Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Politicamente correto pra quem?!

Amigos e amigas.
Já falei por aqui reiteradas vezes o quanto o politicamente correto me causa ojeriza. Tal excrescência está no cerne da maioria das aberrações sociais que grassam pelo mundo. Segue abaixo um resumo de um belo post que mostra dez situações neste 2016 onde o lixo do título saltou aos olhos.

E olhem bem: são apenas 10 exemplos grotescos compilados e destacados dos primeiros de 6 meses de 2016! É uma arapuca repulsiva!
FAB29

1- O maior vilão mutante do Universo Marvel, Apocalipse, foi vítima dessa excrescência! Motivo: MACHISTA!! Bastou um cartaz promocional do filme mostrar o supervilão esganando Mística para que as feministas (a síntese da imbecilidade humana) subissem nas tamancas e exigissem a supressão do cartaz e um pedido público de desculpas do estúdio. E, lógico, aconteceu!
jennifer-lawrence-image-x-men-apocalypse
"Como ousas?!? Vamos processá-lo!!"
2- Um anúncio da Versace foi tratado como racista apenas porque foi focado na figura da modelo branca, que representa a mãe e é olhada com carinho e admiração por sua "família negra ou mestiça". Acusaram grotescamente o anúncio de não dar igualdade de tratamento aos negros e de usar um "cenário errado", no caso, a cidade de Chicago, onde se afirma que a violência contra o negro é mais patente. Se fosse em Nova York, Washington ou Los Angeles seria diferente? Até parece!
d5e06c8c867603a7d14bf477b9afaea6
Se isto for racismo, não sei o que é inclusão!
3- Outra feminista imbecil (pura redundância!), colunista da Vanity Fair, criticou outro super-herói, ícone da Marvel: o Capitão América. Motivo? Excesso de virilidade! Numa cena do terceiro filme do herói, ele se recorda da época em que corria atrás de rabos-de-saia junto com grande amigo Bucky, deixando claro que NUNCA, em momento algum, houve um espaço para um relacionamento gay! Fato inadmissível para ela!! Ela escreveu: "ela [a Disney] não poderia pelo menos ter deixado para nós o sonho de Bucky com o Capitão?" 'Para nós' quem, querida degenerada?!? Ser heterossexual virou motivo de vergonha no seu miolinho de ameba?!

4- Estudantes da Universidade de Yale, EUA, pediram para que fosse retirado o estudo de "grandes poetas ingleses" do currículo. Apenas porque "se tratam de escritores brancos do sexo masculino"! Frase de uma aluna: "Muitos estudantes não leem uma única autora mulher em duas disciplinas fundamentais do curso". Ou seja, Shakespeare, Milton, Eliott et caterva são culpados de não serem de outra raça ou mulheres! Esses arremedos de alunos afirmam que essas aulas criam "'uma cultura especialmente hostil aos estudantes de cor'Com essa escolha, apontam os alunos, a universidade não prepara seus estudantes para fazerem estudos 'de alto nível relativos à raça, sexo, sexualidade, etnia, nacionalidade'"! Se esses inúteis acreditam nisso, por que não vão estudar em Nairóbi ou num convento?
shakespeare-people-page
Acho que você vai dançar, meu caro!
5- Querem neutralizar o gênero no hino do Canadá!! No hino, há o verso: Verdadeiro amor patriota, em vossos filhos comanda. Está errado, segundo o parlamento canadense! O 'correto' deve ser: "em todos nós comanda", visando "a igualdade de gênero". Em 2010, tentaram esse lixo sem sucesso. Mas hoje, com a maioria dos politiquinhos a seu favor, o premiê "progressista" Trudeau, um ídolo dos justiceiros sociais, fará "istória".

6- Mariana Däffner, esgrimista brasileira, foi assaltada e levou um tiro. Foi operada duas vezes para colocar uma haste e dez parafusos no braço. Na sua primeira entrevista, pediu desculpas aos assaltantes, pois "eles são vítimas de tudo o que vivemos hoje". Ou seja, são pobrezinhos que sofreram tanto, massacrados por uma sociedade inescrupulosa, se tornando incapazes de trabalhar honestamente. Ah, tá!! Que nunca ocorra, mas, se acontecer dela ser estuprada algum dia, só falta ela pedir desculpas ao estuprador por estar de quatro e ele preferir 'papai e mamãe'!

7- Aqui, o politicamente correto criou uma quimera de autopiedade: aplicativo para I-Phone Equitable que divide a conta do restaurante "com base no gênero e nas diferenças salariais raciais das pessoas presentes"; essencialmente, na "dívida histórica". Ou seja, homem branco, cristão e heterossexual está no topo da lista dos devedores. Negros e judeus praticamente comem de graça. Então, mesmo se você estiver na companhia de milionários como Lebron James ou Mark Zuckerberg, adeus, salário!
Resultado de imagem para lebron james   Resultado de imagem para zuckerberg

9- A recente "crise dos refugiados" imposta à Europa pelos grandes parasitas é o ápice do politicamente correto. Os refugiados adquiriram direitos nunca vistos antes, solapando os dos autóctones. Uma dessas excrescências se refere ao "direito de não serem ofendidos em sua religiosidade": numa igreja que estava servindo de abrigo a eles em Ventimiglia, Itália, houve uma PROIBIÇÃO aos fiéis de rezarem em voz alta!! Motivo? Os refugiados muçulmanos se sentiam incomodados, tendo sua fé constrangida! Caso semelhante aconteceu numa igreja evangélica alemã, onde foram retirados os bancos, o altar, o púlpito e TODOS OS SÍMBOLOS CRISTÃOS para que os refugiados tivessem mais espaço e se sentissem "mais bem-vindos na nova casa". Alguém avisou a esses fiéis que esses caras não usam camisinha?
Resultado de imagem para gambian migrants in italy
"A gente não quer só comida! A gente quer porque quer!"
10- Para finalizar, convido-os a se munirem de uma dose cavalar de paciência e acessarem o link original, onde o décimo item mostra o cúmulo da perda de tempo politicamente correta. Refere-se a uma PhD em porcaria nenhuma, chamada Anita Bright, que resolveu dar uma "problematizada" em meros raciocínios matemáticos, enfiando neles "raciocínios sociais". É tão pernicioso e inútil que me recuso a poluir mais meu blog com tamanho lixo "irreciclável"! Se arriscarem, que suas sanidades não sejam abaladas! Quem sabe, até se divirtam!
Resultado de imagem para blond
Anita Bright, a desocupada!