Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Mais gravidade

Amigos e amigas.
Neste segundo post em sequência sobre a Gravidade, compartilho mais um apanhado de informações e opiniões sobre ela. São dúvidas que existem e pairam sobre ela sem que se consiga dirimi-las (pelo menos, boa parte delas).

O único objetivo de postagens assim é suscitar as necessárias contestação e reais pesquisas para que as tergiversações sejam obliteradas de vez. O post abaixo mistura ceticismo, ironia, dados e experiências, tentando demonstrar o quanto a enganação do status quo é gritante.
FAB29

Imagem relacionada
"José Newton já dizia: 'Se subiu, tem que descer!'"
Gravidade é uma força fictícia criada por um ocultista, o maçom Isaac Newton, para tentar justificar todas as incongruentes alegações de um fajuto modelo cosmológico, o Heliocentrismo.
Gravidade é a desculpa perfeita para todo e qualquer questionamento pertinente que seja feito, a panacéia dos apascentados que regurgitam de forma passiva, inquestionável e automática tudo aquilo que foram doutrinados a crer.
1) Por que a Terra é uma 'esfera/oblato/geóide/formato de pêra/bola'?
RESPOSTA : Gravidade.
2) Porque a Terra gira?
RESPOSTA : Gravidade.
3) Por que a Terra não se choca contra o Sol e a Lua contra a Terra ?
RESPOSTA : Gravidade.
4) Por que a Lua é capaz de causar marés na Terra, através da alegada 'atração gravitacional' por ela gerada, literalmente puxando quintilhões de metros cúbicos de água, e apenas e tão somente a água de oceanos (águas de lagos, piscinas, represas, etc... são seletivamente descartadas), onde NADA MAIS sofre 'atração gravitacional' da Lua, nem areia em desertos, nem carros, nem árvores, nem pessoas, nem barcos, nem águas de piscinas, caixas d'água, represas, etc...!?
RESPOSTA : Gravidade.
5) Por que e como corpos mantêm-se grudados em uma esfera que afirma-se estar viajando a pelo menos três velocidades Supersônicas vetoriais distintas ao longo de um espaço sideral ?
RESPOSTA : Gravidade.
6) Por que o Universo se auto-criou a partir do NADA ( O QUE É SIMPLESMENTE UMA IMPOSSIBILIDADE CIENTÍFICA) ?
RESPOSTA : Gravidade. ("Como existe uma lei como a da gravidade, o universo pode e vai criar a si mesmo." - Stephen Hawking)
7) Por que todos os 'Planetas', Estrelas, 'Asteróides' e 'Satélites naturais' são esféricos e as galáxias, paradoxalmente, são demonstradas como planificadas ?
RESPOSTA : Gravidade.
Gravidade é um EMBUSTE que, quando tem suas proposições analisadas por questionamentos minimamente pertinentes, demonstra-se ser algo extremamente grotesco e até mesmo patético, tanto do ponto de vista teórico quanto, sobretudo, prático, ao qual tal teoria JAMAIS se valeu.
Alega-se que 'quanto maior a massa, maior será a atração gravitacional'...
O experimento realizado em uma câmara de vácuo onde soltou-se penas e uma bola de boliche é uma prova da inexistência, e não da existência, da Gravidade. [No vídeo abaixo, a 1:45 min., uma curiosidade. O "legendador" coloca: "A terra plana se f#%$& !!" enquanto o técnico diz que elas caíram exatamente ao mesmo tempo].
Se a Gravidade de fato existisse, a bola de boliche, por possuir maior massa, deveria ser mais fortemente atraída pela 'atração gravitacional' gerada pela Terra, mas isso não ocorre; ambos os objetos, tanto a pena quanto a bola de boliche, caem à mesma velocidade, em queda livre, como era de se esperar no mundo físico real, onde a gravidade é um conto de fadas criado para iludir incautos.
Nosso mundo físico é determinado em uma disposição vertical, onde conceitos espaciais são absolutos e não relativos, por princípios/propriedades físicas como Flutuabilidade, Densidade, Energia Eletroestática e Eletromagnetismo, todos atestáveis, mensuráveis e reproduzíveis, como manda o método científico, método este INDISPENSÁVEL à verdadeira Ciência.
Corpos mais densos que o meio, no caso o ar, irão cair, corpos com densidade equivalente irão flutuar e corpos com densidade menor do que o meio irão subir, através da ação da força flutuante (Princípio de Arquimedes). É por isso que nuvens, mesmo possuindo exorbitantes massas, flutuam e quando a água presente nas mesmas se condensa, elas caem em forma de gotas (tensão superficial da água) por apresentarem neste momento densidade maior do que a densidade do meio (ar).
Alega-se que o 'Experimento de Cavendish' seja uma prova da existência da gravidade; porém, nada poderia estar tão longe da verdade. O experimento de Cavendish, realizado em 1797–1798 por Henry Cavendish, teve como objetivo determinar o valor da densidade da Terra e que alegadamente ajudou a obter a 'constante G' (o menor e menos preciso número que se atribui como uma 'Constante Universal') e a 'Massa' da Terra. Os resultados de seu experimento foram publicados no “Philosophical Transactions of the Royal Society” em 1798. A Royal Society é uma instituição maçônica travestida de 'Acadêmica'.
O experimento tratou-se de um dispositivo no qual uma balança de torção feita de um bastão de madeira com dois metros de comprimento (1,8 m) suspenso por um fio e, a cada extremidade, foi colocada uma esfera de chumbo com um diâmetro de 2 polegadas (51 mm) e peso de £ 1,61 (0,73 kg). Próximo a cada esfera, foram posicionadas duas bolas de chumbo de 12 polegadas (300 mm) e 348 libras (158 kg), a uma distância cerca de 9 polegadas (230 mm), e prendido no lugar com um sistema de suspensão independente. O experimento permitiria, supostamente, medir a 'atração gravitacional' entre as esferas pequenas e as maiores.
O experimento não levou em conta preceitos científicos para garantir a isonomia dos resultados. Primeiro porque o chumbo é um substância diamagnética. Todo material diamagnético quando é submetido a um campo magnético externo (no caso, o campo magnético terrestre) apresentará um momento dipolar magnético que será orientado no sentido oposto ao do campo magnético externo. Só este fato já colocaria o Experimento de Cavendish totalmente em xeque.
Não obstante a isto, a balança de torção de Cavendish fora 'isolada' a partir de um sistema fechado para 'impedir' variações causadas por ventos e outras influências externas que pudessem alterar o resultado. O ponto em questão é que a tentativa de medição de uma suposta 'força gravitacional' fraca entre esferas de chumbos não levou em conta a influência da própria massa das paredes e de toda a estrutura da 'câmara' que fora usada para tentar 'isolar' o sistema, algo que fere de forma absoluta os princípios do método científico idôneo para validar uma tese/suposição.
C.V. Boyz, o último a supostamente realizar a confirmação e extensão histórica do Experimento de Cavendish afirmou o seguinte em um escrito à Royal Society, em 1889 :
"Tal como 'provou' Cavendish, as correntes de ar provocadas pela diferença de temperaturas dentro da caixa teriam enormes efeitos."
Uma declaração, sem dúvida alguma, deveras reveladora.
As refutações ao Experimento de Cavendish, que foram publicadas por inúmeros periódicos científicos à época e posteriormente são, intencionalmente, suprimidas, sendo praticamente impossíveis de serem achadas na internet. Por exemplo, temos a crítica ao Experimento de Cavendish feita pelo Prof. da Universidade da Califórnia, S. J. Barnett, em 1902, que foi simplesmente eliminada recentemente pela Universidade de Harvard. O mesmo acontecendo com artigos científicos publicados na internet desta Universidade, como o de P.V. Moore, escrito em 1994, o de J. K. Hoskins, escrito em 1981 e o de Jean Sivardiere, escrito em 1997.
Não existe NENHUM experimento científico idôneo que comprove a existência da Gravidade; NENHUM experimento científico legítimo que consiga provar que corpos atraiam corpos em razão de suas massas. NENHUM. O fato da teoria da Gravidade ser tida como um 'fato científico' e a Gravidade ser tida como uma das '4 forças fundamentais da Natureza' deve-se principalmente a dois motivos :
- Instituição proposital, e perfidamente arquitetada, pelo Sistema, via Royal Society, de que a Gravidade seja um 'consenso científico incontestável', o que determinou a posterior imposição de aprendizado em instituições de ensino programático, que são inquestionavelmente doutrinários e regulados pelo Sistema, via Estado e suas agências/instituições.
- O apascentamento coletivo gerado pela doutrinação recebida em instituições de ensino programático e toda a programação mental instituída progressivamente através de fomento gerado por reportagens televisivas, documentários e postulados pseudo-científicos propostos recorrentemente para tentar legitimar o embuste gravitacional, sem o qual o fajuto modelo Heliocêntrico, que já não se sustenta na prática, não se firma nem mesmo teoricamente.

27 comentários:

  1. Grande FAB, vamos lá e vc não vai gostar!
    Pergunta 1
    A resposta é: a terra é esférica por conta do fato da esfera ser a forma onde todas as forças são atuantes são homogêneas, uma gota de água igulamente é esférica se em queda livre no vácuo, pois a forma de gota é a resistencia aerodinãmica quem garante e é essa a forma mais aerodinãmica de todas por motiveis evidentemente óbvios!
    2- Porque todo corpo tende a girar em seu eixo se aplicada qualquer força lateral (qual é essa lateral já é outros quinhentos), caso a força seja radial ela tende a se contrair ou expandir, mas sendo sólida provavelmente essa força vai se manifestar até em giro dependendo do momento do torque inicial.
    E claro ela sendo esférica, gira por conta do equilíbrio garantido pela forma esférica, que é entendida com razão, de forma perfeita.
    3- Pelas regras atuais é por conta da velocidade de translação, se fosse mais lenta ela cairia no sol, se mais rápida fugiria por aí. A isso acrescenta-se a dita gravidade, que pode ser o que for continua atuando nesse corpos como atua o eletromagnetismo.
    Em minha opinião é por conta do equilíbrio eletromagnético dos corpos.
    4- Esse descarte é sua conclusão, todos os líquidos sofrem as mesmas forças atuantes. Se vc não entendeu ainda o que já falei sobre as incríevis forças atuantes na água, fica impossível te mostrar o óbvio.
    As características dos líquidos garante a forma das massas de água, e se for mercúrio também acontecerá embora a coes~]ao molecular dele permita em volumes pequenos até a esfericidade total, ou seja, em uma pequena gota de mercúrio o achatamento é quese zero. Como já te disse, a gravidade atua diretamente na massa e em caso do mercúrio as forças "fracas" descritas pelo modelo relativista são mais fortes que a gravidade (força forte seria a atração nuclear) como já disse, sem estudo é só peruada sem sentido depondo contra ti mesmo!
    5- A velocidade angular não altera, mas a linear sim, ou seja fora da linha do equador a velocidade de deslocamento linear cai até zero no polo teoricamente pois o polo dança.
    Assim, fica cada vez mais vago o que fala, até porque a velocidade da Terra é ínfima mantidas as proporções, da mesma forma que uma barata anda a mais de 200 km/h se proporcionalizada sua velocidade e tamanho para as nossas medidas, ou seja, a terra é lenta e monótona vista de fora. E todas as outras velocidades são calculadas relativamente ao entendimento de paralaxe, só para entender, um parsec é a diferença de um grau em uma medida de triãngulo imaginário ctendo a terra em suas posições extremas em relação ao sol, creio que seja a medida solsticial ou equinocial, ou afélio a periélio.
    De novo, o estudo é fundamental ou terei sempre que falar o que vc já estudou no primário e secundário, pois nada até agora envolveu cálculo mais compléxo.
    até uma bola de ping pong segura partícula em giro muito mais rápido, e só tem o magnetismo gerado pela estática, eletricidade básica!
    6- Essa é apenas uma teoria, nem os doutos arrogantes são tão arrogantes quanto vc alegando que isso é lei!
    stephen hawkins é um aleijado e seu cérebro é igualmente mal oxigneado e aleijado, vale estudar fisiologia para entender isso. Mens sana in corpore sano

    7- planificada é seu entendimento, as galáxias são elipticas por forças de giro, todo grupo de corpos tendem a se alinhar em uma eclíptica e isso ocorre nos planetas e sistemas também, todos se alinham em uma mesma eclíptica.
    S´[o a pirraça e a teimosia estúpida não vai te levar a nenhum lugar.
    Mas se estivesse na escola estaria prejudicando a todos os outros alunos menos arrogantemente estúpidos com tolices que nem no dia a dia são vistas de forma alguma.
    Estude FAB!
    Depois eu falo do resto das insanidades, e por favor não fique com papo idiota porque atrái idiotas!
    E aí eu baixo o sarrafo.
    E ainda me chamam de todo tipo de latidos. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comecemos pelo óbvio, meu caro: o texto NÃO É MEU. Apenas o estou compartilhando, como disse no início do post.

      Eu aceito a verdade sempre, não importando se me é ou não agradável. Só peço para não ser meia verdade ou pior.

      Boa parte do que escreveu é básico e eu conheço a maior parte (não significa que a domino). Mas necessito me aprofundar um bocado para deixar de patinar. Tentarei.

      No mais, grato novamente por pontuar o tema. Só uma pergunta: suas afirmações tem comprovações em pequena escala. E em grande escala ('global')?

      Excluir
    2. Claro!!! Todas são comprováveis em modelos menores, a mais difícil de fazer é a da ecliptica, mas não impossível, basta usar um balde de água e encher de bolotas de material com densidade proxima a 1,1 até uns 1,3 que com isso garante esses corpos a meia água.
      Daí esses corpos devem ter dentro um micro imã e no meio coloque um ima girando, deixe os corpos com diferentes densidades e volumes e verá que mesmo assim conforme o ima gira os corpos tenderão a se alinhar em uma ecliptica, pois todos criarão momentos de torque que os ajustarão à dinâmica e e quilíbrio do giro.
      UM giroscópio de uma aeronave usa mais ou menos o mesmo princício, e é assim que ele acusa quando estamos voando de cabeça (ou de lado, o que é bem mais perigoso, pois o avião perde sustentação é cai como prego) para baixo sem saber!
      Toda aeronave em nevoeiro (e até à noite) fica sem referecial direção e sem horizonte, achamos que estamos voando horizontal mas podemos estar voando vertical direto para o solo, isso sempre foi um terrível e comum acidente e o giroscópio veio para resolver isso!
      Para simular o giro planetário basta usar um balde cheio de água e uma corda, gire-o, e se for lento a água cai em vc e se for rápido demais a corda parte e o balde vai acertar a cabeça do vizinho!

      Qualquer corpo imobilizado tende a se voltar para o corpo maior no vácuo e até flutuando em algum meio, pois existe a eletricidade estática e ela como toda manifestão de força (mesmo que não seja em ondas é uma força, é a dita energia escalar, onda é uma perturbação em um meio e a energia escalar é o meio na perturbação)

      Excluir
    3. Gostei, muito legal, mas tais experimentos usam ímãs e água.

      Como isso tudo funcionaria com corpos colossais, no vácuo e a velocidades estrondosas (é dito que o Sol se move a quase 800 mil km/h)? Da mesma maneira ? É comprovável ?

      Excluir
    4. Nas medidas colossais as comparações têm que ser colossais!!
      Para esses corpos colossais essas "velocidades colossais" são o caminhar preguiçoso pela praça!

      Os modelos que sugeri servem mais para mostrar que forças para puxar ou atrair qualquer coisa não falta e o equilíbrio dinâmico sempre se fará presente em um dado momento, é o princípio entrópico dando a palavra!

      Excluir
  2. É sério FAB ?
    Cavendish 1798 ?
    Boyz 1889 ?
    Bem, recomendo que leia sobre massa inercial e massa gravitacional.
    Veja, o objeto que é mais leve tem uma massa pequena, então uma inércia também pequena , e o objeto mais pesado tem uma massa maior, assim também uma inércia maior. Logo, eles cairão com a mesma velocidade, partindo ambos do repouso. A força maior atua sobre a massa maior e a força menor atua sobre a massa menor. Uma coisa compensa a outra.
    Alguém me ajude com o FAB !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia Vapera mais acima.
      E a primeira parte de minha resposta a ele.

      Excluir
  3. Daqui a pouco o FAB vai voltar com a história da terra plana !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não fique na expectativa. Um aperitivo, com desenho e tudo:

      https://www.youtube.com/watch?v=hOzmbbf2hjw

      Excluir
  4. Eu leio o vapera.
    Neste assunto, ele sabe mais do que eu.
    Leia você também, e aceite a sugestão dele :
    Estude FAB!

    ResponderExcluir
  5. Viu FAB ?
    Você não leu o vapera , ou não teria sequer cogitado oferecer este vídeo lamentável e cheio de falhas, como defesa da terra plana.
    Você expõe sua carótida e depois o vapera diz que eu disparo uma metralhadora giratória. Não é preciso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como sempre digo ao Vapera: "Cada cabeça, uma sentença". Cada qual que viva à sua maneira.

      Se você pensasse só um pouquinho, veria que meu blog é anódino e não merece tamanho esforço de vocês para desdizer o que posto. No máximo, opinariam, ofereceriam idéias diferentes ou diferenciadas e... até a próxima.

      Até que tais idéias diferenciadas encontrem eco em mim, seguirei nesta minha toada "anti-qualquer coisa".

      Excluir
    2. "toada "anti-qualquer coisa""?

      Você tá doido, não vê que sua toada é anti-você?
      Você acha que o outros que vem aqui neste blog anódino
      estão aqui porque não tem o que fazer?

      Se você ver um medíocre na rua querendo pular debaixo
      de um caminhão você não faz nada?

      Recomendo o uso de drogas pra ver se coloca essa cabeça
      em cima do pescoço!

      Fique com sua empáfia plana, sei que não faz falta mas
      aqui não me manifesto mais.

      Excluir
    3. O "anti-qualquer coisa" é uma ironia aos tantos que me dizem que eu só "questiono por questionar" ou pior.

      Os que visitam meu blog (um das centenas de milhares só no Brasil) buscam novidades, temas, idéias, curiosidades ou até mesmo apenas saber em que estou imiscuído no momento. Exatamente o mesmo que em todos os outros. Se não as encontram, seguem em frente.

      Se eu tiver chance de conversar, eu o faço (mesmo com um suicida ou animosos com animosidade).

      E se meus pensamentos, conceitos e ideais lhe são avessos ou aversivos, não perca seu tempo comigo. "A vida é tão rara".

      Excluir
    4. Animosos com animosidade foi boa!

      Veja que o animoso foi você, dizendo para o soldado (e "outros") que ele"s" praticamente não pensa, ainda ironizando sua pequenez X gigantescos esforços para lhe contrariar, se não for arrogância é pieguice! :-)

      "Até que tais idéias diferenciadas encontrem eco em mim"

      Nem esfriou o post da gravidade pendendo à terra plana você vem com outro post completamente terraplanista e acha que ideias diferenciadas vão encontrar eco quando?

      Você não estudou e ainda desdenha!

      E não contente dá um: até a próxima!?
      "Se eu tiver chance de conversar, eu o faço"

      Se a vida lhe fosse tão rara levaria em consideração o
      que os outros perdem tempo com você e não perderia tempo
      com essa sua falacia de se não pode comprovar a curvatura
      é impossível a Terra ser esférica, e o cruzeiro do sul na austrália e no chile simultaneamente, e o transito de Mercúrio, o movimento retrogrado dos planetas, os eclipses???

      "E se meus pensamentos, conceitos e ideais lhe são avessos ou aversivos"

      A questão não é essa, a questão é que você parece que não lê e se lê não entende e fica de picuinha se achando o bonitão do morumbi.

      Não cumpri minha promessa mas vou tentar. :-D :-D



      Excluir
    5. Espero que um dia, minha 'arrogância' consiga entender por que minhas 'falácias' são tão relevantes a ponto de tantas insistências em deplorá-las se sobreporem.

      Só porque eu não consigo aceitar "oceanos curvos" e uma "bola louca fazendo quatro movimentos pelo universo" ('Teoria do Vórtex'), virei um "alien", um alijado, um "Deus-nos-Livre" ? Vocês aceitam. Sejam felizes.

      Eu simplesmente continuo a promover debates (toscos, até patéticos? Paciência.) e deixo a palavra livre (adoro este trocadilho).

      Em geral (como os dois últimos), quando é um assunto ao qual tenho tantos questionamentos, eu compartilho artigos alheios que evidenciam aquelas dúvidas que tenho.

      E que cada um use seu tempo como bem entender. Se o que proponho é perda de tempo e vida, siga em frente em sua busca. Quem sabe, um dia você encontre por aqui algo que coadune com suas crenças?

      Excluir
    6. EU JURO!!!
      Juro que é a ultima vez que vou me passar por tratante!

      Fab, larga de chorar, tá parecendo alguém...

      Seu argumento não voga, é 100% terraplanista, é que
      a verdade é ridicularizada para esconde-la.

      Que a oposição é ferrenha pelos alienados do sistema maçônico, doutrinados na escola, etc...

      Temos que revelar a verdade para que o sistema caía e blá, blá, blá...

      Você já reparou a estirpe dos terraplanistas?
      Parece o quê?
      Cidadãos despertos e preocupados com o futuro da humanidade?

      São o que parecem, religiosos ou "descobridores da verdade" que à partir da verdade vão derrubar o sistema e vão deixar de ser gado.

      Ninguem pode vencer o sistema, todo dia um se mata no metrô, mas não tem um corajoso pra se enrolar numa bomba e abraçar um politico.

      Seus questionamentos já teriam sido sanados se você tirasse o antolho e veria do lado os meus questionamentos que você fez que não viu, a tal da curvatura tem muitas variáveis. já te dei a receita mas vou desenhar um exemplo tosco, se você ver um travesti na rua, de noite, com garoa, neblina e bêbado, você vai ter certeza que é mulher!

      Aí você vai conversar com "ela" e você repara um gogó, a voz de taquara rachada, uma barba mal feita, muita bunda pra estar solta na rua, roupa muito espalhafatosa, parece um palhaço pintado, você já fica esperto e não vai querer conferir a "curvatura" porque tudo indica que é uma cilada BINO.

      São EVIDENCIAS!!!

      Há varias evidencias irrefutáveis da esfericidade da Terra,
      confira-as antes de dar o veredito, já pensou se o cara fosse conferir primeiro a "curvatura" sem ver as evidencias?



      Excluir
    7. Quanta exasperação...

      Finalizando, então: a maior das evidências da esfericidade terrestre são os oceanos curvados.
      Abraço.

      Excluir
    8. Grande FAB, por favor, a analogia ficou perfeita e completamente hilária!
      E vc não dá uma gargalhada??
      Descobri o seu problema! Constirpação!
      A solução é mamão noite e dia saúde e alegria!

      Vale até versinho de porta de banheiro: Mamão de dia frescor e alegria, mamão de madrugada é fedentina na privada! :D

      Se não resolver a solução é enema, com enema não tem entupimento gerando problema!
      Mas ve lá hein, enema é coisa séria, se fizer faça em doses homeopáticas pois adulto constirpado tem fezes dura que é caco quebrado, e se o enema for bruto, não ser excremento para todo lado, é intestino cortado!!
      Eu ficaria na mamãozada, e com toda a sementada! :D

      Excluir
    9. FAB, a do movimento retrógrado foi pesada, essa pode ser introduzida como supositório nos aconchegos de qualquer terraplanista sem que ele tenha tempo de contrair o esfincter!!!
      Se não sabe o que é movimento retrógrado, vou de novo repetir algo que basta olhar os céus.
      É o movimento aparentemente voltando que todo planeta com diferente velocidade da Terra que ao cruzar a terra aparenta inverter de movimento, pois por uma questão paralática ele estará voltando em vez de indo.
      Só isso mostra que um corpo deu um "nó" no espaço, o tal movimento retrógrado.

      Excluir
    10. Devo concordar, meu caro, que o Paulo faria sucesso como stand up.

      Minha alimentação é muito boa há anos, tanto que até azia e rinite eu parei de ter.

      "Versinho de banheiro"... E você vem falar mal do Vandré ?

      E nunca precisei de enema, nem de conhecer movimento retrógrado (apesar de já sabê-lo).

      Excluir
  6. Caro FAB,
    O Paulo tem razão, se nos damos ao trabalho de elevar o nível da discussão neste blog, é pela consideração às pessoas que aqui vem e ao moderador. Se este acha irrelevante a discussão, apresentação de idéias, o controverso, pois suas opiniões não estão abertas , realmente estamos no lugar errado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Soldado, meu caro, em qual momento eu fiz qualquer coisa para desmerecer qualquer opinião de quem quer que fosse ? Mesmo não concordando com ela ?

      Ainda que tivesse sido pessoal contra mim, eu sempre permiti sua publicação, desde que não fosse ofensiva, grotesca ou similar.

      Todas as opiniões (prós ou contras) sempre serão bem vindas e expostas às apreciação e réplica de todos os que assim desejarem fazê-las.

      Excluir
    2. Pô, FAB, que pasa???

      Vc deixa retardados babaovos latirem todo tipo de estupidez, até terminho de videotas como esse "que meda" do felador de cristo vc permite e não fica espivitado, e os caras estão tentando te acrescentar valor nessa questão e vc fica p... com os caras?
      Não estou entendendo.
      Isso parece implicância de criança birrenta!

      Excluir
    3. Eu permito que todo visitante emita suas opiniões, Vapera. Apenas e tão somente isso. Concordar com elas são outros quinhentos.

      E se uma delas me deixar p..., ou eu replico, ou sequer a publico. Até agora, nenhuma sua, do soldado ou do Paulo me deixou p..., visto que todas foram publicadas.

      Excluir
  7. Caro FAB
    Concordo com o Paulo.
    Mas é verdade que você permite a livre expressão das ideias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E cada qual que conviva com as suas, caro soldado. Por mais tristes, pobres ou grotescas que sejam.

      Excluir