Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


segunda-feira, 30 de maio de 2016

FHC, Aécio, Serra, Alckmin,...

Amigos e amigas.
Resultado de imagem para cúpula tucana
Cúpula dos horrores

PSDB (por ser um partido relativamente novo) é um baluarte de políticos egressos de outras legendas (principalmente PMDB), mas tornou-se a maior curva de rio da política brasileira. Desde sua fundação em 1988 por Mário Covas (este sobrenome reflete bem o partido), ele tenta angariar a aura de "Terceira Via", "uma melhor opção contra o que tem por aí". Sempre de bem com a grande mídia, procurando um discurso conciliador, opinando superficialmente, raramente se posicionando em situações socialmente nevrálgicas, ganhou várias alcunhas merecidamente pejorativas, sendo bem conhecida a que o classifica como "Partido do Muro", do qual evita descer. Pessoalmente, eu o classifico como PTMR (Partido Tira o Meu da Reta).

A moda neste século é falar um monte e mais um pouco sobre o PT (muitas coisas, merecidamente). Porém, basta qualquer rápida pesquisa sobre corrupção no PSDB ou de qualquer representante dele para que uma leva quase interminável de denúncias, processos e condenações aflore. Este exemplo do governo Alckmin é uma gotinha nesse oceano de iniquidades onde o partido nada de braçada. Basta continuarmos nele para vermos que o negócio é de uma sujeira tão brutal e extensa que faz qualquer anti-petista arrepiar o *. Vejamos alguns variados:

Aqui, você poderá ver a queda da participação de São Paulo no PIB brasileiro, o aumento grotesco do desemprego, as privatizações (comandada por fhc) junto com o aumento da dívida consolidada do estado, os patéticos investimentos sociais e muito, muito mais.

Aqui, temos a Máfia da Merenda, as pedaladas e propinas "alckmistas", fechamento de 2800 salas de aula, recebimento de doações de empreiteiras, etc e etc.

Aqui, um pouquinho da deteriorada salada tucana.

E aqui, reforçando o que todos já viram: o digníssimo Sérgio Machado num "papo pop" com o nobilíssimo Renan Calheiros.


Para premiar quem?!?

Mas a desfaçatez é a regra do político brasileiro, bem ao estilo Maluf: "Não fui eu! Não era eu!". Basta uma análise imparcial, simples, nua e crua para se ver que os caciques tucanos não deixam nada a dever a tudo o que acusam existir de deletério no PT. A meu ver, superam com folgas e recorde. Não consigo enxergar nenhum representante PSDB#@%$ minimamente confiável de se arvorar em presidir a nação: a "Besta do Apocalipse" fhc já está há tempos mumificada; Serra é um arremedo de um simulacro tacanho de político; Alckmin é uma piada chula de humor negro; Aécio é uma ofensa a qualquer nível de mínima sanidade. Só louco (ou coisa pior) vota nessas nulidades.

Assim como tanto dizem das corrupções enraizadas no PT (várias, sempre frisando, merecidamente), na cúpula PSDB#@%$, ela se tornou o mote, a síntese, a regra, um parâmetro, a força motriz introjetada indelevelmente na alma do partido. Sua origem PMDB#$@% o mantém atrelado a todos os vícios inerentes à sua matriz, mas nesta, ainda são essencialmente neandertais; seu dileto filho os refinou e alçou aos píncaros do requinte moderno. Talvez a maior vitória deste requinte tenha sido colocar o STF (Supremo Tribunal da Farsa) ao seu dispor, na figura azeda do Gilmar Mendes, que comanda a blindagem aos poderosos chefões do partido. Obviamente, os outros magistrados não se avexam em seguir os ditames, como bem analisado AQUI. Mesmo quando se sabe que essa turminha faz as mesmas coisas de que acusam a Dilma.

Johann Wolfgang von Goethe
A vocês, amigos e amigas, uma dica: tirem a viseira e o cabresto que a grande podre mídia lhes impõe. Não permita ou aceite o que ela dita como a verdade dos fatos, pois nunca o é. Ela não passa de uma extensão da autocracia que quer acabar de vez com as liberdades de ser e estar inerentes à vida e à dignidade. Não creia que você é livre. Disse o genial Goethe: "Ninguém é mais escravo do que aquele que se julga livre sem o ser". Nós nunca seremos livres enquanto não nos unirmos contra o comodismo e a alienação que os grandes parasitas cevam em nosso seio, tencionando obliterar nossas vontades próprias e impor as deles. Lembram da frase "Nós sabemos o que é melhor para vocês". Eles a levam a ferro e fogo, sem aliviar, sem cessar, sem se importar com nada.

"Esteja atento ao rumo da História. Mantenha em segredo, mas mantenha viva a sua paranóia!" Raul Seixas.
FAB29