Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Benefícios Nacional-Socialistas

Amigos e amigas.
Com tudo o que se diz contra a Alemanha de Hitler e toda a proibição mundial (tácita ou imposta legalmente) de se debater o assunto condignamente, saltam aos olhos pérolas como as que podem ver abaixo. Nem o mais ferrenho talmudista consegue negar (omitir, sim) os avanços monumentais (os maiores da História humana) que o líder NS conseguiu para a Alemanha pós-1ª Guerra, que estava falida e vivendo havia mais de uma década numa ciranda financeira calcada na usura sionista, o que a fez afundar numa inflação estratosférica.

A Verdade dos fatos é um dever universal e um direito inatacável para todos que a desejarem. Deste modo, convido-os a conhecer alguns benefícios para a humanidade provindos das ações que Hitler providenciou ao povo alemão que tanto o idolatrava, o que vem a comprovar o ditado: "O Diabo não é tão feio quanto se pinta".
FAB29

Proibição de Vivissecção 

A Alemanha Nacional-Socialista foi o primeiro país a proibir a vivissecção (dissecação de animais em vida) no mundo, decretando a proibição nacional em abril de 1933. A medida para proibir a vivissecção era uma preocupação enorme e foi apresentada ao Reichstag já em 1927. A alta patente NS - como Hermann Göring, Heinrich Himmler e Adolf Hitler - estava muito preocupada com a preservação animal, particularmente pertinentes sobre a forma como os animais eram massacrados. Leis mais atuais na Alemanha (e mesmo do mundo) são derivadas das leis apresentadas pelo Partido Nacional-Socialista.

Hermann Goring, que foi estabelecido como o primeiro-ministro da Prússia, pronunciou:

"Uma proibição absoluta e permanente sobre a vivissecção não é apenas uma lei necessária para proteger os animais e para mostrar compaixão com sua dor, mas é também uma lei para a própria humanidade (...) Tendo, portanto, anunciado a proibição imediata da vivissecção, fazendo-se a prática delito punível na Prússia. 
Até que a punição seja pronunciada, o culpado deve ser apresentado em um campo de concentração."

Preservação de animais

Quando o Partido Nacional-Socialista chegou ao poder em 1933, suas preocupações não só tinham relação com pessoas, mas com os animais nativos da Alemanha. Em 1934, uma lei de caça nacional foi passada para regular o modo como muitos animais poderiam ser mortos por ano e para estabelecer "as temporadas de caça" adequadas. Essas leis de caça já foram aplicadas na maioria dos países ocidentais.

Esta lei era conhecida como Das Reichsjagdgesetz, a Lei do Reich de Caça. O Reichstag também sancionou o projeto de lei para a educação na preservação de animais em níveis primários, secundários e superior. Além disso, em 1935, outra lei foi aprovada, o Reichsnaturschutzgesetz (Ato de proteção da Natureza pelo Reich). Tal lei colocou várias espécies nativas em uma lista de preservação, incluindo o lobo e o lince eurasiático. Emendas foram acrescentadas mais tarde, como a arborização e o abate predatório de peixes vivos.

Sem essas leis, é muito provável que algumas espécies já tivessem desaparecido completamente das florestas da Alemanha.

Movimento antitabagista


Há rumores de que Adolf Hitler era tão contrário ao fumo a ponto de não permanecer no mesmo ambiente com alguém fumando e, muitas vezes, defender a oposição como desperdício de dinheiro. Assim, ele começou um dos movimentos antitabaco mais caros e eficazes da História. Enquanto durante os anos 1930 e 1940, outros movimentos fracassaram em outros países, foi levado a sério na Alemanha NS.

O Nacional-Socialismo proibiu o fumo em restaurantes e sistemas de transporte público, citando a saúde pública, e severamente regulamentou a publicidade de fumo e cigarros. Criou-se, também, um alto imposto sobre o tabaco e os suprimentos de cigarros para a Wehrmacht foram racionados. Várias organizações de saúde na Alemanha NS alegavam que o tabagismo aumentava os riscos de aborto, hoje em dia, fato comprovado.

As estatísticas de consumo de cigarros per capita anual a partir de 1940 eram, na Alemanha, de apenas 749, enquanto os americanos fumavam mais de 3.000.

A imagem acima diz: "Se não consumi-lo, ele [o cigarro] o fará!

Programas sociais

A Alemanha NS teve um dos maiores programas de bem-estar público na História, baseado na filosofia de que todos os alemães devem compartilhar um padrão de vida.

Um dos mais famosos deles foi o Programa de Assistência de Inverno, onde NS de alto escalão, assim como cidadãos comuns, saíam às ruas para coletar donativos para os mais necessitados. Esta não foi apenas uma jogada de propaganda extremamente inteligente, mas também um ritual para gerar boa relação social em geral para com aqueles em necessidade. Cartazes pediam às pessoas para doar ao programa ao invés de dar diretamente aos pedintes. Joseph Goebbels, ele mesmo uma elevada patente NS no controle de Rádio, Televisão e Propaganda, muitas vezes, participou desses eventos.


O Fusca! 

A palavra Volkswagen, como já cantava o Falcão, significa "Carro do Povo". Este veículo foi apresentado como um carro que todo cidadão alemão podia se dar ao luxo de comprar. Foi com base no parecer de Hitler ao projetista que a aparência do carro devia se assemelhar a um besouro. O carro foi um enorme sucesso (disponibilizado para os cidadãos do Terceiro Reich através de um regime de poupança de 990 Reichsmark - preço de uma moto pequena), mas no final da guerra os recursos eram baixos e disponibilidade pública diminuiu. O Volkswagen tornou-se mais um veículo militar no fim do Terceiro Reich.

No entanto, isto não impediu que fosse um dos veículos mais populares do mundo, conhecido por sua confiabilidade, design elegante (embora alguns possam questionar) e facilidade de uso.

Complexos rodoviários (Auto-bahn)

Apesar de não ser originalmente concebida pelos Nacional-Socialistas, Hitler era um grande entusiasta da idéia e impulsionou o país para a maior rede de estradas a ser construída. Estabelecido como o sistema de auto-estrada em primeiro lugar no mundo, as rodovias deram um salto revolucionário de engenharia, mudando para sempre a maneira dos seres humanos viajarem. Centenas de países adotaram o sistema de Hitler, pondo-o em prática, incluindo Estados Unidos e Grã-Bretanha. Fizeram de uma só vez a maior rede de rodovias do mundo, com estradas que se estendem por todo o país, incluindo outros países, como a Áustria.

A construção destas estradas não eram apenas revolucionárias em si mesmas, já que forneciam mais de 100.000 empregos necessários para os esforços de recuperação econômica. Foi um golaço do partido de Hitler para tentar trazer o país a um senso de unidade através do sistema viário e, na maioria das vezes, bem sucedido. Aeroplanos já foram testados ao longo dos trechos retos e lisos da estrada e equipes de corrida Grand Prix são conhecidas por praticar neles.

Pai de moderna tecnologia para foguetes.


O homem que inventou os foguetes como os conhecemos hoje, Werner Von Braun, era um membro do Partido NS e Diretor Schutzstaffel comissionado. Ele ajudou a Alemanha e os Estados Unidos no uso de foguetes durante e após a 2 ª Guerra Mundial e, eventualmente, se tornou um cidadão naturalizado nos EUA.

Embora tenha sido pioneiro em muitas áreas, incluindo a instalação de foguetes de combustível líquido em aeronaves e órbita para mísseis-terra, ele é mais conhecido por suas realizações na NASA.

Seu melhor resultado foi, sem dúvida, o desenvolvimento do foguete Saturn V, que ajudou o homem, finalmente, a alcançar a Lua em julho de 1969. Von Braun abriu oficialmente portão para a viagem espacial através de suas invenções inovadoras, assim como a criação de um dos métodos mais destrutivos de guerra conhecidos pela humanidade.

Inovações cinematográficas 

Os Nacional-Socialistas estavam muito interessados ​​em Cinema e Música como técnicas de propaganda e como pilares essenciais para a Cultura. A gravação em fita magnética foi primeiramente conhecida em um discurso feito por Hitler, por Joseph Goebbels e proporcionou diversos métodos mais complicados de se filmar a partir deste.

Por exemplo, "O Triunfo da Vontade", um filme de propaganda, é considerado como uma das peças mais importantes da História cinematográfica. A cineasta Leni Riefenstahl (foto acima) usou a espantosa quantia de trinta câmeras em um filme e mais de cem técnicos para produzir o filme de duas horas. Desde que "O Triunfo da Vontade" tinha um orçamento ilimitado, as mais recentes tecnologias foram usadas. Guindastes e trilhos ferroviários de filmagens foram usados, as técnicas usadas ainda hoje para fazer um bom efeito 'journey'.

Em última instância, os filmes de propaganda estão mortos, mas as técnicas desenvolvidas na época são vistas regularmente nos últimos blockbusters da grande Hollywood.

Contribuições para Moda

O estilo NS dos uniformes era tão ousado quanto seu estilo de governo. Botas com grossas solas de couro, chapéus desabados, sobretudos, casacos de couro e chapéus de pico foram alguns dos lançamentos na moda NS, bem como tons de cores suaves, muitas vezes em cinza, bege e preto.

A organização militar SS Panzer impunha temor em seus adversários, com remendos de forragem preto e casacos de couro que foram posteriormente aprovados por roqueiros americanos. A marca "Dr. Martens" baseou-se nas botas de salto usadas por muitos oficiais da GESTAPO. Olhe ao seu redor, em qualquer visual roqueiro, industrial ou de outra forma grupo 'edgy' e você verá alguns traços da influência da moda NS. O romancista norte-americano Kurt Vonnegut, certa vez, descreveu o estilo como "levemente teatral".

Além disso, o fundador da Adidas, Adolf Dassler (cujo apelido era Adi), era Nacional-Socialista. Ele produziu sapatos para a Wehrmacht durante a guerra, fornecendo ao mesmo tempo para os atletas norte-americanos e alemães durante os Jogos Olímpicos de Berlim. Isto criou fama nacional quando Jesse Owens venceu suas provas correndo nas Olimpíadas de Berlim usando calçados de Adolf Dassler. A Adidas é agora uma empresa multinacional, fornecendo calçados e acessórios esportivos para atletas de todo o mundo.

Seu irmão, Rudolf Dassler, era o NS mais ardente dos dois irmãos e resolveu fundar outra empresa de esportes proficiente: a Puma. Ah, e Hugo Boss era um NS que, a partir de 1934, forneceu uniformes oficiais à SA, SS, Juventude Hitlerista, NSKK e diversas outras organizações Nacional-Socialistas.

Adaptado daqui.