Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


segunda-feira, 25 de abril de 2016

Congresso prostituído!

Amigos e amigas.
Sabemos que os 'nobres congressistas' recebem um subsídio maior que o da própria presidente da República (algo grotesco). Além disto, muitos benefícios (moradia, verba parlamentar e uma dúzia de auxílios, como gasolina) e foro privilegiado. Não contentes com tudo isso, não se furtam em participar de uma leva de corrupções e falcatruas, incluindo vender seu voto no famoso "Toma-lá-dá-cá!".

Porém, como diria aquele canal de vendas: "Mas, espere!! Não é só isso!!". Eliane Trindade, do Folha.com, relata mais uma excrescência que todos sabem que existe, mas que nunca deixa de causar asco: acompanhantes de luxo. Mas por que asco, se até na "sagrada israel" isso acontece aos montes? Porque trata-se de um Poder da República em um país recheado de injustiças e miserabilidade, que teria por obrigação priorizar os cidadãos que os elegeram. Vejam abaixo trechos desse artigo da Eliane (com comentários meus) para terem uma noção da razão do meu asco:



"“Tenho quatro deputados da atual legislatura entre os meus clientes, de diferentes partidos. Minha bancada é poderosa (...) Todos votaram a favor do impeachment.”" Isto significa que os parlamentares pró-governo são santos? Não, mesmo! Certamente, muitos estão envolvidos em atividades semelhantes. Apenas demonstra o nível de integridade moral desses que se arvoram a ser paladinos dela.

"De um parlamentar do Rio de Janeiro, a loura recebeu um link no qual o nobre deputado aparece dedicando o voto pelo “sim” ao impeachment à família (...) O texto enviado no início da noite de domingo, no calor da votação, foi enfeitado com uma sequência de emojis, entre eles, oito aplausos. O deputado retribuiu dois minutos depois com a imagem de um coração solitário.
Os dois se conheceram em uma festa de aniversário de um outro, na qual ela era uma das 20 mulheres convidadas para entreter dez deputados amigos do dono da festa.". Infiel, hipócrita, sórdido, podre,... um obsceno em qualquer sentido e nível. Junto com seus parceiros de festa, é claro.

"Na segunda-feira, um parlamentar de São Paulo, o mais conhecido da lista de clientes declarados dela – ou de amigos íntimos como prefere defini-los – envia o link do YouTube que imortalizou seu voto “por amor ao Brasil e à filha”." Mais um paradigma de hombridade e honradez.

"Ela encerra o papo mostrando uma mensagem enviada também por um dos nobres deputados de “sua bancada”. O parlamentar entra no clima de chacota que tomou as redes sociais, diante da enxurrada de dedicatórias às mulheres durante a votação histórica.
O meme ironizando o discurso moralista e hipócrita de suas excelências, listando o placar de esposas lisonjeadas (120), amantes zangadas (200), filhos falando “ai que mico” (300)." Pois é, não é? Ficar indignado pra quê, se dignidade é aquilo que mais lhes falta? "Se o estupro é inevitável, relaxa e goza!", não é, preclara Marta Suplicy?

"Com a presença rara em Brasília de mulheres e filhos no fim de semana para acompanhar a sessão histórica, o circuito de festas privativas promovidas por parlamentares ficou, digamos, mais familiar.
No fim de semana de impeachment, nada das tradicionais baladas regadas a mulheres bonitas e muita bebida, que são definidas como “plataformas de relações públicas e de exercício de poder” por um lobista das antigas acostumado a frequentá-las. (...) Na atual legislatura, as festas mais famosas acontecem em um barco de um senador goiano, apelidado de “love boat”. O senador também costuma emprestar o “barco do amor”, que conta com uma única e luxuosa suíte, para amigos.
Outro cenário de noitadas é a casa de um senador mineiro no Lago Sul, que tem uma boate com um sugestivo palco de “pole dance”. Periguetes com crachá do Congresso Nacional e outras que cobram por hora costumam disputar os convites para as baladas." Está explicado por que os 'nobres congressistas' só trabalham de terça à quinta? Precisam se "refrescar e espairecer", além de, volta e meia, "visitar suas bases eleitorais", melhor e merecidamente chamadas de 'CURRAIS'!

"Karina cobra R$ 500 por programa, aceita todos os cartões de crédito e relata cenas de pechincha generalizada em tempos de Lava Jato: “Não interessa se é senador, deputado ou político menor, como prefeitos e vereadores que vêm atrás dos grandes; todos choram miséria na hora de fechar programa.” (...) "Com o bronzeado sempre em dia, a loura do WhatsApp passou o fim de semana da votação do impeachment fora de Brasília. Afinal, “era o dia da patroa ser homenageada”." Além de vermes e ridicadores, sobra espaço para tais parlamentares ter um mínimo de 'dedicação às esposas'? São verdadeiros super heróis!!

"O mercado não está bom nem para peixe famoso. “Uma estrela pornô da produtora 'Brasileirinhas' veio para Brasília para a temporada do impeachment e foi embora dois dias antes da votação”, relata Artur Henrique, dono do site Capital Sexy, que promove os anúncios das acompanhantes de luxo. “O dinheiro sumiu!”, resume ele." OH! Para onde será que ele foi?!?!

"Já o garoto de programa Franco, do site Bofes.com, diz que não tem do que reclamar de Brasília. “Pra mim, crise não existe. (...) Como discrição é a alma do negócio, Franco não entrega a clientela VIP, disposta a pagar R$ 400 por um programa. (...) Segundo ele, “Tendo ou não impeachment, nada muda. A máquina toda é corrompida." A gangue LGBT não poderia faltar. Afinal, como o 'impoluto' Jean Wyllys e um monte de enrustidos sobreviveriam? Além do quê, algumas 'nobres senhoras parlamentares' também são 'filhas de Deus'.


Só um tosco exemplo a que eles se prestam.
Bem, bem!... Fica difícil continuar este post sem soltar montes de imprecações de repúdio e revolta. O grande problema disso tudo reside no vírus da imoralidade que pode afetar qualquer um que não tenha sua escala de valores ("sistema imunológico") solidamente calcada no Bem. Sabe-se perfeitamente que "O poder corrompe!". Logo, tal e qual outro vírus qualquer, onde o poder se concentra, a contaminação é mais brutal e a degeneração torna-se regra.

Ciente disto é que todo político aprendeu a apelar para tudo o que for possível para manter uma boa imagem. Afinal, é nela em que o povinho oligofrênico vota, pois, se conhecesse sua torpe idiossincrasia e raciocinasse só um pouquinho, ele pensaria como eu: o fim do poder central! Prioritariamente, a extinção dessa nulidade carcomida chamada congresso nacional.
FAB29

Adendo: Vejam AQUI outro exemplo que motiva meu asco ao congresso. AQUI, também.