticos honestos do meu partido
·  para minha esposa e minha filha, que é meu principal eleitorado
·  como homenagem à minha riqueza única e verdadeira, minhas filhas
·  pelo fim dos "coronéis"
·  pelas forças armadas, que agora são pensionistas sem salário
·  em homenagem ao meu pai Roberto Jefferson [político brasileiro implicado em um escândalo político maciço em 2005]
·  para Carlos Alberto Brilhante Ustra, o terror de Dilma [Coronel Brilhante Ustra foi o chefe torturador sob a ditadura militar]
·  pelos moradores de rua que dormem na rua, nascem na rua e morrem na rua
·  a fim de que nenhum governo se posicione contra a nação de Israel
·  pela ciência e tecnologia
·  pela minha esposa Mariana e filha pequena Mariana
·  contra a ditadura Bolivariana
·  pelos caminhoneiros
·  pelos homens livres e moralidade
·  pela honra do povo de Minas Gerais
·  pela Canção Nova [rádio e rede de televisão católica]; para os brasileiros que vivem nas drogas
·   pela minha tia Eurides, que cuidou de mim quando eu era pequeno
·  para você, mamãe
·  pelas tradições libertárias de Minas Gerais
·  eu esqueci de mencionar meu filho. Para você, Paulo Henrique! Beijo!
·  pelo hospital de câncer
·  em homenagem às vítimas da BR 251
·  para honrar a bandeira de Minas Gerais
·  eu sou um líder da maioria; eu não sou um líder da minoria

Vejam no vídeo abaixo a maior prova de que o impeachment de Dilma é golpe e que o Eduardo Cunha só o está liderando por pura e simples vingança (ou coisa pior):



Agora, é a vez do ilibado Senado dar o seu vexame:
http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/2016/05/10/branco-superior-completo-e-sob-investigacao-a-cara-do-senado-que-votara-o-impeachment.htm

Leiam mais:
Assim é o parasitismo: na hora H, toma conta.
http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2016/04/17/conheca-os-cinco-homens-fortes-que-cercam-o-vice-presidente-michel-temer.htm

Patético: ao final, grita como uma adolescente desvairada pedindo sexo:
http://oglobo.globo.com/brasil/2016/04/18/3046-marido-de-deputada-que-votou-pelo-impeachment-prefeito-preso-pela-pf

A corja unida:
http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2016/04/18/dos-22-deputados-investigados-pela-lava-jato-16-votaram-pelo-impeachment.htm

O povinho quer tirar a Dilma, mas..:
http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/04/1762217-manifestantes-pro-e-contra-dilma-rejeitam-temer-aponta-datafolha.shtml