Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


segunda-feira, 12 de junho de 2017

Madonna

Amigos e amigas.
Após o afamado discurso de Madonna ao receber o título "Mulher do Ano 2016", escrevi algumas coisas esparsas sobre o fato. Aos poucos, outras situações me fizeram acrescentar vários detalhes que aproveitei para alinhavá-los e externar minha visão das palavras da "Rainha do Pop".
Triste ver como uma extrema e quase inigualável celebridade, vencedora na vida pode se expor a um vitimismo patético.
FAB29

Por que afirmo que Madonna não me serve de bom exemplo para nada em quase todos os sentidos? Certamente por eu ser um careta, daqueles que valorizam os bons costumes, as coisas sadias e organizadas, a graça, o respeito ao próximo, a delicadeza e sensibilidade,... Tudo aquilo que a maior parte da “arte” de Madonna não me passa.

Não pretendo me aprofundar em análises, opiniões ou julgamentos a respeito de sua idiossincrasia. Cada qual que se ame ou se suporte como é e age. Simplesmente quando vejo uma artista (e tantos outros, eles e elas) degradando visual, auditiva, mental, espiritual e moralmente as coisas que mais prezo, eu imediatamente desprezo e procuro eliminar de minha vida.

Imagem relacionada
"Sejam livres! Não se reprimam!"
Tipinhos como Madonna se esmeram em polemizar, agredindo e subvertendo o que o asqueroso status quo apregoa como "hipocrisia" e "valores arcaicos" (família, retidão, pudicícia, etc) sob os auspícios de “liberdade de expressão”, “politicamente correto”, “meu corpo, minhas regras”, “vê quem quer”, etc. E a grande podre mídia que a financia se esbalda com “ícones nefastos” como ela, criando mil tipos de obscenidades e depravações que visam obliterar tudo o que há de bom para o desenvolvimento, principalmente, da juventude.

Apresentações como as da foto acima, ela tem todo o direito de fazer (e o fez N vezes!). Toda liberdade de expressão. Mas ela ficar magoada pela torrente de críticas a essas suas atitudes beira o deboche. Ela quer respeito? Acredita que isso da foto é respeitar? "Vê quem quer"?! A grande podre mídia regurgita porcarias como essa o tempo todo, cercando e tangendo a boiada humana (especialmente a juventude, a parte mais indefesa), obrigando quem não quer ver a se limitar, se recolher e se desviar o tempo todo. Isso é respeitar?

Tudo o que pensamos é exclusivamente nosso. Qualquer ação prática passa a ser de todos. Muitos irão apoiar, muitos irão execrar e a grande maioria irá relevar, ignorar, "Que se dane!", "Tô nem aí!". Ela fez o que quis e aceitou todo o risco de sofrer o que não quis, como acontece todo mundo.

Ouso apostar que a grande maioria das mães e pais não vê com bons olhos a maior parte das performances dela (assim como as de Miley Cyrus, Nicki Minaj, Anitta e tantas outras) e jamais gostaria que suas filhas as seguissem ou imitassem. Afinal, bons, belos e saudáveis exemplos para se mirar não faltam. (Reiterando: não faltam exemplos masculinos execráveis, também. No momento, me atenho a elas).

Muitas pessoas a têm como exemplo de guerreira, de superação, de vencedora. Sem dúvidas, ela o é! Nos quesitos realizações pessoais e influência, é uma das maiores (senão, a maior) da História do pop. Confiram neste link exemplos do seu poderio: (https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_recordes_de_Madonna). Em vários tópicos, supera Elvis e os Beatles.

Porém, naquele discurso de “Mulher do ano 2016” (https://www.youtube.com/watch?v=67j0r-3EYlE), tão incensado, aplaudido, etc, ela expôs alguns horrores que sofreu na vida, em nada diferentes dos que milhões também sofrem pelo mundo e nem por isso, ficam se apiedando. Citou opressões, preconceitos e mazelas do dantesco show business que ela alegremente aceitou e abraçou para se tornar a celebridade milionária que é.

É dito que ela tentou se usar como exemplo, "tomar as dores das pessoas oprimidas" e "denunciar seus algozes". Como se seu "desabafo" tivesse algum poder para mudar algo. Nem as palavras do Papa têm.

Imagem relacionada
Uma verdadeira vítima do status quo maldito.
Pensem: quantas mulheres são obrigadas a se submeter a muitas coisas até piores do que ela suportou (e por muito mais tempo), perdem muito mais do que ganham e não se expõem num discurso egocêntrico, “coitadista”, vitimista como aquele, optando por se manterem firmes na luta por melhorias e progresso? Todos sabemos que o show business é uma podridão só, infestado de parasitas, injusto, cruel, etc, etc. E daí?! Ele é assim com tudo e todos. Afirmar que é pior com mulheres, negros e gays pode até ter alguma verdade, mas o tanto que possuem os representantes dessa turma citada (que estão muito bem de vida por causa desse mesmo show de podridões) supera o que a grande maioria da humanidade possui junta.

Além do quê, qual local no mundo-cão não tem muito dessa gama de iniqüidades em maior ou menor grau, vitimando uma quantidade imensa de pessoas de todas as raças e gêneros? Atitudes bisonhas como a dela não determinam nenhuma evolução e bom desenvolvimento nas atitudes desses mesmos parasitas que financiaram e sustentam toda a sua carreira artística. Somente ações solidárias, conscientes e contundentes das pessoas o farão. No mínimo, que cada um lute por si e pelos seus (como ela o fez e venceu) e PARE com esses discursinhos emotivos de “sofrência” para angariar bons olhares das massas!

Sou infinitamente mais amante das grandes mulheres, mães de família, que se baseiam em tudo o que houver de sadio em todos os sentidos e constroem uma família que contribuirá para a formação de uma sociedade aprazível, digna e progressista. E que jamais perderão seu tempo e sua vida junto aos seus queridos se expondo em auto piedade e egocentrismo.
FAB29

4 comentários:

  1. Fabiano :
    Concordo com muitas coisas, que voce falou sobre a Madonna. E nunca foi o tipo de musica que eu gostava de ouvir.

    Por outro lado, respeito ela por ter tido personalidade, presença, e ter feito sucesso.

    Independente disso, vejo que voce e ela tem algo em comum : voces dois admiram os ensinamentos do Rabino Berg , como se ve abaixo :

    http://i65.tinypic.com/2r7m5pg.jpg

    http://www.dailymail.co.uk/news/article-2423891/Rabbi-Philip-Berg-dies-Kabbalah-center-founder-attracted-followers-including-Madonna-Demi-Moore.html

    http://i68.tinypic.com/depg8k.jpg


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr. anônimo.
      Dos três links, só consegui acessar o segundo, fato já bem conhecido por mim. Penso que os outros dois se refiram a um folder que fizeram usando minha foto ano passado.

      Outro anônimo já havia me questionado sobre isso, então, repito a resposta: foram colegas meus que produziram aquele e todos os outros 'folders' para minha campanha via Face. Pessoas que são de excelentes mentalidade e índole, alheias a preconceitos e pré-conceitos.

      E eu, apesar de ser avesso ao que o rabinato em geral (via talmud) prega, não me oponho a boas e edificantes palavras (ainda que consciente de sua origem). Conclusão: o sentido das palavras usadas foi bom. Por isto, aceitei sem problemas.

      Excluir
    2. Segue agora, o link certo.

      Como se vê, voce usou uma frase do rabino sionista Philip Berg (guru da Madonna) na sua campanha para vereador.

      http://tinypic.com/r/2r7m5pg/9

      Excluir
    3. Nada a acrescentar à minha resposta acima.

      Excluir