Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


quinta-feira, 14 de julho de 2016

RIO 2016 na mira

Amigos e amigas.
Segue abaixo mais uma "teoria da conspiração", desta feita, referente à ocorrência de um possível atentado "terrorista" durante a Olimpíada 2016. Independente de vocês já de cara tacharem a notícia abaixo como "coisa de quem não tem o que fazer" ou pior, não custa nada "deixarem as barbas de molho" para não ficarem impressionados, aterrorizados e se deixarem levar mais uma vez pela grande podre mídia, da mesma maneira que no 11 de setembro. Os factóides já começaram.

Após lerem, poderão ver (racionalizando imparcialmente) que há uma boa dose de lógica e possibilidades de ocorrer algo bombástico (perdão pelo trocadilho meio infame) durante esse evento nevrálgico de visibilidade mundial. Começou com o golpe de estado "branco" parlamentar e midiático. Convido-os a se precaverem.
FAB29


América do Sul, a próxima vítima.

Um atentado terrorista durante a Olimpíada no Rio de Janeiro é possível e justificaria que o governo fantoche brasileiro aceite a presença de militares de Israel e EUA na região da Tríplice Fronteira. Quando ocorreu o atentado no aeroporto de Bruxelas, a empresa que cuidava da segurança era a israelense ICTS cujos membros pertencem ao Shin Bet. O supervisor-chefe era ninguém menos que Menachem J. Atzmon, ligado ao partido Likud do sociopata Benjamin Netanyahu. A empresa que cuida da “segurança” da Olimpíada no Rio também é israelense, para completar o gerente de tudo é um agente do Mossad. Acaso a capa da revista The Economist de 2016 anunciou um atentado terrorista de falsa bandeira durante a Olimpíada no Rio?

Mauricio Macri e Obama acabam de formalizar há poucas semanas o recebimento por parte da Argentina de 3 mil “refugiados sírios”. O interessante é que esta transferência não foi feita entre o presidente sírio Bashar al-Assad e Macri, mas por Obama e Macri e quem agradece são os EUA. Portanto, tudo indica que não se trata de refugiados, mas de mercenários terroristas com um destino traçado: infiltrar-se na Tríplice Fronteira, aliar-se com facções criminosas, começar a perpetrar atentados e assim justificar uma intervenção sionista de Israel e EUA na região do aquífero Guaraní.

Seguindo o lema do Mossad israelense “através do engano farás a guerra“, usarão estes terroristas que estavam na Síria e Iraque, como ferramenta de promoção do terrorismo na Tríplice Fronteira. Na mídia, vão dizer ao público que são “terroristas do Hezbollah e Irã”. Precisam convencer a população argentina e brasileira de que Israel e EUA devem intervir para “combater o narco-terrorismo”.

O maçom sionista Michel Temer foi colocado no poder através de um golpe de Estado para dar o respaldo a toda esta operação e faz dupla conspirativa e traidora com Mauricio Macri, que aceitou duas bases militares dos EUA na Argentina, uma em Ushuaia e outra em Misiones, justamente na região do aquífero Guaraní.

O esquema envolve a mídia internacional e local, Maçonaria, lobbies sionistas, ONG’s, think tanks, políticos corruptos e governos fantoches.

Fonte: http://noticia-final.blogspot.com.br/2016/06/a-estrategia-dos-eua-e-israel-para.html