Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


terça-feira, 17 de outubro de 2017

Vegetariano

Resultado de imagem para vegetariano
Dieta ideal
Amigos e amigas.
Há uma década que venho me doutrinando a eliminar de vez a carne da minha dieta. Praticamente já fiz isso com o leite e o pão. Ainda não significa que não ocorram raríssimos momentos em que consuma um laivo de um ou o outro, mas o processo está se mostrando cada vez mais benéfico para minha saúde.

Há muito, parei de ter azias e alergias, coisas absolutamente comuns nos dias atuais devido à alimentação desregrada, industrial e poluída com toda a sorte de químicos. Além do principal (saúde), temos o bem querer aos animais, que passam por tudo o que é crueldade para alimentar seres essencialmente herbívoros (nossa dentição, unhas e estrutura da mandíbula mostram isto). Vejam alguns pontos dessa afirmação aqui.

Os métodos de abate são TODOS cruéis e assustadores. Alguns são covardes, como a obtenção do foie gras, um patê gorduroso provindo do fígado brutalmente dilatado de aves. Se quiserem conhecer, vejam o processo de preparação do animal aqui. É fato consumado que o ser humano não precisa consumir carne para viver bem. Há muitos substitutos para ela, principalmente o ovo. Neste post, poderão conhecer vários motivos para abandonar o consumo de carne.

Finalizo apresentando o 'método kosher' de abate, que é o ápice dessa crueldade. Paul McCartney disse há muito tempo: "Se as paredes dos matadouros fossem de vidro, a humanidade seria vegetariana".
FAB29

ritual judaico de abate (em hebraico: shechita) de animais (às vezes, também, de humanos não-judeus ou gentios), é uma forma cruel de abater animais segundo as leis do judaísmo, para produzir o alimento kosher ou kasher. Consiste na degola do animal sem antes deixa-lo inconsciente, fazendo-o sangrar até a morte, em um método doloroso de abate.
Abate
Para a realização da degola, o animal é encaminhado ao recinto que é utilizado para atordoamento do abate não destinado à produção de carne kasher, expõe uma das patas traseiras em um espaço de abertura, a qual é presa por uma corrente com roldana. O recinto é aberto, permitindo a saída do animal enquanto a corrente é suspensa por um guincho. O animal é baixado até seu dorso tocar o solo, mantendo seu posterior suspenso. Um gancho, na forma de “V” é colocado sobre a mandíbula e o pescoço é tensionado. O shochet (pessoa treinada para realizar o abate) apóia uma das mãos sobre o pescoço do animal, e através de um movimento realizado com a chalaf (faca usada no abate), corta entre o primeiro e o segundo anel da traquéia, a pele, veias jugulares, artérias carótidas, esôfago e traquéia, não podendo encostar o fio da faca nas vértebras cervicais.
Fonte: Metapedia